Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Rodolfo M

Senior Members
  • Content count

    928
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    27

Rodolfo M last won the day on December 2 2017

Rodolfo M had the most liked content!

Community Reputation

1,373 Excelente

2 Followers

About Rodolfo M

  • Rank
    Torrador hobbista
  • Birthday July 3

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo
  • Interests
    Comida, amigos e café, não necessariamente nessa ordem rs
  • Equipamento
    Kaldi, La Spaziale Vivaldi S1, Astro 12, Vario W, Breville, Bravo Mini, Kalita wave, V60, etc.

Recent Profile Visitors

1,571 profile views
  1. Vai acabar chegando em um Leite desnatado? Rsrsrsrsrsrs Ja tentei vaporizar Leite desnatado, é uma droga rs
  2. Ótima dica, já pensei em outras utilidades gordas que não o capuccino kkkkkkkkkkkkkkkkk Sobre o controle do resultado, fica a cargo do paladar de cada um, afinal essa é a graça. Saber exatamente o que se tem é ótimo para a repetibilidade mas acaba um pouco com a graça. Deixaria por exemplo de ser “arte culinária “ e seria apenas receita culinária. Sobre o sabor do gelo que sobra, com certeza não será água pura, pois muita coisa ficará dissolvida nela (tanto que água com açúcar ou sal necessita de uma temperatura menor para o congelamento). Por estes motivos e outros (composição de cada leite, que varia em cada lote, etc) saber exatamente o que se tem é praticamente impossível. Lembro que a um tempo atrás lançaram aqueles aditivos para água, o colega @Lisboa Santosaté chegou a testar. Mas se n me engano não foi aprovado para concursos. Seguiria essa linha de pensamento de “adicionar”. Para mim particularmente, alterar as técnica para obter um determinado resultado na xícara (moer mais grosso, deixar menos tempo em infusão... é uma arte!) Esse processo do Rodrigo segue essa linha. Adicionar elementos acaba perdendo um pouco dessa graça.
  3. Leitura recomendada da semente à xícara

    Grande @Mesquita Eu fiquei fazendo uma força pra lembrar deste tópico, vi a data de setembro e achei que enfim a caduquice me pegou... mas foi em 2017 ..., por enquanto abaixo o geriatra e continuo apenas com o oftalmo kkkkkkkkkkkkkk Não li o livro do Scott Rao, mas como o @Carneirobem pontuou, importação de livro é tranquilo. Nesse gap de 1 ano, li algumas coisas sobre o assunto. Hoje entendo mais o porque não existe um livro do gênero. Simplesmente porque se fosse um livro bom, teria que ter vários volumes!!! E mesmo assim, provavelmente, estaria incompleta! Para começar, teria que definir onde você gostaria de começar. Antes eu pensava apenas sobre a espécie do grão, localidade, clima e altitude, tipo do solo. Hoje sei que existem as linhagens genéticas de uma mesma espécie, indicada mais para um ou outro local. E também as “experiências “ que estão sendo feitas hoje em dia, tentando aclimatar espécies de outras localidades (exemplo: o guesha ou gueisha aqui no Brasil). Um bom lugar para você procurar são as bibliotecas digitais das universidades. Eu andei lendo alguma coisa que achei nas bibliotecas de lavras e do Paraná. Vale a pena essa pesquisa.
  4. O que você comprou ou recebeu hoje?

    Bom dia galera! Uma das ideias deste tópico (além de mostrar novidades do mundo cafeinado), é dividir a experiência, sendo uma delas o preço ou onde comprar. Muitas vezes até conhecemos o brinquedo, mas desconhecemos as boas ofertas mundo afora. Bora compartilhar!
  5. Festival do Café

    Olá Luís, bem vindo! É importante dar um pouco mais de detalhes. Eu achei bacana a ideia, mas não conheço o Parque das Ruínas rs, releve minha ignorância, mas ajudaria dar mais detalhes, tipo a cidade/estado onde se localiza. E pelo que (não) entendi a ideia deste evento é o que exatamente? Como foi colocado, a ideia seria ver uma torra? Mas não tem torrador?
  6. [CAFE VERDE] - SP

    Olá Ma, Voce é o produtor? Caso sim (ou não), uma boa dica é falar o máximo que puder sobre esse café. É de produtor único, cooperativa.., traduzir o que significa IAC 376-4 e outras siglas (sei que é a linhagem, mas eu não sei as características destas que citou), também se tem a pontuação destes cafés... o tipo de processamento (natural, cd, fermentado...), e mais importante, qual a safra e se possível data de colheita. Preço e lugar onde se encontram o café ajudam para cálculo dos custos. Se o conjunto for favorável, vai encontrar muita gente interessada aqui (eu inclusive hehehe).
  7. [Restauração] Brasilia Cappuccino ep105

    Felipe, acho que (caso não tiver vendido) poderia deixar um link de venda do produto Já vi suas máquinas restauradas, ficam zeradas!!! Edit: ahhhh acabei de ver lá em cima que tem dono, que pena!
  8. O mesmo grão pode possuir vários sabores ?

