Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Recommended Posts

EduardoAlemao    119

Alguém viu esse projeto? Seria interessante para quem nao consegue instalar um filtro?

 

Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Costa    198

O Maxwell é um dos autores de um dos livros com conteúdo mais vasto sobre água para café, o Water For Coffee. Não sei se existe outro livro focado em água e café com mais detalhes do que esse, a leitura é muito boa (apesar de ser um pouco pesada para leigos em química) e muda muito o entendimento de quem lê sobre extração de café. Sem dúvida ele e sua equipe são os mais indicados e credenciados para fazer esse projeto. Mas será que vale a pena?

Lendo o site do kickstarter (https://www.kickstarter.com/projects/522120647/peak-water-coffee-brewing-elevated) ele explica com um pouco mais de detalhes do que consiste o projeto. É uma garrafinha que primeiro filtra a água com carvão e depois tem um sistema de filtros ajustáveis para controlar o bicarbonato da água, de acordo com a água de cada região (desde águas mais leves até águas mais pesadas - em bicarbonato). O projeto é bem interessante, fico feliz eles dedicarem tanto esforço nesse tema que por muito tempo foi (e ainda é) negligenciado, porém é importante pensarmos se isso vale a pena no nosso contexto. Ele mesmo fala que o principal objetivo do filtro é ajustar o bicarbonato da água, isso porque o bicarbonato reage com algumas substâncias do café e tem efeitos como diminuir a acidez e a complexidade da bebida. Em águas com 100mg/L de bicarbonato isso pode significar um café flat e sem acidez. Para regiões com água encanada muito pesadas (em bicarbonato) isso é uma baita solução, como é o caso de muitos lugares na Europa. Já aqui no Brasil, nem todos os lugares tem água encanada pesada, muito pelo contrário: no Rio de Janeiro, por exemplo, de acordo com as informações da Cedae, a água encanada tem 22mg/L de bicarbonato, o que é uma concentração bem satisfatória para garantir uma boa complexidade na bebida. Outra coisa que é importante pensar em nosso caso é que filtros se saturam e por isso precisam de refis para continuar eficientes. Apesar do kickstarter estar saindo por ~100 reais, temos que levar em consideração que a compra de cada filtro seria uma logística ingrata, tendo que ser importados do Reino Unido.

Resolvi explicar com mais detalhes minha visão aqui porque sei que temos muitos entusiastas no fórum, mas é bom focarmos nosso dinheiro em coisas que possam de fato nos ajudar. Não estou dizendo que o projeto seja inútil, muito pelo contrário. Mas vejam bem se vale a pena para o caso de vocês, tentem achar a análise química de suas cidades e considerem que é preciso comprar refis. Para muitos de nós um bom filtro (bom mesmo) que apenas tire o máximo de impurezas possíveis da água sem alterar suas características químicas já seria o suficiente para ter uma melhora significativa no café.

Para os interessados no assunto, recomendo primeiro a leitura do livro Water For Coffee. Você vai entender todos os porquês desse projeto do kickstarter e muito mais. Atualmente o Maxwell está trabalhando na segunda edição do livro, eu comprei o último lote da primeira edição. Espero que ele cubra pontos faltantes da primeira! De forma geral dá pra ter águas até melhores do que usando essa garrafa apenas com águas minerais ou montando sua própria água (diluição de sais). E mais uma coisa: o bicarbonato não é a única variável do jogo rs

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,115

O Vitor deu uma aula é  isso mesmo , na Europa a água é dura ou muito dura , dureza é  a quantidade de minerais dissolvidos na água.

Principalmente carbonato.

Dureza-da-%C3%A1gua-do-aqu%C3%A1rio-300x

Na maior parte do Brasil a água é  mole ou muito mole , esses filtros muito comuns na Europa são desnecessários , por isso um manual de cafeteira Europeu recomenda descalcificação a cada 3 meses .

Quando eu morava na Alemanha toda cozinha tinha uns 2 filtros desse tipo jarra ( anos 80)  , a diferença para esse era  a possibilidade de graduar .

Infelizmente o nosso problema não é cabornato na água é  coliforme fecal  , inexistência de sistema de água tratada e outras mazelas.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Burny    3,024

Em grande parte correto, CaÊ. Mas tem exceções. Depende tudo da geologia. Como na Alemanha tem regioes com agua mole (p.ex. a minha cidade lá nas serras do interior), aqui no Brasil tem regiões com rochas cársticas. Vai p.ex. para Sete Lagoas ou Lagoa Santa aqui em Minas. Lá vc tem que mastigar a água antes de beber Rsrs

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,115

Sim claro , o Brasil é um continente , tem de tudo aqui , nas chamadas estâncias hidro minerais a dureza será maior , tem um aquífero no Parana (Karst) onde a dureza chega a 300 , mas a regra é água mole nos grandes centros.

