Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Murilo Lins

Moedor Ceado Profissional E37S Eletrônico

Recommended Posts

Murilo Lins    740

Pessoal,

Surgiu uma boa oportunidade de compra do moedor italiano Ceado E37S.

A princípio sempre tive vontade de adquirir um moedor de nível profissional, porém, acalentava esse sonho para os próximos anos e não agora.

No entanto, em conversa com Cristiano, membro aqui do CdC, resolvemos unir forças ante esta paranoia que se encontra a economia nacional e a desvalorização de nossa moeda e garimpamos uma compra casada de dois moedores novos aqui em Recife, na cor preta, com garantia de 12 meses e assistência técnica local, cujo preço que está sendo negociado, pelos nossos cálculos, deve ficar inferior ao preço médio praticado no mercado americano.

Conhecemos pouco deste moedor e em nossas pesquisas no Home-Barista, e em outros sites especializados, encontramos comparações até com o K30, cujo valor de mercado é superior ao do Ceado E37S, trazendo opiniões divididas quanto às preferências.

Desta forma, e em razão da mudança de planos com relação ao momento apropriado para a aquisição de um moinho profissional, gostaria de ouvir a opinião dos membros do fórum em relação aos atributos deste moedor, que é muito utilizado em algumas cafeterias aqui de Recife, com o intuito de ajudar em nosso processo decisório e que poderia até servir de argumento quando comunicar esta decisão unilateral à minha esposa.

Segue suas principais características e dois links com vídeos de apresentação:

O novo Modelo do Moinho Ceado E37S proporciona um café moído e fresco. Esta última geração de moinhos eletrônicos, combinam confiabilidade e inovação dos produtos Ceado com um produto que preserva intacta as melhores características do café. As características principais deste produtos são tempo da moagem, a baixa emissão de ruído e a resistência da cúpula de café

FICHA TÉCNICA

- Ajuste de moagem com limitador;
- Potência 400w
- Voltagem: 220v – 240v
- Diametro plano de moagem: 83mm
- Capacidade do deposito de cafe: 1,6 kg
- Peso líquido: 13kg
- Giros de moagem: 1400rpm
- Dimensões: 54x22x25cm


https://vimeo.com/77083966

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,122

É um moedor profissional legal , pois apesar do peso (14kg) e das mós de 83mm , é pequeno e com o mini hopper fica bem ajeitado ao lado da maquina , a WLL vende ele com as ECM.

 

Não parece ter nenhum senão , aparenta ter pouca retenção , o unico problema que vc deveria conversar com o vendedor é sobre a garantia para a parte eletrônica , pois o moedor é robusto e fazendo 3 espressos por dia ele não vai quebrar nunca. Só a eletronica é que poderia deixar vc na mão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Dá uma checada na retenção. O que é pouco em ambiente comercial pode ser uma enormidade pra quem tira poucos espressos por dia. Esse é o único fator que me preocuparia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

CaÊ, estamos negociando em Recife, particularmente, porque aqui conseguimos além de um ótimo desconto, a isenção do frete.

 

No entanto, a empresa que estamos negociando representa a Astoria do Brasil em Recife e se comprometeu a prestar assistência técnica total. Porém, caso o negócio seja fechado, todo o procedimento de pagamento, faturamento e remessa do produto será de responsabilidade e efetuado diretamente pela Astoria do Brasil, que é a distribuidora oficial da marca Ceado no país e cuja sede fica localizada, se não me engano, na cidade de São Paulo.

 

Este moedor está presente em diversas cafeterias aqui da cidade mas, apesar disso, não é demais lembrar que todos os produtos importados na área de café estão sujeitos há algumas dificuldades tão conhecidas por nós, mas normalmente contornáveis.

 

Caso decida pela compra, espero repassar este moedor aos meus futuros netos.


Dá uma checada na retenção. O que é pouco em ambiente comercial pode ser uma enormidade pra quem tira poucos espressos por dia. Esse é o único fator que me preocuparia.