    Bom dia Henrique, Este é o tipo de tópico polêmico que normalmente evito pois gastasse muita energia e os resultados são parcos. Mas me identifiquei com algumas reflexões suas. Eu já li outros tópicos seus se n me engano (e tinham essa mesma pegada polêmica). Primeiro de tudo, se vc realmente quer melhorar, progredir e não apenas polemizar, leu as indicações dos colegas? Eu li e realmente tira muitas dúvidas. Segundo, você já trabalhou com equipamentos melhores do que vc tem? Se não trabalhou fica difícil vc poder emitir uma opinião que seja considerada pelos amigos foristas. É como o conto do sapo que vive em um poço e acha que o mundo se restringe a isso, ou dos cegos que tateiam partes do elefante e falam como ele (o elefante é, baseado na parte que tocam do animal). Vc sabe que o támanho do pó (granulometria) interfere no sabor e velocidade da extração. Até o formato desses grãos mostram variações no resultado da extração (vide artigos sobre mós de cerâmica x aço) ou sobre moagem de grão congelados. O seu moedor não é indicado para espressos. Não ser indicado não significa que vc não consiga fazer, significa que dificilmente vc terá repetibilidade de resultado. Um jeito fácil de comprovar é peneirar o que vc mói. Utilize peneiras de granulometria ou kruve. Se achar complicado, cace estes tópicos, alguns amigos já fizeram esses testes em casa. Agora sobre as máquinas. Vi vc citando Italian Coffee como se fosse uma (grande) marca. A Italian coffee é uma revendedora. Ela compra máquinas de outros fabricantes e coloca sua marca, como a Cafemaq fazia (ou faz). Já vi Lá Spaziale com a etiqueta da Italian Coffee (aqui, um LaCimbali http://italiancoffee.ind.br/maquinas-profissionais/?filter=1239&product=m24-plus). Você generalizar como fez acima mostra que você não domina o que fala. E acho que eu li que você toma café com açúcar. Nada contra, eu curto meu late com um pouco também rs, e até ano passado eu também tomava com açúcar. Mas o açúcar mascara metade ou mais dos aromas que uma xícara possui. Posso dizer isso pois comprovei na prática em cursos que fiz. Para começar, pode esquecer de tentar avaliar o corpo do café pois o corpo está diretamente ligado a sensação de preenchimento que em parte é dado pela glicose. Ainda podíamos falar sobra a máquina, a temperatura de extração (que varia totalmente o resultado na xícara), se sua máquina é estável ou não (com ou sem PID, sendo que mesmo o PID não é garantia de estabilidade na temperatura)... E também poderíamos divagar sobre o Café do Centro. Já tomei dele bom, já tomei dele intragável..., e café é um frutO, assim como as frutas não tem como saber como cada colheita sairá, se choverá nas estações certas, se não houve defeitos no processo como bem falaram os experientes deste fórum. Com todas essas variáveis vc pode simplesmente continuar batendo nas suas opiniões ou se realmente está interessado em melhorar, aprimorar o que vc puder, fazer cursos como vários daqui fazem, fizeram e ministram; ler a baita literatura que tem neste fórum, e aí sim, partir de uma base mais sólida. Com sua energia e seu interesse tenho certeza que se vc trilhar esse caminho, vc será o futuro desse fórum. Boa sorte!
  9. [Restauração] Brasilia Cappuccino ep105

    Elaia, era o Gabriel ajudando? Rsrsrsrsrs Ficou linda, é coisa recente ou antiga, não lembro de ter visto ela. Tá linda demais!!! E próximo post tem que ser sobre o novo torrador hehehe
  10. Dúvidas sobre cafeteira, café e filtro

    Tem no mercado livre o porta-filtro, na faixa dos 150 reais (mas n sei se compensa). Sobre tapar o furo, n acredito que resolva. N sei como é o porta-filtro pressurizado da Electrolux; da Oster tinha o filtro com um anteparo, onde ao invés de ver a peneira, havia apenas um furo de onde saia todo o café; já este café caia no porta-filtro que tinha um relevo esquisito (tipo caminho de rato) que desembocava em 2 furos. No caso da oster tinha que arrumar um filtro novo e um porta-filtro novo, no final achei muito mais fácil comprar uma Gaggia que já era original nesse padrão. Alguns amigos fizeram essa modificação na oster e conseguiram bons resultados, mas depois de um tempo todos acabaram migrando para máquinas de categoria superior. Mas Nelson, tudo isso é divertido porém o mais importante é o gosto do café. A crema é bacana, porém ela não é imperativo para um bom café. Tá cheio de café ruim com crema e café bom sem. Na verdade a crema em si tem gosto ruim rs. Geralmente a crema indica uma torra mais recente e uma boa extração, mas o importante é o gosto do café. Para isso o foco deve ser outro. Antes de correr atrás dessas modificações, consiga um bom café. Sem um café bom, você não terá a mínima referência de onde ir ou o que melhorar. Depois estude metodologias de extração (espresso, coados, aeropress, etc), e veja quais lhe agrada. E já aviso que a primeira aquisição para qualquer método é uma balança, tipo essa https://pt.aliexpress.com/item/Toolour-3000g-x-0-1g-LCD-Balan-a-de-Cozinha-Balan-as-Eletr-nicas-Equil-brio/32897531621.html?spm=a2g03.search0204.3.111.30e423daJ9RQKu&s=p&ws_ab_test=searchweb0_0,searchweb201602_1_5724111_10065_10068_5724211_10547_10059_10548_5890011_5724311_10696_100031_5724011_10084_10083_10103_10618_5725011_5970011_10307_5990011_5910011_5724911_5980011,searchweb201603_56,ppcSwitch_5_ppcChannel&priceBeautifyAB=0
  11. Dúvidas sobre cafeteira, café e filtro

