Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Sign in to follow this  
hade

Engenharia de moedores

Recommended Posts

hade    3

Pessoal, tive lendo um pouco dos moedores que o pessoal usa por aqui. 

Tive uma dúvida quanto a forma com que cada moedor faz o seu trabalho. Se eu errar em alguma coisa que falar me corrijam por favor. Eu não sei o nome de cada peça interna deles. 

Eu acho que vi mós cônicas em alguns moedores. Seriam melhores? Qual tipo é o melhor e pq

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

@hade Bem vindo ao CDC!!!

Cara tem uma seção no CDC só de moedores, pode procurar por lá que provavelmente vc achará bastante coisa mesmo.

Mas tentando te dar uma luz no seu questionamento, os ditos moedores mesmo, trabalham com mós cônicas ou flats (ai depende do fabricante/modelo/material/etc).

Não posso te dizer qual é melhor que qual, até porque vai depender do material que as mós serão feitas, processo de "entalhamento" das mós, fabricante e outras variáveis.

Tem esse video que pode te ajudar a ver as diferenças:

 

Ok!

Mas dá uma vasculhada na seção de moedores que tu vai achar bastante coisa boa e produtiva.

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
hade    3

Rapaz, com esse vídeo acredito que foram tiradas as dúvidas. O primeiro conjunto de brocas moe, mas não mantem uma granulometria boa por que ele mastiga o café em fases e viria em moedores padrões. O segundo seria o que vem nos moedores mais tops pois ele não mastiga, mas corta o café horizontalmente desde o começo e parece ser focado mais para expressos e aceita mais regulagens. O terceiro é o que o cara mais gosta, que seria o cônico. Esse usa a gravidade para entrar o café pelas brocas e consegue ser superior do que o segundo controlando melhor a granulometria. Também parece conseguir trabalhar com rotações mais baixas. 

Seria isso? 

Cônico > 2 > 1 ?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cabral    2,162

Não exatamente, @hade

Isso é uma super-simplificação baseada na opinião de um técnico a respeito de apenas 1 método, focado no espresso...

O sistema daqueles mós mastigadores (em português, burr deve ser traduzido por , de onde vem o verbo moer e a palavra moedor ) é usado em grandes moedores industriais para moer café dito "commoditie" (i.e.: de supermercado) em grandes quantidades sem muita preocupação com qualidade. Barato de fazer e manter, mantém o custo final baixo para um produto que precisa ser barato. Há ainda moedores industriais que usam sistemas de engrenagens para triturar em vez de moer, e outros que realmente usam brocas para movimentar os grãos na direção dos mastigadores. Alguns dos antigos moedores manuais de grãos (amendoin, café, soja etc.) usados em fazendas usavam também essa combinação de broca com mós mastigadores ou apenas um mó "integral" encostado em um disco perfurado que permite outro tipo de moagem (como de carnes etc).

Mós planos, como o segundo jogo apresentado, são os mais populares para se conseguir bons resultados e tem vantagens e desvantagens sobre os cônicos, o terceiro conjunto apresentado no vídeo.

Há também alguns erros no vídeo, pois moedores como o EK-43 da Malhkönig, considerado um dos melhores do mundo para métodos de infusão prolongada (como V60 ou Aeropress) usa mós planos refinados de alta precisão na vertical, a mesma posição dos mós mastigadores mostrados primeiro. E o Mythos, da Nuova Simonelli, usa mós planos "inclinados" (nem horizontais nem verticais).

É mais fácil centralizar mós cônicos do que planos, mas a natureza da recepção dos grãos aumenta a eficiência da alimentação, o que exige maior torque para girar e também menor velocidade para não superaquecer por excesso de atrito. O cara do vídeo entendeu errado. Mós cônicos, na mesma velocidade dos planos, superaquecem muito depressa. Assim, é comum moedores de mós planos comerciais usarem um sistema de transmissão direta, em que o suporte do mó que gira é preso diretamente ao motor, enquanto os moedores cônicos tendem a utilizar um sistema de redução (correia ou engrenagens) para reduzir a rotação e aumentar o torque final. Moedores domésticos costumam precisar de um sistema de redução por conta dos motores de pequeno porte. Mas há variantes nos dois sentidos, dependendo de cada particularidade de projeto.

É mais difícil alinhar mós planos, pois quanto maior o diâmetro, o que aumenta a eficiência, maior a dificuldade de mantê-los paralelos, pois maior a distância entre o ponto de apoio (centro do suporte do mó que gira) e o ponto de aplicação da força (borda dos mós).

Logo, costuma ser mais barato alcançar consistência com mós cônicos do que planos, para obter a mesma qualidade final em termos de "curva granulométrica".

Contudo, com a tecnologia atual de usinagem de mós, e com os materiais altamente sofisticados que podemos usar, não parece fazer muita diferença entre mós cônicos e planos, mas sim o desenho e a qualidade dos  mós em si. Pode-se fazer mós mais unimodais (apenas um foco granulométrico) ou bimodais (dois focos granulométricos) a partir de variações de desenho, daí é uma questão de engenharia e investimento para conseguir consistência com a tecnologia escolhida.

Muitos membros do clube poder oferecer mais informações, o @Gilberto fabrica os moedores Bravo, que são fantásticos, e estou certo de que muitos outros podem ter opiniões diferentes das minhas.

Em vez de escrever um artigo sobre isso, paro por aqui, recomendando que você leia mais por conta própria e forme suas opiniões com base em diversidade e, se possível, experimentação.

Boa sorte e boa pesquisa!

PS: você nomeou o tópico "engenharia de moedores", então espere algumas pessoas postarem coisas bem mais técnicas do que eu... ;) 

  • Like 7
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
hade    3

 

Em 27/12/2018 at 02:14, Cabral disse:

Em vez de escrever um artigo sobre isso, paro por aqui, recomendando que você leia mais por conta própria e forme suas opiniões com base em diversidade e, se possível, experimentação.

Muito boa a sua aula sobre moedores. Gostei bastante!!! Nem imaginava que o superaquecimento das mós poderia influenciar desta maneira no café. No final o que vale mesmo é o projeto. Observando que moinhos de custo beneficio tipo o da breville, alguns da baratza, etc...  são os de melhor custo beneficio e talvez o uso das mós cônicas esteja também ligado à diminuição do custo do motor, uma vez que não precisa ser tão potente já que sofrem redução. Em contrapartida o mazzer kony é bem caro e usa mós cônicas.

Estou numa dúvida cruel. Estou precisando comprar um moedor e queria algo bom e robusto que não me desse problema e fizesse bem o trabalho dele. Fiquei bastante inclinado em comprar esse da tramontina, mas o preço não está barato. Na black friday cheguei a comprar um por 1080, mas foi cancelada a venda por falta de estoque. Agora só encontrei na tramontina store perto de casa por 1314. Tenho olhado na olx e no mercado livre, mas as vezes fico com medo de comprar algo que não tem por aqui e que nem disse nada sobre ele. 

Estou precisando de um moedor bom, bonito e preço legal. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
hade    3
8 horas atrás, Miguel de Paula disse:

Eu vi esse. Vi um em manaus 220v por 480 reais. Ai é que eu fico com medo....  890 reais usado ou 1314 um novo com garantia e tudo mais? As vezes é uma diferença que acaba valendo a pena pagar. 

Algum de outra marcar que custe até mais caro, mas que vale a pena?

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

Sign in to follow this  

×