Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 02/16/2019 in all areas

  1. 3 points
    Na minha opinião, barista em questão está dando uma sugestão razoável, só exagerou dizendo que um Mimoso dá na mesma que um de lâminas. Lâminas é muito pior. Acho o Hario Slim melhor que um Mimoso, mas se puder esperar e gastar um pouquinho mais, tente comprar o novo moedor Bravo "menor que o mini" que o colega @Gilberto está pra lançar. Tenho um Mimoso antigo, herança de família, e cheguei a comprar um novo pra "brincar", depois passei pra frente, pra uma pessoa que mói amendoim e faz paçoca caseira. O antigo é um pouco mais consistente que o novo, atendendo razoavelmente no coado e minimamente na AP, mas pra qq outra coisa deixa muito a desejar, e pra espresso não dá coisa boa, não. O Mimoso novo ficou um pouco pior em tudo, acho que baixaram o custo e pioraram a qualidade. E Botini que testei (usei pouco, confesso) foi quase igual. Essa onda de fazer "ode ao Spong" (nome desse tipo de moedor no exterior) parece fazer parte do movimento retrô/artdeco que perpassa o mundo nos últimos anos. A forma supera a função. Esse moedor deficiente em moagem é adorado pelo fator de nostalgia, principalmente pelos usuários de açúcar e adoçantes, na minha opinião. É só olhar o jogo absurdo do eixo de qualquer um desses moedores que dá pra perceber que não tem a menor chance de consistência. Olhando os mós, principalmente dos novos, parece que foram feitos com molde de barro, péssimo acabamento e sem uniformidade. No meu Mimoso "vintage" eu fiz buchas novas e afiei os mós para poder usar em conjunto com uma cafeteira italiana (Moka Bialetti) grande durante um tempo em que eu e a família ficamos num sítio sem energia elétrica, e com gente demais pra usar o Bravo Mini (eu ainda não tinha o Debut), e mesmo assim não ficou lá essas coisas... Se for só pra coadão Melitta, em grande volume, pra usar café "de bica" com torras mais escura e depois o povo encher de açúcar, daí tanto faz usar um Mimoso ou um caríssimo Bunn, dá praticamente na mesma. E, que comecem as tretas.
  2. 3 points
    Poxa, amanhã eu coloco fotos do 1º protótipo, infelizmente vou ter que mudar algumas coisas e foi necessário um 2 º protótipo, embora fosse um pouco previsível, rsrsrsr
  3. 3 points
    Depois que regulei o pressostato para desarmar em 1,3 bar perdi qualquer vontade de pegar um termômetro, ficou boa demais a temperatura e tenho pouquíssimo esforço nos flushes. Quanto à vaporização, só tomo o cuidado que citei anteriormente com relação ao ciclo de aquecimento da caldeira e pronto, muito vapor garantido e um processo bem tranquilo com o leite.
  4. 3 points
    Boa noite pessoal, então, sai o primeiro protótipo, estou partindo para o segundo e espero resolver tudo no segundo, neste momento a previsão é junho. Devo confessar que cada vez mais meu tempo esta escasso e não consigo fluir na velocidade que eu desejava, rsrsrsr
  5. 3 points
    O James Hoffmann publicou hoje um vídeo em que analisa os "melhores moinhos manuais baratos". 3 deles se encontram no Brasil, o Porlex Mini (que no final recebeu a melhor avaliação) + ou - 450 reais, o Hario Slim (avaliação média) + ou - 220 reais e o Javapresse (que ele não gostou muito) por 260 reais. Claro que a realidade brasileira é outra, mas muitas pessoas daqui reclamam das versões mais genéricas chinesas de moinhos manuais que quebram em pouco tempo e tem pouca uniformidade de moagem... Imagino que esperar o "mini mini" bravo do @Gilberto compensaria muito mais do que comprar um Porlex, em termos de qualidade, claro, mas também imagino que o valor seria um pouco mais alto, pelo o que conheço da qualidade dos produtos do Gil, imagino que vai competir, em qualidade, com os "melhores moedores manuais portáteis que o dinheiro pode comprar" como o Comandante, Kinu M47 etc.. Mas se mesmo assim a questão for grana, Hario Slim é otimo, e mais barato ainda só recomendaria o Bottini/Mimoso...
