Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 03/19/2019 in all areas

  1. 13 points
    Queridos, obrigado pelas lindas mensagens. Bernardo, meu pai, plantou em mim a paixão pelo café. E é algo que eu gostaria de aprender mais com ajuda de vocês. Grande abraço, George
  2. 8 points
    Distribuidores e bases do tamper dinanométrico BRAVO. 53,5 mm, 51,5 e 49 mm.
  3. 7 points
    Chegou um Bravo Mini por aqui hoje. A segunda foto é um antes/depois... [emoji23] Enviado de meu Moto G (5) Plus usando o Tapatalk
  4. 7 points
    @Mesquita, sim, é verdade que com a mesma alavanca do Debut, na base, o Mini fica muito mais leve de moer, mas não tem mágica, tem de dar muito mais voltas (quase o triplo) pra moer a mesma quantidade de café. Dada a diferença de tamanho dos mós, é de se esperar que ao moer mais café ao mesmo tempo, com uma relação de alavanca levemente inferior (a diferença de diâmetro faz com que a mesma haste gere menos força nos grãos - ao mesmo tempo em que cabem muito mais grãos), seja necessário aplicar mais força no Debut. Em termos de "sensação" de eficiência, o Debut parece ganhar do Mini, por moer mais depressa (menos da metade do tempo) a mesma quantidade de grãos, dando a sensação de precisar bem menos do que o dobro da força ao ser operado. O Mini é portátil e mais versátil nos métodos variados, o Debut é fixo e manda melhor no espresso, no turco e na Moka do que tudo que já tive chance de testar em termos de moedor, mas na hora das infusões mais longas acho que o Mini se sai melhor, salvo algumas combinações de grãos e métodos nas quais o Debut (que é dedicado pra espresso) surpreende muito bem... Sou da opinião que o BM é parte indispensável da minha rotina "fora de casa" (sem base), enquanto o Debut é um requinte, um pequeno luxo pessoal para aquele momento de fazer um espresso realmente memorável, um duplo, bem restrito, com BR próxima de 1... caramba, só de descrever deu água na boca, vou ter de manivelar um pouco quando chegar em casa.
  5. 6 points
    Os cafés colhidos por virgens resultam numa bebida mais pura.
  6. 6 points
    Pois é, na linha de um certo líder político internacional que diz se sentir honrado quando suas postagens mirabolantes são taxadas de fakenews, a moda agora é fazer alarde e enaltecer o "0% Arábica". Afinal, se tem quem pague, por que não?
  7. 6 points
    Olá! Primeiras impressões: Comprei um café da Um Coffee e pedi para moer para espresso. Corri pra casa e comecei os testes. Tentei seguir a receita do Alex. 20/40 25" de pré infusão. A primeira vez foi um desastre. Não encaixei direito o porta filtro. Antes mesmo de começar o dito cujo caiu e quando vi tinha pó de café para todo lado. Nas duas tentativas seguintes não consegui pressão suficiente. A água passava direto. Então fiz o seguinte: peguei o meu querido moedor Porlex e ajustei no 3º click. Joguei o pó moído na Um Coffee dentro do Porlex e moí de novo (mais fino). O resultado está na foto. E não é que estava bom! Fiquei muito feliz! Sou um Zé das coves em termos de barista. Mas com ajuda das muitas informações adquiridas aqui no fórum e com meus amigos baristas consegui fazer um espresso! Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  8. 5 points
    Lançaram uma 'Nova' Aeropress, seria uma versão pensada para viagem, com dimensões um pouco reduzidas. Lançamento ou a divulgação foi feita na feira em Boston, ainda não está disponível para venda, a previsão é agosto de 2019. Vi um pequeno vídeo de demonstração no @euopeancoffeetrip no instagram. Interessante por ter recipiente para todo o equipamento, que serve de copo para a bebida pronta e certamente vai servir para a 'galera do rabo-quente', com todo respeito... . É um pouco mais baixa que a original, possui esse copo-recipiente, um mexedor dobrável, um colher (scoop) dosadora, porta-filtros curvo que se adequa ao corpo da AP e tudo dentro do copo é fechado com um tampa de silicone. E aí, quem não vai comprar? PS: Fotos 'tiradas' a partir do filme de demonstração da conta do instagram informada.
  9. 5 points
    Dizem que o sabor do café fica melhor se o cafezal for plantado em forma de pentagrama.
  10. 5 points
    Primeira tentativa de torra no forninho Brother's (a versão com as últimas atualizações). Enviado de meu Moto G (5) Plus usando o Tapatalk
  11. 5 points
    Cafeteria se recusar a dar açúcar ou reclamar de cliente que põe, para mim é um belo tiro no pé. A grande maioria da população é acostumada a tomar café com açúcar e isso n vai mudar de um dia pro outro. Barista tem é que respeitar o cliente e ensinar as diferenças do tradicional x especial, a mudança é gradativa, já perdi as contas de clientes que começaram a frequentar a Tulha adoçando café e hoje nem passam perto e também tenho clientes que tomam especial e adoçam por que gostam. Inclusive já vi comentário de foristas que tomavam especial a muito tempo, mas ainda adoçavam. E o que percebo é que as pessoas estão deixando de tomar café com açúcar não pelo sabor, mas sim pela saúde, o café especial vira hábito de consumo por ser bem mais agradável no paladar. O leite eu nem comento, cappuccino e lattes são as bebidas mais comuns com café, e com um leite bom e feito da forma correta é melhor que muito coado que rola por ai.
