Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Search the Community

Showing results for tags 'aeropress'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Café
    • Leitura Obrigatória
    • Café Torrado
    • Torra Doméstica
    • Cafeterias
    • Quando o Assunto é Café!
  • Equipamento
    • Técnicas e Dicas
    • Moedores
    • Máquinas de Expresso
    • Coado e afins
  • Dúvidas de Iniciantes
    • Dúvidas de Iniciantes
  • Outros Assuntos
    • Classificados
    • Fora de Foco
  • Informações
    • Novidades e Sugestões
    • Tutorial
  • Fotos, Fotos, Fotos...
    • Fotos, Fotos, Fotos...
  • Buscafé

Found 21 results

  1. Não sei se o preço está realmente bom, mas vi que aqui no Brasil o valor está em torno de uns 240 reais. Nessa loja já comprei dezenas de jogos de tabuleiro e chegou tudo certo. Hoje, olhando as outras coisas no site, vi que tem novos departamentos e muita coisa relacionada à café. Assim achei a aeropress. Tem duas versões, sendo a única diferença que uma que vem com uma bolsa para carregar a aeropress e os acessórios por 1 libra a mais, que dá pouco menos de 5 reais. Indico para quem quiser e que, muito importante, tenha paciência, pois as encomendas desse site podem demorar até 3 meses para chegar e vem sem rastreio. Mas chega. O frete custa 2,99 libras e não tem opção de pagar mais para pôr rastreio. O valor do modelo com a bolsa em reais para mim ficou por 145,16 e mais o iof vai dar cerca de 154 reais com frete. As encomendas de lá, ao menos os jogos de tabuleiro, até hoje tive apenas uma taxada e já comprei muito mesmo lá. https://www.365games.co.uk/search/aeropress/sort-relevance
  2. Filtros Metálicos para AeroPress

    Para facilitar a busca, já que muita gente sempre pergunta sobre os filtros metálicos para AP, vou postar aqui os links dos filtros mais conhecidos e que tenho usado nos últimos anos. Alguns podem ser encontrados no Brasil, mas a maioria só importando mesmo. Able: filtro de placa perfurada a laser. Já perguntei duas vezes por escrito e não responderam à minha pergunta sobre o tamanho dos furos, mas chuto que o Standard tenha em torno de 300µm e o Fine 100µm. Eu tenho o Fine, usei por mais de um ano, mas faz tempo que o encostei (depois que adquiri outros de malha com furos menores). Altura: filtros de placa perfurada ou de malha (com ou sem borda). Eles também não dizem o tamanho dos furos, mas o de malha sem borda (não tenho este) deve ser equivalente ao KoHi (em torno de 65µm). Eu tenho o "The Mesh" mas, atualmente, tenho utilizado ele na Moka com excelentes resultados (CUIDADO! vejam minha advertência no tópico próprio de Moka rsrsrs). KoHi: malha sem borda, muito eficiente, quase não passa nem luz, tamanho nominal de 63µm. Por não ter borda, tem a vantagem de ser muito fino mas não veda tão bem pelas laterais se puser muita pressão no êmbolo. Tenho um, que uso em conjunto com o IMS de 35µm. IMS: malha com borda, diversos tamanhos de furo. Eu tenho o de 35µm (D63 UltraFine 3.5), é excelente, e uso com o KoHi (por baixo) para segurar o pouco da borra que passa pelo IMS. Kaffeologie: malha com borda. Não tenho, mas parece ser equivalente ao Altura "The Mesh". Xinglings da vida: tem vários por aí, tenho um sem marca que comprei no ML (só R$20, com frete grátis, está esgotado), mas a borda dele é bem vagabunda (meio ondulada e dependendo da temperatura ambiente fica até difícil de fechar o PF da AP). Mas pra começar é uma boa e super barata opção. Tem outros no ML, alguns até com marca (nome) do fabricante. Se alguém tiver de outros fabricantes, posso atualizar esta lista futuramente.