Share this post


Link to post
Share on other sites
EduardoAlemao    119

Legal. Obrigado pela explicação. Eu uso agua de poço, e nao sei como descobrir esses dados dela. Os exames basicos aqui apontam somente se a água é potável ou nao. Achei interessante porque uso uma garrafinha de plástico bagaceira para transportar agua para maquina de café, que fica exposta na bancada, e se o filtro dessa realmente fosse algo imprescindível, resolveria dois problemas. Mas também não achei a validade dos filtros. Quantos litros até a troca.

Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
viniesp    231
4 horas atrás, Burny disse:

Em grande parte correto, CaÊ. Mas tem exceções. Depende tudo da geologia. Como na Alemanha tem regioes com agua mole (p.ex. a minha cidade lá nas serras do interior), aqui no Brasil tem regiões com rochas cársticas. Vai p.ex. para Sete Lagoas ou Lagoa Santa aqui em Minas. Lá vc tem que mastigar a água antes de beber Rsrs

Eu nasci em sete lagoas, lá a água é bem diferente mesmo, gosto ruim, da para notar a presença acentuada de minerais. 

Só para constar, domingo descalcifiquei a minha máquina, a água saiu azulada, mas acho que foi devido à caldeira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, EduardoAlemao disse:

Eu uso agua de poço, e nao sei como descobrir esses dados dela.

aqui em casa é agua de poço também, ultima vez que medi a média era de 260ppm

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leandro Marco    128
15 horas atrás, EduardoAlemao disse:

Mas também não achei a validade dos filtros. Quantos litros até a troca.
 

Eduardo.

Também foquei com esta dúvida. No FAQ (por enquanto esta é a única pergunta), ele fala que o objetivo deles é atingir 100 litros por filtro na configuração de água mais dura:

https://www.kickstarter.com/projects/522120647/peak-water-coffee-brewing-elevated/faqs

Share this post


Link to post
Share on other sites
viniciusfm    267

Não entendo muito do assunto água, vou focar só no aspecto econômico,
A jarra mais em conta que encontrei por aqui foi da Cadence por R$ 90, cada filtro dela custa R$ 30. Ou seja, com 12 filtros sai R$ 450

No financiamento coletivo, a jarra com doze filtros tá saindo uns R$ 400 (75 gbp + ágio no câmbio do cartão + iof 6.5%). O design é muito mais bonito e é específico para café, sendo desenvolvido por uma autoridade no assunto. Então, salvo uma taxação aqui, acho que vale muito a pena, já apoiei.

Enviado de meu SM-A520F usando Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,115

Mas o problema não é econômico , é se vc precisa desse filtro , esse é  um filtro voltado para quem usa água com alto índice de carbonatos dissolvidos que afetam o sabor.

Aí em Porto Alegre vc tem esse problema ? 

Aqui no Rio como em outros grandes centros cuja a água é tratada em grandes adutoras , a água tem muito pouco carbonato , o problema é o sabor residual de cloro.

Como já falaram esse problema de carbonato existe em alguns poucos locais, como estancias hidro minerais e etc.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
viniciusfm    267

Sim, pelo que sei a água aqui tb é mole. Entendi que o benefício maior é para filtrar água dura, e considerei isso antes de decidir. Não tenho qualquer expertise para tentar justificar como o equipamento contribuiria para melhorar o café no meu caso, por isso disse que iria ficar no aspecto monetário mesmo, ela custa o mesmo valor de uma jarra daqui (se vai ser melhor, igual ou pior, não sei), salvo eventual taxação, daí f@#$%. E como tava querendo comprar uma jarra filtradora (tive uma pentair que quebrou), resolvi arriscar.

 

Sobre a questão antes mencionada de eventual dificuldade de se conseguir filtros no futuro, penso que com 13 filtros terei estoque para uns 2 anos. E certamente o Colonna Coffee irá vender, os cafés deles costumam chegar rápido pelo Royal Mail.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,558

Vou dar meus dois centavos muito rapidamente porque estou com pouco tempo disponível, mas acho que vale pontuar algumas coisas.

Não vou ficar discutindo teoria sobre os minerais que a água deve ou não conter, seja porque não compreendo totalmente, seja porque o tema é novo e complexo. Pra isso, sugiro fortemente a compra do livro quando sair a segunda edição.