  12. 5 points
    A velocidade é semelhante ao MINI, de coado para frente é muito rápido, para expresso , 20 grs, uns 90 s , na mão do Alex , seria metade, ele é muito rápido, o Alex, rsrsrs Não, o valor vai ser maior, algumas coisas mudaram: O EURO não chegou a R$ 4,00 Estou bem induzido a comprar as mos com tratamento, quase dobra o valor. O fornecedor que fez o orçamento inicial pulou fora. Acho que em 15 dias conseguirei atualizar os valores.
  13. 5 points
    Finalmente! Recebi ontem a minha Aram. 4 meses e 15 dias depois da confirmação do pagamento (à vista). Agora é aprender a usar. No fim de semana posto fotos. Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  14. 4 points
    @Netocoffe em relação ao tipo de mó, tanto de mó plana, como cônica são indicadas para moagem para espresso, a maioria dos moinhos comerciais trabalham com mós planas, já os domésticos (adequados ao preparo de espresso), em sua maioria são mós cônicas. Existe muita oferta de bons moinhos no mercado, acho que um ponto de partida seria saber para qual finalidade você vai utilizar, e qual vai ser a demanda de café moído diariamente pra poder escolher um que seja mais adequado ao que está procurando. Sobre os comerciais alguns bons moinhos são: -> Rancilio Kryo, MD40, MD50 -> Quamar m50, m80 -> Mazzer Robur, Super Jolly -> O próprio Malhlkönig que o @mrcoffeafox citou, além do EK43, tem o K30 também muito bom -> Os Cimbalis e os Faema, dos quais um muito legal é o Enea -> Obel Mito -> VFA com doser e automatizado (adaptação feita pela Italian Coffee) Tem diversos outros modelos excelentes, pra todos os bolsos, eu pessoalmente não conheço nenhum moinho manual comercial, o motivo é simples: em ambiente comercial, não seria muito produtivo você gastar cerca de 1 minuto pra moer apenas uma dose de café, rs Sobre os domésticos, aí sim temos excelentes moinhos manuais, dos quais o melhor e mais elogiado por todos aqui no forum sem dúvida os Bravo Mini e Debut do @Gilberto, a grande vantagem dos manuais é baixíssima perda de café na moagem, é ideal pra nós hobistas justamente por isso, tem também o Mimoso, que é um moinho simples e de baixo custo, mas que produz uma moagem boa o suficiente para extração de um espresso. Já no campo dos domésticos elétricos temos vários também, dos quais posso citar: -> Breville Smart Grinder -> Baratza Encore, Virtuoso, Preciso, Vario, Sette 30, Sette 270, Sette 270Wi -> Nemox -> Mazzer Mini, e Mini Electronic -> Rancilio Rocky -> Gaggia MDF E por aí vai, como você pode ver, não faltam opções, então acho que pra ajudar melhor, primeiro é interessante definir o objetivo, a carga de uso e o quanto está disposto a gastar, aí é mais fácil direcionar as dicas. Um abraço!
  15. 4 points
    Aplicativo novo para medir a distribuição (particulas) através de uma foto e uma referencia (apenas para Mac por enquanto). Não testei ainda mas me pareceu ser interessante. https://coffeeadastra.com/2019/04/07/an-app-to-measure-your-coffee-grind-size-distribution-2
  16. 4 points
    @Limavalery, embora tenhamos membros não apenas com Doutorado, mas também com Pós-Doc e Livre Docência, ninguém precisa de PHD pra observar minimamente o funcionamento de um Fórum. Sua mensagem aparece para todos como um erro, uma falha técnica, não percebeu o que você fez? Antes de se alterar novamente, tente entender o que aconteceu: você respondeu dentro do bloco de citação da mensagem da outra pessoa, o que é não apenas falho em termos de comunicação, mas também rude, colocando seus próprios dizeres sob nome de Jéssica Reis... mas, principalmente, é uma falha, um erro procedimental. Tanto é falho que, ao olhar aquele bloco de citação ocupando toda mensagem, sem texto aparente de sua própria autoria, inferi que havia sido uma postagem acidental do App utilizado pelo CdC nos dispositivos móveis... Posso quase garantir que ninguém sequer leu o que quer que você tenha adicionado/escrito naquele bloco, pois ficou parecendo ser tudo citação de uma postagem velha. E, salvo pela autora do texto corrompido, ninguém se daria ao trabalho de comparar a citação com o original para ver se havia alguma diferença. Citação é citação e pronto. Cabe observar que suas citações estão em ordem cronologicamente inversa em sua segunda postagem, o que também também ficou confuso. Há também a desnecessária a inclusão da mensagem de Esteves, que não se referiu a vc em nenhum momento. Se a intenção era a de articular algum argumento, parece-me que faltou coerência na realização. Aliás, vc menciona que queria ajuda mas, se ninguém conseguiu enxergar que uma pergunta foi feita, como alguém poderia responder? Estou certo que, a despeito do gigantesco mal-entendido e da reação quiçá desmedida, se a pergunta for aclarada, alguém irá tentar responder. Se bem que, como não houve nenhum retorno seu ao fórum depois de tentar expressar sua dúvida, pode ser que a mesma tenha sido sanada. Diga-se que não passa despercebida a ironia de esperar que alguém dedique tempo pessoal para resolver um problema seu ao "pedir ajuda", e depois argumentar que não voltou por ter "mais obrigações na vida"... (não estou falando de postar, mas de sequer olhar o fórum para ver se alguém havia respondido, o que aparentemente vc não fez desde o dia 22 de fevereiro, 4 horas após sua postagem original, até ontem, 06 de abril) @LUW, pois é, os "snow flakes" já estão na especialização universitária e pós-graduação, tenho me deparado com alunos que tem mesmo muita dificuldade em lidar com o "mundo exterior". Explicações como a que tentei acima raramente surtem efeito, mas é minha obrigação didático-pedagógica tentar... vez ou outra funciona.
