Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content on 02/12/2018 in all areas

  1. 9 points
  2. 7 points
    Kinu M47 - Primeiras Impressões Faz tempo que não posto aqui, mas não podia deixar de escrever essa breve resenha porque - pelo menos ao que parece - sou dos únicos que tem um Kinu M47 por essas bandas. Recentemente havia vendido meu Bravo Mini pra comprar um moedor de característica mais portátil, ou seja, menor e mais leve, pra usar em viagens. Nesse meio tempo surgiu a oportunidade de comprar o Kinu M47, que é mais ou menos do mesmo porte do Mini, e não pude resistir. Idiossincrasias à parte, o fato é gosto muito de testar tantos equipamentos de café quanto possível, em especial moedores, de modo que vou passar minhas primeiras impressões. Ressalto que são primeiras impressões mesmo, pois estou com o moedor há uma semana apenas. Os moedores Kinu são fabricados na Alemanha pele Graef, embora eles tenham abrido uma empresa na Flórida com o nome Kinu Grinders, possivelmente pra alavancar vendas nos EUA. A princípio, o protótipo foi desenvolvido na Romênia por uma empresa pertencente o grupo Graef que fabrica instrumentos dentais e moedores de especiarias. Por isso, as primeiras vendas se deram para o leste europeu, mas depois a Graef assumiu os negócios. O moedor tem 20,15cm de altura, 50mm de diâmetro e pesa 1,15kg, sendo praticamente todo construído em aço inoxidável. Não é, portanto, exatamente portátil. Pro meu gosto é um moedor muito bonito, de um design bem limpo e funcional, ao estilo alemão. Parece também muito robusto e resistente. Como o nome do modelo sugere, M47, utiliza mós cônicas de 47mm, de aço 63HRC, com tratamento "black fusion". Não pude confirmar essa informação, mas li por aí que as mós são fabricadas pela Italmill. Não sei se tem a ver com o tratamento das mós, mas eles geram relativamente pouca estática, o que é um aspecto positivo. O Kinu M47 tem uma borda em forma de funil que coleta os grão na seção superior, tendo capacidade de 40g de grãos e de 30g no recipiente coletor de pó, segundo o manual. Não tem tampa como o Bravo Mini. Embora não seja uma necessidade, caso se faça uma moagem com muita energia é possível que um grão escape por ali, como já me aconteceu algumas vezes. Não chega a ser um problema, mas fica a nota. O sistema de ajuste se dá por meio de um seletor que fica logo abaixo do apoio da alavanca. São 50 ajustes possíveis por volta, sendo que cada passo altera a distância das mós em 0,01mm. Para fazer o ajuste, é necessário afrouxar um parafuso de ajuste que fica na parte superior e que também faz a fixação da alavanca, colocar o seletor na posição desejada e voltar a apertar o parafuso de fixação. Embora o procedimento todo seja bastante simples e fácil, está longe de ser tão direto e rápido como é o do Bravo Mini, que é dos melhores sistemas que conheço em moedores manuais. Junto ao corpo do moedor, no local onde se dá a pegada, há uma espécie de gatilho que eles batizaram de "anti-rotational knob", que é uma grande sacada. Ele impede ou dificulta que o moedor gire em falso na mão que o segura. Esse dispositivo, juntamente com o diâmetro do corpo de 50mm, que é bastante confortável, faz com que a força exercida pela mão e punho para segurar o moedor durante a moagem seja relativamente pequena, de forma que a moagem se dá muito naturalmente. Também a alavanca é compensada em relação ao plano de apoio do moedor, de forma que torques estranhos ao plano de giro da alavanca são minimizados na mão que segura o moedor. Ergonomia muito bem pensada. Segundo o manual, o moedor leva de 30 a 40s pra moer 18g de café pra