Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content on 01/11/2019 in all areas

  1. 4 points
    @flabrada, não costumo fazer postagens questionadoras de valor nos classificados, mas um amigo novato (que decidiu que quer um Breville mas perdeu a promo de 1180 da Via Inox e de 1230 da Premier mês passado) viu seu classificado e me pediu para sondar sua base de referência para cobrar esse preço num item usado (mesmo que com apenas 1 mês de uso, não é novo e não tem caixa nem manual). Achei que vc tinha feito as modificações sugeridas pelo Gurjão no tópico do moedor, sugeri mesmo que ele fizesse uma boa contra-oferta se fosse o caso, pois vir já corretamente modificado seria um valor agregado... Bom, as escolhas são suas, o moedor é seu, certo? Vc tem a prerrogativa de cobrar o que quiser, e mesmo de ser rude no fórum, só não espere que sua reação aos comentários que fizemos entusiasme compradores entre os usuários mais experientes... E sim, o produto está temporariamente esgotado, sugeri a meu amigo que espere a Tramontina entregar o lote de importação que atrasou. Informaram que normaliza na segunda quinzena do mês que vem. Boa sorte na venda. E ao comprador, na compra. Caveat Emptor!
  2. 2 points
    Amigos, para mostrar em imagens como calibrar o ponto zero da tremonha interna eu teria que desmontar todo o meu moedor, de novo...coisa que não queria fazer nesse momento. Mas, é o seguinte: abrindo o moedor vocês irão encontrar uma tremonha de rosca q serve de ajuste para a mó inferior. Essa tremonha é girada (ajustada) pelo botão externo da lateral do moedor, conforme a indicação do display digital. O giro dessa tremonha é limitado por 2 parafusos, onde 1 fica no ponto zero e outro fica no ponto sessenta. A partir daí, para recalibrar, você retira esses 2 parafusinhos e, em seguida, gira a tremonha com a mão, colococando-a no ponto zero da forma que desejar. Feito isso, marca o ponto zero recolocando 1 parafusinho no novo ponto, em seguida, gira o botão até a marca do sessenta no display, e coloca o segundo parafuso no novo ponto sessenta. Falando assim, parece complicado, mas é simples, juro! Kkkkkkkkkkk Lembrando: você consegue mudar totalmente a faixa de ajuste com esse procedimento, porém, moagem uniforme não é mto o forte desse aparelho...são muitas roscas e encaixes que terminam com uma tolerância de folgas alta. Forte abraço a todos, Edugurjão
  3. 1 point
    Pessoal, somente para avisar que consegui resolver o problema da selenoide. O que fiz: 1 - testei a voltagem que chegava nela quando acionada - 127V - então, tudo ok. 2 - Demontei a valvula e não tinha nenhum sinal de encrostamento - tudo perfeitamente limpo. 3 - Dentro da maquina temos 2 valvulas exatamente iguais, uma para o espresso e uma para o vapor. Simplesmente desmontei as duas e as troquei de posição. Tudo funcionou perfeitamente, sem mais nenhum barulho estranho. Ou seja, o problema estava na parte eletrica da valvula (aquele cubo preto). Abraço, Diogo
  4. 1 point
    http://www.caparaocoffee.com.br/produto/cafe-montanhas-do-caparao/
  5. 1 point
    Oi Ronaldo, a Evolution é uma maquina de entrada com um custo benefício bom, mas ela é realmente limitada. Não tem OPV, só uma mola para evitar refluxo, e pouca estabilidade térmica. Direitamente depois que a resistência finalizou um ciclo a temperatura na Evolution é bem alta. Vale a pena esperar um tempo definido antes de extrair um espresso. Isso junto com a pressão alta da bomba (uns 15 bar) que cai diretamente no bolo causa extrações bem fortes, e como vc relatou, vc procura extrações mais suaves e equilibradas. Na minha opinião, vc chegou no ponto de precisar novos equipamentos. Se vc não tem problemas com um trabalho manual e mais demorado, um Cafelat Robot ou uma Aram, e um Bravo Mini ou um Comandante seriam boas opções. Abçs, Burny
  6. 1 point
    @Vitor Costa agradeco e muito a atencao em compartilhar a sua experiência! O que tenho percebido e este foi o principal motivo do tópico.... é que os parâmetros de extração padrões de tempo, dose, aspecto da crema, etc.... São importantes e um ponto de partida... mas acho complicado manter os mesmos padrões em uma máquina com OPV regulada em 12 a 14 bar, sem PID, boiler pequeno e dificuldade em manter temperatura ao longo da extração.... quando comparado com máquinas em que estes itens citados são estáveis e regulados de forma mais precisa... Tentarei fazer extrações mais longas como você citou e depois compartilho o resultado... de forma interessante há algum tempo atras quase choquei a máquina e a extracao saiu lenta e quase sem crema... já ia jogar fora... mas resolvi experimentar antes... Apesar do visual feio... em sabor estava muito agradável... Abraços.
