Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

FábioS

Senior Members
  • Content count

    50
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

FábioS last won the day on March 21

FábioS had the most liked content!

Community Reputation

35 Neutro

1 Follower

About FábioS

  • Rank
    Participante

Profile Information

  • Gender
  • Location
    São Paulo
  • Equipamento
    ROK espresso maker, Bravo Debut, ROK Grinder
  1. Não raro vc vai encontrar até hobbystas com o curso de q-grader feito, e duvido algum q-grader que sirva um café que não seja pelo menos ótimo. Eu mesmo tenho vontade de fazer um dia o curso por puro diletantismo rsrsrs. Vou parar por aqui pois estou fugindo do seu tópico, entrei no modo brainstorming. Muita gente boa aqui e bem mais experiente pra continuar essa conversa. Boa sorte na empreitada e ótimos cafés!
  2. É até um pouco exagerada a indicação do curso de q-grader para quem quer abrir cafeteria, de fato não é necessário, mas... quase todos os grandes nomes/empreendedores de cafeterias renomadas têm esse curso feito... depois o caminho seria o curso de torra, investir num Diedrich ou similar hehehe, qual o limite? Melhor focar no básico primeiro, cupping já tá ótimo rsrsrs.
  3. @Hallef Acho que melhor do que indicar cafés individualmente, seria a sugestão de fazer um curso de cupping para te dar as ferramentas mínimas necessárias para fazer escolhas educadas do que você quer servir. É possível fazer aulas particulares com Q-graders, por exemplo, um caminho seria procurar a BSCA para indicação, ou melhor ainda, se possível fazer o próprio curso de q-grader, se for de interesse... vai ter um logo mais
  4. Cafeterias são abertas e fechadas quase que diariamente. Para fazer jus na xícara aos cafés especiais entregues por ótimos produtores e torradores, eu diria que é necessário aprender muuuuuito sobre café, teoria e prática, antes de se lançar nessa empreitada. Tem sido cada vez mais comum encontrar Brasil adentro cafeterias equipadas com as máquinas La Marzocco e moinhos Mahlkönig que servem espressos medíocres pra tudo que essas máquinas podem entregar. Ficam as dicas
  5. Sua máquina segue o conceito old school de temperatura muito alta para extrair com o vapor, sem bomba. Deve ter um resultado de gosto parecido com a moka que fica muito tempo no fogo pra extrair café (técnica clássica da moka).
  6. Fornecedores

    Tenta a Marukai, uma importadora e distribuidora dos produtos Hario na Liberdade, em São Paulo. Já vi gente comprando coisas em grande quantidade para cafeteria, talvez o preço seja melhor que da Flavors.
  7. Recomendações de Café

    Acho que há vários tópicos à respeito, mas limitando a São Paulo, onde vc pode ir pegar em mãos cafés com torra da semana, sugiro os seguintes: Isso é café; Coffee Lab; Sofá Café; Sensory Coffee Roasters; Wolff Café (pra mim fica na pqp, por isso às vezes compro pela net, frete barato motoboy), e outros lugares que não gosto muito da torra e/ou não possuem torra própria... Agora, na minha modesta opinião, a torrefação mais consistente que conheço no Brasil, que vai ao encontro do meu gosto, é a feita pela Georgia do Lucca de Curitiba, melhores resultados de single origin na xícara, em qualquer método...
  8. @LelePalestraÓtima escolha, parece uma boa máquina! Se não me engano é possível programar a dose de espresso para utilizar entre + ou - 6 e 9gr de café por dose?! o que é ótimo, bem perto do que se utiliza normalmente em equipamento profissional (as competições e maior parte das cafeterias de 3a onda utilizam 20gr no portafiltro para um espresso duplo, bem próximo das 9gr para o simples da sua), depois é programar o quanto de café vc quer na xícara (a Brew Ratio ou razão de extração) e tentar ajustar o moinho para que a extração não seja muito rápida. A dica após certa prática com a aeração do leite com a vareta como vem original, é tirar aquela capinha e utilizar a vareta "like a pro", mais difícil de dominar mas produz mais microespuma quando se acerta. Bons cafés!
  9. Utilizo um filtro La Pavoni com praticamente as mesmas medidas. Com torra média-clara costumo utilizar 16g, mas é possível sobredosar com aquelas batidinhas na bancada, já cheguei até 20g desse jeito mas dá muito trabalho e enche o saco. Com torra mais escura talvez um pouco menos, de 14 a 16g. Facilita usar uma espécie de funil como um copo de iogurte cortado, o que também facilita no WDT, têm vários vídeos no youtube que dão ideias boas pra isso.
  10. vc vai achar várias indicações caseiras para limpar alumínio com vinagre, limão, sal, bicarbonato etc, essas opções costumam funcionar bem com aço inox (mas também há controvérsias). Pode ser que na hora dê a sensação de uma limpeza mais profunda, mas esses produtos podem até mesmo acelerar o processo de oxidação...
  11. se não achar no mercado livre, tenta no: http://www.macchine-per-caffe.com.br/index.htm mas vou adiantando que esses produtos não costumam ser baratos...
  12. @italo.areas, como disse o colega acima, o produto indicado é o Dezcal da Urnex. Vinagre pode oxidar alumínio.
  13. Lucas, geralmente se anuncia o diâmetro interno. Dizer que é de 58mm pode confundir o interessado ou nem chegar ao público alvo. Filtro despressurizado costuma ser o filtro que já foi pressurizado e sofreu modificação (cortado) para ficar despressurizado. O da foto é um filtro normal, ou se preferir, não pressurizado. Abs
×