espresso. Hoje moí 22g pra espresso em 44s e 22g pra V60 em aproximadamente 30s, o que dá pra ter uma idéia da performance de moagem. Não é rápido quanto um grande cônico, mas ao fim das contas é um bom compromisso entre velocidade e facilidade de moagem. O recipiente coletor de pó é fixado por 4 imãs de neodímio que fazem muito bem o papel de fixar o copo ao corpo do moedor. O único porém em relação ao copo coletor é que no ângulo agudo formado entre a face da base e a seção lateral tendem a reter um pouquinho de pó. A quantidade que tende a se depositar ali é mínima, mas como é uma área de acesso difícil sem uma haste ou algo assim, esse é um pequeno aspecto negativo. Quanto a qualidade de moagem, é um aspecto bastante difícil de mensurar objetivamente. E o aspecto subjetivo é, obviamente, subjetivo e sujeito a toda sorte de viés de quem escreve. O que posso dizer é que fiquei muito bem impressionado. O conjunto de moagem é montado em cima de 4 rolamentos, com base, segundo o manual, no "morse cone principle", o que garantiria boa centralização do conjunto. Anuncia o fabricante que a tolerância do alinhamento é da ordem de 0,02mm, o que é um excelente número na hipótese de isso ser verdade para toda a linha de produção. No ajuste 0, com as mós faceadas, as superfícies não se tocam. Nos testes de coado que fiz, os resultados foram bastante positivos. Quantidade moderada de fines e poucos boulders, o que se refletiu em xícaras com sabores bastante definidos. Por fim, paguei pelo moedor o equivalente a 299 dólares, mais 56 dólares de VAT, pois o produto foi enviado para o interior da Alemanha e um amigo trouxe para mim de lá. Não é um moedor barato, mas o preço está de acordo com produtos de qualidade superior. Falando em produtos high-end, sei que muitos devem pensar em uma comparação com o Bravo Mini, que seria o mais óbvio moedor manual a ser inserido nessa categoria aqui no Brasil. Todavia, o Gilberto é um grande amigo, e acredito não ter a isenção necessária pra fazer juízo de mérito entre esses moedores, especialmente quanto à qualidade de moagem. Tenho especial interesse no sucesso do Gil, fui um forte incentivador (e vendedor) do Bravo desde o primeiro protótipo, e hoje fico feliz em constatar que é um sucesso. Vou me limitar a opinar acerca da pegada e facilidade de moagem, em que penso que o Kinu leve vantagem. Por outro lado, o sistema de ajuste do Gilberto é muito mais sofisticado que o do Kinu, ficando na frente nesse aspecto. Conforme eu lembrar de um outro aspecto do Kinu M47 que mereça destaque, farei atualizações dessa breve resenha. RodrigoKS - Terça Expressa
  3. 5 points
    Cara, o que eu disse foi que mesmo com filtro pressurizado consegui sentir doçura no café, devido a ele ter essa característica. E na boa, todo mundo entra nesse fórum para trocar experiências buscando aprimorar suas técnicas e resultados, tentando chegar em uma xícara perfeita. E aparentemente você já encontrou a xícara perfeita, que é qualquer café colocando açúcar. Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk
  4. 3 points
    Vi no Instagram. Não colocou na primeira foto só para me ver estressado, né? Pára com isso rapaiz, o meu é o de maior garbo e elegância dessa leva. Mas vc acha que o Gil poderia fazer uns detalhes em fúcsia? Iria ficar muito fashion
  5. 3 points
    Bases em progresso:
  6. 2 points
    Caramba esse todo Preto com parafuso e pote polido é o de Luw , nossa tanta espera e ficou bem feio hein. Se eu fosse o Luw pediria umas alterações de última hora
  7. 2 points
    Hoje , já quase pronto. o seu está na 2ª fileira , todo preto com parafuso e pote polidos.
