Ir para conteúdo

Lisboa Santos

Lisboa Santos

Cadastrado: 08 Jul 2015
Offline Última atividade: Apr 22 2017 10:28 AM
-----

#184408 [ABERTA] Verde e Torrado - 1º Compra Coletiva de 2017 - A Compra Coletiva Caf...

Publicado por Lisboa Santos em 19 April 2017 - 06:41 PM

Tem umas coisas de frete que precisam ser sopesadas em conjunto. Eu reclamava de pagar R$20 de frete qdo comprava café online do Coffee Lab, até o dia em que fui no Coffee Lab e paguei R$25 de estacionamento! :P :lol:




#184196 Cafés Square Mile

Publicado por Lisboa Santos em 14 April 2017 - 11:34 PM

Dos cafés cafés da SM que tomei no ano passado a faixa ótima (ou pico) esteve entre 8 e 10 dias da torra. O que eu não fosse consumir ao longo da segunda semana, congelava já no dia que abria o pacote.




#184007 Cafeteria em Goiania

Publicado por Lisboa Santos em 11 April 2017 - 12:41 PM

Desconsiderando as preferências pessoais, porque é uma discussão sempre inútil, a AeroPress nasceu para preparar café com grãos de supermercado (moagem fina). Em boa parte das máquinas com preset de métodos, a moagem da AeroPress está regulada em fina (ou fina média), pouco acima da de espresso. Talvez pela sugestão de fazer um café entre espresso e french press, começaram a inventar de engrossar a moagem da AP justamente porque, ao contrário da french e espresso, a AP aceita qualquer granulometria. Quanto mais fina a moagem (do que decorre uma suposta faixa granulométrica mais estreita), maiores as chances de uma melhor (mais complexa e mais rica) extração. Neste contexto, principalmente com os tempos originais extremamente curtos (outra característica de marketing da AP: fazer um café descomplicado em 1:30min), a moagem mais fina é mesmo a mais adequada, especialmente com filtro de papel. A granulometria (em qualquer método coado), por si só, não quer dizer dizer nada: tudo depende do manejo de todas as outras variáveis de preparação.




#183925 Bravo Mini

Publicado por Lisboa Santos em 08 April 2017 - 05:52 PM

Maravilha!




#183779 Air Fryer Philco - GTCR-F1

Publicado por Lisboa Santos em 06 April 2017 - 12:37 AM

Não entendo disto, mas imagino que exista alumínio alimentício (ou, pelo menos, de acordo com a rigorosa legislação brasileira de embalagens para alimento e bebida) e outros para fins genéricos. Quando comecei, eu tinha acabado de comprar uma chaleira muito barata (de R$10 em 2015), e passando um V60 um conhecido meu com um paladar muito bom (ele não entendia nada de café mas sentia mais e melhor os sabores na xícara do que eu) dizia que aquele "café" tinha um gosto metálico, tb notei depois que ele falou (acho que era a 2ª ou 3ª vez que eu estava usando aquela chaleira). Daí, sem ele ver, fervi a água numa panela de aço que sempre usara antes, fiz novamente o café, pedi pra ele experimentar e ele me disse: "ué!? a nota metálica sumiu! você mudou a receita?". Comprei uma chaleira de inox, que está comigo até hoje.

 

For the records, caso a malha acima (aliás, uma excelente ideia do Edison) não seja de inox ou de alumínio apropriado para alimentação.




#183699 Cafés 1268 Grão

Publicado por Lisboa Santos em 04 April 2017 - 12:57 PM

Hoje decidi tentar abaixar o amargor e a adstringência e ainda aumentar a doçura de forma de neutralizar ainda mais as notas amargas no coado.
(....)
Funcionou muito bem, sem amargor é maior doçura, ainda que um pouco fraco.

Imagino que 5,5% seja uma concentração muito baixa, para esta temperatura.

 

Bernardo, uma maior extração, decorrente de uma BR mais baixa, vai trazer mais doçura pra a xícara, o que acaba reduzindo a sensação (impressão) de amargor.

 

Quanto à adstringência, o Matt Perger fala (já vi outros depoimentos em Fóruns lá fora), e está no Compasso do Coado dele, que um pequeno aumento da BR reduz (ou elimina) a adstrigência. Já aconteceu comigo dezenas de vezes, pois uso em geral uma BR bem baixa de 5,5%, de aumentar 0,5% (no máximo 1%) a BR para a adstringência sumir. Isso somente é válido quando a adstringência não resulta de um defeito mais grave do café, se ela (estou falando só da adstringência) não sumir com aumento de 1% na BR, então tudo indica que não seja problema de extração.

