Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 03/25/2018 in all areas

  1. 12 points
    Comprei recentemente um Eureka Mignon MCI (modelo 2017) semi novo, e estou testando se ele pode substituir o meu Vario II com mós de cerâmica, que uso para os cappus do café da manhã quando não tenho saco para usar moinhos manuais. O Mignon é um pouco menor do que o Vario, mas mais pesado (5kg vs 3,7kg). Tb acho o Mignon mais bonito. Do ponto de vista da ergonomia etc. acho a regulagem stepless do Mignon mais agradável, mas o timer digital do Vario melhor. Embora o timer do Mignon funciona bem, é mais trabalho manual, tipo try and error. O Vario tem mós planas de cerâmica de 54mm, o Mignon de aço de 50mm. Medi a retenção nos dois moinhos (moagem de uma dose definida com o moinho limpo, medindo a diferença grão-pó) e no meu Vario ficam entre 2,1 e 2,6g no moinho, no Mignon entre 1,5 e 2,2. O Mignon tb “pipoca” menos moendo por dose. Já a aparência do pó é diferente. O Vario entrega pó bem solto. O pó do Mignon é meio empelotado e precisa de WDT para ficar plano (o alinhador Bravo resolve tb): Com o mesmo peso de pó no portafiltro, e uma extração parecida (tempo e peso na xícara) o bolo do Mignon é menor. Estou na dúvida o que isso significa, talvez que a moagem dele é mais homogênea, ou o contrário? Agora mais importante, o sabor. Com os três grãos que testei, o sabor das extrações com moagem no Mignon parece mais limpo, destacando notas frutadas e doçura, mas com um pouco menos corpo. Vou testar os dois lado ao lado por um tempo para ver se isso é um padrão geral. Em geral acho que o Mignon é uma alternativa boa para quem procura um pequeno moedor para espresso e tem um pouco de espaço na mala numa viagem. Como novos modelos do Mignon saíram recentemente, o preço para o antigo incl. caiu e é bem interessante no momento.
  2. 12 points
    TRAGO EXCELENTES NOTÍCIAS!!!!! A CARMOMAQ FARÁ NOSSO TORRADOR CARMINHO! SURPRESA! MAS POSSO ADIANTAR UMA INFORMAÇÃO..... TERÁ EXAUSTÃO INDEPENDENTE! A FABRICA NOS ATENDERÁ E TEREMOS UM TORRADOR DE 1 KG NACIONAL DIRECIONADO AOS COFFEE LOVERS! NAO SABEM COMO ESTOU FELIZ DE REALIZAR ESSE PROJETO GALERA.... JURO QUE VCS NEM IMAGINAM. HJ VOU ENCHER A CARA DE COCA PRA COMEMORAR!!!! HAHAHAHAHA VAMOS EM FRENTE SEMPRE! ABRAÇOS GALERA.
  3. 11 points
    Cansei de me irritar com moedor de pimenta. Nos últimos 6 anos tive uns 4. Uns caros, uns baratos... Agora consegui um bala. Comprei um Porlex Mini JP20 e modifiquei. Copo de baixo trocado por um tubo de madeira. Troquei a alavanca por uma simétrica, deixando-o compacto e para que não desequilibre na mesa. Também há um pino passante/removível para que a alavanca nova não saia fácil. Só falta mandar a pimenta moída para Socratic Coffee medir a distribuição das partículas (kkk)
  4. 11 points
    Eureka Mignon MCI, seminovo. Agora vamos ver se ele pode substituir o Vario como moinho padrão para o cappuccino do café da manha.
