Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Murilo Lins

Moedor Ceado Profissional E37S Eletrônico

Recommended Posts

Aurélio Penna    366

Bem vindo André!!


Pessoal, descobri uma coisa.  
Quando eu termino de moer no E37S, eu tiro o hopper, e enfio o meu tamper (58mm) no buraco do Hopper, naquela borracha. Ele parece ser exatamente do mesmo tamanho. Dessa forma o tamper entra sobre pressão. 
Então eu coloco o moinho rodar e faço uma pressão com uma batidinha no tamper já no buraco do hopper, de modo a fazer um efeito de êmbolo e com isso expulsar o pó velho ou remanescente da moagem. Isso ajuda o moinho a ficar limpo por mais tempo e até mesmo a não desperdiçar pó. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
mericlis    168

Pelo mesmo valor um e37 seminovo VS vario-W novo pra ser usado com uma prosumer?

 

 

O que me deixa com meno é a retenção que esse ceado tem, sair rock q retem 2/4g por moagem pra um que retem a mesma coisa complica :/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

Depois da primeira moagem no meu ceado e37s eu coloco 20g e ele me entrega 19g quando daí eu passo um palitinhos na saida e chega nos 20

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Isto, de fato, ocorrerá com mais ou menos intensidade, dependendo da forma de uso do moedor. Comigo fica um pouco mais de retenção, pois não costumo usá-lo com mono doses, normalmente calculo uma média de peso em grãos para uso da tarde para à noite, que é quando costumo estar em casa e somente no final da noite dou uma pincelada com o restante do pó retido.

 

Mas retenção de café em moedores, de um modo geral, vai ocorrer em quase todos os equipamentos, salvo os Bravos Mini e Debut do Gilberto, então a questão é avaliar o que é mais importante para cada um.

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Pessoal, boa tarde

 

Ainda estou tentando entender todos os processos..

Também possuo um Ceado E37S, ja li este tópico algumas vezes, bem como, os reviews, e manual.

Vejam se podem dar uma ajuda, na imagem abaixo, isso é considerado clumps em excesso? (envio também a regulagem do moinho)
O grão que estou usando, é o Kaldi Gourmet, com torra de 20 dias.

Obs: Estou com um filtro de 20g, utilizando a capacidade nominal, 20g de pó.

7JUsvF5l.jpg

 

eUqhxjxl.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

Kizner, 
Na verdade a posição aonde se encontra não vai ajudar muito, uma vez que o moedor permite outras regulagem através do parafusos internos.
Eu coloquei os parafusos do meu de maneira que ao chegar no maximo da direta as mós se encostam. A partir daí eu volto ate ao meio e faço os teste à partir dali. 

Aparamente não há clumps em excesso, não que um bom tamper não resolva. Na verdade os clumps não são tããão vilões. pelo menos eu acho que não. 
Acho que a sua torra de 20 dias, é mais vilã do que eles. 
uma boa dica é: ao colocar 20g e fazer o tamper você percebe que o pó fica muito abaixo ou muito acima do anel do Filtro? O ideal é que fique mais ou menos na linha do anel.
De mais a mais um pouco de nutation resolve os clumps. 
Agora veja se não está gerando clumps por causa do ajuste lateral da portinhola. se ela estiver muito baixa pode estar fazendo com o pó saia "clumpado" 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Verdade Aurélio, besteira minha, desde que instalei o moinho, já mudei a posição dos parafusos, e realmente, a regulagem externa se altera..

 

Entendi, já fiz a regulagem da portinhola, sistema SCC, o meu ainda é de borracha, mas já pedi para a Astoria local a peça de reposição.
Ao que parece não há retenção em excesso, e com moagens mais finas, como a da imagem, essa é a quantidade de clumps que está gerando, mas quando não há grão, ou seja, quando o moinho está totalmente limpo, e coloco grão novo, a primeira saída, é uma jorrada sem controle, sai pó pra todo lado,na segunda, já normaliza..
Você sabe que tipo de ajuste eu deveria fazer?


Quanto ao tamper, estou usando o dinamométrico bravo, do Gilberto.
O pó está na marca do anel do filtro, o fluxo está legal na hora da extração, borra seca, sem excesso ou falta de pó (gramatura)
Dos testes que fiz, para esse grão, com esses 20 dias de torra, me parece o mais correto.