  6. 3 points
    Aqui @Diego Nunes granulometria 9 para coado! Depois envio para Aero e french
  7. 2 points
    E aí pessoal Tenho uma receitinha com a Aeropress que funciona bem, moagem média (sabe-se lá o que quer dizer isso, pois depende do moedor, mas... deu pra entender né rs), 14g para 200 ml de água fervendo (uns 97 graus aqui em Uberlândia), despeja rapidão, 10 mexidas. Espera 2 min 50, aí mexe mais 10 para terminar com 3 min e aí descer de boa. Faço com filtro de papel em cima do Prismo. Fica show, as good as it gets pro meu paladar. Detalhe que uma das vantagens do Prismo é que dá para fazer o café na AP com infusão completa sem inverter, e cabe um pouco mais de café também. Nisso consigo fazer uns 275-280 ml de café, o que é bom porque acomoda melhor para fazer aquele cafezinho pra mim e minha mulher. Estou há MESES tentando adaptar o mesmo "efeito no paladar" da receita acima e não consigo. Claro, vai mais massa de água, ela segura a temperatura mais tempo. E demora um pouco mais para descer o êmbolo. Mas rapaz, tentei de tudo. Mais tempo, menos tempo. Mais grosso. Mais grosso ainda. Já cheguei a resultados parecidos, outros bem piores, mas nunca no ponto certo. Frustrante rs (apesar de não ser trágico, também não é como se o café ficasse ruim). Decidi que vou ficar nos 200 ml mesmo, e se for para fazer para 2 pessoas beberem mais à vontade, vale a pena fazer 2x e botar na térmica, por mais que gaste o dobro do tempo. Mas fiquei de cara que essa "conversão" da receita é difícil. A única coisa que não mexi (porque acho meio chato) é na temperatura da água, poderia esperar 30 segundos ou 1 min para baixar um pouco a temperatura, mas sinceramente não sei se gostaria de ter que ficar atento a mais uma coisa no processo "do dia a dia", por vezes é legal simplificar; o ritual do café é legal, mas não precisa ser um experimento asséptico multifatorial duplo cego em todas as ocasiões né rs. Vai nos 200 ml mesmo. De todo modo, fiquei surpreso como a coisa às vezes foge em detalhes, achei que com moagem e uns ajustes pequenos de tempo resolveria. Alguém tem experiências parecidas?
  8. 2 points
    Achei os comentários aqui muito desinformativos, a maquininha é muito boa, toda em aço e bem bem robusta, uso direto aqui em casa, comparar uma made in italy com uma mondial é sacanagem, eis a prova no vídeo se ela faz crema ou não, quando o barista é ruim nem a La Marzzoco resolve.
  9. 2 points
  10. 2 points
    Na Avola (Alemanha) o kit sai por aproximadamente 179,90 euros. https://www.avola-coffeesystems.de/ecm-heidelberg/ecm-technika-iv-profi-dampfhahn-kipphebel/8069143
  11. 2 points
    Esses tópicos sobre moedor estão causando uma sensação de déjà vu ...
  12. 2 points
    @Rafael Wagner , eu e minha esposa somos apaixonados pelo ciclismo e por café, então decidimos unir essas duas paixões, o conceito é de uma cafeteria com temática de bici, pretendemos montar tbm uma oficina de bicicletas e venda de acessórios, esse modelo de negócio já existe na Europa, EUA, e tbm no Brasil, São Paulo, Rio, Floripa e Curitiba. Pretendemos servi café especial com muita qualidade, já fizemos 2 cursos no Coffeelab e um no Senac de Foz, além disso sempre visitamos cafeterias quando viajamos para entender sobre o mercado, além disso sempre testamos uns coados aqui em casa, temos um V60 e um Clever.