 

Estou provando um café, por estes dias, que devido a um defeito de torra (grãos menores sobretorrados, e pergaminho de quase todos os grãos quase que carbonizados) está trazendo um certo amargor que não consigo eliminar totalmente com a extração (o que é raro). Numa BR mais alta, a acidez fica muito mais brilhante e complexa, mas o amargor sai do mínimo tolerável (tolero pouquíssimo, quase nada) para um nível que me incomoda, principalmente na finalização prolongada (minutos depois do último gole). Daí entra a questão das preferências (e tolerâncias pessoais) no check and balance da xícara. Adoraria sentir aquela acidez mais intensa e rica, embora com menos doçura, mas o amargor que vem junto (o outro lado desta moeda) quase que tira o prazer de saborear o café, então vai com menos brilho mesmo....

 

Em qualquer BR, e supondo-se mantidas as demais variáveis, uma temperatura mais baixa vai deixar o café menos intenso do que com um temperatura mais alta. Se vc já está achando "fraco" com BR de 5,5%, com água a 96ºC, com água a 92ºC vai ficar mais "fraco" (e menos complexo e doce) ainda, ou vice-versa.




#183635 Refratômetro / Condutivímetro

Publicado por Lisboa Santos em 02 April 2017 - 02:20 AM

Achei esse nacional, mas só mede condutividade mesmo, em mS/cm; não tem um algoritmo de projeção para TDS, mas dá pra calcular o TDS por fora (trabalho a mais).

 

http://www.instruthe...

 

Aqui tb, mas só mede condutividade. A conversão disto é um problema à parte, mas tendo um padrão (fórmula matémática genérica para convertr em TDS) já ajuda em algo:

https://www.lojainst...A6TsaAmw78P8HAQ

 

O William Freitas aqui do CdC parece que importou um que avaliei pra ele, manda uma MP pedindo informações, pois não o tenho visto por aqui.




#183634 Refratômetro / Condutivímetro

Publicado por Lisboa Santos em 02 April 2017 - 01:59 AM

Estava esperando o Sergio dizer da dificuldade de leitura (ótica) que é de baixa resolução. Ademais tem que limpar a lente a cada uso, usar uns filtros que o Sergio penou pra achar (até a última informação a membrana achada não servia) etc. Pra quem não quer precisão laboratorial, nem pretende divulgar tecnicamente seus resultados com um mínimo de rigor científico: vai de condutivímetro! pois, além da resolução mais alta e eletrônica, entre usar, limpar (passar os eletrodos em água corrente) e guardar é 1 minuto, muito prático e fácil de usar, sem estresses. ;)




#183628 [ENCERRADA] Consulta para a primeira Compra Coletiva de 2017 do Clube do Café

Publicado por Lisboa Santos em 01 April 2017 - 08:53 PM

:P :lol:  A Guiga escreveu no ZAP 1500 sacas, o cegueta (e cansado e descuidado) aqui é que leu (hoje) 15000! :blink: Mesmo assim achei alto, na base dos 5% (que ouvira antes dos percentuais CaÊanos) daria 75 sacas (de uma mil e quinhentas sacas). Deixa quieto.... ;) melhor eu ir treinar AP.... :lol:




#183609 [ENCERRADA] Consulta para a primeira Compra Coletiva de 2017 do Clube do Café

Publicado por Lisboa Santos em 01 April 2017 - 01:34 AM

o Igor postou em 31/03:

 

Outra boa notícia é que o Moka do Topázio Amarelo Natural da Fazenda Barinas é nosso. É um espetáculo de café! Peguei nada menos que 4 sacas dele ....

 

E só para tirar uma dúvida que surgiu anteriormente, o café é moka mesmo, não é peneira baixa ou bica corrida:

 

33605551652_d9394f9644.jpg

 

O Allex tinha colocado isto antes:

 .... seria interessante saber se são moka de origem ou se são grãos de bica corrida ou só peneira pequena, porque uma coisa não é igual a outra né.
 

 

Já que estamos por aqui para aprender tb, vamos esclarecer pq ainda está meio confuso pra mim....

 

Não tinha entendido o que o Allex quis dizer com "moka de origem", porque moka é moka, não é simplesmente grão de peneira pequena ou grãos pequenos de bica corrida, como o Igor explicou. Pelo que ainda sei, tem (ou pode ter) mokas em cada pé de café, mas não tem pé de café só de moka (nem do tal Kona havaiano). E os mokas em geral são menores que os correspondentes grãos "normais".