 

Rodrigo, não vi grande menção nos sites especializados quanto à retenção do pó. Li até comentários tranquilizadores e algumas dicas usuais como o uso de palitos longos, pincéis e outros.

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,122

Os seus netos vão usar um desfragmentador Phaser , que vai ser lançado junto com o moedor do Gil no sec. XXII .  :(

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Ainda tenho esperança que o Bravo em breve venha debutar em nosso meio.  :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Vc é conhecido de algum barista de cafeteria que use? Algum bom, claro, que entenda o que isso seja? Seria legal conversar. Dependendo do caso, fazer ajustes na moagem vai desperdiçar muito café.

 

Medir é fácil. Depois de o moedor bem limpo, idealmente usando aspirador, moa digamos 50g café e pese o que sair. Use o palito ou a técnica que julgar conveniente e pese de novo. Terá uma idéia bem boa da retenção real.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Minha professora do curso de barista, segundo Cristiano me falou, possui um em sua cafeteria. Durante o curso que fiz o moedor que usamos era outro. Achei esse bem melhor.

O problema é que ela está como jurada lá em BH, na Semana Internacional do Café, e não consegui falar nem sei quando retorna. Dois baristas daqui que conheço, e falei por telefone, não conheciam o moedor por nome. Além do que, são novos no ofício, recém formados pela mesma professora.

As cafeterias que encontrei são aquelas mais comerciais, cujos baristas (atendentes) não passam muita segurança. De qualquer modo, tentarei fazer algumas visitas neste final de semana.

Por enquanto, minhas referências tem sido os reviews que tem se mostrado positivos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jose Alexandre    981

mós grandes

a moagem deve ser fenomenal

a baixa estatura colabora muito no visual

sem hopper fica legal.

e se vai ter assistência técnica garantida...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alexandre Velloso    2,770

Salve Murilo.

 

Permita-me dar um pitaco.

Independentemente da qualidade do equipamento, da certeza da assistência técnica e disponibilidade de peças quando e se necessárias e mesmo do "preço de ocasião", creio que a mais importante questão não foi abordada. Para mim, essa é se há, verdadeiramente, a necessidade de um equipamento profissional quando o uso será residencial. Mormente sabendo que ambos são possuidores de Varios.

Fica então essa dúvida: Qual será a definitiva vantagem em utilizá-lo?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Necessidade por necessidade, desmoronaria o Clube do Café.  :lol:

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Roberto Buril    134

Grande Murilo, primeiramente parabéns pela compra. Li bastante sobre moedores e esse foi o que eu idealizava como "O moedor" para minha casa.

 

Quanto ao precisar... Precisar é bem relativo... ;P Eu nunca precisaria de um moedor tão grande aqui em casa como o MD 50... Porém surgiu a oportunidade de comprar e embora tenha vindo sujinho, velhinho... A moagem dele me pareceu bem mais consistente que meu pequeno nemox lux... (Eu sei que é comparar maçã com limão... 1 mó cônica pequeno e o outro plana média...). Mas acredito que pelo que falam as planas e cônicas grandes trazem uma qualidade de moagem melhor... Não sei se é preciosismo... Mas não acredito que um moedor como o EK43 iria existir se a moagem dele não fosse superior aos outros... (Grande, feio e MUITO caro...). 

 

Então acredito que o tamanho das mós deve realmente impactar numa moagem mais homogênea sim... Pelo menos no meu caso mudou... E mesmo tendo maior retenção e mais trabalho para limpar (comparando o nemox com o MD50), acho que valeu a troca ;). O copo está mais gostoso... Menos fines, ,enos amargor, menos pó no fundo do copo :P

 

Para exemplificar

 

5889_linear_grind_dist__custom_.jpg

Fonte: http://payload236.cargocollective.com/1/5/173475/7025294/EK43%20vs.%20K30%20vs.%20Anfim%20vs.%20Robur%20Size%20Graphs.jpg

Discutido em: http://www.home-barista.com/grinders/death-of-big-conicals-big-flats-are-coming-t34409-70.html

Distribuição de partículas em alguns moedores top...