  13. 2 points
    Boa noite, a todos. Acabei de entrar no CDC e estou aprendendo muito, iremos abrir um Bici&Café na cidade de Foz do Iguaçu e estamos na duvida de cafeteria escolher e gostaria de saber dos colegas @Miguel de Paula, @Rafael Wagner e @Ewerton_Moreira qual máquinas escolheram e como está sendo a experiência de cada um com as respectivas? Valeu!!!
  14. 2 points
    Não conhecia. É sério esse site? Parece uma "venda de bairro" do tipo "tem tudo", mas com o nome de "site do café"... Tá mais pra "armazém geral". No Brasil é proibido importar café verde, logo esse café Colombiano (que não tem pontuação SCAA declarada, só a vaga nomenclatura Gourmet) deve ser importado já torrado, e não informam data de torra. Eu não recomendaria correr o risco de comprar café velho. Ou mal torrado... já trouxe cafés de lá e não tive boas experiências com as torras Colombianas. Já comprei cafés colombianos da Inglaterra (Square Mile) e dos Estados Unidos (diversos locais), com classificação acima dos 90 pontos (Especial) e torras excelentes. Sugiro pesquisar melhor que tem muitos relatos no Clube. E, pra referência, esses cafés nacionais verdes (gourmet) crús por 25 reais o kg (=> 1500 a saca) estão saindo até mais caros do que os excelentes Especiais de nossas compras coletivas e também comercializados pela Roast e outros membros do Fórum. Reforço a sugestão de pesquisar antes de comprar.
  15. 2 points
    Os primeiros quinze torradores devem sair agora entre o final de fevereiro e inicio de março, sendo 12 deles para membros do CdC. Todos já estão em processo de produção.
  16. 2 points
    Que bela surpresa que tive hoje com o café das amoras. Fazia teeemmmpo que não moía um grão com torra que tende mais pra escura (questão de gosto mesmo) e eis que com o moinho devidamente calibrado saiu um shot muito gostoso com crema bem larga, que rememora um puta de um espresso na Itália. Tiro o chapéu ao mestre de torra Felipe Brazza.
  17. 1 point
    Olá pessoal! Boa noite! Como parece ser raridade, resolvi tirar algumas fotos da minha cafeteira pra mostrar pra vcs. Ela tem "me acompanhado" desde 2009 (foi presente de casamento) e tem me feito relativamente satisfeito. Apesar disso, tem uma Gaggia Baby Twin a caminho. Estou em busca de mais regularidade... Características: - Reservatório grande (deve caber mais de 3 litros). - Filtros despressurizados (simples e duplo). - Robusta, pesada. - Porta filtro bastante robusto também. Não sei se é latão ou inox, com cabo de plástico. - grupo de 53mm (uso um tamper RW) - um parafuso no grupo fica em contato com o café (devia ter tirado uma foto pra mostrar) e pode atrapalhar a compactação. - cafés um tanto inconstantes (na maioria das vezes dá certo: um duplo em entre 25 e 30 segundos). - barulhenta - nunca consegui fazer micro espuma. Pra ser sincero, não insisti muito, pois gosto mais mesmo é do café. - Dependendo da gramatura do café e quantidade no filtro, entope. Tenho usado um Capresso Infinity na regulagem mais fina. Nunca pesei a dose de café, mas vou fazer isso em breve. Uso a colher que veio com minha Aeropress como medida pra um duplo. Se o café for moído - Uma solenoide faz falta. Depois do café pronto, o grupo continua pingando. Pra amenizar o problema, deixo uma xícara sempre por perto pra evitar que os pingos sujem o depósito e a cafeteira. Foi fabricada na Itália, e compraram pra mim no Magazine Luiza. Na descrição, era chamada de "Spidem Roma" e veio com um bilhete de garantia dessa própria Spidem que, se não me engano, pertence à Saeco (e quem não pertence hoje em dia? ). Vou manter esta máquina como backup pra Gaggia Baby Twin que está chegando. Vou ficando por aqui. Se tiverem curiosidade, vão perguntando aí que passo mais detalhes. Abraços! Alessandro.
