Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 07/24/2017 in all areas

  1. 14 likes
    (não tenho certeza se esse é o board certo, qualquer coisa podem mudar) Pessoal, estava buscando uma balanca que fosse boa e não tão cara quanto pagar R$ 400 reais em uma da hario com timer. Como não consegui, resolvi fazer minha própria balanca e disponibilizar o projeto pra quem quiser replicar. Acabou saindo uma balanca bluetooth que mostra o peso na tela do celular, assim como as Acaia Perl. O projeto encontra-se em https://github.com/leonardok/ascale e a interface no celular ficou como na imagem em anexo. Para o meu projeto comprei uma balanca chinesa, tirei tudo de dentro pra aproveitar apenas o sensor de peso, e coloquei todo circiuto lá dentro.
  2. 13 likes
    Mais 2 extrações agora pela manhã. A segunda ficou muito boa.
  3. 13 likes
    Minha primeira extração Naked, rsrsrsrsr Isto graças ao LIPE que me presenteou ( pelo menos não paguei, xiiiiiiii, será que era para pagar ? ) com um Porta Filtro Naked, pois estava falando sobre o alinhador, que achava que não estava canalizando mas não tinha certeza, pois certeza mesmo só com o naked, ai ele me envio um Naked. Preparado, e embora eu confie no alinhador, fiquei naked também para não sujar a roupa e assim saiu :
  4. 11 likes
  5. 10 likes
    Essa é para dar água na boca dos colegas. Isso é o que está fora do freezer. 20170822_221253 by Carlos Eduardo, no Flickr
  6. 9 likes
    Na reunião do CDC Rio , teria alguns microlotes para prova , mas eu não esperava nada muito especial , tanto é que nós levamos nossos cafés para incrementar o evento. Mas para minha surpresa os microlotes eram dois cafés excepcionais , muito difíceis de aparecer aqui no Rio , que é meio periferia no mundo do cafe , não só excepcionais como raros . 20170819_225201 by Carlos Eduardo, no Flickr O Primeiro é o Laurina Maceração Carbônica , torra de 11/8/17 , quando o Leo me mostrou o café, eu disse que não tinha a mínima idéia do que era , ele me mostrou o texto que o Moço tinha enviado e entendi que Laurina era uma variedade de Arábica e Maceração Carbônica era uma fermentação, mas que era usada para vinho . http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Cafe/noticia/2017/05/cafe-mais-caro-do-brasil-sera-oferecido-em-bar-de-curitiba-neste-final-de-semana.html Chegando em casa fui dar uma estudada para entender o que ia beber , nesse texto da pro cafe tem uma explicação simples. http://fundacaoprocafe.com.br/faq/variedades/gostaria-de-saber-sobre-variedade-laurina Não existe plantação comercial dessa variedade no Brasil , a planta é pequena tem grãos pequenos e baixa produtividade, enquanto um pé de Laurina produz 3 litros de frutas , o mundo novo/acaia produz de 8 a 10 litros. Então qual o interesse nesse café? O café é doce e de alta qualidade , mas a principal característica é o baixo teor de cafeína (0,6%) , em textos estrangeiros vc descobre que existe uma corrida para produzir café "natural" sem cafeína a partir dessa variedade . Essa variedade desenvolvida pela Daterra tem 0,3% de cafeína, enquanto um Arábica tem em média 1,2% e o conilon 2,3%. Para começar o grão é realmente pequeno , na foto a esquerda o Laurina do Moço, no centro o Moka da compra coletiva , que se não me engano era peneira 9 e na direita um FAF orgânico com peneira 16 . 20170820_205152 by Carlos Eduardo, no Flickr No espresso foi uma surpresa a torra ótima para espresso , mesmo ponto de torra que o espresso 22 da6 isso é café, muuuuita crema o que não é comum nas torras do Moço (quem se lembra do frutado ao quadrado) com medo da acidez eu preparei uma BR de 39% , deu um espresso muito doce , cremoso , com acidez média e frutado , muito exótico. Deu uma leve tigrada. 20170821_042353 by Carlos Eduardo, no Flickr Agora no coado esse café arrebenta , na reunião nos preparamos ele, mas ficou fraco , em casa eu preparei ele em uma FP Hario de 300 ml , moído no Forté em 8M , 1/10 , 1 min de pré e 4 de infusão mexendo sempre. Deu o melhor coado que eu bebo faz tempo , muito doce (realmente doce) , acidez muito discreta , minha mulher falou que o café não tinha aquela travada do cafe comum traduzindo , o café não tem adistringencia nenhuma , é frutado e tem aromas herbaceos , outra tirada de minha mulher foi que não parece café , apesar de ter gosto de café.