  3. Fellow Prismo

    Para fazer "espresso" com a Aeropress: http://fellowproducts.com/shop/prismo/
  4. E aí pessoal Estou nessa do café especial há pouco tempo, mas logo aprendi a reconhecer o sabor (ou "sabor") das torras escuras, o gosto de cinzas, amargor mais desagradável, falta de sutileza e complexidade de boa parte dos grãos com essa característica etc. Minha preferência está mais nas torras médias e suas variações, não excluindo torras médias escuras etc. Aqui estou falando da torra escura meeeesmo, aquela carvãozão. Coisa tipo café de supermercado ou torrada demais pro paladar de muita gente. Pelo menos no que diz respeito aos métodos desse fórum, "coado e afins" - coado, aeropress, prensa, moka, etc. - deixando de lado os espressos, que para mim são outro mundo e não entendo nada. Então, passei a evitar comprar. Mas de vez em quando a gente compra um café que achando que é uma coisa e é outra - torra escurona -; ou então pegamos fama de sermos "os caras de café" da família e somos os encarregados de fazer aquele melittão ou pior, na torra "chocolate do negresco" ou coisa assim. E aí temos que tornar o negócio bebível. Em vez de jogar o café fora, eu encaro como um desafio e tento ver o que pode ser feito para, dentro das possibilidades, fazer um café melhor para mim e para os outros nessa situação. Mas não é fácil. Aí pensei nesse tópico para saber o que os foristas fazem para tentar "salvar" ou "melhorar" a bebida nessas situações. Não vale dizer que é pra jogar fora, que não tem jeito etc... Vá dizer isso para o sogro ou tio... Não é uma opção rs Hoje na pressca, que é basicamente uma prensa francesa, consegui uma bebida que achei melhor, menos intensa e menos amarga, reduzindo sensivelmente o tempo de infusão (2min30, costumo fazer 4 min), moendo mais grosso (14 cliques no Hario, costumo fazer 12), e com água menos quente (depois que a chaleira ferveu em 97 graus, deixei descansando 2 min, costumo deixar 1 só). A BR foi de 7% (24g de café para 350 ml da Pressca), que costumo usar. Depois que comprar um termômetro de espeto pretendo detalhar mais a temperatura. E talvez possa mexer aumentando a quantidade de café pra compensar a menor extração. Mas achei ok. Na moka, dá pra fazer alguma coisa? Ou só moer mais grosso e ver se fica bom mesmo o café mais "ralo"? (na moka costumo fazer com 9 cliques e gosto muito) E na aeropress, no coado, algum macete salvador? Sei que é o tipo de tarefa que não deve agradar muito o pessoal aqui do Clube do Café, mas às vezes é a missão que se impõe diante de nós, e gostaria de ter mais recursos para enfrentá-la rs... Então a ideia é essa, como lidar com torras muito escuras de modo a torná-las palatáveis?
  5. Amigos, me considero leigo no assunto, mas tenho lido bastante o forum e aprendido demais. Desde que comprei uma Clever (e agora uma AP) peço para algumas pessoas provarem e quase todas acham o café fraco. Problema é que eu acho o café bom sem amargor. Repeti algumas receitas que vi por aqui a risca, verifiquei BR, so ainda não entrei no campo do extração se ficou sub ou sob extraído. Comparando o sabor do meu café com a melhor cafeteria daqui de Fortaleza (Amika) noto uma semelhança, o que me faz achar que estou fazendo algo no "rumo" certo e achar que as pessoas que não estão acostumadas a tomarem coados de boa qualidade e so tem como base o espresso de cafeterias e de grãos de sabe-se la com quantos dias de torra, aberto, etc etc. Fiz agora na AP (18,5g com 240 de agua invertida filtro de papel) um Catuaí Vermelho do Sítio Alto Ouro comprado na Coffee Lab que achei sensacional dei para provarem hoje e mesma coisa: fraco, gosto de nada, chafé, etc etc, em tons de brincadeira! Eu educamente que sou, mandei todos irem tomar no orificio ruguso central e sai da mesa! Bom domingo!