  18. 1 point
    Vendo Rancilio Rocky , é meu desde novo. As mos troquei agora, nem sei se precisava mas preferi trocar. valor : R$ 1400,00
  19. 1 point
    Pelas últimas mensagens trocadas com o @Gilberto, que é o dono da marca, creio que ele já não tem tanta certeza, @Brazoli... "bravito" não é um nome bom internacionalmente, dada sua conotação pejorativa em muitos contextos nos países de língua hispânica. Estranho que o pessoal aqui do clube tenha achado divertido fazer piada ao nomear um produto bastante sério...
  20. 1 point
    Sendo bem sincero, não estou ansioso como estava para o BM, pois o BM resolve 100% das minhas necessidades de espresso e coados em casa. O Micro vai ser para o trabalho, mas atualmente o Hario Mini está dando conta do recado. Só estou curioso mesmo para saber como o projeto está progredindo. E outra coisa, acabo de perceber que não dá para ser chamado de Bravo Micro, pois abreviamos o Mini como BM, e aí vai ter confusão. Sugiro Bravo Nano (BN).
  21. 1 point
  22. 1 point
    Pelo que vi, no mercado, há essa Mavam, a Modbar (talvez tenha sido a primeira e algumas peças da La Marzocco) e uma outra australiana que esqueci o nome. Apesar de ficar uma bancada simplista, acho que funcionar bem depende de bom isolamento térmico dos caminhos da água, aquecimento do grupo etc. Uma desvantagem é que não se move a máquina facilmente, exceto se a bancada for um móvel. Imagino que seja caldeiras de 1 ou 1,5L dedicadas a cada grupo, caldeiras de uns 3L para cada braço de vapor, mas nunca fui procurar detalhes... No Isto é Café aqui no Beco do Batman tem uma, mas virada para a parede. Pra mim só faz sentido uma dessa se houver visão de todos os lados da bancada.
  23. 1 point
    Pois é Felipe. Essa maquininha é bem robusta. A que eu tenho e anunciei aí nos classificados para vender faz um expresso bem bacana. É a construção robusta dela vc não encontra mais em nenhuma máquina de entrada atualmente. Ah e a minha ainda tem um upgrade de uma bomba zerada.
  24. 1 point
    Opa, boas notícias! Não tem nada de fotos vídeos para mostrar Gil? Sabe como é, para as bichas... @Mesquita, meu nome está na lista faz teeeeeeeeempo.
  25. 1 point
    Pessoal, aqui a preparação da comparação granulométrica dos meus moinhos, que já prometi um tempo. O que fiz? Comprei um café honesto, torra média, de torra razoavelmente recente: Com esse café calibrei os meus moinhos para tirar um espresso de 32,0g (na prática +/- 0,2g) de bebida, usando 16,0g de pó, em 25s. A máquina foi a minha Bezzera Unica (pressão 9bar, temperatura 93oC, filtro VST duplo). Usei o alinhador e tamper Bravo para padronizar o bolo. Seguem as regulagens dos moinhos. Bravo Debut Bravo Mini Aergrind Mahlkönig Vario 2, mós de cerâmica Eureka Mignon MCI Não inclui o Vario com mós de aço no teste, pois tenho ele regulado para moagens mais grossas e uso ele na prática só para coado. Assim ele vai fazer parte da segunda parte desse teste para coados. Provei todos os espressos (finais) e fiz anotações, mas o objetivo desse teste é cruzar as minhas preferências de moinho para torras diferentes com a unimodalidade/homogeneidade da moagem dos moinhos. Aqui o resultado de duas horas de brincadeira e 500g de café: Logo mais aqui sobre os resultados. A medição vai ser feita com um granulometro profissional, usando câmeras de alta resolução, com faixa de medição de 1 a 1500 um, não com cascatas de peneiras, como a Socratic faz.