  5. 10 points
    Modificando novamente o cantinho, desta vez com fotos das bagunça no interior do armário e gavetas, já que minhas fotos que estava hospedado em um site de fotos agora o serviço é pago, só esta a base da Aram pois a minha ai da está no processo longo e complexo do concerto rss Esta aqui vai para meu cantinho do café em meu Gabinete onde trabalho estou com dó de deixar parado demais e ressecar as conexões de borrachas e silicones Quem quiser café [emoji477]️ só tocar o sino [emoji931] rss Primeira gaveta Segunda gaveta Terceira gaveta de bagunça [emoji849] Algumas coisas para o Levain Parte o de fica o filtro para conexão rede hídrica da ECM Grãos crus essa parte do armário esta cheio juntamente com o torrador Gene Aqui onde fica os cafés torrados e alguns acessórios Xícaras Mais xícaras e canecas Torrador aqui do HTF Esquentando as xíxaras [emoji7][emoji7] Filhota ja sabe o que é bom rss Futura barista [emoji7] Extração de um Colombiano que torrei Ainda falta tirar foto do cantinho do café [emoji477]️ na cozinha pois essas acima é um ambiente exclusivo da casa para o café, na cozinha tem outro balcão com a Jura e quadros, falta tbm fotos da sala de Home Cinema que tbm tem apetrechos para café e a nespresso [emoji477]️ e por último em minha sala no trabalho que também tem tralhas de café, é isso aí o hobby só aumenta [emoji50] Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  6. 9 points
    Finalmente me encontrei com o Forno, acho, já que mudei 7 variáveis, para conseguir a pestana e a cor desejada. Para a cor acabei simulando meu antigo Metodo, pedra e bacia de inox no forno Brastemp, medindo temperaturas e avaliando o provável comportamento do pão, deu certo.
  7. 9 points
    Hoje teve mais uma reunião do CDC Rio , fez um lindo dia de sol , quente , mas não infernal , foi bastante gente , muita novidade. O Renato do Barista at Works foi (o inventor do tropicalia) preparei um , e depois ele e o Vitor prepararam outro que ficou bem melhor. Muitas novidades , conheci o Comandante , um moedor que eu acho caro (usd 250) , mas a qualidade é inegável, muito bem construído, não percebi folgas axiais ou radiais , me impressionou. O Lido -E , não se percebe diferenças em relação ao Lido 2. Teve coado feito no Canadiniano que eu não conhecia. E coado no Kono Meimon , o antecessor do V60 . Essas reuniões sempre tem novidade é a gente conhece sempre algo novo. Nao tem foto porque eu esqueci de tirar e ninguém tirou, teve muitos cafés, mas não lembro do nome de nenhum. Eu levei um Moka da unique que deu excelente espresso.
  8. 9 points
    E ele chegou! Uma obra prima!!!! Uma obra de arte!!! Um moedor eterno, lindo, robusto e de altíssimo desempenho!!!! Me estusiamo em saber que o Brasil tem pessoas como o Gil!!! Excelente portabilidade e muuuuuuuita praticidade!!!!! Moedor para competir a nível Mundial!!!! Não tenho a Aram, mas hj com meu kit (BM e Minipresso) em nosso sítio em meio a família, foram 23 expressos com muita rapidez, repetibilidade e praticidade. Um moedor único no Brasil!!!! Quando chegar minha base, parafurarei-a na minha gaveta bate borra de inox, aí então será a obra de arte em meio a Baby e a La Pavoni. Farei propaganda desse moedor até o fim da vida! ( Minha ou Sua!) HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAGAGAGAGGAGAGAGAHAHAHGAGA Hj podemos dizer que no mundo da portabilidade de moagem, você está sendo um divisor de águas, ou seja, moagem antes do Gil e moagem pós Gil. Receba meus cumprimentos pelo marco na história do café brasileiro e meu abraço de gratidão, respeito e admiração pelo seu trabalho e pelo ser humano que és!!! PARABÉNS!!!!
  9. 8 points
    Caramba, bem legal, é tipo um HG mas melhor, pois a mo externa e o eixo que movimenta a interna estão guiados na mesma estrutura, eliminando qualquer chance de desalinhamento, por sorte minha custa o dobro do meu, ufaaaaaaa.