O problema é que, as vezes, mesmo com o cuidado na hora de distribuição do pó no filtro, já quando é expelido pelo moinho, depois no nivelamento + compactação, com todas as variáveis em tese, ajustadas, sinto aquele gosto "acidargo" ou "amargácido" haha
Digo as vezes pois, estava tendo certa consistência, mas, como trabalharei comercialmente, não posso ter esse tal "as vezes" no business haha
Daí fiquei um pouco preocupado, e matutando se não seriam os clumps, por possíveis canalizações..

Enfim, estou tentando arrumar um porta filtro naked para ver isso mais precisamente.

 


 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

É, naked me ajuda muito a checar minha extração. 
Verifique se sua pressão está certinha no 9bar.

As vezes menos pó pode gerar um gosto menos amargo. 
Mas é importante saber se não está havendo canalizações. 

E a torra é essencial! Veja essa por exemplo 14g . Ainda está um pouco amargo, por causa da torra média recente. mas tendendo a ficar melhor daqui uns 4 dias. 

https://www.instagram.com/p/BM-mPzSgXBk/


QUanto aos clumps eu faço um pouco de nutation e resolve. Quando dá 
Eu também fiz um hopper pequeno e que coloco a quantidade que vou usar, e cai exatamente o que eu preciso sem espirrar o pó. a minha é portinhola nova. Mas o hopper funcionava também com a velha de borracha. A idéia é deixar o moinho vazio por ele pra rodar ai então abrir a porta pra cairem os grãos.
 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cabral    2,094

Belíssima extração, Aurélio!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

Valeu Cabral, considerando que tinha 14g e saiu 27 em 25s eu to feliz  :) 
Acho que isso tem a ver com a torra clássica média do Marco aqui de BH. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Sim, a pressão esta constante, estou checando a cada extração..

Belissima extração dr haha muito bom mesmo

A torra que você usou era de quantos dias neste caso?

 

Recebi cafés ontem do Mario Zardo, todos com torra do dia 16/11, vou esperar mais uns 4 dias para usa-las.. 

Vou testar com extrações em torno de 15 gramas, em outro filtro.

 

E o hopper menor, você mesmo faz?

Valeu

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

A torra que eu usei aqui estava de 3 dias. Eu uso logo de cara mesmo.
Eu mesmo fiz. comprei uma garrafa de acrilico que serviu direitinho.
no meu instagram tem fotos do moinho com esse hopper. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Pessoal, mais uma duvida...

 

Independente da borracha do sistema anti-clumping e estática, estar no máximo (aberta, sentido horário), ou, fechada, há retenção, mais, ou menos, mas, há retenção..

 

Considerando em tirar shots, vamos supor, de meia em meia hora, estando em ambiente comercial, esse acúmulo da retenção, que seja 1g ou 3g, já terá oxidado até a próxima utilização do moinho, a pergunta é, o que fazer? haha
1 grama oxidada, no próximo shot, com certeza vai arruina-lo.

 

Se eu for dispensar essa retenção, toda vez, fica dificil gerir quantos shots vou tirar com 1 kg, fora, a mão de obra...

 

Envio imagens da retenção, com o sistema anti clumping totalmente aberto.

 

JNWDXPn.jpg

eb9RHmp.jpg

 



 

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,122

Vc acha que existe moedor comercial que não tenha um pouco de retenção, 1 a 3 g é pouco , K30 , EK43 ou Mythos só para dar um exemplo tem um pouco de retenção.

 

No meu FortéAP eu sempre jogo um café para o Santo , mas eu faço 3 espressos por dia , agora se eu fizesse uns 50 ou 100 isso seria impossível.

 

Faça um teste cego com vc mesmo ou alguém que tenha um bom paladar , duas extraçãoes com e sem jogar café para o santo e veja se alguém percebe a diferença.

 

Preocupação com 1 ou 3g de retenção é para essa gente estranha que discute café em fórum e faz 3 por dia , comercialmente se vc tiver 0,001% de clientes que percebem essa alteração, e melhor usar um moedor manual para esses "estranhos esquisitos" :)

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Ahahahah excelente ponto de vista Carlos, valeu..
Farei estes testes cegos sim

 

Um pro santo e um pra mim, daí fica tudo empatado

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

Cara, tem um tamper de 58m e um palito de churrasco com ponta? 

Então...
- Depois de moer o café com o motor parado enfia o palitinho pelo buraco de saída do pó pra tirar o excesso.

