Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

JoaoW

Senior Members
  • Content count

    256
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by JoaoW

  1. Oi @Cabral ! É um ponto de vista interessante e argumentação válida ir pelo lado das proporções. Falar em não gostar ou não gostar de um certo método, para ser justo, de fato deveria considerar a versão meia boca de um método contra a meia boca de outro (coadão carvão fervido x espresso porcaria), e de modo análogo, a versão top em relação à versão top (espresso x coado caprichados). Faz todo sentido. Deixando de lado preferências pessoais, no entanto, há aspectos que tornam essa comparação difícil, isto é, a menor acessibilidade ao espresso de qualidade. Não me refiro só ao aspecto "preço"; aliás, se pensarmos nos valores absolutos em vez de proporções, a diferença para "investir/aprimorar" no espresso em relação aos coados é muito grande, tanto em equipamento quanto em treinamento/prática. Por si só, isso torna mais "raro", "escasso" encontrar um espresso de qualidade. Por aí também não se encontram coados de qualidade com facilidade, mas é mais fácil / provável chegar num nível interessante na xícara do coado que a do espresso. Então sim, pode ser que um dos aspectos de fato envolva uma comparação que não é equiparável entre um bom coado e um espresso mais ou menos. Por esse lado, é bem injusta! Mas por outro, diz respeito a bebidas que são "possíveis" e viáveis de encontrar ou preparar, e em ocorrendo essas variedades, acabam por tornar-se comparáveis, mesmo que, analisando a questão, seja uma comparação de maças e laranjas, o que não impede alguém de fazê-la e gostar mais de maçãs que laranjas rs Não sei se me fiz claro, mas tens razão. No entanto, a dificuldade de encontrar / preparar um bom espresso - o "espresso ideal" faz com que ele perca espaço na comparação para o "espresso real" que encontro por aí, que é o que tenho por referência, por bem ou por mal rs
  2. Considerando a complexidade do espresso e a predominância de "espressos porcaria" em cafeterias meia boca por aí rs, acho que é uma pena que a cultura do "coado de qualidade" seja ainda raridade nas cafeterias - não considerando as top, terceira onda, etc. Provavelmente beberíamos boas bebidas com mais facilidade, já que o preparo é mais fácil, bastando um treino mais simples, e o grão adequado. Bota um grão maneiro, moi na moagem certa e ensina um beabá pro cara que prepara, provavelmente sairá uma bebida ok; por outro lado o que tem de lugar que tem o equipamento, tem o grão e sai um espresso furreca não tá no gibi...
  3. Já que estamos no tema, tenho uma curiosidade. Pelo que se diz aqui no Fórum, o espresso é, de longe, o método mais complexo, "difícil de acertar". Minha experiência com moka, aeropress, V60, prensa, etc. me mostra que uma vez que o cara "acerta a mão" (tempo, moagem, "macetes de preparo", torra adequada, etc), é só correr pra galera, geralmente fica bom. Claro, pode haver algumas variações, do tipo, moer um pouco mais fino um grão de torra mais clara que um mais torra média, etc., mas "fica bom". Para o pessoal que faz espresso: queria saber se, uma vez que o cara descobre o procedimento que funciona, com equipamento maneiro, moagem certa etc., fica algo semelhante, ou se tem mais essa variação, do tipo "errar" uns shots de vez em quando, ou com alguma frequência... Minha finalidade é só para conhecimento mesmo, e poder ter um papo a mais com as pessoas quando for comentar dos espressos que se encontram por aí.
  4. No meu caso não diria que é um problema, não tenho equipamento em casa, então nada ocioso. Foi apenas uma mudança de preferência que achei curiosa, pois curtia bastante o espresso e de repente virou algo meio "nhé". Mesmocom alguns que percebo que foram bem tirados e com bons grãos.
  5. Uma impressão que tenho lendo o forum é que a preferência por moka e espresso são meio correlacionados, quem gosta deste também curte aquela. Mas no meu caso, continuo gostando bastante da moka, não afetou não. Vai ver, é a dificuldade de achar um bom espresso por aí mesmo, somado ao baixo volume da bebida, que acho um pouco frustrante... Mas também tem essa do amargor, mesmo em boas cafeterias fico com a percepção que a concentração da bebida acaba puxando pra esse lado e mata sabores interessantes que tenho achado em outros métodos.
  6. Material V60