  10. 8 points
    Eu não sou chato não - Só quero um home roaster que torre 1 kg, que seja possível ter duas fontes de calor uma a gás e uma elétrica, que tenha controle de rotação do tambor, do fluxo de ar e do RPM da turbina, que tenha também um resfriador acoplado e potente e que custe 1500 reais... enfim só isso sem chatice
  11. 7 points
    Quando o pó está fino demais o tamper não é o problema. Se eu puder ajudar qualquer coffee lover eu digo. Compre um Bravo!!! Aposentei meu preciso. Com o bravo, 1000% de acerto! Desperdício zero. Um moedor que entrará para a história!
  12. 7 points
    Etíope Guaracho de Guji, estava congelado desde agosto. Não ficou bonito, postei mais pela eficácia do congelamento.
  13. 7 points
    Extração , Fazenda camocim , catucai , torrado na Cafuné, torra bem recente , só crema BR 49%
  14. 7 points
    Ainda faltam ajustes finos, mas já da para mostrar como ficou a máquina
  15. 7 points
    Fiz essa torra há 05 dias. Usei o Unique Frutado. Fiz a torra com objetivo para espresso e RoR plana. Saiu exatamente como queria. Despejei os grãos a 210ºC e deixei na potência 4. Abri a bandeja aos 160ºC. Aos 170ºC baixei para P3,5. Aos 190ºC, P3 e só quando o 1C começou baixei para P2,5 para conseguir estender um pouco o tempo de crack. Pensei em encerrar a torra 18ºC acima do 1C. Logo depois que desliguei as resistências e abri o forno para derramar os grãos torrados, o 2º crack começou. Apesar disso a torra não ficou demasiado escura. Hoje, 05 dias após fiz meu 1º espresso. Moído no Bravo Mini em 1V3. BR 50% em 36s. Ficou delicioso!! Doçura muito presente, apesar de uma finalização rápida. O retrogosto não foi muito duradouro, mas fica um leve sabor persistente. Enfim, para espresso esse grão ficou muito bom. [Edit] Para quem observar a temperatura inicial do gráfico, houve um erro de leitura. Não foi a 250º, foi 210 mesmo.
  16. 6 points
    Agora que me acertei com o forno então comecei definir a marca e quantidade dos recheios, hoje experimentei 2 calabresas artesanais de uma nova marca que atende varias boas pizzarias, o valor é bem maus alto que linguiças Sadia por exemplo, mas acaba valendo a pena. Na próxima semana definirei as azeitonas. Fatiada Moídas
  17. 6 points
    Espresso feito a mão - Aram + Bravo Mini + Bravo tamper = Sucesso !!!
  18. 6 points
    Hoje fui ao tigerquistão.
  19. 6 points
    Café da Rosângela (CD) Torra do dia 07/04 Enviado de meu XT1635-02 usando Tapatalk
  20. 6 points
    Após umas três semanas de uso, e comparando com os outros moedores, o Mini ganhou a titularidade para os cafés coados e similares. Na base, fixo na bancada, a relação qualidade de moagem / facilidade de uso, ganhou fácil dos outros. O Lido (titular anterior) tem um perfil de sabor muito parecido, porém tenho a impressão que o Mini consegue ainda um pouco mais de separação das camadas, o que deveria ir melhorando ainda mais com o amaciamento das mós. O Mythos tem um perfil diferente que, dependendo do café, pode até ser mais interessante, porém desde que está regulado para espresso, não compensa usar no coado para doses simples, ainda mais quando o Mini, com a base, é muito componente neste quesito. Os coados tem muita claridade e suavidade, tanto que trocamos o primeiro espresso do dia pelos coados, o que resulta num café da manhã e despertar mais suave e prolongado.
  21. 6 points
    Estava emperrado nas ideias dos novos projetos, então para distrair fiz um suporte, para que as bases não fiquem apoiadas em algum lugar úmido ou sujo, as bases ficam suspensas.
  22. 6 points
    Eu dou mais dois dias para acontecer isso .