  26. 1 point
    Comecei a ler o tópico por conta de uma conversa no nosso grupo de discussão, estou relendo o início agora mas, como saiu ontem, salvo engano, uma análise do Hoffman abordando pontos coincidentes e moedores que foram analisados aqui no tópico, encaminho para vocês verem, caso interesse.
  27. 1 point
    Certeza LUW, tem que reservar sim! Mais uns dias sai do forno o novo moedor (o Gil falou algo de antes do fim do semestre). Eu estou poupando ... colocando água no leite, tomando menos café, etc. Abraços!
  28. 1 point
    Pois é, gosto muito de café puro, mas se deixar eu consumo uns 5 capuccinos por dia hehehe então procuro uma máquina que vaporize “decentemente”... não aguento mais fazer capuccino fajuto com leite mexido com mixer de mão hahahaha
  29. 1 point
    E aí Gil! Alguma novidade no Bravo Micro? Já é bom ir reservando os caraminguás?
  30. 1 point
    Alguém comentou no vídeo dele que agora existem moedores chineses com mós de metal e pouca folga na faixa de 50-100 dólares, ou 200-400 reais. Como os moedores de plástico e cerâmica aqui ficam muito perto desse preço em lojas, talvez seja um outro experimento muito bom de fazer, descobrir o quão melhores eles são.
  31. 1 point
    @riozebratubo acredito que ele escolheu baseado em uma pesquisa que ele fez com os participantes do Patreon! Mas ele poderia ter evitado o review de um dos que eram extremamente parecidos. E também poderia ter feito algo até $100 e includo algumas opções melhores como o 1zpresso por exemplo. Mas de qualquer forma ele vem provendo ótimo conteúdo de graça então fica dificil reclamar Vale sempre comentar nos videos para que ele melhore com o tempo!
  32. 1 point
    O Porlex tem um pouco menos de folga no eixo da mó interna e no assentamento da mó externa. Particularmente acho as mós dele melhores que as do Hario Slim: elas cortam mais e amassam menos. Concordo com o Hoffman em que ele dá resultados melhores que o Slim. Existem mods pra melhorar o Porlex também, em especial uma que é usar uma porca autotravante no lugar da borboleta de baixo, o que faz ele ficar com o ajuste contínuo em vez de com passos.
  33. 1 point
    @Diego Nunes, concordo com o @João Vitor Ribeiro, manda na assistência que tem algo errado. O meu Breville (modelo antigo, BCG800) também mói grosso assim e a quantidade de Fines é praticamente a mesma proporção gerada pelo Baratza Preciso na mesma granulometria (tive um e na época comparei com o kit completo de peneiras Krüve). Achei bom, já que o Breville custou a metade do preço do Preciso... O novo deveria ser até melhor, por ter ajuste interno (o meu tem de desmontar o mó central e colocar ou tirar arruelas fininhas pra variar o ajuste).
  34. 1 point
    Esse gás (provavelmente butano) não tem o "odorizador" que o GLP tem. Talvez por isso a recomendação do nosso mestre @Cabral aqui! Abraços!
  35. 1 point
    Manda na assistência, tenho 2 e ambos moem assim, um é americano e o outro br Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
  36. 1 point
    @André Santos Savini Muito obrigado, cara! Ficaram ótimas as fotos. estou no celular agora, mas qnd chegar em casa vou analisar melhor pelo monitor. Mas de cara diria que já é mais consistente do que a do meu Breville. Adoraria ver uma moagem uns 3 clicks acima dessa também. Ah, e estou com uns grãos da Roast cafés também hehe. Abraço.
  37. 1 point
    Acho que um "fogareiro elétrico como este resolveria o problema do chamuscamento e aroma de gás ,mas continua o da queima das películas
  38. 1 point
    Mano, sobre o mimoso, nada melhor do que comprar no site oficial do fabricante: http://www.lojamimoso.com.br/produtos/moinhos-de-cafe-003 tenho um tipo 02, e indico, o moinho é bem parrudo, todo em ferro fundido, você só vai ter um certo trampo até conseguir regular a granulometria, uma vez que é tudo "no olho", mas uma vez regulado é só alegria.