Bota o motor pra funcionar novamente pra vir algum remanescente.

Feito isso, tira o hopper, encaixa o Tamper no lugar do hopper sem abaixa-lo, dai então empurra rapidamente ele pra baixo com se fosse um embolo pra desentupir pia. Dá uma batidinha pra baixo.
Vai sair mais um tanto de pó. Rode o motor de novo.

 

Por último, tire o tamper e veja que na parte de dentro da mó inferior ficou depositado agarrado um pouquinho de café. Coloque o moinho pra rodar e com o mesmo palito de churrasco e muito cuidado passe a ponta dele nessa lateral. Faça o lance do tamper de novo e rode o motor pra tirar o excesso.

Faça isso toda vez que terminar de tirar seus cafés e terá sempre um moinho limpo. A retenção que sobrar estará na própria mó. Impossível de tirar, só na limpeza.

 

parece muito mas não gasto mais do que 1 min pra fazer isso. 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Sim Aurelio, ja tinha lido essa sua técnica nesse mesmo post, já fiz haha e funciona bem

O problema é fazer isso, em ambiente comercial..

 

Mas, como falei mais acima, vou fazer testes cegos e verificar o impacto disso na xícara..

 

Mais uma pergunta.. Ahahah,

"
Quanto a gravidade em relação a moagem, levando em consideração o tamanho do hopper e a quantidade de grão dentro dele.

Você acha que tem diferença na moagem, a pressão que a quantidade de café dentro do hopper faz para baixo? Ou seja, se eu colocar 500g ou 1 kg de café, dentro do hopper, essa pressão, faz diferença na moagem?
"

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cabral    2,094

Pra qualquer moedor temporizado (dosagem por tempo), para que haja um mínimo de consistência entre doses, recomenda-se manter grãos suficientes no hopper para que não haja "afunilamento" na parte superfície, o que indicaria alimentação não-uniforme para os mós. E isso depende do desenho do hopper também, então a massa total varia de um para outro.

 

Em resumo, a granulometria da moagem não deverá variar em função da quantidade de grãos, apenas a dose varia, e significativamente. Ou se mói por dose, ou se deixa sempre acima de "meio-hopper" pra garantir ;)

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,122

Eu fiz esse teste no Vario , quando ele moe por tempo se vc deixar o nível do hopper baixar abaixo do meio , a massa começa a variar bastante , quando tinha uns 2 ou 3 dedos de café no hopper ele errou para menos em 4g , quanto menos o erro aumentava.

 

Quanto a granulometria não acho que faça diferença , se fizesse alguém aqui já teria percebido, pois quase todo mundo aqui moe por dose.

 

Finalmente , mesmo que fizesse diferença acho que seria imperceptível , mas se vc está na dúvida, faça a experiência e conte para nós o resultado.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aurélio Penna    366

EU acho que é exatamente o que o Cabral falou, pouco variará a não ser a quantidade :)
Acho que a questão da quantidade, em ambiente comercial você vai acabar sacando no olhometro mesmo qual a quantidade. 
Ou usar uma balança, só verificar. Mas eu acho honestamente que você acabaria se acostumando a quantidade de pó no seu PF somente de olhar. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Pessoal, boa tarde Ainda estou tentando entender todos os processos..Também possuo um Ceado E37S, ja li este tópico algumas vezes, bem como, os reviews, e manual.Vejam se podem dar uma ajuda, na imagem abaixo, isso é considerado clumps em excesso? (envio também a regulagem do moinho)O grão que estou usando, é o Kaldi Gourmet, com torra de 20 dias.Obs: Estou com um filtro de 20g, utilizando a capacidade nominal, 20g de pó.

José, mesmo utilizando a antiga portinhola de borracha, considero a moagem apresentada no porta filtro do seu post original com bastante empelotamento. A regulagem do parafuso deve ajudar a melhorar isso, mas não é tarefa fácil, particularmente, se o café pede uma moagem muito fina.

 

Mas, como disse Aurélio, o uso do WDT resolve para quem não tem muita paciência para ficar mexendo nele a cada café utilizado. Porém, acredito que em uso comercial, quando varia pouco o café utilizado, esse problema seja minimizado. Hoje, mexo bem menos na regulagem do parafuso, mas em poucas ocasiões sou surpreendido com um pouco de empelotamento. Se a frequência aumenta mexo novamente no parafuso até resolver.