    Não Ricardo... Acredito que seja inferior ao filtro do Hario, pelo que leio por aí o material dos filtros originais é bem elogiado. Mas percebi um ganho forte entre usar o V60 com filtros mocosados da Melitta em relação a usar o porta filtro da Melitta, pro meu paladar... Então me dei por satisfeito rs... Acho que não iria gastar com os originais. O que percebi só é que a gambiarra funciona bem mais ou menos com os filtros 103, não ajusta tão direitinho, o filtro fica meio solto. Mas com esse cafeteira elétrica 4, pegando a "manha" de dobrar, cabe direitinho e fica bem coladinho no porta filtro.
  7. Material V60

    Eu uso o Melitta para Cafeteira elétrica n. 4, duas dobrinhas (uma em cada lado) e cabe legal no porta filtro. Nunca nem tomei com os filtros da Hario...
  8. Um cafezinho chega a 100 reais ?

    Pô Henrique, antes tavas reclamando dos "correios comunistas", agora lamentas contra a "crueldade e expansão do capital"... Te decide aí po rs
  9. Um cafezinho chega a 100 reais ?

    Ficou meio mandrake essa informação da xícara a 100 pila né... Deveriam ter mencionado um exemplo. Mas que tem, tem. No vídeo abaixo, que lembrei de ter visto acho que até aqui no fórum um tempo atrás, a partir dos 6min55, tem uma xícara de café vendida no Japão, de grãos envelhecidos 22 anos num barril de madeira especial preparados conforme o "nel drip" (demora meia hora só para cair a primeira gota), servidos numa xícara de ouro única no mundo. A bagatela? 914 dólares.
  10. Terra de Minas - Cafés artesanais

    Esses dias tem rolado aqui em casa uns cafés da Seleção do Mário (Mario Zardo). Gosto muito dos cafés dele, na última compra peguei tanto uns mais caros (Salada de Frutas, Irmãos Briosque, Melaço), quanto o grão comum dele, nas torras amendoada e frutada (a "chocolate" comecei a achar amargo, com a sofisticação do paladar rs). Aí que esses do grão comum eu boto mais pro dia a dia, coado etc. E confesso que já gostei mais deles, não sei se estou ficando "chato" ou se teve algum errinho na torra (de fato, não sei dizer). Sei que minha mulher também é minha companheira de café, e vai sofisticando o paladar também, não tem como não. E esses dias torceu o nariz pros dois, amendoado e frutado. Sei que aí fiz o teu café daqui do cerrado Ricardo, e na hora ela já tomou e reagiu diferente "é, dá para ver que esse café é diferente, tem mais personalidade" rs. Então na mesma faixa de preço (aliás o do Mário tá até custando mais) acho que tás bem na fita aqui em casa em comparação com a concorrência @Fogo ruivo rs
  11. Acho que a medida da moka é de cada xícara = 50 ml. Tenho uma de 3 xícaras, faz 150ml, e uma de 6 faz 300 ml.
  12. Prensa francesa e moedor

    Oi @Fogo ruivo , com certeza o moedor manualzinho da Hario é bem melhor que um de lâminas. Mas não achas que para prensa francesa pode prejudicar um pouco, já que ele é meio irregular para moagens mais grossas, que são as boas para esse método? Ou achas que "dá pra levar"? Será que o mimosão não resolve melhor?
  13. Dúvida, qual moedor comprar

    Não faço nem fazia espressos, mas moía médio-fino por um tempo para a moka (hoje faço um pouco mais grosso) com o Hario Mini / Slim, e faço coro com o @Allexlimaa2 : é um saco. E pra espresso é ainda mais fino, deve ser pior ainda. Um espresso geralmente pede uma quantidadezinha razoável de pó, e demora muito e é meio incômodo com esse moedor. O resultado acho que deve ser bom, o @LUW moía nesse aí para a Aram por um tempo e acho que curtia, mas o processo é xarope.
  14. É @Miguel de Paula , e quando a gente vai manjando mais até consegue escolher e preparar esses cafés do mercado de jeito melhor e ficam tomáveis... É como jogar um game no level very hard, mas às vezes com suor sai uma façanha heroica rs... E no fundo, como já vi alguém falando em outro tópico, na real café é tão bom que até o café ruim é melhor que beber outras coisas, pra quem gosta mesmo rs
  15. Terra de Minas - Cafés artesanais