  7. 9 likes
    Acabou de acabar , mais uma reunião ótima , essa teve muito espresso , e novidades, Aram , ROK , Bellman , filtro de Titanio , American Press e outras coisas . Todo mundo levou café legal , o Leo tinha dois microlotes , um chamado Laurina do Moço e outro Espírito Santo 1° colocado no Leilão da ABIC. Equipamentos : http://20170819_104608 by Carlos Eduardo, no Flickr O Bruno usando a Aram , diga-se de passagem ele esta fascinado com a Aram , fez uns 80 espressos hoje. Mas sem brincadeira achei a Aram muito legal , simples de limpar e fez ótimos espressos, não achei a temperatura um problema. http://20170819_111037 by Carlos Eduardo, no Flickr 20170819_133302 by Carlos Eduardo, no Flickr
  8. 9 likes
    E o cantinho foi atualizado com a máquina nova! Essa é uma Nuova Simonelli Appia II. Muito boa máquina. Depois de regulada, mesmo com o Encore, os espressos saíram tigrados e bem equilibrados. A pressão do vapor é excelente. Próximas metas são: 1) Um moinho melhor 2) Bonavita. Ainda estou pegando a manha da máquina. Mas já estou tendo bons resultados!
  9. 9 likes
    Boa tarde amados! Essa foto é do meu Kit de Espresso! Participo do grupo italiano e do grupo mundial da La Pavoni no Face e quando postei o representante pediu autorização para repostar na página oficial, será que eu dei?? hahahahahah Bravo fantástico, altero entre Pavoni e Passado e estou muito satisfeito! Por sinal o gilberto é tão fantástico quanto o moedor! Tudo de melhor pra ele!!
  10. 9 likes
    Estou eu navegando na PAGINA PRINCIPAL da La Pavoni, e eis quem surpreendentemente aparece: Gil, vc esta muito famoso cara! Estou preocupado com minha encomenda!! Descobriram vc Gil!!! Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  11. 8 likes
    E aí galera! Então, só atualizando: na terça passada foi feriado aqui em BH e rolou um encontro pra descascar o lote esperança, que já tinha descansado por pouco mais de 1 mês depois de secar. Usamos um descascador Botini manual: Pra separar a casca da semente a gente resolveu que um ventilador soprando de baixo pra cima na peneira seria o método mais eficaz... Isso de descascar café faz uma bagunça monstra! A sujeira de torrar é fichinha perto de descascar O final da separação foi na mão mesmo. E pra finalizar, separamos nas peneiras de amostra do Igor. Resultado: de 20L (ou uns 10Kg) de cereja colhido por 4 pessoas em quase 3h, tivemos uns 4,5Kg de frutos secos, pra tirar uns 2150g de grãos depois de descascar É muito trabalho pra pouco café!! Meu respeito pra quem tem isso como rotina! Eu e a @andreiasuzuki já torramos. Mas percebemos que o café ainda pode descansar mais. Mesmo com a umidade adequada, por estar muito novo ele apresenta uma resistência grande no desenvolvimento, e é muito fácil ele sair subdesenvolvido, com notas vegetais não muito agradáveis, que foi o que aconteceu com a minha torra. Então acho que devemos torrar novamente daqui uns 30 dias. Mesmo com a torra não muito legal tentamos fazer uma avaliação, e o grupo concordou que é bem provável que o café tem potencial pra dar especial. Talvez o primeiro café especial que saiu da fazenda da minha família
  12. 8 likes
    Amigos e amigas do CdC, passando aqui só pra agradecer todo o apoio e presença dados a 1268 Café, desde o planejamento dela, passando pela abertura, pelos encontros deliciosos (e por vezes fumaçentos com o bolinha, hehe) até hoje, aniversário de 2 anos da 1268 Café. Meu muito obrigado a todos, e sintam-se sempre acolhidos na 1268, afinal, ela nasceu aqui no fórum e desde sempre se propos a isso Agora em Agosto pra comemorar teremos promos, ações e afins. Conforme for decidindo o que fazer, vou lançando aqui <3
  13. 8 likes
    Chegou!!!!! la no meu insta videos e fotos
  14. 8 likes
    Agora em Agosto estará fazendo dois anos que eu disse que não prepararia mais café subextraído (o que tenho feito, desde então) ou hipoextraído (como costumo chamar, um café que embora tecnicamente não esteja subextraído, ou seja, com menos de 18%, mas não foi levado ao seu limite de extração, o chamado sweet spot). E desde então, não sei o que é tomar café com amargor, salvo se: 1) for devido ao que eu denomino uma das 12 variáveis do grão, principalmente problemas de torra; ou 2) eu ainda não atingi o sweet spot daquele café. Mesmo nas percolações, minhas preparações são longas (6 a 7 minutos, devido à moagem muito fina), agito regularmente, então acaba tendo um perfil de infusão também, daí no meu caso em particular não ter muito sentido dizer que ainda tem muito do café para passar para água, e eventuais sabores ruins que ainda possam ir pra xícara são plenamente compensados pelos sabores bons (especialmente maior doçura) que vão para a xícara devido a uma extração maior. Enfim, nos últimos dois anos, não tomei um café excelente que estivesse bem extraído e que tivesse algum amargor, em qualquer método (menos espresso que não faço). Já fiz inúmeras vezes, inclusive, um teste que o próprio Rodrigo KS já me sugeriu que é ir separando as extrações a cada 30 ou 60 seg em xícaras separadas, medir o TDS de cada uma e provar o sabor, delas e nunca senti na última xícara algo que pudesse prejudicar o sabor total do conjunto das xícaras. Isso se o café, repito, for excelente e estiver bem extraído. E volto a afirmar sem medo, o que descobri há dois anos atrás, e que só venho confirmando ao longo deste período. Café amargo (se não for defeito do grão) é café que, no conjunto do pó, foi subextraído, e não sobreextraído como costumam dizer. A coisa mais difícil de se conseguir é realmente sobrextrair do conjunto do pó: já fiz infusões na AP de até 12 min, ou em percolados de até 9 ou 10min e não sobreextraí do conjunto do pó, ou seja o café não amargou justamente porque não passei do sweet spot dele. Ah! e, sim, eu sou super sensível a amargor, e cada vez mais radical (ou conformado) quanto a isto: um mínimo de amargor já me tira o prazer de tomar determinado café, não importa o quão complexo, rico ou exótico ele seja. Meu primeiro critério de apreciação é amargor: amargou, dançou!