  6. Prezados, Estou vendendo uma Aeropress nova e lacrada, com 350 filtros + a bolsa. O valor é R$180,00 + o frete. Pode ser retirado pessoalmente comigo em Belo Horizonte.
  7. http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/EE330285-F31D-4C62-A822-2CEE4D8A8F66_zpsefnu7jcz.jpg.html A ideia foi comparar o que passava de fines em cada filtro, visto que ambos possuem as mesmas indicações (indicadas para moagens medias e finas e também para uso de tecnica invertida). http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5033_zpsqqhtx9q2.jpg.html Utilizei um moedor Breville (achei mais fácil visto que ele possui numeração na espessura de moagem), BR 6%, café seleção do Mario (torrado por mim), água Platina. Selecionei 3 tipos de moagens (grossa, media e fina), utilizei o filtro de papel como parâmetro de filtragem e fiz as comparações. http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5036_zpsxd4ofzbi.jpg.html Aqui o filtro Kohi, utilizando moagem n20 (para espresso) http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5042_zpswwg7vg1j.jpg.html Aqui o filtro Altura utilizando moagem n20 http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5045_zpsptkvirib.jpg.html Aqui, Kohi, moagem para Moka, regulagem n40 http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5057_zpsjsmijgj3.jpg.html Aqui o Altura, regulagem n40 http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5059_zpstbydbcrf.jpg.html Aqui o Kohi, moagem para prensa, regulagem n60 http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5053_zps0zvsfqmo.jpg.html Aqui o Altura, regulagem n60 http://s1255.photobucket.com/user/rmcoffee/media/IMG_5054_zpsnk6uvaju.jpg.html Ultima foto (de ponta cabeça rs), comparando lado a lado. Lembrar que muito dos fines ficaram retidos no filtro metálico por isso esta última foto serve mais para ilustração. A conclusão que tirei neste teste caseiro foi que, apesar de não ser feito na CNTP, o filtro da Kohi se mostrou muito mais eficiente para os diversos tipos de moagens, segurando quase todos os fines visíveis, enquanto que o Altura, apesar de também ser recomendado para moagens medias e finas, se comportou melhor para as moagens grossas. Uma última conclusão foi que o moedor Breville, apesar de quase novo, gerou fines em todas as regulagens usadas.
  8. CLUBE DE CAFÉ MOCCATO - FRETE GRÁTIS

    Oi, Pessoal, Bom dia! Meu nome é Julia e esse é meu primeiro post por aqui. Li alguns posts no fórum falando sobre a Moccato, mas são de 2015 e desde lá muita coisa mudou. O café ainda é fresco e agora está em uma embalagem que preserva os aromas e traz mais tempo de vida ao café. Temos além de cápsulas compatíveis com Nespresso, café em grãos e também com moagem média. E a melhor noticia é que temos frete grátis para Rio e São Paulo e com valores subsidiados de frete para os outros estados. Caso fique alguma dúvida, segue meu e-mail para contato julia@moccato.com.br www.moccato.com.br Um grande abraço!
  9. Pessoal, Estou vendendo uma aeropress adquirida há uns 6 meses e usada bem pouco. Comprei no Aliexpress, então, apesar da caixa vir escrito Aeropress, não posso garantir que seja da Aerobie e não uma similar (o que acredito que seja mesmo). Peço praticamente o valor que paguei, cerca de R$100,00. Vai com funil, filtros, colher, caixa, manual e filtro de metal.
  10. Olá pessoal, Atualmente tenho um moedor Hário, uma cafeteira expresso Oster OEMP50 (com filtro pressurizado e não pressurizado) e uma AeroPress. Sei que não é recomendado, mas vez ou outra faço um expresso (21g de café para 150ml ) na Oster e coloco na garrafa térmica pra trazer para o trabalho, mas geralmente uso AeroPress pra isso. Estou pensando em fazer um upgrade nos equipamentos e estou na duvida, gostaria da opinião de vocês. Qual dos equipamentos eu compro: 1 - Moedor Tramontina Breville e continuo usando a Oster e AeroPress. ou 2 - Compro uma automática, tipo Saeco, Gaggia.... e uso o Moedor Hario quando for fazer um café filtrado ou usar a AeroPress. Estou disposto a gastar uns R$4.000 no máximo. Outra duvida: Alem do café filtrado, quais outras opções sãos boas para colocar na garrafa térmica?