  23. 6 points
    Vou dar meus dois centavos muito rapidamente porque estou com pouco tempo disponível, mas acho que vale pontuar algumas coisas. Não vou ficar discutindo teoria sobre os minerais que a água deve ou não conter, seja porque não compreendo totalmente, seja porque o tema é novo e complexo. Pra isso, sugiro fortemente a compra do livro quando sair a segunda edição. Dito isso, tem-se que a água boa pra café tem uma certa proporção entre dureza permanente (GH) e dureza temporária (KH). Dureza permanente é representada especialmente por Cálcio e Magnésio e a temporária pelo Bicarbonato. Em geral, é tida como uma medida favorável algo próximo à proporção de 2:1 entre GH:KH em equivalente de CaCO3. O Water for Coffee book traz essa medida, a SCAA recomenda algo parecido e muitos sites mundo afora também vão mencionar algo nesse sentido. Não vou entrar em minúcias, mas você calcula o valor fazendo a seguinte conta com os dados fornecidos pela companhia de tratamento de água local ou pela garrafinha de água mineral: GH= [Ca em mg/l]x2,5 + [Mg em mg/l]x4,2 a KH=[bicarbonato em mg/l]*0,8. Não conheço praticamente nenhuma água mineral em que o bicarbonato não esteja em notável excesso em relação a Cálcio e Magnésio, consideradas essas diretrizes. Não é por outra razão que o projeto da Peak Water resolveu manipular o bicarbonato, que é jeito o mais simples de trazer a proporção pro nível ótimo. Claro que águas superficiais muito moles, como é o caso de Porto Alegre, podem (como é o caso aqui) ter a proporção mais próxima do ideal, de forma que a utilidade da jarra, se usada com essa exclusiva finalidade de filtrar água da rede, poderia ficar limitada. Porém posso dizer que já fiz experiências com a proporção 2:1 desde águas muito moles até aguas relativamente mais duras, e a bebida resultante é consideravelmente diferente. Então com a jarra você ganha a flexibilidade de poder adaptar águas mais mineralizadas para o preparo de café, caso em que o bicarbonato sempre é um obstáculo. Assim, sabendo que uma jarra filtrante da Pentair ou equivalente local já custa mais de 100 reais, no meu ponto de vista, considerando o que pontuei, acho um investimento bem interessante.
  24. 6 points
  25. 6 points
    Extração de hoje é um Bourbon Vermelho mineiro extremamente agradável, acidez relativamente baixa (pena, só faltou isso) e retrogosto durável.
  26. 6 points
    Aquele momento em que seu Bravo Tamper chega em casa! Obrigado, Gilberto! E parabéns pelo trabalho de mestre! Enviado de meu Lenovo K53b36 usando Tapatalk
  27. 6 points
    Não sei o que vocês acham, pra mim os produtos Bravo roubam a foto. Vou tirar fotos sozinho, nunca acompanhado deles, senão nem me verão na foto [emoji41] PS: Tamper aram na foto apenas para mostrar que veio no kit, uso meu tamper Bravo com base para a Aram (também)! Enviado de meu MI 6 usando Tapatalk
  28. 6 points
    Nó que beleza!!! E eu que estava desanimado porque não saiu meu financiamento pelo BNDES pra comprar um 5 kgs. Deus sabe de todas as coisas, vou me virar muito bem com esse 1 kg custo benefício e enfim vou sair da beira do fogo a lenha!!! Obrigado por enquanto Fogo! Se alguém quiser ver como torro pra vender hoje, fiz um vídeo pequeno neste fim de semana falando sobre meus controles de torra. Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  29. 6 points
    Mesmo café da COOPERBIO (agricultura familiar, agroecológico), extração de hoje. Feito com moinho Gino Rossi CC45 e uma La Spaziale de 1989.