  15. 7 likes
    Aram n° 19! Essa eu mesmo fui buscar aproveitando que estava em Curitiba a passeio. Conheci o Aram pessoalmente, muito gente fina! Pena que passeio muito correndo e não pude ficar mais tempo pra conversar e fazer uns cafés. Lá em Curitiba Aqui em Vix
  16. 7 likes
    Cheguei em casa hoje e uma grata surpresa me aguardava: A Cafeteira Aram n° 12. Pensei que fosse o 16° com base no recibo, mas veio como a n° 12. Tentarei testá-la amanhã.
  17. 7 likes
    O outro café foi o Campeão do 13° Leilão da ABIC. Torra de 9/8/17 http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=304 Esse deu um espresso espetacular , um Mundo Novo com torra media com o mesmo ponto de moagem do Laurina , doce , sem acidez , o aroma uma mistura , de frutas e amêndoas com um aroma de .... pão ! , na hora não entendi o aroma de pão, lendo mais descobri que esse aroma fica por conta do "levemente maltado" do rótulo. Deu um espresso , encorpado , doce , sem acidez , aroma que varia de frutado , para amêndoas e pão ou algum cereal , infelizmente a complexidade foge ao meu pobre paladar , mas com certeza foi um dos melhores espressos que já provei de SO. BR de 40% e também tigrou. 20170820_225645 by Carlos Eduardo, no Flickr Para quem mora no Rio , esses cafés por um preço alto mas razoável é raridade , eu fiz as contas , o Laurina foi 60 reais , para quem mora no Rio , um Sombra da Isso é café (SP) chega aqui por sedex por 69 reais e por PAC por 58 , a mesma coisa para um Unique Organico (MG) e se pensar no Terroa (BA) aí fica bem mais caro , sem falar que as torras são de 9/8 e 11/8 . Depois de tanto café faltou provar esse mundo novo coado , farei isso hoje.
  18. 7 likes
    19º ENCONTRO MENSAL - ESPRESSO PEQUI - CDC GYN - MÊS DE AGOSTO - DATA 05/08/2017 RESUMO: 1-NOVO INTEGRANTE: TORRES! 2-TESTE DOS FILTROS PRA CLEVER! 3-NO NATURALS! SÓ CAFÉS LAVADOS! No dia 05/08, o Espresso Pequi se reuniu novamente em Goiânia, na cafeteria parceira : Luiz Café, em mais um evento exclusivo. Primeiramente, recebemos um novo membro no evento. O nick dele aqui no fórum é Torres e se divertiu conosco no último encontro. Para os que gostam de saber quem é quem, ele é o da direita na foto abaixo. Seja bem vindo Torres! A programação do encontro foi somente de cafés lavados e CD, a maioria dos nossos encontros é repleto de naturais, então nada como fazermos um encontro somente de lavados e CD para variar um pouco. Para tanto tivemos que buscar reforço nos países que tem tradição em Lavados e Honey: Colombia, Kenya, Costa Rica e Guatemala. Nacional tivemos o Brejetuba da última compra coletiva e o Ouro Verde Cereja Descascado 4º lugar do Coe. Primeiramente, fizemos rodadas de 2 em 2 cafés para provarmos previamente todos os cafés. Depois a maioria escolheu o Kenya como o melhor café do evento. E aí partimos pra segunda parte, preparar o Kenya, na Clever, com três filtros diferentes. Um filtro é o tradicional Melitta 4 vendido no Brasil, o outro um Melitta vendido como Gourmet na Europa que eu comprei na Bélgica enquanto estive lá, e por ultimo um filtro permanente que comprei em Portugal. Nesse primeiro teste dos filtros, os resultados foram 3 bebidas muito diferentes. A começar pelo filtro permanente cujo sabor foi muito similar a uma French Press. Notamos também que o escoamento no filtro permanente foi mais