  11. Pré infusão, "O Mito".

    Pré infusão, "O Mito". "Meu tempo de pré infusão é..." "Seu café não ficou bom porque você não fez a pré infusão...." "Você tem que fazer a pré infusão senão..." Essas são frases que eu sempre escuto, seja em uma roda de amigos, um trabalho de consultoria que faço ou em um fórum sobre café. Pré infusão é um dos termos mais falados em lugares relacionados ao "mundo do café". Praticamente, em todo lugar que existe alguém falando sobre métodos de extração, existe alguém falando em "Pré Infusão". Fazer ou não fazer a tão famosa "Pré Infusão" é como se fosse a fronteira, a "risca no chão", que divide o "connoisseur" de quem simplesmente toma café. Inclusive começar a fazer "Pré Infusão" é tratado como parte do "ritual de passagem" para a entrada no "universo dos café especiais". Não é a toa que é uma das "Top 5" dicas que se encontra na internet para fazer um café melhor. Todas as empresas que vendem café pela internet oferecem vídeos de demonstração ensinando como extrair nos mais diferentes métodos, e todos recomendam a tal "Pré Infusão". É como se, "agora que você faz, sua vida de café vai ser melhor, vai mudar". Umas das principais razões é porque é aquele passo a mais, aquele "toque" que faz o procedimento ser mais complicado e parecer melhor e quando alguém "de fora", aquele mortal do café de supermercado, olha e pergunta o que você está fazendo você pode dizer, com aquela cara de entendido e enchendo o peito "Isso é a pré infusão..." Pré infusão é um dogma, um mito, e por ter esse ar de "eu entendo de café" foi adotado por quase toda a comunidade ao redor do planeta. É um dogma porque ninguém pensa à respeito, simplesmente as pessoas fazem. É um mito porque é como se fosse uma garantia, uma "ponte" para um café melhor, um café diferenciado. Isso não pode ser mais longe da verdade. A verdade é que a tão querida "Pré infusão" só faz o café sair pior. O café sai pior porque a pré infusão cria uma extração desigual. Não importa qual método é usado, seja ele espresso, Aeropress, Hario, Kalita ou uma meia velha o café vai extrair desigual. Antes de explicar porque ela atrapalha a extração, temos que falar sobre qual é, teoricamente, o objetivo da "Pré-infusão". Esse objetivo seria controlar o processo da extração através da saturação das partículas de café no começo adicionando uma pequena quantidade de água para que exista absorção com o mínimo de extração e liberação de dióxido de carbono, assim, dessa forma, quando o resto da água for introduzida, exista uma extração consistente e homogênea. Muito bonito, não? Só no papel. Na realidade esse objetivo proposto é impossível de se realizar e acaba só atrapalhando a extração. Para ficar mais claro vamos dividir em dois grupos e explicar em partes. Grupo percolação e grupo infusão. Existem métodos mistos, métodos que misturam percolação e infusão, como a Aeropress, mas como a "Pré Infusão" atrapalha ambos isso se torna irrelevante para a questão. Percolação não é o termo mais correto, mais o termo mais usado para definir o método em que a água "passa" pelo café, sem permanecer muito tempo em contato, criando um fluxo que leva as partículas solúveis para sua xícara. Espresso, Hario, Chemex são exemplos desse método. Infusão é o método em que a água fica "reservada" em contato com o café até ser separada por algum tipo de filtragem para ser consumida, a Prensa Francesa é o melhor exemplo. Começando pelo método de percolação. Vamos pegar como exemplo o Hario V60, como é possível alguém colocar a água e saturar todas as partículas antes de extrair