Resta saber se isso se traduz em diferenças no copo... Para mim que não tive a oportunidade de provar, melhor nem testar ;P. Dizem que café é que nem vinho... A medida que você vai provando um melhor vai achando os anteriores ruins... E conheço um amigo que tomava vinho de 25 reais e hoje só toma garrafa que custa em média 300... 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
sergio.m    2,486

Sendo a pergunta do Alexandre, "Qual será a definitiva vantagem em utilizá-lo?" (em comparação ao vario), a resposta é que, como regra geral, quanto maior a mó melhor a moagem.

 

Da mesma forma há desvantagens, só que cada um pesa os fatores como prefere.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Valeu aí a todos que de alguma forma estão contribuindo com essa discussão.

 

Passei o dia todo na rua e somente agora vi algumas postagens. Como vou agora assistir a um jogo do meu time do coração, que começa nesse exato instante, deixarei algumas considerações para fazer mais adiante.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Roberto, tente citar a fonte dos gráficos sempre que puder.

Share this post


Link to post
Share on other sites
paulohvs    256

Apesar de ser uma regra geral, mó maior não significa melhor qualidade e consistência. Por tudo o que já li, o desenho, velocidade de rotação, estabilidade do eixo, dissipação térmica da mó, etc, são deveras muito influentes, talvez até mais do que o tamanho.

 

Em primeira instância, vejo o tamanho mais relativo à velocidade de moagem, ou, em outras palavras, à relação Massa/Tempo que o moedor consegue entregar. No meio comercial, a moagem precisa ser mais rápida do que em casa. Para conseguir isso sem aumentar a rotação, o que aqueceria o café e diminuiria a qualidade, torna-se necessário usar mós maiores.

 

Não estou querendo comparar a qualidade da moagem deste moedor com o Vario, longe disso, já que dos dois apenas conheço o Vario. Apenas debatendo a questão das diferenças entre mós maiores e menores, a qual acho um pouco tendenciosa. Atribuo isso devido a normalmente um maior nível de qualidade ser encontrado em moedores comerciais, os quais, por necessidade, utilizam mós grandes. O Vario e alguns novos produtos estão fora da curva.

 

Voltando ao Ceado, não o conhecia, moedor muito interessante e prático de usar, gostei muito. Se o preço compensar e o espaço permitir, uma bela compra de fato. Contudo, se for muito caro, melhor tentar uns testes qualitativos com outros moedores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
sergio.m    2,486

Paulo, em grande parte você está se referindo a implementação das mós no moedor e não nas mós em si.

 

Então, ainda é correto dizer que mós maiores fazem moagem melhor como regra geral. É necessário ler essa regra como se o tamanho das mós seja a única diferença significativa na comparação entre moedores.

 

Como foi implementado, ou seja, o moedor por completo, pode acabar fácil com essa vantagem. E acho que é isso que vc quis passar na sua mensagem.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Roberto Buril    134

Roberto, tente citar a fonte dos gráficos sempre que puder.

Feito lá em cima... :).

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Paulo, muito embora eu ache possível argumentar que mós maiores não produzem necessariamente melhor qualidade de moagem, parece-me que a regra geral é que produzem, justamente pela suposta necessidade de fraturar menos vezes o grãos que mós pequenas. Não é por outra razão que os titãs são cobiçados entre os baristas domésticos, mesmo com as idiossincrasias de utilizar em casa um moedor comercial.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Santiago Luz    1,693

Eu, por exemplo, estou começando a cogitar ter um moedor elétrico. Mas se eu for comprar, vou enfiar o pé na jaca de uma vez. Devo partir pra um moedor com mós Ditting 804...  :ph34r:

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
paulohvs    256

Paulo, em grande parte você está se referindo a implementação das mós no moedor e não nas mós em si.