  17. 4 points
    Bem vindo ao CdC, @Damonnn! Legal que vc vai passar pela mesma experiência! Podemos ir trocando experiências ao longo da safra... Sobre o nanolote, o problema das notas vegetais era da torra subdesenvolvida, já que café muito novo precisa de bastante energia no final da torra pra desenvolver legal... algumas torras seguintes ficaram melhores. Deu pra ver que era um café legal, chocolate, frutadinho, uma acidez cítrica leve. Mas o que não foi favorável é que fomos pra fazenda já no final da colheita, custamos pra achar um talhão ainda por colher que estava com uma maturação mais ou menos uniforme. Tenho a intenção de ir pra fazenda repetir esse teste com alguns talhões de todas as variedades plantadas lá. Se não me engano são: mundo novo, bourbon amarelo, topázio, obatã. E com isso avaliar onde na fazenda está o maior potencial para qualidade. Faríamos isso em maio do ano passado, estava tudo planejado... mas coincidiu de ser na semana da greve dos caminhoneiros, aí não rolou de sair de BH. Mas tenho a intenção de fazer esse teste esse ano, de preferência antes de iniciar a colheita pra poder escolher os melhores talhões. E vou arrumar um termômetro infravermelho dessa vez pra controlar melhor a secagem. E já que é pra ter trabalho, talvez eu faça processo natural e CD pra cada lote... No mais é isso aí... se tiver alguma dúvida sobre o processo que fizemos, algo que não tenha ficado claro, só perguntar.
  18. 4 points
    Entendo e respeito o trabalho do produtor, que isso fique claro! Tanto que na minha brincadeira nem critiquei o produto em si, apenas a postura de enaltecer o Robusta de maneira irreal... precisa investir muito tempo e dinheiro pra fazer chegar perto de um arábica mediano, pelo menos por enquanto. Ainda é cedo pra esse alarde. Daqui muita seleção e enxertos, quem sabe. Se eu vir um pacote do CoffeeLab escrito que é Robusta, mesmo a 45 lascas o "quartin", devo querer pegar pra provar, pois a reputação da raposa me leva a crer que deve valer a experiência. No harm, no foul. Se estiver escrito que é fermentado, independentemente de ser Robusta ou Arábica, vou passar longe por motivos de saúde (adiante). Se eu comprar um pacote no meio de um monte de 100% arábicas para depois descobrir que é um 100% robusta, vou ficar P da Vida por ter sido enganado por uma empresa/pessoa que eu confiei. Quebrou a confiança, entendeu? Esse "na surdina" não é exatamente ilegal, pois não anunciou falsamente ser arábica, mas deu a entender que era. "ah, mas a intenção era mostrar pro usuário/cliente que num teste cego ele não diferencia os dois"... bom, duplamente perigoso: 1o, quem tem baixa tolerância à cafeína e dosa o consumo conhecendo a concentração média do Arábica vai passar um apuro com um Robusta dissimulado como esse. 2o, tem os alérgicos à alguns (dejetos de) micro-organismos oriundos da fermentação de café... eu mesmo não me dou bem com fermentados, quando provei o do Martins tive reações alérgicas fortes. Se eu for pro hospital e no exame toxicológico eu descobrir que foi um fungo de café, vou partir pra investigar quem me contaminou, nem que tenha de examinar até a última das minhas amostras de café. Não comprei fermentado, se isso ocorreu por engano, foi incompetência e deve ser tornada pública. Se foi intencional, como manobra comercial, além da exposição eu quero indenização. Mas eu sou um Chato do Café. Deem um desconto pro "fator chatice"...
  19. 4 points
    @esteves, bem vindo ao CdC. Não sei você ficou realmente empolgado ao entrar para o clube e não prestou atenção, ou se você é simplesmente mais um dos muitos vendedores/representantes de máquinas e equipamentos que descobrem o clube numa busca e saem postando propaganda disfarçada de postagem sem se dar ao trabalho de prestar atenção no que está acontecendo... Há também aquela postagem falha de @Limavalery, que se cadastrou, citou uma mensagem antiga e nunca mais apareceu, o que reativou o tópico, então dá pra entender se foi um mal entendido. Se você realmente tinha a intenção de ajudar, seria interessante ler o tópico todo, não apenas a postagem inicial, que tem já 3 anos. A própria pessoa postou em seguida outras informações que tornam a pergunta raiz obsoleta, logo sua resposta ficou sem propósito aqui. De qualquer maneira, muito bacana querer ajudar, mesmo que com um produto incompatível com todos os parâmetros da solicitação e anos depois de a situação estar resolvida. Se você for um vendedor/representante, sugiro ler as regras do Forum e proceder dentro das normas. Sinta-se bem-vindo ao Clube, mas por favor seja claro em suas intenções e poste anúncios nos Classificados e promoções no sub-forum Buscafé. Em geral, tentativas de disfarçar anúncios como postagens acabam denigrindo a imagem da empresa e/ou produto, pois há um núcleo de pessoas muito sérias a respeito do mundo do café no CdC, e o nível crítico do pessoal aqui é altíssimo. Qualquer que seja o caso, leia a área para iniciantes do Forum e participe!
