Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

JoaoW

Senior Members
  • Content count

    224
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by JoaoW

  1. Fellow Prismo

    E aí Ricardo! Cara, na real pretendo manter, fiz um testezinho agora botando o filtro de papel em cima do de metal e deu certo... Só funciona com o de papel assim, tentei botar só o filtro de papel sem o de metal por baixo e não passa nada, trava. Felizmente botando o de papel em cima do de metal tudo bem, estranho né; deve ser alguma vedação. Quanto ao filtro de metal sozinho estranhei um pouco o gosto, afinal é menos "limpo" né, passam alguns resíduos... Mas talvez seja bacana com uma moagem mais grossa e fazer algo como prensa. Pelo lance de não ter que fazer a virada da AP achei legal, uma coisa a menos pra se preocupar. Mas não é a revolução mundial que os caras da Fellow falam não rs. EDIT: Uma coisa bacana que percebi do Prismo e de que não tinha me dado conta antes é que aumenta um pouco a capacidade da aeropress, já que ele é um pouco maior que a "tampa" comum. Fiz agora à noite um café (decaf, pelo horário) com 21g de café e 300 ml de água.
  2. Fellow Prismo

    Chegou meu Prismo! Já de cara fui testar pra fazer o tal espresso-like, mas devido à muquiranice psicológica usei grãos da Nuance mais simples, com torra média e já moídos. Essa versão vende no supermercado, uso para fazer café de manhã quando tenho que ser ligeiro e não quero fazer barulho pra minha mulher e meu filho. Usei a receita da Fellow, 50g de água fervendo para 20g de café, 1 min de tempo de infusão, mexendo uns 15 segundos. Depois de ver vários vídeos de teste do Prismo no Youtube em que o pessoal não conseguia a crema, fui lá sem expectativas, afinal aquele café também já estava velho. Mas veio a creminha And... ...So what...? Rs Bem, essa parte de café espresso-like aí eu não tinha grandes expectativas, é um café concentradão, já consegui resultados muito parecidos e até melhores (com grãos melhores, evidentemente) sem Prismo nenhum fazendo um "aeropresso". Só não tinha a creminha fake, agora teve. Mas não pretendo fazer de novo, é muito café pra ir assim de um gole só mesmo. O bacana do Prismo: não precisar mais fazer o método invertido. Isso é uma mão na roda. E também experimentei o filtro de metal, que não conhecia. Acho que no aeropress prefiro com filtro de papel mesmo, mas os caras da Fellow dizem que dá pra botar um filtro de papel em cima, na próxima vou tentar ver se funciona direito assim também. Se sim, aí ótimo. Em síntese, Prismo para mim = um filtro de metal, mais um equipamento no batcinto de utilidades + o conforto de não ter que ficar girando a AP. Mas é isso. Esse espresso-like é meio marketing rs... Mas se alguém quiser impressionar alguma visita que não conhece muito, sou testemunha de que dá pra tirar a pseudocrema até com café velho e pré-moído - talvez com um pouco de sorte de principiante. EDIT: @Lisboa Santos , o teu já chegou? Estou curioso com as tuas impressões e experimentos.
