Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Recommended Posts

fabreder    69

Olá,

Tentando melhorar meus espressos, deparei-me com o seguinte tutorial do Ruston:

Algo que me chamou a atenção foi a necessidade de ser metódico nesse processo, anotando cada passo e analisando o resultado obtido para entender o que deve ser alterado na próxima tentativa. Com isso em mente, tentei encontrar um app que fosse mais adequado para estas anotações, mas não encontrei, apenas os genéricos mesmo. Pensei então em fazer eu mesmo um appzinho com este propósito, adicionalmente oferecendo sugestões do que mudar na próxima extração rumo ao espresso perfeito haha (de acordo com o objetivo da pessoa), o que facilitaria o aprendizado.

Assim, alguém sabe me dizer se esse tutorial do Ruston está adequadamente atualizado, ou eu poderia encontrar algo mais completo para sistematizar em um app?!

Se alguém tiver alguma sugestão será muito bem vinda!

Abraços

 

PS:

Talvez já exista algo assim (provavelmente) e eu não encontrei.
Se alguém conhecer indique aqui e talvez me poupe do trabalho rss

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
helderbarreto    341

Sugiro fazer uma tabela no Excel. Fácil de fazer, usar fórmulas, pode-se usar o app para celular.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
fabreder    69

O que estava pensando para o app, seria o usuário definir o nível de acidez/amargor obtidos com aquelas variáveis (relatado através de um controle deslizante) e então o app iria sugerir as possíveis mudanças para se obter o equilíbrio. 

Vou pensar em algo simples (protótipo) e ver como se comporta na prática. Se achar que vale a pena farei uma versão mais detalhada e funcional e volto pra mostrar. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Marcos Sampaio    146

Olá, @fabreder. Eu desenvolvi um sistema para uso próprio para recomendar a regulagem do moedor para obter uma razão de preparo dada (BR/EBR). O que observei foi que a dificuldade de repetir extrações, mesmo mantendo todas as variáveis de entrada (massa de café, regulagem do moedor, temperatura, pressão, pressão do tamper e tempo de extração), resultava em recomendações incorretas. Outra coisa que vi é que a coleção de dados de um pacote não necessariamente serve a outro pacote de café do mesmo tipo. Por isso essas recomendações não se ajustavam com o tempo.

Apesar desses problemas, uso o sistema diariamente para gerenciar meu estoque, meu consumo e para chegar mais rapidamente às regulagens ideais para cada método e café.

Boa sorte aí no desenvolvimento :-)

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
fabreder    69

Estranho

21 horas atrás, Marcos Sampaio disse:

Olá, @fabreder. Eu desenvolvi um sistema para uso próprio para recomendar a regulagem do moedor para obter uma razão de preparo dada (BR/EBR). O que observei foi que a dificuldade de repetir extrações, mesmo mantendo todas as variáveis de entrada (massa de café, regulagem do moedor, temperatura, pressão, pressão do tamper e tempo de extração), resultava em recomendações incorretas. Outra coisa que vi é que a coleção de dados de um pacote não necessariamente serve a outro pacote de café do mesmo tipo. Por isso essas recomendações não se ajustavam com o tempo.

Apesar desses problemas, uso o sistema diariamente para gerenciar meu estoque, meu consumo e para chegar mais rapidamente às regulagens ideais para cada método e café.

Boa sorte aí no desenvolvimento :-)

 

Estranho! 

Usando o mesmo café (mesmo pacote) e com as mesmas variáveis os resultados ficavam diferentes na xícara? 

Pra mim, algo que não consigo repetir perfeitamente é a força e forma de fazer o tamper. Por isso mesmo encomendei um tamper do Gil pra fixar essa variável. 

Obrigado pelo relato.

Vou conferir aqui como vai ficar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Marcos Sampaio    146
34 minutes ago, fabreder said:

Usando o mesmo café (mesmo pacote) e com as mesmas variáveis os resultados ficavam diferentes na xícara? 

Pra mim, algo que não consigo repetir perfeitamente é a força e forma de fazer o tamper. Por isso mesmo encomendei um tamper do Gil pra fixar essa variável. 

Sim, os resultados são diferentes, mesmo fixando as variáveis de entrada. Às vezes percebo que a extração está mais lenta ou rápida do que o esperado, então acabo interferindo no tempo para obter a BR que desejo.

Obviamente, um equipamento melhor deve minimizar esse problema.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cabral    2,162

 

Em 1/2/2019 at 22:04, Marcos Sampaio disse:

O que observei foi que a dificuldade de repetir extrações, mesmo mantendo todas as variáveis de entrada (massa de café, regulagem do moedor, temperatura, pressão, pressão do tamper e tempo de extração), resultava em recomendações incorretas. Outra coisa que vi é que a coleção de dados de um pacote não necessariamente serve a outro pacote de café do mesmo tipo. Por isso essas recomendações não se ajustavam com o tempo.

@Marcos Sampaio, se você está repetindo os procedimentos e os resultados variam, algo está falhando no caminho.

Sua Fiamma com Arduíno deve dar uma boa repetibilidade. Vou assumir que o algoritmo PID instalado está calibrado adequadamente para o melhor perfil de manutenção térmica do conjunto durante a extração. Ter um arduíno e um bom algoritmo não resolve tudo, você precisa colocar os fatores de Proporção, Integração e Derivação otimizados para seu grupo, o que involve massa e material da caldeira, válvulas, tubulações e cabeça de grupo, bem como capacidade da caldeira e a massa de água média a ser aquecida. Os fatores de dissipação e interferência da entrada de água fria acabam fazendo parte da dinâmica do PID. Já vi PID mal regulado que fica pior que termostato barato... Quem regulou sua máquina?