  20. 4 points
    Fast Shop esta com a Cafeteira de Sifão Automática Kitchenaid Onyx Black em Promoção. https://www.fastshop.com.br/web/p/d/46572_PRD/cafeteira-de-sifao-automatica-kitchenaid-onyx-black-para-cafe-em-po-kxa08ae
  21. 4 points
    Bem vindo George! Bernardo foi uma pessoa inspiradora em todas as áreas de minha vida. Eu e Bernardo em uma cafeteria em Brasília, 2017.
  22. 4 points
    Se vc quer um up na qualidade do grão e da torra, e valoriza transparência e um preço justo, compra com a Roast https://roastcafes.com/loja?mc_cid=b9a5216b4a&mc_eid=f71e509328
  23. 3 points
    Aqui os fines que a peneira separa. Em azul a curva da frequência das partículas, em vermelho a contribuição para o volume (histograma estilo Mahlkönig). Mais grosso do que eu esperava.
  24. 3 points
    Parabéns. Ótima aquisição. Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk
  25. 3 points
    Confesso que comecei a escrever uma zoeira nessa linha de a colheita manual ser feita por "fadas melittantes", o transporte e processamento por "duendes cafeinados", e a contagem até 200 feita e grafada por uma das "moiras", mas eu me lembrei dos tempos de criança, dos intervalos que passei na roça com a família em muitos períodos de férias, quando se falava que diversos frutos supostamente deveriam atingir sua maior suculência quando colhidas após uma "Lua grande", especialmente na Lua cheia do perigeu, quando a Lua fica mais próxima da Terra. Não era conhecimento científico, mas vinha marcado no calendários dos almanaques junto com dicas de quando colher o quê... almanaques esses que praticamente todos fazendeiros compravam, então parecia ser "sério" pro povo da roça. Quando vi o banner postado aqui associei a lembrança desse "mito da roça" ao efeito da lua sobre as marés, imaginando se não haveria uma sutil retenção maior da umidade nos frutos por conta do efeito gravitacional do satélite sobre o planeta. Pode ser besteira, pode ser algo já estudado, não faço idéia... Se alguém da área quiser comentar, será bem recebido. Parece ser pura marketificação de um mito infundado, claro, mas seguindo o método científico achei melhor não criticar antes de pesquisar, o que deu preguiça de fazer. Ao mesmo tempo, concordo que o tom de picaretagem de cotar o produtor me incomodou também. No geral, pra mim, forçaram a barra. E eu ainda não tinha visto a loja da Melitta. Meu ceticismo sobre a "colheita lunar" não me impediu de me cadastrar no site e adquirir um pacotinho desse "café mitológico", e também mais um de cada dos outros 3 blends "do barista", que estão com valor menos exorbitante no momento. Se for bom, ótimo, mais uma opção. Se for ruim, mais uma decepção. Depois posto minhas impressões. E não tem como ficar sem dar umas boas risadas das piadas dos colegas! A do pentagrama me fez rir alto na hora errada!
  26. 3 points
    Fala pessoal. Acabo de comprar essa semana um copinho baratinho com peneira pra fazer uns testes de remoção de fines. Quando chegar faço o review. O @Burny que deu a dica... já usou e aprovou para percolação. O link aí: https://www.aliexpress.com/item/New-Style-Stainless-Steel-Coffee-Powder-Sieve-Dustproof-Flour-Filter-Cup-Grinder-Accessories-Coffee-Mesh-Strainer/32984170787.html
  27. 3 points
    Magri e OOP são os dois lugares que ninguém deve deixar de ir quando for em BH.
  28. 3 points
    pois é, @Luis Paulo... puxa... esse "com certeza" é que acho "pesado". Acho bom temperar com "na minha opinião"... Tenho o Breville antigo desde o lançamento da BDB (peguei junto) e fiquei meses com um Preciso comprado novo na CafeStore, usando os dois lado a lado. Eu tinha acabado de receber o kit da Krüve, e testei não apenas sabor mas distribuição granulométrica. Deu quase empate em tudo, com alguns cafés melhores em sabor num ou noutro. Por ter pago no Breville (U$99 no combo + U$92 frete e impostos) bem menos da metade do Preciso (~U$480), dando na mesma, vendi o Preciso (que inclusive quebrou o anel de plástico na chegada, na garantia e teve de ser reparado). @Vojnovskis, francamente, o Virtuoso (que ainda fabrica) não vai dar seletividade no espresso. Se achar um Preciso usado no mesmo preço do Tramontina e achar que vale o trampo de trocar o anel de vez em quando, o Preciso tem mais ajuste fino. Pra pagar mais caro num usado contra um Breville novo, na garantia, acho que o quadro inverte e o Tramontina-Breville compensa mais... Francamente, se for pra gastar nessa faixa e não se importar de usar manivela (manual), tente encomendar um Bravo Mini do @Gilberto, que de modo geral dá resultados muito melhores do que os modelos considerados nesse tópico até o momento. Se quiser mesmo elétrico, pra múltiplos modos, o Sette 270 foi o substituto do Preciso e parece que já está bem estável, agora. Pelo que testei, gostei mais do Sette do que do Preciso e do Tramontina. Um monte de opiniões!