  30. 6 points
    E o Mini chegou! Fantástico! Enviado de meu Moto G (5) usando Tapatalk
  31. 6 points
    Aeeeeeee, chegou rapidinho. 22 dias vindo de Hong Kong....não sei se fui abençoado ou se o Correios tá "melhorzinho".... Mas estava esperando pra 2 ou 3 meses depois. No mais, nem abri ainda, mas espero que me atenda bem Enviado de meu SM-G955F usando Tapatalk
  32. 6 points
    Pessoal, Liguei no fabricante e falei com o Marcos. Ele me disse que vai desenvolver um torrador legalzinho de 1 kg pra nós. Colocar coisas digitais e outros apetrechos de controle torna o projeto mais caro e consequentemente menos aderido. Vamos aguardar o que ele desenvolve pra nós. Mas adiantou que, se der certo, conseguirá fabricar apenas 1 a cada 60 dias, ou seja, 6 ou 7 por ano. Amadureçam a idéia, assim como foi o moedor do Gil, Quem sabe não teremos um excelente torrador em nossas casas genuinamente brasileiro.... Vou dando notícias
  33. 6 points
    Semana e feriado garantido com café bão! Daqui de BH, Roast Café @Igor e @Luis Paulo
  34. 6 points
    Testes as cegas fazem realmente pouco sentido aqui, pois existem inúmeras combinações de peso no filtro, grau de moagem, grão diferente com graus de torra diferentes, e peso na xícara. O que é importante é pesquisar quais extrações com qual grão os moinhos permitem. Para os meus moinhos fiz isso intensivamente, e cheguei nas conclusões que me permitem aproveitar os moinhos melhor. O Vario com mós de aço p.ex. permite coados e prensas bem melhores do que os meus outros moinhos. O meu Mini tem uma moagem mais homogênea do que o meu Debut para espresso. Assim consigo melhores espressi com torras claras com ele, mas gosto normalmente mais da moagem do Debut para torras clara-médias e médias (escuras não tomo mais). Uma aplicação bem legal do Mini é moagem para cupping, pois permite moagem rápida com o suporte, e sem retenção. O Debut já não serve para cupping, é um moinho bimodal de espresso mesmo. Assim eu descubri passo a passo os pontos fortes e fracos dos meus moinhos, e tb o que não rola. Tenho p.ex. certeza absoluta que preciso de um outro moinho (Peak, EK43 ...) e uma outra máquina (com pressure profiling ou pelo menos alavanca) para fazer espressi verdadeiramente 3a onda de torra clara. Quem quer fazer testes as cegas deve fazer, incl. é bem divertido, mas não acho que é o caminho para frente. Se vc quer saber qual é o moinho para vc @Fogo ruivo, pega 2 quilos do seu grão favorito e a sua máquina de espresso e vai testando shot por shot, qual moinho permite chegar mais perto do sabor que vc quer na xícara. Abçs, Burny
  35. 6 points
    Pra um convidado podemos perguntar qual a razão de preparo ele quer Normalmente se sei (ou pergunto) se a pessoa gosta de cafés mais diluídos vou bem pra baixo. Se for mais tradicional, 50%. Se for faca na caveira, 65 a 75! Ou então um duplo 100% pra assustar Mais importante pra nós que gostamos de testar bastante coisa é provar um café novo em três razões, algo como 30, 50, 75. Vale a pena.
  36. 6 points
    Aproveitando umas "ferias" em SP trouxe o Mini que Gilberto fez para mim ! Encomendei para parear com a La Pavoni dourada que tenho em Portugal, e ao mesmo tempo incluir as cores da bandeira do Pais como prenda de reconhecimento e apreço aos amigos que apareçam para tomar um café. Já com o Lido o resultado era ótimo de forma que com o Mini deve ficar igual ou ainda melhor. Gilberto, com a sua já proverbial eficiência e gentileza, atende aos menores caprichos dos amigos !!! De forma que além de uma peça bonita e original, ao usar vai me trazer as boas lembranças dos caros amigos, o que, como todos sabemos deixa o café ainda mais doce Inicialmente pensei levar o Pharos, porém desde que o Mini é melhor para coados, com a base a ergonomia é bem superior e ainda considerando que o tamanho do filtro da Pavoni limita as experiencias - o que seria a principal vantagem do Pharos - para mim é um solução ideal. Até achei um lugarzinho bom na cozinha para poder utilizar por enquanto.