 

Então, ainda é correto dizer que mós maiores fazem moagem melhor como regra geral. É necessário ler essa regra como se o tamanho das mós seja a única diferença significativa na comparação entre moedores.

 

Como foi implementado, ou seja, o moedor por completo, pode acabar fácil com essa vantagem. E acho que é isso que vc quis passar na sua mensagem.

 

Bem, o que levamos para casa é um moedor completo, não apenas as mós, então para mim não faz muito sentido pensar nelas isoladamente.

 

Se existisse no mercado, seria muito interessante um teste com dois moedores com tração igual no motor e mós de mesmo desenho, porem de diâmetros diferentes.

 

Paulo, muito embora eu ache possível argumentar que mós maiores não produzem necessariamente melhor qualidade de moagem, parece-me que a regra geral é que produzem, justamente pela suposta necessidade de fraturar menos vezes o grãos que mós pequenas. Não é por outra razão que os titãs são cobiçados entre os baristas domésticos, mesmo com as idiossincrasias de utilizar em casa um moedor comercial.

 

Será que acontece dessa forma mesmo. Não sei dizer, caso tenha alguma leitura de referencia, eu gostaria de ler.

 

Olhando para as mós deste moedor, apesar do diâmetro maior, a largura da "área útil de moagem" não parece muito diferente da de mós de diametro menor. Em outras palavras, apesar de o diametro ser maior, o "buraco" no meio da mó também é maior, ficando as lâminas com tamanho parecido.

 

Porém, com diâmetro maior, tem-se uma quantidade maior de lâminas (maior área útil). Assim sendo, apenas o aumento do diâmetro não me parece implicar em redução da quantidade de vezes que os grãos são fraturados até chegarem ao tamanho adequado, mas sim há uma maior quantidade de grãos sendo fraturados simultaneamente (maior área de moagem), o que aumenta a velocidade de moagem.

 

Falo isso me referindo a mós planas, não tenho uma opinião sobre as cônicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

Tem bastante coisa sobre isso sobretudo no Home Barista, mas é uma pesquisa insólita, muita coisa em tópicos intermináveis.

 

Em todo o caso, palpitaria que geometria e física impõem algumas restrições ao problema. Veja que, por exemplo, moedores de mós planas dependem da força centrífuga para jogar o grão contra a superfície de moagem. Como mós maiores possuem raio maior, dado um motor de mesma RPM, possuem uma vantagem física na moagem. 

 

O raio menor impõe também limitações naturais à angulação relativa entre os dentes, partindo da premissa que a quantidade será diferente. Não apenas isso, a questão do alinhamento, que de fato é um elemento considerado importante na moagem, também é afetada pelo diâmetro das mós. 

 

Enfim, análise superficial e sem muitas respostas, apenas para demonstrar que a questão não se resume a área de moagem.

 

Outra coisa curiosa, agora comparando com os cônicos, é que moedores de mós planas necessitam de um sistema de ajuste com passo menor que os moedores cônicos por causa do ângulo entre as mós. Essa é uma razão pela qual os planos são chatinhos com o ajustee os cônicos mais tolerantes.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Bem gente, respeitando a grande experiência e conhecimento do mestre Alexandre, discordo frontalmente que a pergunta mais importante, para este caso, seria qual a real necessidade de comprar um moedor comercial?

 

Para responder a isto, eu teria que voltar no tempo e me perguntar porque possuindo uma cafeteira Super Automática, que já me "atendia" e deixava a família imensamente feliz, resolvi comprar um moedor Vario W (bastante nervosinho quando optamos pela mudança de café ou método), acompanhado de uma máquina ECM Technika IV (poderia ter comprado a Casa IV, a Classika II, a Barista, etc., só citando alguns produtos da marca ECM) e diversos utensílios de barista, mesmo reconhecendo que todos são de uso doméstico, mas, custam caro e dão muito mais trabalho para produzir uma de nossas bebidas preferidas e, talvez, chegasse à conclusão que não havia tanta "necessidade" em comprá-los.