    Ah Nelson, apenas informando que é um caminho sem volta e sem fim, por isso pense muito bem antes de trilha-lo. É mais ou menos assim: vc vai começar aos poucos, providenciando uma balança para começar a pesar o café pois para ter repetibilidade você terá que saber qual a BR (brew ratio - concentração do café) está usando; um cronometro para verificar o tempo (o tempo influência o sabor), a granulometria que está usando (um moedor melhor do que você está usando). Somado a tudo isso, o adequado uso do tamper. Pode começar com o que veio, mas os de aço ou alumínio são melhores. Conforme vc domar cada processo, vai entender as limitações que vc enfrenta neste momento e poderá decidir se está satisfeito ou vai continuar atrás do espresso perfeito (lembrando que todos esses passos foram amplamente debatidos neste fórum, vale a pena a leitura). Caso tudo isso virar uma paixão, sugiro cursos como os ministrados no SINDICAFE http://www.sindicafesp.com.br/cpc , ou no Coffeelab http://coffeelab.com.br/cursos/ entre muitos outros. Tem desde métodos de extração, moagem, até o para formação de baristas, torradores ou Q-graders (avaliadores de café). Na minha opinião vale muito a pena, dá até vontade de mudar de profissão rs
  12. Dúvidas sobre cafeteira, café e filtro

    Olá @Nelson Koodi Shimamura, o filtro pressurizado cria uma “falsa crema”; na verdade mesmo que você tenha um processo de moagem perfeita, um café com torra recente, etc, se tiver um filtro pressurizado irá por tudo “café abaixo” (trocadilho ruim para café idem ). Eu não tenho familiaridade com sua cafeteira, mas vou tomar por base que ela seja parecida com a oster ou a Gaggia. Se você está atrás da crema perfeita, providencie um porta filtro despressurizado. O único problema é que se n me engano o tamanho é 51mm (o mesmo da la Pavoni), e são duas aletas na Pavoni e na sua são 3. Cortar o original é complicado pois nada garante que vai funcionar e, para desfazer vc vai ter trabalho. Talvez o melhor caminho seja providenciar um porta filtro usado, levar em uma oficina e cortar o fundo (ver se não vai interferir no encaixe na cafeteira), e talvez comprar somente o filtro da Pavoni, caso o seu não funcionar. Outra coisa é que se o café tiver mais de 30 dias, dificilmente vai fazer muita crema. Mas hoje em dia é fácil achar café com torra recente, basta comprar direto com torrefadores (veja os links aqui mesmo no fórum, na área de lojas online). Vc vai ter muita diversão pela frente, boa sorte!
  13. Torrando hoje ...

    O que observei nas minhas torras é que é muito mais fácil ter o grão mais expandido conforme melhor a distribuição de calor; os de leito fluido, apesar de ressecarem mais o grão durante a torra distribuem muito melhor o calor, na outra ponta estão as panelas e similares, que usam quase que exclusivamente à condução térmica. Os torradores profissionais de tambor (Atilla, carmomaq, probat...) utilizam um sistema misto (condução e convecção). Nos torradores que tenho brincado, quanto mais a torra se dá por condução, mais fácil é a formação de scorching, e mais fácil é do grão ficar escuro por fora e mais claro por dentro.
  14. Torrando hoje ...

    Helder, estava dando uma espiada no fórum (pois faz tempo que não logo) e vi sua pergunta. Esse café mais inchado é um grão parcialmente expandido. Durante a torra forma-se gazes internamente no grão, como na pipoca, que é em grande parte responsável pela expansão do grão. O mestre Ensei brinca que é a fase do Hulk (calombos); em uma torra comercial (café de supermercados) a torra geralmente é levada para uma fase de plena expansão. E a forma como você torra (perfil da torra) influência diretamente desde a formação de determinados aromas aos aspectos visuais do grão. Mas isso não é um “erro de torra” desde que seja algo minimamente esperado (seria como no preparo de um ovo frito; a gema mais ou menos mole depende principalmente do gosto do freguês) assim como a torra.
×