rápido que nos outros. Somados esses fatores (escoamento rápido, passagem de fines e óleos) a bebida foi a que mais diferenciou das outras. Todos acharam a pior das 3. Todos os 3 cafés foram peneirados previamente para retirada de fines em uma peneira em torno de 600 micra, já que iríamos fazer no filtro permanente, fizemos nos 3 para não atrapalhar nas impressões. O filtro Melitta gourmet resultou numa bebida diferente, que para alguns era a melhor das 3, pra mim resultou numa bebida mais limpa, os detalhes estavam mais claros e a bebida mais suave. O mais importante foi que a bebida não estava com gosto de papel, pelo fato do filtro não ter passado pelo processo de branqueamento. Alguns ainda preferiram o filtro 4 tradicional mesmo. Esse é um comparativo que iremos fazer com certa regularidade nos próximos encontros, e de preferência em um teste cego, para que o conhecimento prévio não atrapalhe nas impressões. Os próximos encontros vão ser comemorativos. O do mês de setembro será nossa vigésima edição! E o de Outubro será o aniversário de 2 anos! Gostaria de agradecer aqui aos que apoiam e participam do Espresso Pequi! Até o próximo encontro pessoal! Enviado de meu Moto G (4) usando Tapatalk
  19. 7 likes
    Ok. Acho que já posso vender a Poemia 4 shots em sequencia. 1,3,4 com filtro original 2, com filtro IMS Tenho que experimentar mais com o filtro IMS Não achei q foi uma boa extração. Talvez precise de uma moagem mais grossa por ter furos mais finos. O útlimo shot (melhor) foi com um Ninho de Aguia que torrei no domingo. Muita crema! Mas o Salada de Frutas por incrivel que pareça (com 1 mes de torra) ainda está Dando ótima crema tb.
  20. 7 likes
    Bom dia ! Iniciando "gosto" pelos coados, tirei do "porão" hoje esse bule dos anos 60. Abraço !
  21. 7 likes
    A hora que ele calcular o primeiro frete vai querer mudar o material.
  22. 7 likes
    "Brazilian enterpreneur buys Aeropress patents, renames product to Bravopress"
  23. 6 likes
    Fiz 2 espressos agora, mokinha da CC 1 volta + 5 no bravo mini, dei 3 escaldadas de 1 min com água fervente com o PF encaixado: 1a caiu a temperatura para 70 graus 2a foi para 88 3a ficou em 95 e dps de 1 min caiu para 92 joguei novamente água fervente e preparei o PF, não medi esse tempo e fiz com calma, na hora que encaixei o PF estava marcando 94, fiz a extração e a bebida saiu com 71 graus, achei a temperatura bem agradável.
  24. 6 likes
    Chegou o filtro com 1 pacote de café extra, agr sim minha aram ta completa, vamos fazer café
  25. 6 likes
    Grande Gil! Hoje, no último dia do curso de torra, levei o bravo mini e o tamper dinamométrico. Se eu estivesse com o nivelador teria feito sucesso tb rs O Ensei falou um pouco do moedor, mas o pouco foi excepcional. Falou que é um dos poucos produtos nacionais que ele considera excepcional, e fizeram avaliação de moagem comparativa, inclusive com comparação granulometricas, e que é excepcional a consistência da moagem (tanto que ele comprou um, e está esperando ansiosamente rsrsrsrs). Depois disso rodei o moedor para todos testarem (os homens amaram e as mulheres tiveram dificuldade kkkkkkkkkkkkk), mas isso as que nunca usaram um moedor manual. Quem ja tinha usado o Hario ficou de queixo caido. Bom, o produto fala por si, só precisei mesmo passar seu contato. Seu capricho é reconhecido!