 

Parafraseando Rodrigo, a quem respeito muito também, pelo conhecimento e experiência teórica e prática adquirida ao longo dos anos, diria: "Se fossemos avaliar a real necessidade de compra de todos os equipamentos ou utensílios adquiridos pelos membros do CdC, o Clube do Café implodiria."

 

Posso garantir que estou muito feliz com os meus equipamentos e utensílios, sem nunca deixar de achar, porém, que não há nenhum mal em poder dar um pequeno upgrade na minha felicidade atual e daqueles que me cercam, em busca de novos sabores e desafios, sabedor da maioria das vantagens e desvantagens em possuir um moinho comercial. Quanto às vantagens e desvantagens deste moinho específico (Ceado E37S), conhecê-las e difundi-las um pouco mais foi a real intenção com a abertura deste tópico.

 

Para mim, a principal pergunta que me cerca nesta compra potencial seria quais as principais razões para efetuar este upgrade e respondo: várias, mas preferia não mudar o foco do tema para não ser chamado a atenção ou moderado pelos administradores do fórum. :D

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Com relação aos comentários e indicações de novos reviews, continuo bastante animado com a compra e ainda não li nada de desabonador.

 

O problema no flapper ocorrido em alguns poucos moedores, li algo a respeito no Home-Barista, se não interpretei incorretamente, sugeria que um melhor ajuste no parafuso antiestático resolveria o problema. Não vi ninguém com este problema em definitivo.

 

As mós de aço plana que seguem no moedor, com um diâmetro de 83 mm, creio que só benefícios vem trazer ao equipamento na busca de uma bebida de melhor qualidade e moagens com um maior grau de repetibilidade. Obviamente, o projeto de construção poderia anular este benefício, mas, por tudo que tenho lido a respeito, não parece ser este o caso.

 

Roberto, gostei de saber que este era o moedor que você gostaria de ter em sua casa, apesar de achar que você adquiriu um ótimo moedor também.

 

Não preciso dizer que ele estará à sua disposição para algumas experiências e brincadeiras com a extração dos nossos cafés, caso a negociação seja concretizada.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,122

Isso aqui "infelizmente" é hobby , no passado eu era feliz com uma delongui pressurizada e um moedor krups gvx , gostava de sachet e como o vapor da delongui era meio brocha eu fazia na pressa de manhã um latte com sachet e leite em uma cremeira.

Eu era feliz :)

 

Um belo dia encontrei o CDC , ferrou tudo , o que era só prazer virou hobby , e hobby não tem lógica nem segue relação custo benefício , hobby é uma espécie de vício em que como em qualquer vício vc busca prazer , os americanos tem uma palavra perfeita para isso "indulgence" .

 

Murilo consuma sem culpa , o moedor é necessário ? Claaaaro que não :lol: , mas quem falou em necessidade ? O assunto aqui é prazer , ninguem em sã consciência vai precisar de algo mais que uma Silvia e um Rocky para fazer um espresso fantastico na cozinha .

 

Mas quem tem hobby não tem a cabeça sã . :D , amigo aproveite o brinquedo novo porque a vida é curta.

 

Só uma ultima coisa , não espere magica , pois mágica não existe , todo moedor eletrico (com raras exceções) exige um tempo para acamar as mos , ou como vc chama nervosismo , o ceado nesse aspecto não será nada diferente do Vario.

O sujeito que projetou esse e outros moedores pensou em algo para trabalhar com o hopper cheio de café , e uma vez regulado , no maximo ao longo do dia alterar um step para cada lado.

 

No comercio quando a cafeteria oferece espresso e FP , costuma ter um moedor para cada método.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Por isso que, se tudo der certo, passarei a ter ao menos dois.

 

Um priorizando os expressos e o outro (creio que o Vario W com mós de aço seria mais vocacionado) voltado aos coados.

Share this post


Link to post
Share on other sites
rbcassani    748

Mês passado vi um igualzinho a esse ser vendido por 1mil no OLX

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×