Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

JoaoW

Senior Members
  • Content count

    266
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

JoaoW last won the day on January 31 2018

JoaoW had the most liked content!

Community Reputation

247 Bom

About JoaoW

  • Rank
    Participante
  • Birthday 11/06/1982

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Uberlândia, MG
  • Equipamento
    Aeropress, Moka, V60, Handground, Fellow Prismo

Recent Profile Visitors

820 profile views
  1. Rssss valeu @LUW Vou ver isso da alfândega italiana. Tem que ser moído cara, é para uma "não iniciada" tomar ali na moka dela - é o que tomam por lá, em casa. Pegar uma torra recente, se em um mês chegar "tá valendo" rs
  2. Pessoal, tirada de dúvida rápida. Queria enviar um pouco (uns 500 g) de café especial, torrado e moído, para uma amiga na Itália. Presente. Posso fazer isso pelo correio normalmente? Se sim, há alguma restrição ou procedimento especial que deve ser feito?
  3. Pressca, Alguém conhece?

    Pode moer um pouco mais fino para extrair mais... Sem variar temperatura, quantidade de café etc., é isso aí. Tenta e vê se melhora... Pela tua concentração (BR 10%) era pra ficar bem fortinho, como a moka. Então talvez esteja grosso demais.
  4. Seleção do Mário

    E aí @ivoesazevedo , eu sou semileigo em termos de torra. Mas posso comparar com outros cafés que compro frequentemente, como a Unique, ou Nossa Casa Cafés, e ali a coisa fica mais dentro de uma margem.
  5. Seleção do Mário

    Cara, pensei que era meu paladar que estava variando (ficando mais "chato") e até pode ser. Mas confesso que tinha uma certa lembrança do melaço de cana que não vem sendo reproduzida nas últimas compras. Antes eu achava espetacular, agora realmente cada vez parece ser uma coisa diferente, nem lembra o sabor de antes. É um café legal, ok, mas não é aquele sabor especial que eu reconhecia quando tomava nas primeiras compras.
  6. Nós, esnobes do café

    Açúcar eu nunca tomei, mas é um hábito e outro jeito de tomar café mesmo. Acho que quem curte esse café doção poderia poupar muito dinheiro tomando qualquer pilãozão da vida. O resultado deve ser parecido com os de cafés melhores, o açúcar domina. Ainda mais em grandes quantidades. Aí acho que seria mais preciso chamar de "doce líquido de café". O leite acho uma variação válida. E às vezes salva cafés. Quando algum preparo meu não dá tão certo, fica meio amargo, ou simplesmente um café não "casou" com um método, um leitinho arredonda bonito. Mas isso digo por preferências pessoais. Acredito que um estabelecimento comercial deva dar algumas opções pros clientes. Aqui em Uberlândia vejo um monte de cafeterias abrindo e fechando, o pessoal simplesmente não "entende" a necessidade ou diferença do café especial, a referência que têm é do café do dia a dia, da termicona, 2 pila resolvem. E aí se a cafeteria for impor restrições, acredito que geraria certa antipatia. O cara já oferece um café mais caro, e não quer dar leite ou açúcar? Provavelmente muitos clientes não voltariam lá. Precisa ter garantia de um público amplo para peitar isso... Acredito que avisos ou lembretes do tipo "experimente antes de adoçar" seriam muito mais simpáticos e podem cumprir sua função educativa. E tirar o leite... Pô aí sou contra, deixa o cara tomar o leite dele, tem proteína e cálcio ainda rs
  7. Pressca, Alguém conhece?

    Quando dava uma travada no êmbolo, eu ia descendo e subindo fazendo simultaneamente movimento de ficar girando... Acho que é o que dá pra fazer... Não é na base da força não, é para ir tranquilo, é no jeito mesmo.
  8. Pressca, Alguém conhece?

    Conselho (não solicitado): compra uma balancinha aí. Uns 15-20 contos resolve, a minha é daquelas de verdureiro meia boca (até o nome é "Tomate" rs). Eu achava frescura no começo, mas não é, pelo contrário: muda tudo.
  9. Moedor manual

    Meus dois cents: por uns meses usei o Hario Mini (Slim). Olha, se for para coados, e moagens médias, era rapidinho e prático moer ali. E o resultado era bacana. Para moer mais fino, aí era chato. E a moagem grossa grossona é inconsistente. Mas para moka, V60, aeropress com receitas pra média, resolve legal.
  10. Pressca, Alguém conhece?

