Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

helderbarreto

Senior Members
  • Content count

    272
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    7

helderbarreto last won the day on July 22

helderbarreto had the most liked content!

Community Reputation

320 Bom

1 Follower

About helderbarreto

  • Rank
    Participante
  • Birthday 06/14/1986

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Aracaju / SE
  • Equipamento
    Bravo Mini +Breville Infuser + Moedor Breville + Aeropress + V60

Recent Profile Visitors

771 profile views
  1. Torrador de Prova Carmomaq

    Que bom que esse projeto saiu do papel e se tornou realidade. Uma coisa que não ficou muito clara no vídeo é como funciona o controle de potência. Para regular a potência, tem que girar o seletor de termostato, é isso? Esses valores setados para potência ficam registrados no artisan? Seria interessante para poder salvar o log e reproduzir a torra. É possível automatizar o processo?
  2. Hario V60

    Excelente vídeo de James Hoffmann explicando as diferenças entres os filtros V60. Eu tenho os dois últimos . Jurava que o do pacote de plástico compacto era falso. Mas agora aprendi que na verdade o último é fabricado na Holanda.
  3. Custos de Manutenção do Fórum 2018

    Já mandei minha ajuda E se precisar, mando de novo.
  4. Receitas com Bravo mini

    Verdade, os BM são montados com uma precisão muito boa. Acho que seria mais justo dizer que as variações são muito mais relacionadas ao equipamento. Exemplo: para Espresso já deu para ver que existe o maior intervalo, pois depende da dose, do café , da máquina, do perfil de pressão etc. Já para os outros métodos perceba que a variação é menor. O moedor tem uma construção extremamente sólida e justa.
  5. Receitas com Bravo mini

    Vamos lá... ( Como explicado, podem variar entre os bravo mini). - Espresso: de 0v40 até 1v10 - V60: de 1v30 até 2v - Aeropress: depende da sua preferência, qualquer tamanho é possível - Prensa: 2v30 até 3v
  6. Breville "the Infuser" (BES840XL)

    Estou curtindo muito! Praticamente só estou usando ele mesmo. Vejo que por mais que eu faça tudo certinho, se eu relaxar um pouco e não tomar muito cuidado com a distribuição do pó, deixar de fazer WDT, etc eu tenho altas canalizações. O PF naked serviu muito para me manter sempre alerta. Valeu o investimento. Em tempo: o PF voltou ao estoque nos EUA. Para quem puder comprar lá, vale a pena. https://www.breville.com/us/en/parts-accessories/parts/sp0001515.html Eu compraria também um basket de parede simples para dose dupla , além de uma borracha para a cabeça de grupo.
  7. Breville "the Infuser" (BES840XL)

    Aquece sim as xícaras, porém para isso a máquina tem de ficar ligada por muito tempo. Não vejo vantagem em fazer isso. Além disso, a máquina entra em stand by após uns 20 a 30 min. Mais eficiente seria fazer um flush de água com o portafiltro sem café nas xícaras que vão ser usadas. Quanto à pergunta se vale a pena trocar a Oster pela Breville: depende do quanto você vai tomar de espressos. Que a Breville é bem superior eu não tenho dúvidas. Ela vai proporcionar cafés excelentes com uma repetibilidade grande. A Oster é mais simples em construção. Antes de mudar de cafeteira eu compraria um bom moedor (Bravo Mini, por exemplo). Caso você realmente queira mudar de máquina, um bom moedor vai te acompanhar e case fique com a Oster, com certeza ele vai ser muito útil. Além de poder usá-lo em outros métodos.
  8. Cafes da Has Bean

    Lembrando que se você comprar grãos verdes e forem para a fiscalização você vai perder tudo. Caso compre, não misture com torrados. Abraço!
  9. Aeropress

    Mais uma vez a teoria de Lisboa se mostrando praticável. Eu nunca levei tão longe o tempo de infusão. Parabéns pela iniciativa. Você agitou de 1 em 1 minuto?
  10. Tramontina/Breville - Smart Grinder

    Se não fosse abusar muito, você não poderia gravar um vídeo tutorial?? Seria de grande valia para todos. Também não consegui entender como fazer as fixações.
  11. Torrando hoje ...

    Minhas torras do "torrando hoje" nunca são do dia mesmo rsrsrsrsrs. Prefiro deixar passar uns dias para já deixar minhas impressões. Cafés torrados no STC (graças a Murilo Lins e Guilherme Torres) Café do Afonso (DHC) da compra coletiva. Fiz 2 torras com temperaturas de finalização semelhantes. Como estou aprendendo a domar o torrador, preferi fazer batches de 166g (para dar 6 torras com 1 kg). Na primeira torra o Rao development time foi de ~60s e a segunda de 97s. Ficaram parecidas mas a 2a ficou uma delícia no V60. Com certeza o grão ajudou muito. Lendo o tópico da torra desse grão, feito por Igor e Luís, é citado que o café fica até 7 dias dentro de sacos fermentando. Essa característica é muito evidente ao experimentar a xícara. O sabor fica persistente na boca por muito tempo e o aroma depois de moído é excelente também.
  12. [VENDO] Forninho Torrador de Café do Clube - "Brothers Coffee Roaster"

    Possuo o torrador do Beto. Fiz inúmeras torras com ele. Mas, como tudo na vida, é preciso estudo. Ajuda muito conhecer alguns fundamentos e conceitos. Mas as instruções que ele manda já ajudam para um ponta pé inicial. Uma das alterações que fiz foi remover a lateral oposta ao dimmer e fiz um novo furo para poder acompanhar a temperatura dos grãos , em vez de ser a temperatura do ar. Depois é uma questão de ir anotando tudo que fez para poder corrigir se necessário. Aprendi muito com esse torrador.
  13. Tramontina/Breville - Smart Grinder

    Caramba, meus parabéns pelas ideias. Com certeza você deu um upgrade na qualidade do moedor.
  14. Café frio

    Luiz, você consegue medir a temperatura da bebida na xícara com algum termômetro de espeto? É como disseram, pode ser apenas algo subjetivo ou realmente um defeito. Caso seja subjetivo, sugiro voce pré aquecer sua xícara no microondas com água dentro. Daí depois basta jogar a água fora e preparar seu café na mesma hora.
  15. [V60] Técnica 4:6 Tetsu Kasuya

    Que bacana, João! Eu pelo menos percebi que os meus também se saem melhor com o 4:6 do que o método do Scott Rao. O do Rao já é ótimo para se manter a consistência, pois basta fazer igual todas as vezes , variando apenas grau de moagem e temperatura (caso queira mudar algo). Mas no 4:6 o sabor me parece mais completo e complexo. A única adaptação que fiz, como citei, foi não moer grosso como para prensa francesa.
×