  39. 1 point
    Eu acho engraçado que muita gente culpa o estado e não gosta de pagar impostos. Eu concordo que em países de terceiro mundo a visão de que a quantidade de imposto que pagamos não vale a pena mas já parou para pensar se você tivesse que pagar por tudo que você usa na sua cidade, estado e país? A maioria até onde sei não tem experiencia para opnar nesse assunto. A saúde nao funciona como deveria mas se você se acidentar e precisar ser socorrido não vai te custar uma fortuna. Para mim o que mais me incomoda e que é mais facil solucionar é a questão da segurança e bem comum. Basta o governo ter vontade de solucionar e isso já daria um alivio imenso para as sociedade nas grandes cidades. Agora do ponto de vista da empresa eu conheço pouquissimos exemplos que não veem os funcionarios como escravos ou inferiores. Começam com as empregadas domésticas que é um péssimo habito no país e vai até restaurantes e cafeterias. Cansei de ter amigos meus querendo abrir negócios puramente pelo lucro que iria dar a custo de mao de obra barata.
  40. 1 point
    Não sei também. Chutaria 1500... No começo ela não cobrava 10%, talvez focasse em salario maior, já há algum tempo cobram 10%. Suponho que o nome do colega seja Abreu
  41. 1 point
    Isso! Era esse cara mesmo, num outro vídeo, bem menos profissional... devia ser um dos primeiros. @Givc, olhando no vídeo dá pra ver que o cara usa um fogão elétrico, o que deve melhorar muito os sintomas que tivemos... mas mesmo assim as películas que caem pegam fogo. Acredito que ocorra menos fumaceira. E o problema de aromatizar o café com GLP também não deve ocorrer. Se você já tem um soprador térmico, sugiro tentar. É uma brincadeira interessante. Mas, uma pela outra, se for pra torrar "raiz", um bolinha resolve, como o @Allexlimaa2 mencionou.
  42. 1 point
    É com grande prazer que solicito minha carteirinha desse seleto clube. Sou o mais novo proprietário de uma ECM Mechanika Profi. Estou muito impressionado com a qualidade e acabamento dessas ECM, uma verdadeira obra de arte. Ontem mesmo já desmontei a carcaça e tive acesso ao seu interior, uma montagem limpa e tudo muito organizado, super feliz com meu novo brinquedo. Antes que perguntem o motivo de ter desmontado... Nessa compra, a minha ECM veio com uma pegadinha, tive que passar por um curso intensivo de safar pane e ajustar a máquina, preferia ao menos desfrutar do contato inicial tomando um café, mas valeu a experiência e ela já está em ponto de bala para mais um aprendizado, tirar ótimos cafés. Gostaria também de Agradecer todos que colaboraram para que conseguisse reverter a pane, principalmente aos amigos Murilo e Eduardo que com suas experiências me guiaram ao sucesso, mesmo que essa empreitada tenha ocorrido até as 01:00 da manhã. Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  43. 1 point
    Boa noite galera! Até que enfim o novo forno saiu do forno! O Novo Forninho Brothers Coffee Roaster PRO contempla as melhorias que os usuários do modelo básico do forninho sempre me pediram pra fazer: um motor mais potente e mais rápido, todo construído em metal, um amostrador de grãos, resistências melhores, correção dos problemas que o forno apresentava, dentre algumas outras melhorias estruturais. No momento ainda estou estipulando o valor para o forno. O novo motor é um monstro, usa fonte externa e não custa barato. O Amostrador é feito com aluminio polido,inox e madeira de lei (Garapeira) que tem dureza para aguentar o calor na lateral do forno por onde sai o calor produzido pelo mesmo. Foi um problema achar um bom motor e os materiais para as melhorias, depois que achei, foi outro problema adaptar e fazer tudo. Foram dois meses trabalhando duro nisso, muitas horas, correria, grana com