Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Santiago Luz

[KICKSTARTER] Cafelat Robot - Espresso Manual

Recommended Posts

sergio.m    2,486

Já passei de umas 15 extrações. Dois detalhes melhoram a temperatura.

- Deixar o 1o abastecimento mais tempo, 20-30 segundos. Isso faz o bolo aquecer o que baixa a perda durante a extração. Também faz essa "pré-infusão" ser menos superficial.
- No 2o abastecimento não completar, deixando 2 cm da borda do filtro. Isso impede que o pistão toque na água durante a extração.

Com isso, está extraindo talvez até mais que na Aram. Mas é minha impressão pelo sabor, só medindo tds para saber ao certo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigoks    4,602

O conjunto cabe certinho dentro da minha chaleira eletrônica. Parece que assim é possível um praquecimento bem eficiente e ainda fazer um tuning da temperatura quando necessário. Algo que precisa ser mais testado, claro, mas o conjunto PF+F pesa ao redor de 350g e retém bastante calor, então acho que tem potencial pra isso.

E não me queimei fazendo o mergulho, pois coincidiu do cabo ficar totalmente de fora da água fervente. Mas cada caso é um caso e sugiro cuidado.

Sobre a rotina intershots, se levantar bem o embolo e expurgar em outra xícara até o final, a bolacha de café sai sequinha.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Carneiro    1,476

A máquina é excelente. Muito doido pensar que o projeto de quase 60 anos já era excelente. Essa incarnação do Paul Pratt é feita com muita qualidade e dá pra perceber que foi muito testada.

Pré aqueço portafiltro e filtro na própria chaleira da Hario na qual fervo a água. Pode ser apoiado mesmo na boca, sem mergulhar. Com cuidado e usando o paninho (também da Cafelat!) seco o interior do filtro e preparo o café. Coloco a tela, jogo a água, e já peguei a manha de encaixar o PF. Sem problemas pra café mais claro, usei um da Square Mile que tava bem claro, pra coado, e saiu melhor que qualquer outra tentativa anterior em outras máquinas:

gr3LW5iXvy9P7AgHWMrkSFZZg8Pn3PS45bcdIkFb

Os bolos saem secos se extrair toda a água em alguma outra xícara. O filtro pode ficar um pouco mais sujo se a moagem é mais fina:

FTisAq56PpMwcoHdYMnGYanuO3Nsn5cLJswUQnfT

Boa dupla:

xJw9aoWeNf0v5bD-kaUB_KfPlZsZTaZXIBwUt3-b

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Brazoli    106

Vendo os comentários de vocês me bate o arrependimento de ter cancelado o apoio. =/

Cadê os vídeos desses testes? rs

No final, qual foi o valor creditado no cartão?

Share this post


Link to post
Share on other sites
LUW    925

Falando só "da janela", pois nem vi ao vivo nenhum das duas, eu iria de Flair. Mas confesso que esse look 1950 é muito tentador.

Share this post


Link to post
Share on other sites
sergio.m    2,486

@Brazoli aqui foi:

R$ 1412 máquina+frete, R$ 90 iof, R$ 650 imposto = R$ 2152

A Aram é mais barata.

Prefiro o café da Robot, mas se eu estivesse ao nível do mar, provavelmente os cafés seriam equivalentes.

Aram um pouco mais "chata" por ter que rosquear o pistão na subida. Robot um pouco mais "chata" por ter mais peça para lavar após o preparo.

Robot menos água para ferver. Aram mais bonita?

Não é assim tão simples de escolher qual pegar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Brazoli    106

É, realmente o custo ficaria pesado na época. Hoje já conseguiria pegar tranquilamente.

Mas gostei demais do projeto e do design da máquina (até mais que a Aram). Espero que o valor de venda seja acessível.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Carneiro    1,476

Na loja da Cafelat tá 310 dólares (versão sem manômetro), o frete fica por uns 99 dólares e aparece SF Speedpost, imagino que chegue aqui pelos Correios. Em São Paulo, teoricamente, não pagaria ICMS...

Márcio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Carneiro    1,476

Só para adicionar um pouco sobre a Robot.

Usei bastante desde que recebi, na verdade praticamente todo dia. Só peguei outra máquina quando queria extrair um simples, na faixa de 9g. Na Robot dá pra usar uns 12g, mas tem que afinar bem ou extrair um longo, dependendo do café não fica tão bom.

Na minha rotina de pré aquecer o PF + filtro na chaleira, usar a água pós fervura, acho que a temperatura tá na faixa de 90C, o que garante bons resultados quase sempre. Talvez para cafés mais claros precisaria aquecer mais o PF e jogar a água logo em seguida a fervura, mas para torras mais desenvolvidas não aconselho. Torras mais escuras, de médio pra cima, até espero um pouco depois de ferver a água, e com isso reduzo a temperatura e consigo cafés excelentes. Depois de extrair a quantidade desejada, expurgo o resto do café para uma xícara ou recipiente, e mais 1 ou 2 bombadas com ar para "secar" o bolo. Isso é desnecessário mas deixa tudo mais fácil de limpar. Fazer extrações subsequentes é tranquilo e relativamente rápido.

Foi a experiência no Kickstarter mais excelente que tive -  não entrei em tantas campanhas mas a maioria foi de café. Paul Pratt cumpriu os prazos, sempre atualizou a galera, e ainda ofereceu extras durante o processo, como a cor amalera (sem custo) e o kit "barista", que é o manômetro para medir a pressão durante a extração. Recentemente, ao encerrar a campanha, ele mandou um balanço financeiro, contou detalhes do esforço que foi para conseguir a quantidade necessária de peças sem defeitos e como teve prejuízo principalmente para cumprir prazo (não devolveu o rejeito e aguardou - prejuízo menor se ele conseguir tratar em sua oficina um volume grande da peça que forma a estrutura da máquina, maior ainda se não conseguir). Deixou claro que o manômetro não é do projeto original, e que, apesar de agregar uma característica excelente à máquina, não é perfeito. Se ele pedisse doações, certamente eu (e imagino que muitos participantes) o ajudaria a complementar o valor da campanha. Mas só pediu para os financiadores do projeto ajudarem a divulgar o produto.

De qualquer maneira, não quero fazer propaganda, mas contar o que achei da máquina e não esconder os defeitos. Pra mim, o "pior" é a dose mínima (a meu ver) de 12g e ainda com limitações. Acima de 14g e a máquina brilha mais! O espaço entre as pernas é meio estreito para xícaras muito grandes ou balanças. Mas a qualidade da fabricação, o pistão e filtro (que é a própria câmara) de inox com vedação de silicone, facilidade de uso e no final a qualidade da xícara, trazem, numa máquina que custa para o Brasil uns 2000 e poucos reais, resultados próximos das profissionais. Parece muito, comparado a produtos elétricos de ~1000 reais, mas certamente o resultado é consistente e excepcional e é uma cafeteira pra vida toda.

Agora, além do alumínio polido, verde e amarelo, tem azul: https://www.cafelatstore.com/collections/frontpage/products/robot-espresso-maker

Márcio.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
RogerioD    1,842

ótimo review Márcio, parabéns!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
sergio.m    2,486

Curioso @Carneiro que consegue usar só 12 g. Aqui 15 g é o limiar. Abaixo disso o tamper pega no filtro impedindo a compactação.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Carneiro    1,476

Ah sim, dou uma girada no tamper e conto com a sorte.

Talvez fazer um tamper de uns 56mm convexo resolva.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×