 

Minha amiga Roberta Bazilli  de vez em quando torra peaberry que são catados a mão (é uma produtora modesta) entre cafés que passaram entre peneiras 11 e 13, mas pelo que o Igor mostrou esse moka da CC tem até peneira 15 ou 16, o que me surpreendeu pois os PB africanos que tomei no ano passado deviam estar entre 10 ou 11 e 13, como eu costumava ver da Roberta. Como já disse alhures, um dos cafés da Square Mile do ano passado era um Kenya Gichataini PB que era muito superior ao AB e este ao AA (A = 16+, e B = 14 e 15, salvo engano), cada grupo tinha inclusive notas diferentes, embora fossem do mesmo café. Em que pese a controvérsia, a Roberta é uma dentre os que dizem que o moka ou peaberry é nitidamente mais doce, saboroso e aromático que os outros grãos de um dado lote, e eu tive a oportunidade de experimentar isto na prática de um varietal que ela produziu no ano passado (era um 84 pontos e como tal com nada de especial, mas o lotinho especial comemorativo de peaberry era uma delícia).

 

Já tomei o Topázio Amarelo da Rastafari no ano passado, estava já entrando na 4ª semana mas deu pra notar o potencial dele, imagino um peaberry deste varietal! Pelo que o Igor está falando talvez seja o melhor café da CC, vamos conferir....

 

Eu e o Hélio estivemos na Mantissa no Carnaval e o equipamento dos caras é de arrebentar! Tinha vários grupos de peneiras classificadoras, como o Caê mostrou, mas fico pensando como elas (classificadoras puras) podem (ou conseguem) separar só os mokas de outros grãos de uma dada faixa de classificação!?




#183594 Qual o grão no seu moinho HOJE (ou café na sua máquina, coador, aeropress etc.)?

Publicado por Lisboa Santos em 31 March 2017 - 06:58 PM

Bruno: se vc fizer com 1:14.285 deve ficar melhor! :P :lol:




#183548 Diagnóstico do Café Coado

Publicado por Lisboa Santos em 30 March 2017 - 06:21 PM

Tecnicamente, os métodos por infusão (AP, FP, Clever, Globinho) proporcionam extrações naturalmente mais ricas e complexas (tendência, não certeza, o que depende do preparador), pois tendem e extrair mais solúveis e de uma maneira mais uniforme. Por isso, mas não só, eles têm minha total preferência. O V60, mais especificamente, tem muito mais merchant do que resultado superior, muita gente aqui no fórum prefere o sistema Melitta, em igualdade de técnica de preparação. O V60 e os Harios em geral têm seus charmes, com os acessórios e tudo o mais, é muito estiloso e chique. Passar um coado num Hario de pano (a jarra é linda parece uma Chemex) é um espetáculo visual que encanta as visitas, leigas, ou não, em café. Agora se quiserem tomar uma xícrinha danada de boa, vai ter que ter paciência pra esperar eu preparar uma AP. Outro dia servi, pela primeira vez um café pra um amiga, preparado numa AP, ela que está acostumada a adoçar (pouco diz ela), tomou e perguntou: "mas vc não falou que tomava sem açúcar?!". E eu: "Pois é, falei... e estou cumprindo!". Tomamos, só com a doçura natural do cafezin... ela ficou besta! :P :ph34r:

 

Odorico Paraguaçu concordaria com você: "Sim! o Lisboa é mais do que monografista, é quase que bibliático mesmo!".




#183469 Aeropress

Publicado por Lisboa Santos em 28 March 2017 - 11:13 PM

Por ironia do destino, porque o destino é o destino, eu tinha decidido há muito tempo que não iria participar deste Campeonato. Daí conheci pessoalmente o pessoal do Caparaó, tivemos uma tarde e noite maravilhosas no Sítio Canaã do João Hamilton, fui convidado com o João para passarmos uma semana por lá. O João queria porque queria participar do campeonato e aproveitar pra fazer a visita. Eu ia só pra acompanhá-lo, e ajudá-lo, dar uma força. Daí o Hélio disse que ia se inscrever tb, e os dois, mais o Beto, botaram fogo pra eu ir tb, e quando boto lenha na fogueira é pra queimar até virar cinza (já fui escoteiro, adoro!).

 

Daí o vento muda, o João vai viajar pelo mundo cafeinado, o campeonato vai ser quando se inicia a safra, e ele diz que não vai mais poder participar. Restou o Hélio, que não conseguiu se inscrever. Resta eu, e o Beto, meu sonny brother, companheiro de quase todas as noites no ZAP cafeinado, ou pessoal mesmo. Então é nóis na fita!