  3. Olá amigos do forum, estou criando esse tópico porque já vi alguns falando da cafeína, mas mais voltados para efeitos científicos, faz bem, faz mal, etc. Se a discussão não couber aqui e já estiver repetida, peço aos moderadores que a eliminem... A ideia é basicamente relatar os efeitos que cada um têm com a cafeína, efeitos positivos, negativos ou neutros, e como lida com isso... Afinal, se tem uma coisa que acredito que seja realidade para quase todos aqui no forum é que, gostando bastante de café, se toma muito café, e com isso, muita cafeína! Mais que os "reles mortais" rs. Particularmente, acho a cafeína algo ruim para mim. Os tais efeitos de ficar mais esperto, alerta, etc. nunca senti. Mas quando tomava muito café ou coca-cola (eu tomava muito), dava uma taquicardia. E uns meses atrás teve um período em que eu tomei muita cafeína sem me dar conta: coca-cola, café, chá mate (um litrão), cacau... Nessa época, comecei a ter uns suores excessivos meio "do nada". Era 40 min depois de consumir qualquer coisa com cafeína, por menor que fosse a dose, dava nisso... Demorei até descobrir. Mas aí fiquei um tempo só tomando café descafeinado - era o Melitta, um tempo em que eu não conhecia os cafés especiais ainda -, e parou. Hoje isso "passou", mas confesso que mudei bastante meus hábitos. Tanto é que caí nessa de cafés especiais procurando por bons cafés descafeinados e modos de preparo pra fazer na moka. Hoje faço assim: nos dias que faço exercício, tomo metade dos meus cafés (ou mais) "com cafeína" (antes do exercício acho que é bom, minha nutricionista recomendou então achei ótimo rs), e o restante sem. Nos dias que não faço exercício (2 por semana), tento ficar só nos cafés descafeinados. E nunca mais tomei café com cafeína à noite. É que depois que fiquei aquele período sem tomar cafeína, tive uma síndrome de abstinência de uns dias, e não gostei de saber que tinha uma certa dependência. Então hoje busco alternar - intercalar horários de tomar café, ficar sem cafeína um dia ou outro, para evitar a formação de hábito. Além disso, devo admitir que minhas noites melhoraram; eu já dormia bem quando tomava café até de madrugada, mas hoje em dia é coisa de louco, durmo como uma pedra. Atualmente com essas mudanças, a coisa está ok, tomo meus cafés (bastante) normais, intercalo com descafeinados, e está tudo ótimo. Mas isso é pra mim, outros se dão melhor ou não tem problemas com a cafeína etc... De todo modo, acredito que para muitos aqui do Clube, lidar com a cafeína faz parte dado que é uma substância que consumimos muito... Então a ideia era ver como cada um lida com a questão, se é uma questão ou não, etc... É isso.
  4. Xícaras do clube. Compra coletiva.