    Acabei encostando a minha, primeiro rachou um copo e depois comecei a perceber uns vazamentos que não deviam rolar... Às vezes levamos azar com a peça. Mas me recordo de ótimos cafés feitos na Pressca, e marcou meus primeiros meses com o café especial!
  11. Como lidar com torras escuras?

    Revendo este tópico, hoje evito torras muito escuras mesmo. E quando tenho que tomar que algum outro fez, a dica do leite é muito válida. Dito isso, hoje entendo também que torras médias que às vezes não ficam legais no V60 ou aeropress se adaptam legal à moka, e do mesmo modo evito fazer as torras mais claras na mokinha porque ficam meio "azedas". Vivendo e aprendendo - muito no forum rs
  12. Aeropress

    E aí Kell 270 invertida, com café junto? Pô és ninja rs
  13. Aeropress

    E aí pessoal Tenho uma receitinha com a Aeropress que funciona bem, moagem média (sabe-se lá o que quer dizer isso, pois depende do moedor, mas... deu pra entender né rs), 14g para 200 ml de água fervendo (uns 97 graus aqui em Uberlândia), despeja rapidão, 10 mexidas. Espera 2 min 50, aí mexe mais 10 para terminar com 3 min e aí descer de boa. Faço com filtro de papel em cima do Prismo. Fica show, as good as it gets pro meu paladar. Detalhe que uma das vantagens do Prismo é que dá para fazer o café na AP com infusão completa sem inverter, e cabe um pouco mais de café também. Nisso consigo fazer uns 275-280 ml de café, o que é bom porque acomoda melhor para fazer aquele cafezinho pra mim e minha mulher. Estou há MESES tentando adaptar o mesmo "efeito no paladar" da receita acima e não consigo. Claro, vai mais massa de água, ela segura a temperatura mais tempo. E demora um pouco mais para descer o êmbolo. Mas rapaz, tentei de tudo. Mais tempo, menos tempo. Mais grosso. Mais grosso ainda. Já cheguei a resultados parecidos, outros bem piores, mas nunca no ponto certo. Frustrante rs (apesar de não ser trágico, também não é como se o café ficasse ruim). Decidi que vou ficar nos 200 ml mesmo, e se for para fazer para 2 pessoas beberem mais à vontade, vale a pena fazer 2x e botar na térmica, por mais que gaste o dobro do tempo. Mas fiquei de cara que essa "conversão" da receita é difícil. A única coisa que não mexi (porque acho meio chato) é na temperatura da água, poderia esperar 30 segundos ou 1 min para baixar um pouco a temperatura, mas sinceramente não sei se gostaria de ter que ficar atento a mais uma coisa no processo "do dia a dia", por vezes é legal simplificar; o ritual do café é legal, mas não precisa ser um experimento asséptico multifatorial duplo cego em todas as ocasiões né rs. Vai nos 200 ml mesmo. De todo modo, fiquei surpreso como a coisa às vezes foge em detalhes, achei que com moagem e uns ajustes pequenos de tempo resolveria. Alguém tem experiências parecidas?
  14. Moka - Venus

    Putz, eu sempre me batendo para saber de antemão quantos gramas botar de café na moka, pois dependendo da torra pesa mais ou pesa menos, e nunca tinha pensado nisso rs... Hoje fiz assim, medindo com os grãos e coube certinho após a moagem também... Valeu a "dica" Ana! rs
  15. Métodos: menos é mais?

    E aí Miguel! Tudo certo rapá. Cara, não é tanto questão de "desapegar", eu curtia bastante variar as coisas. É só que acho que fui começando a perceber certas regularidades, por exemplo, alguns métodos eu consigo um café consistente, outros às vezes ficam "uou", outras vezes mais ou menos. Algumas receitas funcionam bem para uns cafés e outros não - e perdem-se café e tempo quando dão errado -, outras percebi que dão um resultado legal mais ou menos sempre, com pouca variação (mexer um pouquinho na moagem, por exemplo, conforme a torra). Realmente o que percebi é que pro meu gosto alguns dos meus métodos e receitas entregavam os melhores resultados, e outros métodos não acrescentavam muito para que justificasse utilizá-los. Então fui naturalmente afunilando. Perco um pouco em variedade, mas consigo prever melhor o que vai sair de resultado e isso gera preparos mais satisfatórios e "garantidos". Pois não sei vocês, mas uma sensação que acho muito ruim é ficar lá um tempo moendo, preparando um bom grão e depois o resultado é meia boca. A vontade é fazer outro logo para apagar a lembrança rs
×