  8. 2 points
    Rsrsrsr, estava lá. Mas amanhã eu vou tirar fotos de todos para enviar as imagens e confirmar se anotei certo, inclusive amanhã já montarei a base, no seu caso com o suporte superior preto, os pés pretos devem ficar prontos nesta semana também. O MINI ainda flata instalar uma bucha no manipulo, ..... e outros detalhes, mas termino antes de sexta. De vez em quando as coisas aqui funcionam, rsrsrsr
  9. 2 points
    Nicotinic acid , nao é Nicotina . Ácido Nicotinico é a Niacina ou vitamina b3 , não tem nada a haver com o Alcaloide Nicotina. A Niacina é encontrada em quase todas as carnes e vegetais. Dá uma lida aqui e para de espalhar coisa errada. https://en.wikipedia.org/wiki/Niacin
  10. 1 point
    Já tive alguns cafés na 1268 que deixavam um aroma de mate tostado sensacional na xicara, hehe Henrique, café não é uma ciência exata, mas dá sim pra julgar determinados métodos e técnicas, mas se faz a pessoa feliz, não tem pq ela se importar
  11. 1 point
    A minha está meio parada ultimamente. Fiz o favor de queimar a chaleira elétrica, escaldar a Aram com chaleira no fogo é canseira demais. Mas a minha dá ultima vez que a usei, estava em perfeito estado. Deixei até alguns amigos brincarem nela num encontrinho que fizemos aqui em Brasília. Pessoal gostou muito e ficou espantado com a qualidade do café que é extraído.
  12. 1 point
    @Fogo ruivo, com certeza, estes dias comprei um moedor de pimenta que é assim, é bem mais pratico e não preciso de ajuste.
  13. 1 point
    Gil.... Sugestão.... No futuro a tampinha pode ser imantada de alguma forma para eliminar o o ring. Tipo com uma pastilha de imã presa na tampa ou no chassi
  14. 1 point
    Onde ? Escondeu de propósito, né? Malvado. O Gil também escondeu seu moedor?
  15. 1 point
    Recentemente também eu comprei o café do Robson (instagram robsonrribeiro28), achei bem doce no espresso. Melhor que os grãos básicos do Mário e mais baratos (25 reais o kg + frete). Tem que encomendar com ele via instagram.
  16. 1 point
    Isso me lembra um fato. Meus familiares ficam meio assustados por eu tomar café sem açúcar. Certa vez fiz o melaço de cana do Mário na Aeropress e o aroma ficou maravilhoso, e além disso, muito doce. Ofereci ao meu primo um copo e ele aceitou. Disse que estava bem doce, mas poderia colocar açúcar se quiser. Quando ele provou, só faltou cuspir kkkkk A doçura é realmente muito diferente do açúcar branco, adoçante eu passo longe pois eu sinto gosto de álcool, então evito ao máximo. Pra descobrir essa doçura, o único caminho é parar de consumir açúcar. Quando parei com o açúcar no café, naturalmente parei de colocar em vitaminas, sucos ou qualquer outra coisa. Enviado de meu ONEPLUS A5010 usando Tapatalk
  17. 1 point
    Faz tempo que não atualizo essa foto [emoji846] entrou Bravo Mini, Aram, chaleira elétrica, Brodher Roaster ( Air frier )... Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  18. 1 point
    Três torras para espresso hoje. Fiquei com saudade de torras mais clássicas e solúveis. Os 3 seguindo mais ou menos a mesma abordagem, considerando que o Yirga da Etiópia é mais denso do que o de El Salvador etc.. Todos entre 11,5 e 12,5 min e perda entre 14,2 e 15,0%. O STC continuando uma maravilha.
  19. 1 point
    Fiz a atualização do plugin. Parece que voltou a funcionar. Fechem o app a abram novamente. Enviado de meu GT-I9505 usando Tapatalk
  20. 1 point
    A bandeja dá para desenhar e mandar cortar a laser, se necessários dobras e solda também dá para fazer, nada difícil, e nem tão pouco caro.