  26. 6 likes
    Primeiro: eu aperfeiçoava (ainda aperfeiçôo) minhas receitas a cada 3 meses em média, é o prazo de validade delas! Segundo: café diferentes pedem receitas exclusivas para se chegar no sweet spot de cada um deles. Como geralmente trabalho com minhas variáveis no limite, a variável que mais mexo é o tempo de infusão. Terceiro: na minha receita atual, desde o Campeonato de Aeropress de 2017, uso câmara de vácuo na primeira parte e cavitação (vibração) na segunda, só eu mesmo tenho saco e paciência pra isso! Esquece... Todavia, toda vez que vou testar um café, uso uma receita padrão (vide abaixo) que considero simples (a maioria acha complicada e demorada demais e nem tenta, mas alguns loucos que efetivamente testaram gostaram), não só para ter uma idéia de um determinado grão, como também para ter, digamos, uma primeira impressão mais parecida (e mais justa) para todos que provo. Daí em diante é ir ajustando a receita para chegar no sweet spot de um café. Eu tenho pra mim 12 variáveis de Extração e 12 do Café, que chamo de dodecágonos da Extração e do Café (grão). A questão do prazo de consumo ideal de um café torrado, dá pano pra manga, e inclui entre outras variáveis: tempo decorrido da torra e da abertura do pacote original, e modo de conservação após a abertura (eu utilizo potes a vácuo, em ambiente fresco e escuro, o que dá mais longevidade sensorial ao grão). Da minha experiência e estudos pessoais, o melhor ponto de apreciação está, em geral, em algum lugar do meio da segunda semana da torra, eu diria entre o 8º e 10º dias (principalmente com cafés bem torrados importados). Geralmente eu acho o sweet spot de um grão nesta faixa de tempo, a partir daí eu costumo aumentar em torno de 10seg de infusão para cada dia decorrido (além do sweet spot). Quanto mais o tempo passa, mais é preciso aumentar a extração (no meu caso tempo) para trazer pra xícara o que o café ainda tem de bom para oferecer. Por ser a água, para mim, uma das 5 variáveis fundamentais de qualquer extração (junto com tempo, temperatura da água, granulometria e agitação, e elas trabalharem em conjunto), a minha receita-teste abaixo funciona bem com minha água (de mineralização média), porque resulta em uma extração mais alta e, por isso mesmo, dependendo da água (se muito mineralizada, principalmente) o resultado pode ser desastroso (culpa da água, garanto), então experimente por sua conta e risco. Receita-teste atual: - Catar os grãos mais escuros e queimados, ou com pergaminho queimado; catar os mais claros e subdesenvolvidos, sem crak ou crack pequeno. Usar o que sobrar. - 11g ou 12g (BR de 5,5% e 6%, respectivamente) de grão moído bem fino. - Se tiver use filtro metálico, senão vai de papel mesmo. - Na AP invertida, despejar só 100g de água fervendo em 10 seg, em seguida agitar por 20seg. Depois, agitar quando der 1 min de tempo decorrido (desde o início). - Agitar novamente quando der 2 min e tb 3 min. - Aos 4 minutos do início adicione mais água fervendo até dar 200g. Agite levemente a cada 1 min. - Aqui o tempo de virada pode variar, vc pode começar a experimentar a partir de 6 ou 7 min do início se o café estiver no começo da 2ª semana da torra (entre 7 a 10 dias da torra). Tem que experimentar até achar o sweet spot. Cada café é um café, e cada grão é um grão: cada vez que vc tira café de um pacote para preparar pode haver uma pequena diferença (quanto mais desuniforme a torra e a densidade do grãos, maior a diferença). - Definido o tempo da virada, agite bem antes (pra não grudar pó no silicone do êmbolo durante a descida), vire a AP e desça o êmbolo bem devagar (geralmente uso o peso das minhas duas mãos sem fazer força) entre 1:00 e 1:30min (não importa tanto assim). - Com uma semana de torra começar com 6 ou 7min, e ir aumentando até atingir o sweet spot daquele café. Quanto mais se extrai, mais doce e complexo (notas herbais e florais, e acidez mais brilhante e definida) o café vai ficando. Quando se passa o sweet spot o café estraga súbita e brutalmente, de vez (amarga, fica mais flat, seco, diminui a doçura e aparecem notas amadeiradas ou celulose). Eu costumo aumentar o tempo de infusão em 10seg a cada dia que passa da torra, depois que achei o sweet spot num determinado dia (se no 7º dia da torra o sweet spot estava com 7:00min, no 10º dia poderá estar nos 7:30min, depende de conservação etc.) Vou dar um resumo com o tempo rolando (supondo que vc vai virar a AP em 7min, por ex.): 0:00 Despejar 100g de água fervendo em 10 seg, agitar mais 20seg 1:00 Agitar 2:00 Agitar 3:00 Agitar 4:00 Despejar água fervendo até completar 200g, agitar 10 seg 5:00 Agitar 6:00 Agitar 7:00 Agitar bem, tampar a AP e virar; descer lentamente entre 1:00min e 1:30min Pronto! Pré-escaldar a AP é um boa idéia tb, pelo menos 1 despejo de água fervendo por 1 min, 2 despejos é ainda melhor.
  27. 6 likes
    Consegui testar o Bravo Mini hoje com a Aram. Iniciei com 1 volta e não chegou a chocar mas ficou bem restrito o fluxo. Mudei para 1 volta e 5 e consegui um ótimo resultado. Diria que até melhor que o Vario em termos de sabor. Testei também fazer uma pré infusao. E de modo geral pelo que pude observar reduziu a canalização mas ainda preciso fazer mais testes. Vario Bravo Mini (Olha esse Shot @Gilberto) Fiz mais 3 extrações com o IMS também mas sinceramente o filtro original da Aram me deu melhores resultados. O IMS tende a canalizar muito mais. Minha impressão inicial é que ele ajudaria nesse sentido. Não consegui medir a temperatura interna do cilindro ainda pois nenhum dos meus termometros entra nos furos e não tenho um de espeto. Se alguem levar na reuniao do CDC semana que vem podemos medir. Mas posso dizer que depois de 2-3 shots fica tudo bem quente e me parece bem estavel.