Considerarei também que você está usando o Preciso e que o mesmo está sem nenhum problema... é comum o anel de regulagem quebrar um componente e a moagem flutuar aleatoriamente entre operações, não é sempre óbvio e muita gente demora meses ou anos pra descobrir o motivo dos cafés ruins, mas creio que sendo metódico em sua coleta de dados você já deva ter verificado a integridade de seu equipamento.

Assumo que você esteja usando o tamper dinamométrico do Gil, listado no seu perfil... tem o alinhador também?

Se sua técnica de distribuição do pó antes do socamento for adequada e consistente, acho muito estranho estar variando assim pra você.

Não fiz um App, mas uso uma planilha simples mais ou menos com as mesmas informações que você coleta e vou preenchendo manualmente conforme faço meus preparos, depois anoto minhas impressões sobre os resultados. Ao longo dos anos isso tem sido muito útil, principalmente depois que comecei a torrar e anotar os perfis de torra também, junto à informação do grão.

Cafés conhecidos, como as torras de um mesmo café da DaTerra pela NCC costumam ficar razoáveis "de primeira", seguindo minhas anotações anteriores. Faço ajustes mínimos em torno dos ajustes da experiência anterior para afinar a experiência.

Quando eu mesmo torro um mesmo grão que já torrei e consigo reproduzir o mesmo perfil de torra, num novo batch desse grão que tenho guardado (embalagem impermeável no primeiro ano, congelado a vácuo se mais de 1 ano de beneficiamento), mesmo que meses depois, o ajuste de moedor no mesmo ponto que anotei gera uma extração de aproximadamente a mesma duração para mesmo volume de café. E sabor muito, muito próximo do esperado por mim.

É só eu não errar em algo que gere canalização que obtenho excelente repetibilidade. E olhe que minha máquina é uma HX com Pressostato, depende do flush pra acertar temperatura, então tenho um elemento humano a mais do que você... se eu purgar de menos, queima o café. Demais, azeda. Treinei algum tempo com um termômetro na cabeça de grupo e hoje faço "de orelha", com base naquela aprendizagem inicial do uso da ECM. Faz anos que só uso o T48 na moagem pra espresso que vou consumir puro, então todas minhas notas recentes são com ele. 

Cabe notar que uso o alinhador e o tamper dinamométrico do Gil, itens não listados no meu perfil...

O que estou dizendo é que com o mesmo grão, de mesma qualidade, torra e todas características, se todo seu equipamento estiver OK e for estável, dos 5 "M"s (Miscela, Macinadosatore, Macchina Espresso, Mano dell'operatore e Manutenzione) talvez seja a hora de verificar a "M"ão do barista.

Mas isso é apenas uma opinião minha, claro.... nada a ser levado muito a sério. ;) 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
fabreder    69

Eu encomendei o tamper do Gil. Achei que ele já faria a função do alinhador. 

Seria o caso de se ter o alinhador também? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cabral    2,162

@EduardoAlemao, eu comecei anotando num caderno quadriculado e nunca passei pro computador... é um tabelão com os campos mencionados aí em cima. Acho que já postei imagens de algumas páginas aqui, mas no celular é ruim de dar busca... se eu fizer uma planilha no micro eu compartilho aqui, mas acho que outros já compartilharam algumas no passado.

@fabreder, sim, o distribuidor-alinhador ajuda a desempelotar e distribui alinhando sem pressionar demais o pó. Se usar direto o dinamométrico e o pó estiver mal-distribuído, o bolo até fica reto, mas um lado fica melhor compactado do que o outro. Os melhores resultados são obtidos pelo uso do par...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Marcos Sampaio    146
On 03/01/2019 at 11:46 PM, Cabral said:

O que estou dizendo é que com o mesmo grão, de mesma qualidade, torra e todas características, se todo seu equipamento estiver OK e for estável, dos 5 "M"s (Miscela, Macinadosatore, Macchina Espresso, Mano dell'operatore e Manutenzione) talvez seja a hora de verificar a "M"ão do barista.

Mas isso é apenas uma opinião minha, claro.... nada a ser levado muito a sério. ;) 

Olá, @Cabral! Obrigado por todas essas informações. Considero o M da mão do barista crítico no meu caso. Além da minha pouca experiência com o café em geral, tenho pouco tempo com essa Fiamma Minibar. Venho buscando aprimorar cada um desses itens, mas isso leva tempo :-)

Sobre a regulagem do PID, estou trabalhando com valores bem conservadores para kP, kI e kD. Demora um pouco, mas a máquina estabiliza na temperatura alvo. Após a extração, a temperatura cai um pouco. Venho estudando estratégias de regulagem do PID, mas ainda não cheguei lá. Sobre distribuição e alinhamento, uso uns clips de papel para distribuir o pó no filtro, mas ainda não tenho o alinhador do Gil. É possível que haja canalização e logo que meu porta-filtro naked chegar, poderei verificar.

Depois de escrever aqui no tópico, eu me dei conta de dois fatores que com certeza interferem nos meus valores de entrada: balança e controle de pressão da bomba. Já vi a balança dar pequena diferença ao pesar o tamper, por exemplo. A máquina tem um manômetro e um dimmer para controlar a corrente na bomba. Uso isso experimentar pré-infusão. Mas, por mais cuidadoso que eu seja, é provável que eu gire o dimmer com pequenas diferenças a cada vez.

Com isso posso dizer que a minha informação sobre obter resultados diferentes para dados de entrada iguais está incorreta. Eu negligenciei esses dois últimos dados ;-)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×