    Pois é LUW, estou também num trabalho de tentar apagar da minha memória a visão da Rite Press... Está difícil rs
  5. Xícaras do clube. Compra coletiva.

    Putz, depois dessas fotos do @LUW , com ótima luz, produção, etc., fui obrigado a encomendar mais uma...! Então @Luis Paulo , tem dois pedidos separados meus, cada um de uma xícara. Favor somar os dois...
  6. Moka: como eu faço

    Fui numa dessas lojas de coisas domésticas, comprei uma chapa dessas ( https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-792825445-chapa-aluminio-21cm-banho-maria-_JM ), aqui em Uberlândia foi R$ 7,99 rs. Negócio meio tosco, xing ling total... Mas funciona! Testei ontem com minha moka de 3, com fogo baixo demora um monte, com fogo médio demorou ainda bastante, hoje de noite vou testar com fogo alto - pois acho que minha mãe não vai topar ficar 15 min esperando. Mas dá certo! Valeu a dica.
  7. Moka: como eu faço

    Valeu Rafael... Mas isso me parece meio trambolho, não? Achei que seria alguma coisa pequeninha, tipo aquelas telas / redinhas de laboratório de análise química..
  8. Moka: como eu faço

    E aí pessoal, minha mãe tem um daqueles fogões que o fogo não fica baixo de jeito maneira, então é ruim para a moka. Queria comprar pra ela uma daquelas plaquinhas mencionadas volta e meia no fórum para distribuir calor. Sei qual é a ideia mas não tenho uma referência visual (= não sei como é o negócio!), então não sei como buscar isso em lojas, que nome tem, etc. Alguém tem alguma imagem na net de exemplo para eu me orientar? Valeu.
  9. Fala Henrique! Heheheh sim sim, é uma "dosona", mas é o que eu tomo. Quanto aos descafeinados percebo sabor diferente sim, não sei se devido à menor variedade de grãos (são mais caros, pelo processo Swiss / Mountain Water, então tem menos opções) ou se o processo altera alguma coisa. Já tomei uns que tendem a amargar mais, a maioria. O da Unique não é amargo, mas tem um gosto particular. Pro meu paladar, o Bruzzi descafeinado da Nossa Casa Café / Daterra é o mais gostoso.
  10. Pensando nessa questão, acredito que tenha a ver com a glicemia (nível de glicose) no sangue e como ela é influenciada pela quantidade e qualidade do que comemos. Sendo diabético, mesmo em estágio inicial, estou sempre bem atento a isso. O café é estimulante, pela cafeína mesmo, então aumenta o metabolismo, puxa mais energia e com isso estimula a queima de gorduras; por isso é uma boa bebida "pré-treino". No entanto, se aumenta o metabolismo e faz tempo que se comeu, ou então se o lanche no meio da manhã ou da tarde foi de alimentos com alto índice glicêmico (pão, frutas doces não fibrosas, bolo), aí a energia vai toda, o açúcar do sangue cai, e temos a hipoglicemia, que tem os sintomas que vocês mencionaram: fraqueza, tontura, suor frio... Quando tem energia pra ser "queimada" em quantidade suficiente (isto é, refeição principal foi há pouco tempo, ou farta), aí esses efeitos são menores, a glicemia fica em bons níveis, e dá pra tocar o barco. Outra alternativa é fazer lanche com alimentos com baixo índice glicêmico ou carga glicêmica (com farinha integral, fibras, etc.). Mas de estômago vazio aí o café vai ajudar a puxar tudo e criar uma situação ruim...
  11. Pô cankblunt, boa dica. Eu acho que sou metabolizador rápido, o efeito vem the flash rs... Mas se for só uma "dose" não acontece nada. Se passar disso, vem. Mas sem saber dessas coisas já estava com hábitos de tomar café geralmente logo após a refeição. Só uma dose que tomo no fim da tarde que vem meio sozinha, e pensando bem acho que gera mais efeitos, também não sei se pelo "acumulado" do dia ou por vir um pouco distante do lanche. Vou jogar junto com o lanche e ver o que acontece...! E vou dar uma olhada no nutricionista sim.
  12. Sou testemunha disso @cankblunt , depois que descobri que sou diabético cortei totalmente açúcar e reduzi adoçantes ao mínimo e sinto muito mais sabor de tudo, açúcares naturais das coisas pra mim são suficientes - e diversificados em sabor, diferente daquele gosto de sacarose que tem por tudo. Para o café mesmo foi ótimo.
  13. Mas o que me dizem quanto ao coado ?

    Sim, com certeza!
  14. Mas o que me dizem quanto ao coado ?

    Henrique é um mago que encanta o pessoal com a escrita, não é possível. Ou então a ironia do pessoal é muito sofisticada, não estou conseguindo perceber rs
  15. Mas o que me dizem quanto ao coado ?

    Henrique, sugestão que acho que vais curtir, é muito prática: pega o café e moi tudo de uma vez (tritura, como dizes), aí já resolve esse negócio. Depois não precisa de balança não mermão, vai na base do número de colheres de sopa "cheias", "rasas" etc. que tá limpo. Teu cafezinho vai ficar da hora, um espresso superencorpado!
  16. Xícaras do clube. Compra coletiva.