  28. 6 likes
  29. 6 likes
    @Wellpires, o conjunto moedor + coador de pano + bons grãos + experiências tem tudo para te proporcionar ótimas bebidas, apesar de não ser o método que mais uso, meu coador de pano está sempre a postos e tenho sempre um sem uso para reposição. Quanto aos grãos sugiro que compre via internet nas lojas sugeridas em tópico aqui no fórum mesmo Lojas On Line, não conheço as lojas físicas do Rio, mas sei que daqui a pouco alguém vai sugerir alguma Topico aqui. Desculpe, @eduardobrindo01, mas discordo radicalmente de suas afirmações esse o motivo de cita-las na resposta ao @Wellpires. "O café de coador não é o melhor método para apreciação do sabor verdadeiro do café" Como assim? Cada método tem suas particularidades, entregam resultados diferentes e podem se bem executados extrair todo o potencial do grão, a questão de apreciar ou não o resultado final é uma questão de gosto de cada um. "obrigatoriamente vc precisa partir para um expresso se quiser realmente aprimorar o paladar". Como assim? (2)
  30. 6 likes
    Minha Aram chega hoje!
  31. 6 likes
    Para fazer "espresso" com a Aeropress: http://fellowproducts.com/shop/prismo/
  32. 6 likes
    o espresso n foi um dos melhores, mas o pão de canela estava ótimo
  33. 6 likes
    Mais perto vou ver com eles exatamente o que vão levar . Eu vou levar o Terra vermelho ( Terroa ) e Sítio Baixadão ( Pereira Vilela ) ambos congelados. Vou fazer uma experiência , que estou querendo fazer faz tempo , vou levar o nemox e moer o mesmo café que estiver no hopper do K30 , e preparar na LM dois espressos , um moído no Nemox com a BR mais próxima possível da Cafuné, e o outro moído no K30. Acredito que vão ficar quase iguais , um moído em um moedor de 150 dólares e outro em um profissional de 1600.
  34. 6 likes
    @Freedom Force aproveite o frio pra fazer croissant... Está aí meu último com 100% fermentação natural, não ficou com folheado excelente mas ao contrario do que o @Leligo constatou, eu gostei bastante do gosto do croissant só com fermento natural.
  35. 5 likes
    Na verdade não chegou, eu mesmo fui buscar [emoji4]. ARAM N° 19 - m3nd3s
  36. 5 likes
    Laurina na Aram com BR de 100%! Apenas para os fortes! De fato ele fica bem exótico com BRs muito altas.
  37. 5 likes
    Boas a todos! Acompanho esse fórum há mais ou menos 1 semana mas só ontem me registrei, por isso segue minha apresentação. Sou Marco Telles, moro em Cabo Frio/RJ, não entendo nada de café (ainda), surfo, remo em canoa havaiana e, nas horas vagas, programo essas maquininhas desenvolvendo websites e mobile apps. Gosto muito de café, tomava quase uma garrafa pela manhã (sim, tomava o maledito café em garrafa térmica, feito horas antes) ou expressos nas cafeterias da cidade cuja maioria, de expresso só tem o nome. Nada a ver com o verdadeiro expresso como descobri aqui. A compra recente de uma Nespresso deu um upgrade no meu paladar e me trouxe ao fórum. A ideia deste post surgiu a partir de minha experiência como barista: NENHUMA! E de ter ficado um pouco assustado quando me pareceu que para tomar um bom café iria gastar fortunas. Moinhos de mil e tanto, máquinas de outros mil e tanto (lembro de um post para iniciantes onde citaram uma "maquininha" de 15 mil!). Então, pesquisando no fórum aprendi muita coisa e entendi que para quem não quer ou não pode investir muito inicialmente, havia uma luz no fim do túnel que compartilho aqui, esperando ajudar os iniciantes como eu a fazer um *bom* café com baixo investimento. - Encontrei num bazar local, uma Prensa Francesa chinesa por R$ 24,99; - Como ainda não recebi o moinho e o café do Mario, na fissura comprei um café comum moído na hora; - Segui o tutorial desse link; - Assim, com menos de R$ 30,00 fiz um café muiiiito melhor do que estava acostumado com a garrafa térmica, devidamente aposentada, graças as dicas que encontrei no fórum. ps.: testei a PF como cremeira, batendo o leite durante 30 segundos, ficou ótimo. O aprendizado aqui serviu para direcionar meus próximos passos na busca de degustar um ótimo café a custo (relativamente) baixo: 1) Comprar um moinho Hario Skerton - média de R$ 260,00; 3) Comprar outra Prensa Francesa chinesa que será utilizada como cremeira - R$ 24,99 ; 4) E/ou comprar uma cafeteira Italiana Bialetti - média de R$ 120,00; 5) Comprar um bom café em grão - média R$ 35,00 (café do Mário); 6) Comprar uma balança - média de R$ 25,00; 7) Seguir as dicas/tutoriais daqui para o preparo em cada equipamento - isso não tem preço. Segue abaixo as fotos, lembrando que foi feito com café moído na hora, comprado em mercado. Abs
