Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Search the Community

Showing results for tags 'behmor'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Café
    • Leitura Obrigatória
    • Café Torrado
    • Torra Doméstica
    • Cafeterias
    • Quando o Assunto é Café!
  • Equipamento
    • Técnicas e Dicas
    • Moedores
    • Máquinas de Expresso
    • Coado e afins
  • Dúvidas de Iniciantes
    • Dúvidas de Iniciantes
  • Outros Assuntos
    • Classificados
    • Fora de Foco
  • Informações
    • Novidades e Sugestões
    • Tutorial
  • Fotos, Fotos, Fotos...
    • Fotos, Fotos, Fotos...
  • Buscafé

Found 6 results

  1. Oiá, Com a grande ajuda do Fogo, recebi alguns lotes de café verde/crú da Nuance que estão se mostrando (no meu caso) muito difíceis de torrar. Ocorre que já sou classe vovô, e meu olfato já foi para o brejo. Tenho, portanto, de torrar "de ouvido" o que é perfeitamente possível no Behmor. Ë como fazer pipoca - começam uns poucos cracks e segundos depois ocorrem muitos cracks., quando então começo a contar o tempo (gosto de café torrado até o 1C). Saliento que já fiz perto de 100 torras de 300g de verde cada, portanto o "de ouvido" funciona. O problema é que em alguns cafés os cracks são quase inaudíveis, fico em dúvida se o 1C já começou e acabo com um café mais escuro e com gosto de queimado. ou ponho para resfriar antes da hora e fica um pó de chafé sem graça. Será que os cafés do Cerrado precisam de mais temperatura que outros cafés? Ou será porque são da safra 2017/18 e ainda não secaram bem? Ou .... Obrigado pela ajuda, Jorge
  2. Decidi fazer uma torra. Liguei o Behmor, acendi a lâmpada - nada. - Bem, ela deve ter queimado, pensei. Melhor aproveitar para tirar fora agora que o torrador está frio e limpo. Afinal, são só 2 parafusos. Soltei os parafusos e nada do vidro sair. Lá vou eu atrás de um estilete para puxar o vidro. O vidro sai, e lá está uma lâmpada queimada. - Tem alguma coisa escrita na base. Lá vou eu atrás de um espelho para ler o que estava escrito. Não fez sentido - 250V e algo mais. Lá vou eu consultar com o Dr. Google. Descubro que a lâmpada é de rosca e que pode ser muito difícil soltá-la. Um usuário da Austrália teve de tirar a tampa superior. Daí os 250V, os dados do soquete eram para a Europa apesar do torrador ser comprado na Sweet Maria. - Lá vou eu consultar com o Dr. Google de novo como desmontar o Behmor. É fácil - só soltar uns poucos parafusos da tampa superior. Vou eu atrás de chave philips toquinho, parafusadeira. Solto os parafusos. A tampa não se mexe. Preciso então abrir as tampas laterais. - Começo pela esquerda que é só lata. A tampa ainda não se mexe, retiro a direita. - Ah, tem uma trava na tampa superior que só aparece quado se tira a tampa da direita, que contém um ventilador com um fio ligado na eletrônica. Lá vou eu atrás de um alicate de bico para soltar a trava e o conector do ventilador por precaução. Mas a sujeira... Um pó fininho, como café moido espalhado por todo lado. Volto ao Dr Google e acho um vídeo sobre limpeza. - É hora de buscar o aspirador de pó manual. Limpo tudo que foi possível, usando o aspirador, CIF (desengordurante, vende em supermercado) e toalha de papel do tipo que pode ser lavado sem desmanchar. Coloco o aspirador em cima de uma cadeira, ao lado da mesa. - Finalmente, retiro a tampa superior da lâmpada. Descubro que as pessoas muito cuidadosas da Behmor colocaram um pouco de silicone entre a lãmpada e o soquete para que ela não se solte durante o transporte/operação. Penso alguns palavrôes.. - Começo a remontar. Meu alegre cachorro vem dar uma olhada no serviço. Seu rabo dá uma chicotada no aspirador que cai no chão e quebra uma pecinha de plástico. Agora para funcionar só passando uma volta daquela fita colante barulhenta entre o motor e o bico. - Consigo recolocar tudo no lugar, não sobrou nenhum parafuso. Ótimo. - Algo como uma hora depois do planejado, começo minha torra. Queimou a lâmpada do seu Behmor? Por favor, não me chame... KKKKKKK
  3. Behmor 1600 interface

    Comprei um Behmor sem pensar muito. Quando ele chegou não fui com a cara do paradigma de torra que ele usa. Para terem uma idéia, não torrei um grão verde com ele, só torrei 2 vezes amendoim =) Vou interfacear ele mais um ou dois pt100 com o Roastlogger. No meio ficará um arduino uno. Para começar, fiz uma engenharia reversa da placa principal. Segue uma foto da lateral do behmor mais o esquema do conector. O conector está no lado esquerdo da placa com a interface original desconectada. Breve devo postar uns logs com ele vazio.
  4. Olá, eu novamente, como sabem da minha saga para o upgrade da máquina de espresso que espero até final de semana me decidir, agora estou tendo a oportunidade de comprar também um torrador e ai já fico com os equipamentos completos. Gosto de fazer a torra em casa, só não gosto de ter que ficar torrando de 100 em 100 gramas na pipoqueira pois consumo 250g em 4 dias e também por não estar conseguindo uma torra homogênea na pipoqueira mondial. Uma amiga está indo para os EUA e ficará alguns dias por lá e como não é um equipamento muito pesado e volumoso há possibilidade de trazer pra mim. A vantagem é que um Gene sairá por 500 US ou o Behmor 1600 por 299 US. Só que andei lendo e me parece que o Gene as vezes o Gene para do nada, teve um review americano que após 400 torras morreu, e aqui não tem peças nem assistência. E outra coisa do Gene é que parece que não tem programações pré-definidas como o Behmor este último mais parecido com um forno comum talvez sendo mais fácil manutenção. Por fim tem o forno Philco que o pessoal aqui do CDC faz, a vantagem deste seria que poderia utilizar para assar um bolo por ex, se quebrar teria assistência mas em questão da qualidade da torra não sei se seria tão eficiente como o Gene ou o Behmor. Uma coisa importante é que gostaria de torrar umas 250 a 300g por torra, ter praticidade no sentido de torrar uma vez por semana e vi que o Gene para grãos brasileiros o ideal seria umas 200g por torra, já o Behmor creio que possa torrar mais e esse da Philco não sei até que peso poderia torrar. Ela vai para os EUA dia 9, considerando o que fora mencionado, o que sugerem?
  5. Contrariando os relatos (inclusive meus) de demora na entrega de compras internacionais, meu Behmor chegou em menos de um mês. Fui premiado duas vezes. Fui taxado apenas pelo produto (o frete não foi taxado), e ele veio com a carcaça amassada. :-( Já contatei a MoreCoffe. Mas acho difícil eles fazerem algo. No site deles diz que as compras internacionais são por nossa conta e risco e que eles não tem como recolher/trocar produtos danificados. Vamos ver o que eles respondem. Será que tem problema usar ele assim? Seguem fotos
  6. Behmor 1600

    Vendo Behmor 1600, comprado em outubro de 2012, R$ 900,00. Para mais informações mande mensagem privada. Abraços
×