  21. 1 point
    Já pensei como você por algum tempo, hoje entendo que cada forma de fazer cafe é um método diferente. . Em alguns momentos prefiro o Hario, em outros a Prensa e em outros cada vez menos frequentes tomo meu espresso.... Quanto aos valores que citou... sei dos custos, mas o que quis dizer é que um dos maiores erros de quem começa e menosprezar o coado e os métodos de infusão. .. olha com um bom moedor: rocky, encore - elétricos ou manuais: hario, bravo mini, bravo debut, entre outros.... juntamente com cafés de qualidade, é possível experimentar cafés excepcionais e com um investimento não tão elevado assim... Mas cada um na sua e com suas demandas e opiniões. Abraços e bons cafés.
  22. 1 point
    Esse final de semana fiz uma visita rápida a São Paulo. Como sobrou um tempo no domingo, resolvi procurar uma cafeteria, é claro, e escolhi a 1268. Fui muito bem atendido pela barista simpática que estava lá, e gostei do ambiente. Tomei dois Acaia da Baden, torra bem recente, um natural e o outro CD, na aeropress. Estavam muito bem extraídos, gostei muito! Especialmente do natural, hehe. Finalizei com um espresso muito bem tirado também. Parabéns @Fernando - 1268 Café! Quem ainda não conhece tome vergonha e vá lá
  23. 1 point
    ve been playing with a digital thermometer and my findings are: meCoffee temperature --- water temperature 98C ------------------------ 91C 101C ---------------------- 93C 103C ---------------------- 95C thermocouple in the portafilter:
  24. 1 point
    João , como o Gil falou a opv da twin não é ajustável e não precisa ajustar nada para obter uma excelente extração. Vamos lá João , o café esta legal , como o Gil falou vc esta usando pouco café para este filtro , experimente 18 ou 19 gramas e tente uma extração classica como preconizado pelos italianos , aprox. 60ml em aprox. 30seg. Porque isso ? Para simplificar , vc só vai trabalhar com uma variavel a granulometria , vai afinar ou engrossar ate acertar o tempo entre 25/30seg, vc deve conseguir uma extração com crema razoavel. Não tente agora se preocupar com massa , vc primeiro precisa uma acertar extração razovel , antes de se preocupar com a razão de preparo. As extrações que vc descreve indicam pouco café no filtro. A distancia boa entre o pó de café compactado e o chuveiro deve ser alguma coisa em torno de 2mm , porque ? O café vai expandir durante a extração mais ou menos 2mm. A função da solenoide é drenar a agua desse espaço , se vc esta pondo pouco café , a distancia será maior e vai se acumular nessa piscina criada no espaço excessivo. Uma solução pratica seria pegar uma moeda de 10 centavos (tem 2mm de espessura) e colocar em cima do pó compactado .Coloque o PF no grupo e em seguida retire , se a moeda não estiver levemente comprimida no café , como nas fotos da matéria abaixo é porque tem pouco café. Se estivar muito comprimida tem café demais. Outros motivos podem estar causando esse problema , mas , por enquanto vamos tentar acertar a dosagem que normalmente causa isso. Abs C. Eduardo http://www.home-barista.com/reviews/buyers-guide-to-vibiemme-domobar-super-t4019-100.html
  25. 1 point
    Miyamoto, acho que isso funciona. Sempre com temperatura e pressão fixas e mexendo uma variável por vez. 1. Tire um shot e experimente 2. Está equilibrado? Sim: - Vá para 3 Não: - Se amargo, corte o shot mais cedo, na xícara menos gramas. - Se ácido, corte o shot mais tarde, na xícara mais gramas. - Voltar para 1 3. A intensidade está ok? Sim: - Vá para 4 Não: - Se forte, moa mais grosso - Se fraco, moa mais fino - Voltar para 1 4. A quantidade na xícara é o quanto você gostaria de beber? Sim: - O shot está adequado, pode parar, parabéns Não: - Gostaria de beber mais café, aumente a dose no filtro - Gostaria de beber menos café, abaixe a dose no filtro - Voltar para 1
×