    Hoje fui experimentar o café do Fogo, que peguei com ele ontem. Como disse no outro tópico, sobre "Café do dia a dia - bom custo / benefício", estou procurando opções saborosas de café e com bons preços, para ser aquele café para tomar de manhã rapidão, curtir um café gostoso, que atenda às exigências do meu paladar recém sofisticado pelo CdC, mas sem frescuras rs Também um café para fazer para bastante gente, se vierem visitas, sem ter que ficar com o coração na mão de fazer aquele café mais caro e que o pessoal nem sabe apreciar, e sem ter que apelar para um café de qualidade inferior que aí eu que não consigo aguentar. Achei bom paca o "Terra de Minas", cerrado classicão mesmo, que é o que eu estava procurando, gosto dos cafés daqui da região (moro em Uberlândia, então fatalmente já tomei vários cerrado), e esse tem o jeitão típico daqui. Fiz na moka, aeropress e V60. Ficou bom nos três. No aeropress faço no Prismo com filtro de papel, e me surpreendi que ficou bem encorpado, no V60 também. Não manjo de notas e tons, mas já consigo distinguir o "chocolate" típico do cerrado e tem ali mesmo. A torra é essa da foto acima, mais clara, para mim ficou no ponto, é a que vou querer. É @Fogo ruivo , pro meu café do dia a dia vou é comprar direto contigo... Como te falei tenho que terminar uns outros abertos, mas depois vai ser na base de um quilão de "Terra de Minas" por mês mais ou menos rs... E poder passar aí na tua casa e não ter o frete é um atrativo a mais! Agradeço por fazeres o café com o cuidado e que fazes, dá para ver que realmente é um hobby, fazes porque curtes mesmo, e tenho sorte de estar por perto para aproveitar também!
  16. Cremeira Bialetti

    Quando eu morei na Itália, tomava moka e comprei no supermercado de lá uma cremeira simples de metal, uma telinha lá qualquer. Uso para os capuccinos que faço pra minha mulher com o café da moka, funciona superbem. Nada de latte art e coisa e tal, mas a espuma fica show. Acho que qualquer cremeira de metal ou vidro com uma telinha resolverá o teu problema. Eu não gastaria muito a não ser que tenhas alguma finalidade / exigência mais sofisticada.
  17. Xícaras do clube. Compra coletiva.

    Peguei hoje as minhas duas xícaras com o @Fogo ruivo , já que moro em Uberlândia mesmo. Estou tomando agora um Bruzi descafeinado (Nossa Casa Cafés), com um pseudochocolatinho que eu faço (cacau em pó + óleo de coco + nibs de cacau + stevia) como acompanhamento, já que dá pra botar ali no pires. Pá, massa demais essa xicrinha. Valeu mesmo pela iniciativa Fogo!
  18. Pô @leogodoy , tem que ter sorte nessa vida hein rs...! Depois dá tua opinião aí sobre o café que estou considerando experimentar também numa próxima.
  19. Moka: como eu faço

    Esses macetes pitorescos da moka é que são maneiros rs
  20. Terra de Minas - Cafés artesanais

    Como disse no outro tópico, é só meu estoque aqui baixar um pouco que vou conferir! Tenho a vantagem de morar em Uberlândia também, então economizo o frete rs!
  21. Moedor manual Botini com mós de engrenagens dentadas

    Caramba, é real!!!!
  22. Valeu galera, é esse tipo de informação / discussão que tinha em mente!
  23. E aí @rbcassani , entendo que é como vinho, tem vários patamares. Tem horas que o café merece ser degustado, um café mais caro e de sabor mais sofisticado, e que seja valorizado adequadamente. Mas também tem cafés que custam menos e que satisfazem no consumo diário, e são muito melhores que os cafés "normais" que vemos por aí. Talvez para paladares reais ou VIPs não valham a pena, mas acredito que muitos mortais apreciam essa variedade e conseguem achar gostosos esses cafés menos prestigiados também rs
  24. @Fogo ruivo po pode crer. Tenho uma levinha que chegou agora, quando estiver para acabar vou lembrar e entro em contato!
  25. Meu paladar "estragou" mais ainda, agora estou achando até o Bruzi decaf meio sem graça. Os outros então (Minas Estate, Unique), nem comento. Perto dos cafés "cafeinados" que ando tomando, acho meio amargo, falta doçura, aroma, etc. Acho que vou mesmo é parar de tomar o descafeinado e tomar uns chás à noite... Pelo menos economizo uns mangos, já que os decafs são caros. Coisa de doido como o gosto vai mudando...
×