  38. 5 likes
    O espresso do Aram e mais fácil de fazer , melhor para limpar, e usa menos força , parece ser muito resistente e apesar de mais pesada e mais portatil que o ROK. A perda de temperatura ou a necessidade de escaldar tudo antes , as duas tem , e qualquer outra máquina sem alimentação elétrica terá, mas por estar acostumado com o ROK não achei nenhum problema. Quanto ao espresso , eu só fiz um que foi o filmado e ficou subextraido , se fosse fazer outro teria afinado bem mais o pó. Essas máquinas todas tem o mesmo princípio, água quente no cilindro e pressão aplicada por um êmbolo e um filtro no caso de Aram um filtro de 53mm Lá Spaziale e no ROK um filtro de 49mm Lá Pavoni . O espresso nessas manuais tende a ser similar , elas são boas com torra escura e blends para espresso. A Aram para quem for comprar no Brasil é a melhor opção, quem pode trazer de viagem o ROK , Flair , Handpresso e etc custam menos da metade do preço , todas na faixa de 150 dólares. Eu gostei da Aram se não tivesse o ROK compraria ela sem dúvida.
  39. 5 likes
    Sítio Boa Vista - Barra Choça/BA - Catuaí Amarelo (lavado) Compra coletiva
  40. 5 likes
    O Moscardini da compra coletiva , torrado em 21/4 congelado em 04/05 , santo freezer , parece que tem os mesmos 12 dias de torrado quando foi congelado , doce , cremoso e muuuuita crema. Pena que esta acabando.
  41. 5 likes
    Fiz mais 2 espressos hoje. Para pre aquecer dessa vez deixei o portafiltro imerso em agua quente por 5 minutos e agua quente dentro da cafeteira por pelo menos 10 minutos depois tirei toda agua e completei com agua fervendo novamente. A temperatura melhorou bastante a ponto de quase queimar o dedo no portafiltro E senti que os shots sairam mais equilibrados também. Estou salvando meu restinho de Salada de Frutas para coado já que foi quase metade dele nos testes iniciais da cafeteira. Agora estou usando 2 torras que fiz do Ninho de Aguia (CC 2016.2) que ficaram bem boas para o espresso (não que eu tenha planejado isso). Como nunca tinha feito naked na vida estou filmando todas as extrações para poder observar depois e tentar melhorar a tecnica entre shots. As Vezes quando canaliza muito no primeiro eu faço wdt e o segundo sai bem melhor. Mas pelo menos como uso o tamper Bravo é menos uma variável e tem sido tudo muito consistente, mesmo com diferentes cafés. Coisas que na Poemia não acontecia. Segue o video. Primeiro shot com Vario e segundo com Bravo Mini.
  42. 5 likes
    A SCG postou o video hoje comparando uma maquina basica single boiler com uma completa dual boiler, foi algo bem simples, porém mostra que a maquina não é o fator mais importante, obviamente uma dual boiler com PID etc vai facilitar muito o processo, mas como sempre, o café e moedor bons são essenciais para fazer uma boa extração.
  43. 5 likes
    Acho que o fator principal de maquinas mais caras e mais robustas é confiabilidade e repetibilidade o que são variaveis importantes para uso comercial por exemplo. Para ter em casa eu concordo que não existe necessidade de uma maquina tao cara. Mas é claro se você tem condições e é coffee geek nada impede. Acho que espresso também implica muito em gosto pessoal. Já falei e falo novamente que os melhores shots de espresso eu tomei na minha casa com equipamento barato mas feito com carinho e tecnica que tento desenvolver a mais de 2 anos. Não adianta você ir numa cafeteria movimentada com uma maquina maravilhosa e as pessoas não terem muita atenção com detalhe. O resultado na xícara não vai ser tão bom quanto o resultado que você vai conseguir em casa com calma.