  7. 1 point
    Elektros e clivecoffee. Nao conhecia e fiquei bem feliz de vcs me apresentarem aqui. Realmente, eu estava desatualizado dos bons sites de maquinas. Olha so, ja valeu bem a pena ter ressucitado esse topico esquecido!! Vou pipocar logo mais num assunto de moedor, pois acabei de fazer um upgrade, logo mais compartilho
  8. 1 point
    @Heitor Medeiros, só pra evitar ruídos, os moedores que você menciona são "comerciais" ou "profissionais", não são "industriais". Isso aqui é um moedor industrial pequeno: Mas, voltando ao foco, se estiver com a mira na melhor qualidade de moagem em termos de moedor manual, acho que o Debut é uma das melhores opções no mercado mundial. Pra nós, brasileiros, talvez a melhor por ser o mais acessível. O nível da qualidade da moagem do Debut é tão acima da média dos moedores elétricos na mesma faixa de preço que é até desconcertante. Embora seja supostamente focado no "espresso", tenho tido resultados fantásticos nos coados e outros métodos também. Mas em termos da relação custo-benefício, acho que o Bravo Mini tá numa situação privilegiada. A moagem fica muito melhor do que parece razoável pra um equipamento em sua faixa de preço. Com o suporte de mesa, fica ótimo pra uso "de bancada", reduzindo o esforço da moagem manual. Eu não descartaria um bom elétrico. Algo que não requeira esforço físico salva a pátria quando é pra fazer café pra mais pessoas. Um usado em bom estado pode ser sua solução em termos de custo acessível. O @Burny tá vendendo um Vario Home alemão (da Mahlkönig, mesmo fabricante do EK43 e do K30) aqui nos classificados, com um monte de upgrades já instalados. Acho que compensa muito mais do que o Comandante, com um valor parecido no Brasil. Depois, mais pra frente, você pode pegar um Bravo Mini ou o novo Bravo "menor que o Mini" pra ter um excelente portátil... Sobre o Cunill que vc tem agora, imagino que já tenha pesquisado e não seja seu estilo modificar equipamentos, mas essa "retenção" é fácil de resolver com uma modificação simples, retirando o dosador e instalando um "bico" ou um "funil" no lugar. Tem vários tutoriais espalhados na web, inclusive mais de um aqui mesmo no CdC. Eu mesmo uso um modelo comercial da Quamar pros espressos, um T48 Auto modificado pra ficar "doserless" com um funil de inox. Recomendo a modificação, mas nesse caso o moedor continua sendo recomendado para espresso, mesmo sem o dosador... não sei se o sistema de ajuste desse modelo alcança satisfatoriamente a granulometria pra coados. Mós planas de 59mm são bem comuns, se as suas estiverem gastas (caso tenha comprado usado) sai barato trocar. Sobre a Aram, recomendo ler o tópico próprio, lá tem prós e contras, bem como elogios dos fãs e críticas dos que tiveram e continuam tendo problemas. Caveat Emptor! Bom, apenas opiniões pra pensar a respeito... Boa caçada!
×