  29. 3 points
    @ivoesazevedo, quando resolver comprar um filtro não-pressurizado, ou despressurizar o seu, sugiro que celebre o upgrade (de alto risco e alta recompensa) com a mudança da grafia "expresso" (que é a gafe homofônica predileta aqui em terra-brasilis) para a grafia "espresso", nome mais adequado ao café preparado "sob pressão", nem sempre tão apressado a ponto de ser expresso, nem tão essencialmente manifesto que seja realmente a expressão do grão em sua forma líquida... Sobre a comparação, a síntese do @mrcoffeafox já basta. Ênfase no "infinitamente superior". E você sempre pode adquirir também a base "de mesa" do BM e pedir (junto) uma alavanca longa do Debut, o que deixa a experiência física bem mais próxima da resultante mecânica dos Spong em geral, com qualidade muito superior a qualquer moedor na mesma faixa de valor.
  30. 3 points
    @luvasgloves ruim não deve estar, mas certeza que perdeu um bom tanto do sabor. Tempos atrás comprei 500g do café do Mario, em dois pacotes de 250g. Assim que recebi, um congelei no freezer (frost-free, direto no pacote, daqueles com válvula) e o outro abri e fui tomando, guardando em um pote hermético bom. Quando recebi, eram do mesmo lote de torra, coisa de uns 7 dias antes. No finalzinho do primeiro pacote, umas 3 semanas depois (ou seja, estavam com 30 dias de torra), descongelei e abri o pacote do freezer. Fiz um coado lado a lado com os dois e a diferença de sabor entre o "fresco" e o velho foi gritante. Mesma torra, mas o que estava em uso estava com o sabor sensivelmente menos intenso. Não ruim, apenas com o sabor mais fraco.
  31. 3 points
    @Allexlimaa2, vamos evitar mal-entendidos, ok? Sobre a contaminação, os dejetos de alguns fungos são simplesmente combinações químicas menos voláteis que os óleos do café, não sendo afetadas pela temperatura da torra... Não estou falando da sobrevivência de quaisquer micro-organismos, mas da persistência de seus dejetos ou restos mortais no grão fermentado. Não vou entrar na técnica da coisa por não ser minha especialidade, mas o exame toxicológico indicou que a reação que tive foi por conta de uma toxina resultante justamente da morte de um certo micro-organismo no processo de fermentação de café, e seu consumo em excesso é considerado cancerígeno, por isso foi identificada pelo laboratório. Essa toxina não queima nem "evapora" na torra. Variações dessa toxina costuma aparecer em diversos grãos fermentados, cada um com uma "assinatura", e uma pequena parcela da população é mais sensível a ela. Muitos colegas compraram e usaram o café do Martins sem grandes problemas mas, um ou outro, quando questionados à época, relataram câimbras, rigidez e dor nas articulações, febre e dores de cabeça, atribuindo os sintomas a resfriados, estresse etc. Mas pode muito bem ter sido a reação normal, mais branda e não-diagnosticada, à mesma toxina que me mandou pro hospital. Nunca saberemos... Aliás, há muitos micro-organismos anaeróbicos que se reproduzem com energia térmica e baixa oxigenação, então não se deve contar com a torra como uma espécie de "purificação" do grão. Nada alarmante, mas é bom saber... Quem não sente efeitos nem precisa se preocupar, mas pra quem toma muito café e de repente adoecer "do nada" depois de uma overdose de fermentado(s) é bom saber dessa possibilidade. Só fui saber que era culpa do café fermentado 1 mês depois dos exames clínicos... vai Brasil.
  32. 3 points
    @GuilhermeB Só para constar, esse não é um caso de desgaste prematuro, ou a tal "aramalha". Estou com a cafeteira do Thiago em mãos e não tem nenhum resíduo do latão alimentício. E não pode ser sujeita de ferro, porque não tem ferro em nenhuma das ligas. Essa sujeira escura é resultado dos minerais da água, em contato com o latão alimentício, resto de lubrificação e café. Lembrando que desde meados de 2018 desenvolvemos todo um novo sistema interno, com novo pistão, válvula, chuveiro, fuso e porca. O que facilita pro cliente fazer manutenção, e pra gente na montagem.