algo? Como é possivel saturar as partículas de baixo da cama de café sem extrair das particulas de cima? Como a água vai passar? Essa nem o MacGyver consegue. E pior, colocando a água de pouquinho, em fluxos mínusculos até conseguir o dobro das gramas do café em água, exato, que é o que a maioria fala ser importante, as partículas de café não são atingidas no mesmo momento, e como no início a água está na temperatura mais elevada de todo o processo a homogenidade é afetada significativamente gerando diferentes níveis de extração. Tanto com um Hario, com uma máquina de espresso, ou qualquer outra variação, o resultado é o mesmo. Conclusão, resultado bem diferente do objetivo inicial da "Pré Infusão". Solução colocar a água em um fluxo intenso para gerar agitação e mexer com uma espátula ao mesmo tempo para que o café seja molhado por igual. Agora o método de infusão. Em primeiro lugar, não faz o menor sentido fazer "Pré Infusão" para fazer infusão. A água vai ficar lá parada, junto com o café mesmo não vai? Então para que o trabalho extra? Não faz o menor sentido. Além de não ter sentido, temos o mesmo problema, colocando a água de pouquinho as partículas de café não são atingidas no mesmo momento e a homogenidade é afetada gerando diferentes níveis de extração. Chegamos na mesma conclusão, a "Pré Infusão" te deixou na mão. Solução, colocar a água toda água de uma vez em um fluxo forte e intenso agitando energeticamente o recipiente em movimentos circulares com a outra mão para que todo café seja molhado de uma vez. Então, quando você for extrair sua próxima querida xícara de café o que você vai fazer?
  12. [VENDIDO] Aeropress

    Vendo uma Aeropress usada mas com pouquíssimo uso. Como o interesse é menos o lucro e mais me desfazer de algo que não utilizo aceito ofertas (até mesmo para troca, pois tenho interesse em moedores como os modelos Hario mais baratos ).
  13. Alguém sabe onde encontrar no Brasil estes filtros da IMS para Aeropress ou Globinho? Eu já escrevi para Able para saber o diâmetro dos furos do Disk Fine (eu tenho), mas imagino que seja algo entre 150-200 micra. A IMS tem destes dois tamanhos mas tem um que parece muito mais interessante de apenas 35micra chamado ultra-fine, que deixa passar óleos mas retém muito mais os microparticulados que dão turbidez à xícara. Tem também o metálico para Globinho, de 150 e 35 micra, duas boas opções também. http://www.imsfiltri.com/en/ims-brewing/
  14. Comparativo de filtros para Aeropress

    Olá, sou de SP e estou com diversos filtros para Aeropress (Able inox, Able fine, kaffeologie e de Papel) então pensei em reunir uma galerinha para fazermos alguns testes comparativos entre eles. O que acham da data do dia 07/02 ? é um sábado. Abs João Martins
  15. Ola, eu comecei a gostar de beber café ha menos de 1 ano. De uns meses pra cá venho aprendendo degustar melhor. Comprei alguns pacotes de café de minas direto com produtores e gostei muito, porém comprei moído. Pesquisando vi que moído na hora é bem melhor, minha dúvida é sobre o melhor moedor pra moka, o Porlex mini seria uma boa opção? Queria mesmo um moedor eletrico, mas os bons que vi são muito caros acima de R$1000 e eu tenho no max R$400. Não posso gastar muito, ja li muito aqui nos foruns, mas ainda tenho essa dúvida. Eu uso Moka muito tempo, e gosto de café mais forte, mais intenso e essa cafeteira me traz esses sabores. O mesmo café quando faço no coador, nunca fica bom, sempre fica ralo. então detesto café de coador, fiquei bem interessada em comprar também o Aeropress, vale a pena? é melhor que moka?