Dito isso, tem-se que a água boa pra café tem uma certa proporção entre dureza permanente (GH) e dureza temporária (KH). Dureza permanente é representada especialmente por Cálcio e Magnésio e a temporária pelo Bicarbonato. Em geral, é tida como uma medida favorável algo próximo à proporção de 2:1 entre GH:KH em equivalente de CaCO3. O Water for Coffee book traz essa medida, a SCAA recomenda algo parecido e muitos sites mundo afora também vão mencionar algo nesse sentido. Não vou entrar em minúcias, mas você calcula o valor fazendo a seguinte conta com os dados fornecidos pela companhia de tratamento de água local ou pela garrafinha de água mineral: GH= [Ca em mg/l]x2,5 + [Mg em mg/l]x4,2 a KH=[bicarbonato em mg/l]*0,8. 

Não conheço praticamente nenhuma água mineral em que o bicarbonato não esteja em notável excesso em relação a Cálcio e Magnésio, consideradas essas diretrizes. Não é por outra razão que o projeto da Peak Water resolveu manipular o bicarbonato, que é jeito o mais simples de trazer a proporção pro nível ótimo. Claro que águas superficiais muito moles, como é o caso de Porto Alegre, podem (como é o caso aqui) ter a proporção mais próxima do ideal, de forma que a utilidade da jarra, se usada com essa exclusiva finalidade de filtrar água da rede, poderia ficar limitada.

Porém posso dizer que já fiz experiências com a proporção 2:1 desde águas muito moles até aguas relativamente mais duras, e a bebida resultante é consideravelmente diferente. Então com a jarra você ganha a flexibilidade de poder adaptar águas mais mineralizadas para o preparo de café, caso em que o bicarbonato sempre é um obstáculo.

Assim, sabendo que uma jarra filtrante da Pentair ou equivalente local já custa mais de 100 reais, no meu ponto de vista, considerando o que pontuei, acho um investimento bem interessante.

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
EduardoAlemao    119

Nao sei pq diabos nao consigo postar uma pergunta lá, mas queria saber o valor aproximado dos filtros depois.

Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Costa    198

@Rodrigoks De onde você pegou essa fórmula? GH= [Ca em mg/l]x2,5 + [Mg em mg/l]x4,2 a KH=[bicarbonato em mg/l]*0,8

Que eu saiba os componentes listados na garrafa já são os ions isolados de cada substância e por isso seria o valor final, mas posso estar enganado. É diferente no caso de se montar uma água com diluição de sais, em que se tem sais contendo Mg, Ca ou Bicarbonato, daí é necessário levar em conta o peso molecular de cada um.

Por exemplo, em uma garrafa que tenho aqui em mãos os seguintes componentes estão listados da seguinte forma:

HCo3- (bicarbonato), Mg2+ (magnésio) e Ca2+ (cálcio)

Além disso vem descrito como tais substâncias estando listadas em mg/L, ou seja, não seria necessário nenhuma conta mirabolante, seria apenas:

GH = [Ca2+] + [Mg2+] em mg/L

KH = [HCo3-] em mg/L

Essas últimas são as fórmulas apresentadas no livro Water For Coffee

 

Sobre a proporção "ideal" ser difícil de se achar naturalmente concordo. Nunca vi água que sequer o KH fosse igual ao GH, sempre maior... Para chegar nessa proporção só modificando a água, seja com diluição de sais, seja com a remoção do bicarbonato.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,558

Depois explico e você entenderá. Já viu o corrigendum do livro?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Costa    198

@Rodrigoks Agora que você citou esse termo consegui achar alguma coisa na internet. Parte do site oficial deles está fora do ar agora que eles pararam de vender a primeira edição, só achei referência a isso no home-barista.com. Tem alguma coisa a ver com o CaCO3, mas não entendi direito. Como o pessoal citou lá mesmo, agora o gráfico ideal do livro ficou mais próximo do recomendado pela SCAA. Você sabe mais sobre esse CaCO3?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leandro Marco    128
6 horas atrás, EduardoAlemao disse:

Nao sei pq diabos nao consigo postar uma pergunta lá, mas queria saber o valor aproximado dos filtros depois.

Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk
 

No FAQ deles diz:

"Filter discs are expected to cost around £10 RRP per disc. Final prices may vary on exact manufacturing costs."

Pelo que entendi RRP é sigla pra Retail price.

Isso daria hoje pouco mais de 50 reais considerando as taxas de cartão + IOF. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
EduardoAlemao    119

Po, 10 libras, mais frete e iof, isso da mais que 80 reais. Fica meio caro para repor a cada 2, 3 meses.

Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
viniciusfm    267

Divulgaram hoje que desenvolverão filtros específicos para água mole :

Peak Water - Coffee Brewing, Elevated
      Update #3: Does Peak Water work with soft water?
      https://www.kickstarter.com/projects/522120647/peak-water-coffee-brewing-elevated/posts/2161536

Enviado de meu SM-A520F usando Tapatalk

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,558
Em 11/04/2018 at 21:40, Vitor Costa disse:

@Rodrigoks Agora que você citou esse termo consegui achar alguma coisa na internet. Parte do site oficial deles está fora do ar agora que eles pararam de vender a primeira edição, só achei referência a isso no home-barista.com. Tem alguma coisa a ver com o CaCO3, mas não entendi direito. Como o pessoal citou lá mesmo, agora o gráfico ideal do livro ficou mais próximo do recomendado pela SCAA. Você sabe mais sobre esse CaCO3?

Então, não sou químico, mas essa "soma" em ppm ou mg/l das concentrações de Ca++ e Mg++ que faz o livro pra calcular a dureza é um pouco estranha. Isso porque para a estequeometria das reações é muito mais significante a quantidade de mols envolvida do que a massa, já que o peso atômico deles é diferente. Cálcio mais ou menos 40g, Mg mais ou menos 24g. Logo, 100g de Ca++ correspondente a 2,5 mols aproximadamente e 100g de Mg a 4,1 mols. Trazendo pra um exemplo prático, parece difícil sustentar que uma solução contendo 25mg de Mg++ e 75mg de Ca++ seria de dureza equivalente a uma de 75mg de Mg++ e 25mg de Ca++, ou no mínimo a reatividade em relação ao café seria diferente, pois no segundo caso temos muito mais átomos em solução.

 

Por isso que na indústria se faz o equivalente em massa pra CaCO3 (massa aprox. 100), também por ser a rocha mais abundante e responsável por boa parte da composição mineral de todas as águas.

Veja no que meu post eu não disse que precisa fazer a conversão, mas que a conversão é necessária mais pra fins de verificar a proporção de 2:1, que normalmente leva em conta o equivalente em CaCO3.

Eu sei que o conteúdo é árido, e espero que na próxima edição o livro seja bem mais claro com relação a este aspecto. Isso não tira o valor do livro de forma alguma, mas penso que merece uma revisão ou no mínimo uma explicação mais detalhada. Até porque se vc usar o gráfico final do livro pra adicionar minerais na água, indistintamente, sem nenhuma conversão, você acaba com águas extremamente duras. Parece, portanto, que houve algum equívoco, ou que as notações não foram suficientemente explicitadas.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Costa    198

Excelente explicação! Faz bastante sentido mesmo. Quando eu li o livro eu tinha ficado incomodado com o fato dele ter igualado o Mg com o Ca, no sentido de eles corresponderem de forma positiva igualmente na extração. Achei estranho, mas não tinha nenhuma outra literatura pra consultar. Espero também que eles melhorem esse quesito no próximo livro, além de falar sobre os outros compostos químicos da água.

Com essa "correção", existem algumas águas minerais que já conseguem enquadrar o GH dentro da faixa recomendada pela SCAA. Os 68mg/L de Ca de GH viram ~27mg/L de Ca na composição.

Só fiquei com uma dúvida: no gráfico de GH e KH do livro, para traduzir aqueles números para o padrão da SCAA eu tenho que usar a fórmula inversa?

GH= [Ca em mg/l] / 2,5 + [Mg em mg/l] / 4,2 a KH=[bicarbonato em mg/l] / 0,8

Isso porque ele mediu aquela tabela com os kits de CaCO3, é isso @Rodrigoks ? Aí no caso um KH de Ca de 75mg/L que ficava na parte de ideal brew zone corresponderia a 30mg/L de Ca real na água, tá certo?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Allexlimaa2    848

Só pra tumultuar um pouquinho o tópico porque vocês estão sérios demais e químicos demais. ( e fica meus parabéns pelas explanações )

 

Já inventaram um super filtro moderno ótimo pra fazer cafés segue abaixo:

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Fogo ruivo    779

Essa foi eleita a melhor água do mundo!

Filtro de barro brasileiro.

Sem mistificações.

Share this post


Link to post
Share on other sites
carlos eduardo    6,115

Nossa sua avó tem um "Terracota Clay Water Purifiers" da marca Saint John . :P

Nos EUA estão mais de 100 usd 

https://hibrazilmarket.com/products/clay-water-filter-filtro-de-barro-sao-joao

Na Inglaterra umas  100 libras

https://www.captainbruk.co.uk/shop/water-filter-5l/

Ela comprou por crawfunding ? Demorou ? Calendário Aram ?

 

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Allexlimaa2    848

Comprado em SP 55 anos atrás mais ou menos e levado na mala no trem da Mogiana. Levava 12 horas pra chegar em monte santo de minas e depois mais meio dia de charrete. :)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Fogo ruivo    779

Eduardo.... Existem comparações queno filtro de barro brasileiro foi considerado o melhor do mundo.

Tenho dois.

Jamais os abandono.

Água pura, límpida e fresca sempre!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×