 

E barro e estrada ruim eu até que gosto, já morei no Parque Nacional de Itatiaia (RJ), lá dentro mesmo, nem luz tinha. Faz uns meses que não tiro o pé do barro conhecendo as fazendas de café, daqui e num raio de 60 km (e entendendo o que esse pessoal passa), então minha 2ª razão de ir pra lá é tirar mais uma nanoférias (vai fazer 10 anos em Abr que não sei o que é férias, mais de 10 dias sem trabalhar ou se preocupar com o trabalho). Tô querendo aproveitar o investimento na viagem para ficar por lá uma semana depois do campeonato (até para intercâmbio de experiências cafeinadas como preparação de receitas, colheita, beneficiamento e torra), mas não sei se o Beto poderá ficar tanto, tomara que possa! Mas isso ainda não é (nem será) um problema, então não vou me preocupar. 




#183459 Aeropress

Publicado por Lisboa Santos em 28 March 2017 - 09:24 PM

Ô CaÊ! vc acha que a copa da FIFA sem o Brasil não teria graça?! kkkk pergunta prum argentino.... :P Esse assunto vai longe, nem vale a pena começar...  ;)

 

Eu acho pelo que senti pessoalmente lá em Curitiba, não sei se é só minha postura, que o Campeonato de AeroPress é bem mais informal, meio desorganizado mesmo (vc viu o espaço que deram pro nosso Hugão na bancada na Irlanda?), farrístico, a prioridade penso é mostrar que é um equipamento ultra versátil, prático e fácil de usar: pra dona de casa tb, essa é propaganda oficial inicial da Aerobie, bater o recorde de fazer café (1min, 1:30min) em casa com grão moído de supermercado, e o Campeonato tem este espírito de fazer rápido (daí o tempo "curto" de 8 minutos, na verdade até "longo" neste contexto). Eu queria ver uma AeroPress num campeonato de coado, se eu fosse um barista (parece que precisa ser vinculado oficialmente a uma empresa do ramo) arriscaria um campeonato de coado daqui uns 2 ou 3 anos, com 15 minutos para fazer duas receitas quase que simultaneamente etc.

 

Acabei de ver no Instagram que na Espanha (pouco menor que MG e o dobro de SP, ou SP+PR) fizeram 7 seletivas regionais para o Campeonato Espanhol de AeroPress. Não sei se é só questão de grana, patrocínio, profissionalismo, organização, vontade... os regionais não precisariam ter uma estrutura enorme, só seletivas menos "produzidas" mas suficientemente eficientes pra o fim a que se destinam, semelhante ao que tem por aí na TV, com os jurados principais (ou não) percorrendo o Brasil. Em todas as capitais (onde o produto café é bem desenvolvido) eu sei que sairia algo de muito bom, veja o que o Espresso Pequi faz em Goiânia, a Terça Expressa em Porto Alegre, o Igor em BH etc. Ou poderiam fazer o Campeonato em 1 ou 2 dias, com 2 ou 4 turnos (3 seletivas e uma grande final com 9, sei lá), juízes diferentes nas seletivas, enfim...




#183439 Aeropress

Publicado por Lisboa Santos em 28 March 2017 - 04:38 PM

@Álvaro e Jefferson, vão fuçando o Compasso do Coado do Matt Perger, sem entender como ele funciona não dá pra explicar como a diluição funciona, como ela pode modificar a percepção da sua xícara etc. (spoiler: ela não vai trazer pra xícara o que vc não extraiu do café, não existe esta mágica!). Mais tarde se der tempo dou umas respostas.

 

Além de muito ocupado essa semana, estou agora que nem cachorrinho feliz pois consegui de novo me inscrever no CBA 2017 (Campeonato Brasileiro de AeroPress 2017), e a loucura já vai começar hoje à noite mesmo com um Salada de Frutas do Sítio Santa Rita que chegou hoje! Não é o mesmo que será usado no campeonato, mas deverá ser parecido. Haja sincronismos!  :P

 

Que eu conheça, daqui do Fórum, só o Hugo Rocco, nosso Campeão Brasileiro e Bronze Mundial conseguiu se inscrever, parece que as inscrições fecharam em menos de 25 seg, eu enviei com 2 seg! :ph34r: O Fernando da 1268 (enviou em 27 seg) e o Hélio Nascimento (mais de 1 min), ambos daqui do CdC, não lograram êxito. Que pena!  :(

 

Acho que "100% CdC" só eu mesmo, de novo! Somente eu e uma aficionada de BH somos "Amadores" (saiu assim na lista de inscrição, com muito orgulho), os outros 25 participantes, portanto, são todos baristas profissionais vinculados a alguma cafeteria, fazenda, produtores, torrefadores, distribuidores etc. (como o nosso querido Hugo Rocco do Moka Clube).

 

Entrou na chuva é pra se molhar! Vamos nessa! botar a chaleira pra derreter de tanto esquentar água! uhuuuuuuu B)