  16. Moedor para FP, Moka e Aeropress

    Boa noite pessoal. Possuo uma cafeteira super automática da Saeco, e portanto nunca me preocupei com moagem. Recentemente voltei a utilizar minha Moka, depois de ganhar uma French Press e comprei também uma Aeropress. Junto com a paixão e interesse recente que surgiram, veio a necessidade de estudar e pesquisar como fazer um bom café em em cada máquina, já que não mais teria a facilidade da super automática. Após muito ler, percebi sabia muito pouco sobre técnicas e procedimentos, mas principalmente sobre moagem, que não sabia que era tão importante. Lendo os tópicos sobre cafeteiras e moinhos, e pessoas indicando um gasto superior no último, confesso que sempre achava uma loucura, mas após ver repetidamente o conselho, percebi como meu senso comum e intuição estavam errados. Por tantas coisas contra-intuitivas, foi uma felicidade procurar o fórum antes de fazer bobagem e realizar a compra equivocada que eu certamente faria. Com dezenas de abas abertas para ler, a princípio pareceu uma escolha fácil, mas a medida que fui aprofundando no assunto, começaram a surgir mais dúvidas que respostas, e fiquei com medo de gastar uma grana considerável fazendo uma escolha ruim. Como não preciso de um moedor para espresso, que me pareceu o que exige melhor técnica e uniformidade, gostaria de dicas de um moedor, elétrico ou manual, que atenda bem as especifidades de moagem e granulometria desses três métodos. Na Moka e French Press, normalmente faço café para 3 a 5 pessoas na minha casa. A princípio havia pensado num moedor manual da Hario, mas não sei o quão demora para moer café em tais quantidades, se chegaria a ser chato, nem se traz de fato bons resultados. Tinha visto o Baratza Encore, que me pareceu muito bom, porém com um preço mais proibitivo. Gostaria preferencialmente de algo num valor abaixo disso, porém algo durável e perpétuo, pois é um gosto/hobby meu e de minha família, e que sempre vamos gostar, não estando assim sujeito a arrependimentos. Portanto, algo realmente bom, pois não pretendo fazer upgrades tão breve, mas com um bom custo benefício pra minha realidade caseira. Dessa forma, se a opinião geral for que o Baratza Encore seja a melhor opção, o comprarei, só não desejo algo num valor acima disso. Desde já obrigado a todos que puderem ajudar, e desculpa por criar um novo tópico com tantos, mas é que apesar da pesquisa, minha dúvida persistiu. Obrigado!
  17. Tutorial para Aeropress

    Tutorial para Aeropress Introdução: Este tutorial serve como diretriz para extração na Aeropress tanto pelo método normal quando pelo método invertido. De acordo com o Wikipedia, inventado em 2005, a AeroPress é um dispositivo para fazer café. O método consisten de deixar o café em infusão por um tempo e, em seguida, forçar a passagem do líquido através de um filtro, pressionando o êmbolo através do tubo. Os filtros utilizados são os filtros de papel Aeropress ou filtros de metal em forma de disco. O fabricante descreve o método com características de espresso, enquanto outros mencionam que o método assemelha-se mais a coados. Apresentação: Segundo o fabricante, a vantagem da Aeropress é que o café está totalmente imerso em água quente, resultando em uma extração rápida e extensa dos dos componentes aromáticos. O controle de tempo de infusão de acordo com a preferência pessoal é uma outra grande vantagem, pois permite controlar a acidez/amargor devido à extração. Os resultados, de acordo com o fabricante, o café resultante desta extração é mais suave, pois, devido a temperatura ideal e a leve pressurização produzem um café rico em sabor, com menor acidez e sem amargura. Além disto, a imersão completa do pó moído, resulta em uma extração uniforme, diferente de outros métodos, que por exemplo, coados, que podem sobreextrair no centro do filtro e subextrair nas bordas. E pode-se desfrutar do café com