  33. 3 points
    @Ana Reut @LUW Poxa, estou em falta com o pessoal do fórum, está semana vou publicar todas as atualizações, em todos os produtos. Mas falando do BRAVITO ( ainda não definido o nome), o 1º protótipo funcionou bem, mas vou fazer alguns ajustes, farei por estes dias um 2º protótipo, a produção está bem atrasada , já estou prevendo para setembro. Vou fazer 150 unidades no 1º lote, e ainda da para entrar na fila. Abracos
  34. 3 points
    Olá! @fabricio, interessante como a dupla moagem deu certo! Mais uma surpresa para mim. @ruben, só pedi para moer a metade do pacote. Hoje moí direto no Porlex. O resultado está no link abaixo. Estou muito feliz com a cafeteira@aram bem como com o tamper e alinhador Bravo do@gilberto. O Porlex já era favorito para a Aeropress. Vai perder o lugar quando o Bravo chegar. A receita do@allexlimaa2 é perfeita. Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  35. 3 points
    Pô, @Mesquita... ficou engraçado, mas fazer piadas assim pode gerar confusão. Daqui a pouco vão começar a chamar coado de cafeteira elétrica de "expresso", valeu pela edição, tá cheio de exemplos de ironias postadas pelos veteranos que viraram jargão pros novatos, um desespero. Pra quem tá chegando, não é fácil entender piada técnica. @Tiago Campos de Oliveira, aquele vendedor está de má-fé, já denunciei ao ML como "descrição não correspondente ao produto". Sugiro que todos denunciem, assim oprimimos essa prática ilícita de anunciar algo falsamente. Questionei nas perguntas em diversos dos anúncios que chamam essa máquina de "expresso" e foram todas deletadas sem resposta ou revisão do anúncio. Isso denota má-fé, daí as subsequentes denúncias. O importador em si está jogando limpo, chamando o sistema de "cafeteira elétrica gourmet". Só é presunçoso, mas não é ilegal... Há muitas opções semelhantes no exterior, cafeteiras elétricas de infusão com moedor embutido é algo bem comum. Essa varição com triturador de lâminas me parece estar na faixa dos equipamentos de pior qualidade desse grupo. Adicione o filtro permanente com malha de aço aos fines que o triturador gera, e você terá uma bela lama no fundo do jarro, e eventualmente da xícara. Não recomendaria esse dispositivo, muito menos nessa faixa de preço. Não passa de um triturador de menos de 100 reais e uma cafeteira de 150 reais numa carcaça só. Nas lojas "da china" essas geringonças custam de 32 a 100 dólares, dependendo do frete. Mesmo com todos impostos ainda sai mais barato do que essa aí. Se quiser uma cafeteira elétrica e um moedor doméstico, creio que a melhor pedida seria comprar um DBM8 da Cuisinart (moedor de verdade, com mós, bem adequado pra coados) e a melhor cafeteira elétrica que puder pagar com o que sobrar. Minha recomendação seria procurar uma com jarro térmico, sem aquela "placa aquecedora" que fica queimando o café depois de preparado.
  36. 3 points
    Está parecendo uma "máquina de café faz-tudo - mói e coa-, e não de espresso" (@cabral tem razão! Devidamente editado) . Ela é semelhante à uma cafeteira elétrica normal, com o plus de moer... Sugiro pesquisar o CDC por alternativas e falar um orçamento para essa compra, vai que é melhor começar com um bom moedor e passar a comprar grãos, fazendo o café no Melita ou V60, ou ainda uma prensa francesa. Veja em uma boa cafeteria se esses métodos te agradam, seria um bom começo. Essa máquina parece desconhecida, será que é uma boa investir nela? Moer na hora de fazer um bom café é o melhor começo. Abraços!! Enviado de meu MI 8 usando o Tapatalk
  37. 3 points
    Perdoem a qualidade das fotos, pois fiz com o celular e no galeto. mas acho que dá para ver. Quando falo tosco, é tosco de grosso, mal feito mesmo. Reparem na qualidade (ou falta de) da usinagem da rosca, quase parece que foi fundido e não usinado. Na borda da rosca, aquilo não é sujeira, é o metal áspero mesmo. Por causa disso, o reservatório de pó é meio ruim de rosquear no lugar. A vedação entre o corpo da cafeteira e o reservatório de pó é feita por um O-ring. O problema é que não há um sulco ou qualquer sistema de ancoragem do anel, e ele fica solto. Com isso, é fácil dele avançar pelo macho da rosca e impedir que a rosca chegue no fim se você não coloca-lo no lugar com o dedo. A cafeteira funciona exemplarmente, porém faltou (muito!) esmero na sua produção. Por exemplo, na base não tem nada de borracha para acolchoar a cafeteira. Com isso, vai ser fácil de riscar a base e/ou a mesa. Reconheço que sou bastante exigente, porém essa poderia ser a be all, end all das FP. Só não é porque foi feita no machado. É o tipo do projeto que o @Gilberto faria com uma mão nas costas, porém caprichado e bem feito.