  37. 5 points
    Bom e velho pessegueiro sempre honesto
  38. 5 points
    Um pequeno tigre nascendo....[emoji2]🤭 Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  39. 5 points
  40. 5 points
    Aqui fotos da engrenagem (3:1) etc. https://www.malwani.de/deutsch/produktinfo-1/kaffeemühle-livi/ Acho que ele tem as mós grandes da Mazzer Robur de 83mm. Assim o pó deve ser parecido com o do Bravo Debut. Mas achei ele bem bonito e com algumas coisas bem legais, p.ex. a gaveta para a balança.
  41. 5 points
    Pessoal, A fábrica me entregará as xícaras até o dia 5 de maio na minha casa. Daí então dispararei para vossas residências e colocarei o código de rastreio de cada um ok? As xícaras ficaram ainda mais bonitas com a alça nova. Vão se surpreender! Abraços a todos.
  42. 5 points
    Grande Gil , vendo a Gildaka ser enrabada pelo governo , lembrei da grande filósofa Dercy Gonçalves.
  43. 5 points
    Este dai é um Equatoriano. Tem doçura balanceada e nada de amargor. Muito bom café comprado com o pessoal da Montanita de Paraty (Nerita e Juan).
  44. 5 points
    Stockbrot, com ervas frescas e parmesão faixa azul.
  45. 5 points
    Opa, vamos acompanhar aqui, assisti todos os episódios até hj... achei a sinopse desse meio sem graça, mas o diretor costuma surpreender.
  46. 5 points
    Pedidos encerrados. Aguardem minha ligação para passar o frete de cada um e a conta para depósito. Abraços
  47. 5 points
    Hj, depois de muito tempo fui limpar meu mini, que é da primeira leva. Agora tenho um Baratza Sette 240 também é isso me deu um parâmetro sobre o que seria um moinho com baixa retenção. No Sette há maior praticidade em se remover a mó e efetuar a limpeza. Porém, mesmo sendo considerado de baixa retenção, há muito mais o que limpar. Já o está longe de ser complicado de se limpar, mas dá um pouco mais de trabalho. Contudo, mesmo o usando por meses e meses sem abrir quase não há o que limpar. O Sette também aquece um pouco o pó, característica que não me agrada muito e que, possivelmente se dê em razão da velocidade da moagem.
  48. 5 points
    O Gil quando resolveu criar a Gildaka era magro e cabeludo igual ao Aram , olha como ele ficou . Enquanto não aparecer outro doido ( quer dizer empreendedor ) torrador só Diy mesmo.
  49. 5 points
    Pessoal, Faço muitas torras aqui na minha máquina de pão atrelada ao soprador térmico. Iria automatizar todo o processo, mas decidi manter o controle manual monitorando a temperatura, aspecto dos grãos, etc e tal. A minha intenção não é sair fora do foco, porém relembrar uma alternativa barata e funcional.... Acredito que sou o maior torrador nesse equipamento aqui no clube. Tenho conseguido ótimos resultados dentro das limitações do método ! Inclusive prefiro que perguntem para outros membros do clube que já provaram minhas torras dos últimos tempos (pessoal de Campinas : Mortari, Leandro, Juba, Eliseu, Gener) Demorou um tempo pra pegar os macetes desse método, mas hoje já consigo ter mais domínio sobre a torra. Não sou muito de ficar compartilhando e as vezes acabo me sentindo culpado pela baixa adesão do método.... Detalhe: Tenho preferência para torras claras a médias, não faço torras no segundo crack ! Quem quiser provar, estou a disposição aqui em casa... Espero ter ajudado
  50. 5 points
    Rsrsrs, quando eu vendia moto, fui almoçar em um restaurante na Av Juscelino Kubitscheck, era uma reunião de revendedores, vendi a moto para o dono do restaurante, já peguei o dinheiro e voltei de táxi.
×