    Uma pra mim! Com o camarada do Clube daqui de Uberlândia organizando, não posso deixar passar e não incentivar o projeto!
  17. Indicação de moedor manual

    @excer , sugiro conferir o tópico sobre a moka, aí a discussão vai longe: Pessoalmente, é uma questão da tua preferência. Se for muito fino, como espresso, acho que pode entupir; mas já moí por muito tempo bem fininho, um pouco mais grosso que isso, e gostava muito e não entupia nada. De uns tempos pra cá tenho achado a moka assim meio amarga e passei a fazer uma moagem mais grossa, média ou média-grossa, e estou gostando mais. De modo geral, se moeres bem fino, vai extrair mais, gosto mais intenso, e café com mais corpo, mas dependendo do café pode amargar; se moeres mais grosso, o café não vai ser amargo, mas pode ficar um pouco mais "ralo" se for muito grosso. Vai testando e vê o que preferes... E veja outras dicas ali no tópico para evitar pó na xícara, queimar café, etc.
  18. Isso é um assunto que vejo aparecendo tangencialmente nas mais variadas discussões, resolvi abrir aqui um tópico pois é uma questão que se tornou pertinente para mim recentemente. A ideia do tópico é perceber como o paladar de cada um, as preferências de métodos e preparo (por exemplo, %BR) foram ou estão mudando (ou não!) desde o início do contato com o café especial. No meu caso, quando comecei a buscar fazer e tomar café de mais qualidade, gostava só de espresso, do que tomava por aí, e moka. Desprezava o coado. Comprei aeropress, tomava mas não acertava muito a mão, salvo uma ou outra xícara que ficava meio doce "na louca", na sorte. Na moka, adorava fazer com o grão bem fininho. As coisas começaram a mudar quando comecei a fazer infusões seguindo as dicas do Lisboa e do método Sweet Spot, aí comecei a curtir outros sabores. Achei que viraria um adepto da doçura do café, moagem mais fina e longas infusões, etc. e moka bem fininha. Mas me surpreendi recentemente, estou achando a moka amarga, e comecei a curtir mais uma moagem média ou média pra grossa (no meu Hario Slim, 13 cliques; mas pelo que o pessoal fala por aí o meu acho que faz mais fino que outros, então acho que essa referência não vale muito). Não fica mais amargo e ainda tem um bom corpo. Por outro lado, comecei a preferir a infusão com tempos bem mais curtos e moagem fina (2 min), estou vendo muito mais graça na acidez, para a qual não dava bola antes. E não estou gostando mais daquele café mais doce. Na aeropress, moagem relativamente fina (nem tanto) mas com tempos de infusão de 2-3 min tem dado uma xícara ácida também, gostosa. Para coados, pressca, etc. me vi preferindo engrossar mais a moagem. E o espresso, que antes para mim era sinônimo de café melhor, foi lá pra baixo no meu ranking de preferências. Além do sabor não ter me agradado tanto (estou preferindo as sutilezas dos outros métodos, e olha que não faço xícaras tão sutis assim), tenho preferido tomar algo que possa ser saboreado com calma, que a xícara (e o papo ou pausa) dure mais. Deixo para tomar fora de casa porque não tenho cafeteira de espresso, e é legal deixar para tomar algo diferente fora para variar um pouco, mas tenho preferido todo o resto. Em síntese, no começo: espresso era a preferência, moka moagem fina, encorpada; agora engrossei várias moagens no coado e moka, e tenho preferido uma aeropress com tempo de infusão curto para enfatizar a acidez.
  19. Aos poucos vamos descobrindo nossas doses e limites... No meu caso, descobri que posso tomar uma "dose" (= um "método", por exemplo 150 ml de moka, ou 200 ml de aeropress, ou 200 de V60 etc) de manhã, uma após o almoço, e uma de tarde ou de tardezinha. Mais que isso, só descafeinado. Se tomo mais que essa dose numa ocasião só (por exemplo, repito a dose da moka numa ocasião), ou então se acrescento mais uma dose no decorrer do dia, fico pilhadão, meio acelerado. Mas com três doses e um decaf à noite, fico bem na fita, normalzinho! Só passo um certo calor logo após beber o café rs
  20. Pressca, Alguém conhece?

    Não não me mostre essas coisas @LUW !!! Já estava até evitando o tópico para não ficar tentado e aí veio até mim rs
  21. Pressca, Alguém conhece?