  38. 3 points
    E aí galera! Então, só atualizando: na terça passada foi feriado aqui em BH e rolou um encontro pra descascar o lote esperança, que já tinha descansado por pouco mais de 1 mês depois de secar. Usamos um descascador Botini manual: Pra separar a casca da semente a gente resolveu que um ventilador soprando de baixo pra cima na peneira seria o método mais eficaz... Isso de descascar café faz uma bagunça monstra! A sujeira de torrar é fichinha perto de descascar O final da separação foi na mão mesmo. E pra finalizar, separamos nas peneiras de amostra do Igor. Resultado: de 20L (ou uns 10Kg) de cereja colhido por 4 pessoas em quase 3h, tivemos uns 4,5Kg de frutos secos, pra tirar uns 2150g de grãos depois de descascar É muito trabalho pra pouco café!! Meu respeito pra quem tem isso como rotina! Eu e a @andreiasuzuki já torramos. Mas percebemos que o café ainda pode descansar mais. Mesmo com a umidade adequada, por estar muito novo ele apresenta uma resistência grande no desenvolvimento, e é muito fácil ele sair subdesenvolvido, com notas vegetais não muito agradáveis, que foi o que aconteceu com a minha torra. Então acho que devemos torrar novamente daqui uns 30 dias. Mesmo com a torra não muito legal tentamos fazer uma avaliação, e o grupo concordou que é bem provável que o café tem potencial pra dar especial. Talvez o primeiro café especial que saiu da fazenda da minha família
  39. 2 points
    Desculpa a demora pra responder aí gente é que desde ontem tava dando erro no login. Mas acabei de resolver. Eu moro em Cotia-SP, cidade próxima a Embu das Artes e Osasco, e bem próxima também do Butantã. Eu sempre gostei de um café expresso, inclusive sempre qur ía em "sampa" passava numa cafeteria e pedia uma dose sem comer nada junto, só pra apreciar um bom cafezinho mesmo. Já fazia um tempo queria começar a tomar café em grão e parar com o conilon, pela saúde mesmo, já que o arábica tem aprox. 50% menos cafeína (baseado em minhas garimpadas pela internet) e não precisa acrescer açúcar, e pelos sabor também, que aprecio muito. Esse mês, procurando outros produtos na internet me deparei em um site que não lembro qual era, que fazia uma lista das melhores cafeteiras expressas não lembro de que ano, acredito 2018. Aí eu vi uma Mondial C08 e uma Philco 15 bar e fiquei apaixonado, já que eram lindas, não precisavam de cartuchos especiais (na verdade o nome é outro, é que me deu branco rsrsrs...) e os preços eram bem acessíveis. Me surpreendi no preço, pois sempre imaginei que pra ter café expresso em casa teria que desembolsar uma fortuna enorme. Assim, após mais garimpadas pela internet, resolvi e comprei uma Philco 20 bar que aimda estou aguardando chegar, e agora estou precisando de um moedor especial pra ela, já que o Cadence que eu tenho talvez não vá prestar pra moer pra ela, creio eu.... É isso aí, esse mês descobrir o incrível mundo do café, o que nem me dava conta até então e estou procurando informação, e agradeço pela ajuda intelectual de todoa vcs...
  40. 2 points
    As virgens não podem estar menstruadas senão estarão impuras.
  41. 2 points
    @Stenio, a Melitta deve estar na lista negra do Google... esse café só apareceu para mim na 3a página de resultados. Deve ser coisa de "OG", mas eu costumo olhar as páginas seguintes quando faço buscas, talvez hábito dos tempos em que toda informação de pesquisa era impressa e se precisava folhear livros, artigos e documentos até achar os resultados desejados. Há opção de utilizar outros mecanismos, como Yahoo e Bing. No Bing, a primeira entrada "orgânica" após 2 anúncios, foi o link da loja da Melitta.
  42. 2 points
    Concordo com o @LUW sobre a diferença ser sutil, @Ana Reut... é muito parecido, mas tem cafés que os mais chatos (eu incluso) percebem significativa diferença. Na prática, quando minha Clever caiu e quebrou num dia de faxina (é, pois é...) eu acabei não comprando outra, tendo V60 e Kalitta acho que não justifica o gasto. Para o meu gosto, alguns cafés ficavam estranhos na Clever, realçando a adstringência (e algum amargor de torra, se presente) como no turco ou em APs muito demoradas, mas alguns ficavam melhores que no V60 e Kalitta. No geral Kalitta pra mim é um pouco melhor que V60 em quase todos casos, quando se acerta as duas em seu melhor. Mas estamos no tópico da Clever, nem cabe falar das outras em detalhes. Mas, em termos de variar o sabor, a Presse é outro jogo. Tenho e uso muito. Há tópico próprio pra ela, além de várias menções em outros, dá pra achar pela busca.
  43. 2 points
    @Luis Paulo não conhecia o Café Magri, anotdo aqui para conhecer, Valeu! @lucasrodcosta Valeu Lucas, na verdade falha minha, já fui na Will Coffee, em uma sexta feira, após a cafeteria acabar de abrir, cara foi uma experiência sensacional, o Will nos deu uma aula sobre café e métodos e o bolo da Nati... maravilhoso... agora fiquei curioso de tentar agendar uma visita lá em dia de torrefação, deve ser muito legal mesmo... obrigado pela sugestão!