pouco tempo de preparo. Ou seja, rápido e prático. A Aeropress é feita completamente de copoliéster translúcido e não contem BPA e pthlalates. Itens da embalagem: · Aeropress (corpo, êmbolo e tampa inferior) · Funil para pó · Colher medidora · Agitador · Suporte para filtros de papel · 350 filtros de papel Itens necessários para extração: · Aeropress · 18g de café (em grãos, moído na hora) · 200g de água quente (+- 85°C) · Filtro de papel ou metálico · Copo/xícara/caneca que permita apoiar a Aeropress sem dificuldade Vale lembrar que as medidas citadas aqui vão do gosto de cada um, podendo variar em massa de pó ou água, assim como a temperatura da extração. Cafés diferentes requerem ajustes diferentes. A mudança de cada variável acima, resultará em um café mais ácido/amargo. O tempo de pré-infusão e infusão podem variar também, dependendo do resultado desejado. O ideal é fazer este método uma vez e depois adequar ao seu gosto. Itens adicionais para extração: · Balança · Cronômetro · Termômetro · Copo graduado ml Recomendações iniciais: 1. Escaldar a AP antes da extração para melhores resultados. 2. Pré-aqueça o copo, caneca ou xícara para melhores resultados. 3. Utilizar café moído na hora. 4. O café deverá ser moído em granulometria entre espresso e coado (mais ou menos como o sal de cozinha). 5. Caso não tenha balança, utilize a colher medidora. Ela comporta aproximadamente 15g. 6. Caso não tenha termômetro, espere a água ferver, aguarde alguns segundos e faça a extração. 7. Caso não tenha copo graduado, meça água pelo tubo do êmbolo. Encha o tubo e coloque para ferver. O tubo suporta pouco mais de 200ml. Extraindo no Método Normal: Primeiro, retire a tampa preta roscada na parte inferior da Aeropress. Coloque um filtro de papel no interior da tampa. Umedeça o filtro de papel com água quente por alguns segundos e depois rosqueie novamente a tampa. Com a Aeropress já escaldada, coloque o funil no topo e despeje o café moído. Adicione bem devagar, 50ml de água quente (ou até a marca 1 gravada no corpo da Aeropress) aproximadamente. Conte 40 segundos. Esta etapa, chamamos de pré infusão. Logo depois, despeje o restante da água e agite bem por 10 segundos. Aguarde um minuto e meio. Umedeça o êmbolo de borracha em toda sua superfície. Acople o êmbolo ao corpo da Aeropress. Não é necessário pressionar com muita força. Apenas tente abaixar o êmbolo à uma velocidade constante. A extração deverá parar logo após a água seja toda extraída, ou seja, imediatamente após iniciar a “extrair ar”. Retire a Aeropress e aproveite bem o café. Extraindo no Método Invertido: O método invertido é muito parecido com o método normal, mas possui algumas particularidades. Vamos lá. Primeiro, retire a tampa preta roscada na parte inferior da Aeropress. Umedeça o êmbolo da outra peça e acople na Aeropress até pouco abaixo da marca 1 do corpo. Vire a Aeropress de cabeça para baixo. Aproveite esta etapa para escaldar a Aeropress bem como o filtro metálico. Logo após coloque o pó de café moído e acrescente aproximadamente 50ml de água quente ou até próximo a marca 2 do corpo. E aguarde 40 segundos. Passado o tempo, adicione o restante da água e misture bem por 10 segundos. Espere um minuto e meio. A parte diferente do método normal vem agora. Posicione o filtro metálico no bocal da Aeropress. Depois de ter certeza que o filtro metálico está bem centralizado com o corpo, encaixe a tampa roscada. Esta parte requer atenção. Pegue o copo e vire de cabeça para baixo, encaixando-o bem à Aeropress e desvire todo o conjunto de uma só vez. Feito isto, pressione o êmbolo para começar a extração. Desça suavemente e de preferência a uma velocidade constante até que começe a sair apenas ar da Aeropress. Não é necessário apertar o êmbolo até o final pois solúveis indesejados podem começar a ser extraídos também. Alterando o resultado final. Retire a Aeropress e aproveite bem o café. FAQ: 1. Por que o filtro metálico funciona apenas no método invertido? Simples. Porque os filtros metálicos permanentes possuem furos grandes o suficiente para que a água escoa através dele sem que haja o pressionamento do êmbolo. Desta forma, ao despejar a água, ela escoa imediatamente, não dando tempo suficiente para a infusão. 