  44. 5 likes
    Certamente vai rolar Aram no CDC Rio dia 19. Primeiras impressoes. Que coisa bonita e bem feita Amanha de manha vou fazer mais fotos e extrações. Senti falta de um manual do proprietario com dicas ou algo do tipo. Mas de resto veio tudo muito bem acomodado dentro da caixa. Alguns detalhes e uma visão geral. http://cl.ly/2h2z202B3B0g http://cl.ly/1F2U0m3t1D24 http://cl.ly/370m110S1d1P Esqueci de dizer que o melhor de tudo é que da pra usar meu bravo tamper pq é a mesma medida do porta filtro da poemia
  45. 5 likes
    Como disse antes , estou sem tamper, levará um tempo ainda para te-lo em estoque, tudo por conta de um Russo que me sugeriu umas mudanças e eu fiquei desafiado a faze-las, algumas não acho importantes , outras nem tanto, mas vou cita-las, ainda não sei se vou conseguir implementar todas , mas vamos lá: O punho passará a girar com o eixo e por sua vez com a base, isto terá 2 funções, poder segurar o eixo quando se quer trocar a base por uma EUROCURVE , por exemplo, antes por vezes tinha que se tirar a tampa roscada para segurar o eixo por cima. Outra função seria polir o bolo, como para polir o bolo vai ter que manter a mola inferior comprimida então estou deixando ela mais fraca para que esta tarefa fique mais fácil, pois, depois de compactado terá que girar mantendo levemente pressionado para baixo, alias, estes dias estive pensando sobre a função de polir o bolo e cheguei a conclusão que a a função de se polir o bolo é mais para desgrudar pó de café preso a base, principalmente em grãos mais oleosos. A porca de cima terá alteração também, lá eu tive 2 "reclamações", que no punho de madeira ficava , por vezes, a 0,5 mm de desalinhamento com relação a peça de alumínio que o suporta , e que, quando se usa com forças menores tem que deixar a tampa para dentro, o que alguns não gostam. Então a nova também irá corrigir os 2 detalhes, a regulagem da força poderá ser alterada por um parafuso na parte inferior da tampa, internamente, desta forma a tampa poderá estar sempre alinhada, esteja regulada para 10,5 kg ou 15,5 kg. E por último, ainda não consegui, mas seria aumentar a percepção de final de curso, isto se percebe quando o eixo bate na tampa, mas por sugestão do Cabral estou tentando colocar um dispositivo que faria um barulho maior no final do curso, vamos ver se consigo. Abraço a todos, e se alguém tiver mais alguma crítica ou sugestão, pode enviar para mim.
  46. 5 likes
    vou postar no tópico de piada, mas é uma avaliação verídica que li no Face: "Estive com minha esposa no Café do Mercado para tomarmos um café expresso. O café estava muito bom, o problema que a xícara venho faltando uns 30%. Achamos no momento que era apenas com as nossas xícaras, mas olhando as demais pessoas verificamos que todas as xícaras era servidas faltando café. Pagar R$ 5,00 uma xícara de café que vem quase pela metade não é justo, assim a cada três xícaras vocês servem menos uma. Já falei para todos meus amigos para não tomarem café com vocês."
  47. 5 likes
    sem ter o que fazer , vamos fazer pizza então.
  48. 5 likes
    Enfim conheci pessoalmente os incríveis Valmor e Adriane e provar o seu ótimo café!! Muito obrigado pelo papo, e pelo café. Espero torra-lo da forma que ele merece rsrs. Abração!!
  49. 5 likes
    Acabei de ficar sabendo, em resposta a e-mail enviado, que sou o 16o. da lista da Aram e que minha cafeteira será enviada até o final da próxima semana ou início da seguinte. Ainda, de acordo com o informado no e-mail, quem comprou copos adicionais, receberá a cafeteira juntamente com os itens que a acompanham, incluindo um copo incluso e até mais um copo adicional. Quem comprou mais de um copo adicional receberá o restante em outra remessa, uma vez que a embalagem providenciada não suporta mais do que dois copos. Desta forma, a previsão de envio da minha ficará entre 3 e 11 de agosto e nesta data, provavelmente, alguns já deverão ter recebido as suas.
  50. 5 likes
    Olá colegas, Ainda em fase de aprendizado na utilização do torrador elétrico C.D.C., acredito eu que valeu a experiência. Utilizei a sugestão do Beto-o para torrar, ou seja: Aqueci o forno até 205ºC medindo com um termômetro de espeto. Após isso, retirei o termômetro para poder levantar o cilindro e introduzi os grãos (100 gramas apenas) , colocando tudo de volta. Abaixei a temperatura colocando o controle na posição 2 (170ºC) para secar os grãos. Decorridos aproximadamente 5 minutos subi a temperatura atuando no controle e fui para a posição 3. Esperei aproximadamente uns 2 minutos até a temperatura atingir 207ºC e ouvir o ruído dos cracks. Após isso, abaixei a temperatura colocando o controle na posição 2 novamente. Aguardei pouco mais de 1 minuto e retirei os grãos, colocando-os numa forma de pizza e a refrigerar com um pequeno ventilador. Não fez sujeira nenhuma. A maioria das peles ficaram na bandeja de resíduos. PS: foi utilizado grão cru de café Bourbon Amarelo Pagliaroni, da cidade de Pedregulho-SP, Alta Mogiana. 100% arábica aroma e sabor frutado, notas de mel, acidez cítrico intenso. Altitude da fazenda 960 metros acima do nível do mar. Pesei o café antes da torra 103 gramas e após torrado 98 gramas.