ferramentas, materiais, partes do forno estragadas e substituídas por partes de outros fornos novos que ficarão inutilizáveis, enfim... Mas ficará abaixo dos 900,00. Terei no momento um total de 12 Fornos para venda, dos quais só montarei sob encomenda. Pedirei cerca de 20 dias para a montagem pois preciso comprar o motor e algumas peças antes. -Nos meus testes o forno não perde absolutamente calor nenhum mesmo que o amostrador permaneça aberto durante todo o processo da torra, inclusive pode ser aberto para o fluxo de ar aumentar quando desejado. -A abertura do amostrador serve também para a introdução dos grãos com auxilio de um funil sem a precisão de tirar o tambor, não perdendo assim calor no inicio da torra. -A adaptação do novo motor abre a possibilidade para testar torras com uma maior quantidade de grãos, já que o torque e rotação maior ajuda na força e no tempo da torra e troca de calor, e as resistências chegam a 300 graus em potência quase máxima. - Problemas como o travamento repentino do tambor foram resolvidos já que o torque é o dobro do motor original, além de ser todo em metal -O Forno tem se mostrado interessante também para a torra de amêndoas de Cacau e estou montando um para uma profissional da área testar. Agradeço imensamente aos Mestres Igor Almeida, Guilherme Torres, Fogo Ruivo, Alex de Lima, a todos os usuários do Brothers Coffee Roaster e que ajudaram muito com dicas e sugestões. Obrigado ao Fórum Clube do Café por tudo que aqui aprendi e pelas oportunidades de mostrar nossos projetos sempre.
  44. 1 point
    Finalmente decidi pegar uma Classika Hoje vai ser o primeiro teste real visto que ela chegou no meio da semana e não tive muito tempo para brincar com ela. Apenas fiz alguns shots para testar se estava funcionando. Comprei tb um filtro vst de 18g. Uma coisa que me impressionou muito após 1 ano sem uma maquina eletrica foi a facilidade de conseguir um shot excelente logo da primeira vez q usei. E isso usando o tamper da ECM que vem. Algumas fotos da belezura.
  45. 1 point
    O Mimoso aparece as vezes por 90 e tantos. Talvez a opção mais barata.
  46. 1 point
    Encontro de Novembro de 2018!!! No último sábado, dia 25/11/2018 o espresso pequi se reuniu novamente. Aconteceram alguns encontros que esquecemos de postar aqui e perdemos a contagem! Esse encontro poderia ser chamado de aniversário de 3 anos. O grupo iniciou há três anos aqui no fórum, mas fisicamente já existia há mais tempo. De lá pra cá, só evoluiu, cresceu, foi melhorando, encontro após encontro. Ainda temos muito para experimentar, aprender e seguir adiante. Um fato mudou minha vida em 2018. Eu comuniquei ao grupo umas férias esse ano e provavelmente pelo próximo ano, devido ao nascimento do meu primeiro filho. Por esse motivo, me afastei não somente do fórum, como também de algumas outras atividades e reduzi minha participação no grupo. Não abandonei o grupo ou o fórum, somente reduzi minha participação para poder me concentrar no nascimento do meu filho que é minha prioridade nesse momento. O grupo continua, e tenho certeza que 2019 será melhor que todos os anos anteriores. Justificada minha ausência seguimos com as novidades. Em 2018 tivemos algumas mudanças na cena em Goiânia. Novas cafeterias e torrefações surgiram na cidade. Novos grupos de café estão surgindo aqui e percebemos um aumento tanto na demanda quanto na oferta, o que fortalece a cena local e nos anima ainda mais para os próximos anos. Estamos com novas parcerias....vamos falar do encontro. No aniversário de 2 anos, em novembro de 2017, nos encontramos no Empório Confrades, e agora, um ano depois, retornamos ao Confrades para uma celebração oficial de 3 anos. Aproveitamos a ocasião para minha despedida oficial, uma vez que meu filho nasce nos