2. Além do filtro metálico utilizado, existem outros? Sim. Existem outros tipos de filtros que podem ser utilizados na Aeropress, como os filtros de papel que vêm junto na embalagem do produto. Existem também outros filtros permanentes que podem ser adquiridos à parte, como o Able Disk Standard, Kaffeologie S Filter, e talvez outros mais. 3. Então, qual seria a vantagem do filtro permanente? Segundo o fabricante, “Este de tipo de filtro é reutilizável. Permite que mais óleos passem durante à extração sendo capaz de extrair um café mais encorpado e completo. Além de eliminar a necessidade dos filtros de papel, sendo mais conveniente em viagens, por exemplo.” (Tradução do autor) 4. Gostei dos filtros permanentes, qual devo comprar então? No caso dos Able, existem duas opções disponíveis: Standard e Fine. As diferenças entre são: Filtro Standard: Café mais encorpado e com um pouco mais de particulados na xícara. É um filtro mais espesso e podendo ser bastante utilizado, sendo muito difícil empená-lo ou danificá-lo. Filtro Fine: Café mais doce com pouco ou nenhum particulado. É muito mais fino (1/3 da espessura do filtro Standard) e devem ser manuseados cuidadosamente para evitar empenos ou danos. 5. E os filtros de papel? Posso reutilizá-los também? Segundo experiência dos colegas do fórum, é possível a reutilização do filtro permanente em pelo menos 3 extrações. Sendo que o ápice do filtro, está no terceiro uso, pois já não sobrou nenhum gosto de papel. 6. Ótimo, então é só passar bucha e detergente e está pronto para uso novamente? Não. Não faça isto. Para limpeza dos filtros de papel, basta colocá-los debaixo de água corrente por alguns segundos para retirar vestígios do pó da última extração. Não é necessário esfregar e muito menos aplicar detergente. O detergente deixará gosto no papel e transferirá este para o próximo café. 7. E para lavar a Aeropress? Como faço? Para limpeza da Aeropress após seu uso, basta desenroscar a tampa inferior e retirar o filtro. Próximo a uma lixeira, terminar de pressionar o êmbolo até o final. O bolo de café cai praticamente todo. Depois, basta colocar a Aeropress debaixo de água corrente e passar a mão em toda a superfície. Não é necessário utilizar detergente. Mais informações: http://www.aeropress.com/ http://forum.clubedocafe.net/index.php?/topic/4-aeropress/ https://www.youtube.com/watch?v=ZAOWdU8rhto Espero que todas as dúvidas tenham sido solucionadas. E caso não tenham sido, não hesite em nos perguntar. No mais, Bons cafés!
  18. Ainda não tentei pq não tenho disco de metal mas pela descrição parece ser uma coisa interessante a tentar. Vai pro todo list http://blog.perfectcoffee.com/2014/03/30/aeropress-style-aeropresso/
  19. Olá, O ano está acabando. Neste ano qual foi pra você um bom café, e qual o pior café?! Pode ser mais de 1 para que não haja injustiça. Vou começar: -Melhor: Seleção do Mário - AF. CD. Amendoado. -Pior: Clockr - Café da cidade vizinha aqui, nem mesmo Coado foi. Ainda tenho outros para provar, se for melhor atualizo. E vamos ao placar. []s *Só para não polemizar, no café melhor é o que você gostou.
  20. Mês de Novembro chegando cheio de promoções para vocês!! Durante todo o mês de Novembro o Coador Dourado estará com ofertas incríveis!!! Confiram!!! www.coadordourado.com.br
  21. S filter x Able

    Hoje eu peguei o filtro lá na Expresso Brasil. Alguém notou alguma diferença no sabor entre estes 2 filtros? A única coisa que deu para notar no café que fiz foi a maior facilidade para apertar a aeropress e a total ausência de resíduos.
×