  44. 2 points
    Açúcar eu nunca tomei, mas é um hábito e outro jeito de tomar café mesmo. Acho que quem curte esse café doção poderia poupar muito dinheiro tomando qualquer pilãozão da vida. O resultado deve ser parecido com os de cafés melhores, o açúcar domina. Ainda mais em grandes quantidades. Aí acho que seria mais preciso chamar de "doce líquido de café". O leite acho uma variação válida. E às vezes salva cafés. Quando algum preparo meu não dá tão certo, fica meio amargo, ou simplesmente um café não "casou" com um método, um leitinho arredonda bonito. Mas isso digo por preferências pessoais. Acredito que um estabelecimento comercial deva dar algumas opções pros clientes. Aqui em Uberlândia vejo um monte de cafeterias abrindo e fechando, o pessoal simplesmente não "entende" a necessidade ou diferença do café especial, a referência que têm é do café do dia a dia, da termicona, 2 pila resolvem. E aí se a cafeteria for impor restrições, acredito que geraria certa antipatia. O cara já oferece um café mais caro, e não quer dar leite ou açúcar? Provavelmente muitos clientes não voltariam lá. Precisa ter garantia de um público amplo para peitar isso... Acredito que avisos ou lembretes do tipo "experimente antes de adoçar" seriam muito mais simpáticos e podem cumprir sua função educativa. E tirar o leite... Pô aí sou contra, deixa o cara tomar o leite dele, tem proteína e cálcio ainda rs
  45. 2 points
    @Flaze Imagina, vamos lá: O tratamento da Kinu são eles mesmos que fazem, eu vinha consultando a Italmill se sabia qual era o tratamento, aí eles resolveram dar a opção de enviar as mos tratadas, o objetivo é ser anticorrosivo e aumentar a durabilidade. Eu estou vendo se consigo fazer aqui o tratamento, assim não pago imposto sobre o tratamento, mas ainda não descobri qual tratamento pode ser feito, pois tem que ser alimentício.
  46. 2 points
    Gente é o seguinte: Só colocando as coisas no seu devido lugar neste interessante caso: Eu provei esse Robusta junto com o @Gilberto com o @Wagner Castilho com o André, emfim. Provamos sem saber o que era ( propositalmente ) e ambos achamos que era um arábica " bom " talvez de fora pelo sabor exótico. Revelado os segredo de ser robusta depois da prova então vamos as considerações.: Eu conheço Lucas venturim a uns 3 anos, e neste período já vou para a terceira safra de cafés que torro deles para estudar, provar e etc. Inclusive este fui atrás para comprar mas não tinha mais. Sobre o o processo: Ele não necessariamente pra eles sai mais barato que o Arábica, porque todo o processo de cuidado das plantas, colheita e pós colheita é feito como se fossem os melhores arábicas, ou seja: Colheita seletiva, só frutas maduras sem defeitos, seca em terreiro suspenso, fermentação, e isso faz com que ele esteja vendendo este café a incríveis 1.500 reais a saca. Incrível para robusta não ? Agora o que eu acho ? Acho que se trata de um robusta super alterado pelo processo de fermentação e que assim sendo apesar de louvável, foge totalmente a característica do que é essa variedade. Tanto que esse processo não é sustentável a ponto de que terá quantidade a vontade desse café no mercado, isso não deverá acontecer. Em resumo: Foi um grata surpresa, eles estão de parabéns. E aí quem está no mercado e sabe capitalizar em cima disso é ótimo a começar pelo produtor que merece.
  47. 2 points
    (esse é meu primeiro post no fórum, então lá vão minhas desculpas antecipadas pelos erros de iniciante que certamente vou fazer até aprender a dinâmica do Clube do Café...) Primeiro de tudo, parabéns @Igor e @Luis Paulo pela bela iniciativa e pela postagem bem feita e informativa! Segundo de tudo: mas então, quais foram os resultados gustativos finais do (nano) Lote Esperança?! Conseguiram reduzir as notas vegetais espichando o descanso dos grãos? Atingiram o nível de café especial? Se passaram quase dois anos desde a sua empreitada, mas tem gente aqui que ainda está interessada nos seus resultados e aprendizados, podem ficar tranquilos Neste inverno eu pretendo fazer algo muito parecido com o que vocês fizeram em 2017. Vou passar umas semanas na roça de café do meu pai e vou tentar processar café especial na unha, em pequena quantidade, como vocês fizeram. Estou longe de ser do ramo (inverno passado, depois de ajudar meu pai a colher pela primeira vez, meu telefone ficou uns dois meses sem reconhecer minha impressão digital e só então eu percebi quão pouco de campo trago em mim...), então toda informação e experiência que vocês puderem compartilhar sobre o projeto de vocês será de grande ajuda, não só pra mim mas pra todos aqueles que, como nós, resolverem arregaçar as mangas e investir no "pré-xícara". Muito curioso aqui para ler o capítulo final dessa aventura de vocês!
  48. 2 points
    Olá! Tenho uma Illy Francis Francis 7.1 e gosto muito dela. Na minha opinião faz um café melhor que a Nespresso. Principalmente o blend vermelho. Se comprar as cápsulas nas promoções, os preços são equivalentes. E o vaporizador panarello também é muito bom. Segue um link onde preparo um "capuccino": Não sinto falta de variedade de sabores. Não acho que seja preciso a cápsula reutilizável. Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  49. 2 points
    Meus agradecimentos aos amigos: Gilberto dos produtos Bravo @gilberto939 Baristas: Luh, Francisco e Midori da Um Coffee Lucas da Supernova Pessoal da Isso é Café Que infelizmente fecharam a unidade no beco do Batman. Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  50. 2 points
    @Hallef Acho que melhor do que indicar cafés individualmente, seria a sugestão de fazer um curso de cupping para te dar as ferramentas mínimas necessárias para fazer escolhas educadas do que você quer servir. É possível fazer aulas particulares com Q-graders, por exemplo, um caminho seria procurar a BSCA para indicação, ou melhor ainda, se possível fazer o próprio curso de q-grader, se for de interesse... vai ter um logo mais
×