próximos dias. Tivemos 3 torrefações parceiras que patrocinaram os cafés do nosso evento. Além disso tudo, tivemos novos participantes aumentando o grupo... Vamos por partes. A primeira torrefação parceira que forneceu os cafés do nosso encontro foi a Roast, dos nossos irmãos Igor Almeida e Luís Mendonça. Eles nos forneceram os cafés da compra coletiva, torrados por eles, e um extra, José Emílio, que foi o primeiro café que servimos no nosso encontro. Somos fãs do trabalho dos dois e não cansamos de recomendar a Roast para a galera de Goiânia.Obrigado Roast Cafés! https://roastcafes.com/loja/ A segunda torrefação foi especial. King cafés de Goiânia. Tanto pelos cafés quanto pela presença do ilustre Reizão. O Reizão é um pioneiro em Goiânia, foi um dos fundadores do Ateliê do grão e hoje tem sua própria empresa, a King, e continua seu excelente trabalho como Coffee Hunter. Finalmente aconteceu. Em três anos, era uma pessoa que todos nós conhecíamos, comprávamos café, mas que nunca havia participado de um encontro do nosso grupo. Vida longa à King! http://www.kingcafes.com.br/cafes A terceira torrefação , e não menos especial, são os recém-chegados do Gratidão Café. Uma cafeteria e torrefação nova, com proprietários jovens, o Décio e o Filipe, que falam a nossa língua e estão com muita lenha pra queimar. Desde o primeiro contato, quiseram conhecer o grupo e se mostraram interessados no trabalho que fazemos nos nossos encontros mensais. Após alguns minutos de conversa, descobrimos que já conheciam o Igor, o nosso vovô Lisboa e tinha alguns contatos em comum com a gente. https://gratidaocafe.com.br/ E por último, através aqui do fórum, fui contactado pelo Getúlio, que é um dos organizadores de um outro grupo goiano.Convidamos alguns membros do outro grupo para o nosso encontro e para discutirmos parcerias futuras. Infelizmente não tivemos a participação de alguns membros, por problemas de agenda, e também não tivemos a participação do Luiz Café que são também nossos parceiros de longa data aqui em Goiânia. Mas acredito que nos próximos encontros vamos conseguir juntar todo mundo, na mesma hora e no mesmo local. Tiramos algumas fotos do nosso encontro, esquecemos de tirar a foto geral de todos (falha nossa!), mas alguns registros foram feitos. Segue uma foto geral da nossa bancada de trabalhos: Tínhamos várias Clever responsáveis pelos litros de café que estavam saindo e os Malkoening Vario responsáveis pelos coados. Na parte de Espresso duas Aram,um Baratza Sette e uma Acaia Lunar faziam os espressos. E as estrelas do nosso evento, os cafés: O melhor a gente guarda pro final? Pois é, no final, quando eu já havia bebido vários cafés e achei que já tava acabando, os caras do Gratidão tiram um Costa Rica e um Colômbia da manga… O Colômbia estava simplesmente espetacular! E pra finalizar, gostaria de agradecer aos que apoiam, acompanham e participam dos nossos encontros mensais. Até a próxima galera! Enviado de meu moto g(6) play usando o Tapatalk
  47. 1 point
    E qual foi o parecer dos que provaram as torras feitas no Strattos? Alguma conclusão? Aprovaram?
  48. 1 point
    Velho você é muito noiado com cartão de crédito. Dica faça um cartão com baixo limite sem anuidade estilo Santander Free ou Saraiva e use para essas compras online. Na pior das hipóteses você não terá muito prejuízo. Meu pai já teve cartão clonado você tem mão de obra de ter que ir na agência várias vezes, mas no fim o banco fica com o prejuízo. Tu fica se privando por bobeira. Eu compro em qualquer site e nunca tive nenhum problema.
  49. 1 point
    Meu cantinho móvel para receber os amigos!!! Enviado de meu ASUS_Z012DC usando Tapatalk
  50. 1 point
    Já comprei uns 3 vezes na Cafékultur. Gente muito fina. Incl. nunca foi taxado.
×