    Pois é @francisco.mosimann , eu até já pensei em comprar uma prensa mas a maioria é de vidro então acho que iria quebrar logo rs... E eu gosto muito do café da pressca mesmo. Mas fica parecido o sabor então, na tua opinião?
  22. Pressca, Alguém conhece?

    Boas novas @Vitor Costa , @francisco.mosimann , @Seu Zé : a pressca respondeu, falou que estão resolvendo o problema "de forma definitiva" substituindo o material do corpo por algo mais resistente. E ainda vão me substituir a cafeteira sem custos. Isso que um tempo atrás, antes de eles disponibilizarem peças de reposição, trocaram o meu êmbolo de graça (e após uma queda, não foi "culpa" da cafeteira). Essa empresa é maneira, ganhou mais pontos comigo e certamente voltarei a ter café da pressca com frequência aqui em casa.
  23. Que moedores vocês estão usando?

    E aí @riozebratubo , acho que para a faixa de moagens médias sim, é melhor em consistência. Ali para coados, aeropress, etc. achei ele bem superior, fica tudo igualzinho mesmo. E pelo reservatório do pó ser de vidro, não rola aquela estática com o pó grudado, sai fácil. Para as moagens mais finas acho que o Mini é bem consistente até, e vai mais fino que o Handground, pelo menos o meu; o Handground tive que calibrar botando umas arruelas que a fabricante já manda junto, para ficar mais fino, e acho que não daria para espresso. Como eu fico na moka, beleza. E também acho muito chato moer fino no Mini, no Handground é mais de boa. Porém, para quem deseja moer bem grossão, para prensa francesa por exemplo, o Handground é meia boca na consistência. Estive dando umas testadas esses dias e realmente é cada um de um tamanho rs. Então isso fica uma limitação. A parte da bancada acho boa, ele tem uma borracha que gruda no balcão, então é apertar em cima com firmeza, mas se a borracha "pega", fica bem legal (ao menos para minhas referências) para moer até rápido, e é confortável porque a direção é vertical (roda gigante rs) diferente do Mini. E essa borracha aí, quando não estiver grudando, é só desgrudar, enxaguar com água morna e deixar secar "ao natural" e botar de novo, que ela fica boa novamente. Então resumindo, para fazer café para mais gente, ou para moer mais fino, eu gosto do Handground. Mas ele é relativamente grande, muita coisa de vidro, pesado, tem que dar uma manipulada com cuidado (para não esbarrar, para deixar fora do alcance do meu filho de 2 anos, etc; na real uma vez derrubei a tampa dele no tampo de vidro da minha mesa e rachou!), então quando é aquela xícara isolada com moagem média ("12-13 cliques" no Mini) só pra mim mesmo, vou no Mini que resolve.
  24. Que moedores vocês estão usando?

    Uso o Handground para quando preciso moer mais fino (moka ou coador de pano) ou quando tenho que fazer mais de 15g, pois é mais confortável e rápido que o Hario Slim que tenho. Mas para fazer 200ml de aeropress ou uma xícara de 200 ml no V60, vou de Hario mesmo, com moagem média. Estou bem satisfeito com meus moedores, para meu uso suprem perfeitamente. O Handground tem uma consistência ok e é melhor de girar, o Hario é bom para uma dose menor com moagem um pouco mais grossa quando quero algo rápido de manhã, de olho na chaleira etc., porque é bem levinho. EDIT: Especificando, então: moka, coador de pano, método Lisboa, cuccumella, prensa francesa / café por infusão, V60 com quantidades maiores de café: Handground. V60 para uma xícara só e aeropress: Hario Slim. Não faço espresso.
  25. Pressca, Alguém conhece?

    Deixei a preguiça de lado e escrevi pra Pressca com umas fotinhos. Sugeri também desenvolver uma opção com materiais mais resistentes, como a aeropress. Não sei se vai dar em alguma coisa, mas está registrado né.
×