 

No modelo novo reduziu bastante a necessidade de regulagem desse parafuso e não houve mais descontrole de jato de pó de café.

 

Com relação a maior ou menor retenção do café no Moedor, uma pincelada na rampa ou a utilização de algum palito na saída do pó a cada moagem reduz bastante a retenção. Mas não se iluda, praticamente todo moedor de uso comercial tem razoável retenção de pó e não creio que na maioria das cafeterias haja tamanha preocupação com a oxidação do café retido. Este tipo de preocupação é mais relacionada aos baristas domésticos.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

Sim, fiz alguns testes e realmente, nada altera a granulometria, apenas a gramatura.

Como vocês bem exemplificaram, quando a quantidade de grão está mais pro final do hopper, ficam mais desformes as quantidades de pó no porta filtro, diferença de 1g.

 

Valeu pessoal

 

@murilolins

 

Sim, ontem participei de um TNT, campeonato de latte art local, e estavamos usando um fiorenzatto F64, foi visível a diferença para moagens mais finas, zero clumps..

Naquela hora pude perceber e comparar. o quanto está clumpado meu exemplo anterior..

 

Isso que estou deixando a portinhola de borracha sempre tendendo ao sentido anti-horario, com maior retenção possível, com intenção de diminuir os clumps..

O jeito é tentar alterar as outras variáveis, deixar de usar o filtro VST, entre outras coisas mais, para não ter de moer tão fino.

Até agora foram moídos 100kgs nessas mós.

Tks

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oogway    39

Depois do palito, gosto de usar um pincel com pouco menos de um cm de largura e, uns dois,  de cumprimento das cerdas. Ainda sai muito café, porém, a saída do moinho fica bem limpa. Meu moinho é desses grandes ( Cunill ) e, antes da limpeza, segura muito café.

Quanto ao peso do café está, na maioria das vezes, pesa as 16 gr.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
José Kizner    100

E aí pessoal,

 

Mandei esse e-mail pra Ceado (abaixo), pra ver se eles possuiam alguma anáilise mais detalhada da faixa de partículas geradas pelo Ceado E37S em determinada faixa de moagem, assim como a comparação neste gráfico (também abaixo).
Ficaram de informar em breve, tão logo me enviem algo, repassarei aqui, valeu!!

 

mkWolyS.jpg

Dear Mr Kizner,

 

thanks for your message and kind words, we are pleased to hear you like the grinder.

I currently do not have available such a diagram for particle distribution for E37S; should they become available anytime soon, I’ll let you have them.

In the meanwhile, thanks and have a great time,  

 

Giuseppe Gallo (Mr)

CEADO srl

Sales Department

sales@ceado.com

www.ceado.com

T:+39 (0)41 5030767

F:+39 (0)41 5038413

 

Da: Jose Kizner [mailto:josekizner@gmail.com
Inviato: martedì 13 dicembre 2016 16:34
A: info@ceado.com
Oggetto: Ceado E37S - Particle Size Analysis

 

Sirs, good day

 

I am a happy owner of a Ceado E37S (congrats for the job done here), and I'm deeply studying the variables of the espresso "world".

 

 

As I do not have acess to a particle size analyzer, could you provide any similar graphics (take a look into attached file) for Ceado E37S, concerning particle size distribution?

 

Thanks in advance

 

José Kizner
Bloco 23 Café

+ 55 (47) 99914 30 23
Brazil - Santa Catarina

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Murilo Lins    740

Boa iniciativa José, seria muito bom se tivéssemos mais este feedback.

 

Ficarei no aguardo de que o pessoal da Ceado tenham tido o cuidado de promover testes específicos de moagem nos seus equipamentos e possam repassá-los para nós.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Flaze    90

Ressuscitando: peguei um moedor desse, comprei usando do Rodrigo da Rosa e tô curtindo bastante. Encomendei as mós da SSP (fatalmente precisaria trocar em breve) e tô tomando uma surra desse sistema de retenção. Já regulei a portinhola, mas é muito difícil achar um meio termo. Tô usando a dica do tamper dada pelo Aurélio Pena e com a portinhola toda aberta consigo moer Single dose com retenção de 0.1 à 03g, moendo dentro de um potinho (pois rola o famigerado "spray desse jeito). Mas vamos nos adaptando, com certeza em breve acharei uma regulagem da portinhola. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×