Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Search the Community

Showing results for tags 'duvidas'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Café
    • Leitura Obrigatória
    • Café Torrado
    • Torra Doméstica
    • Cafeterias
    • Quando o Assunto é Café!
  • Equipamento
    • Técnicas e Dicas
    • Moedores
    • Máquinas de Expresso
    • Coado e afins
  • Dúvidas de Iniciantes
    • Dúvidas de Iniciantes
  • Outros Assuntos
    • Classificados
    • Fora de Foco
  • Informações
    • Novidades e Sugestões
    • Tutorial
  • Fotos, Fotos, Fotos...
    • Fotos, Fotos, Fotos...
  • Buscafé

Found 2 results

  1. Pessoal, Na ausência de um espaço mais apropriado no fórum para discussões, dúvidas e troca de experiências entre os proprietários e futuros proprietários de máquinas ECM, bem como para os interessados por máquinas de café expresso em geral, achei por bem abri este tópico, tendo em vista o crescimento gradual desta conceituada marca em nosso país. Ontem resolvi fazer a ligação de minha Technika IV Profi WT-WC diretamente na rede hidráulica, objetivando uma melhora operacional no uso do equipamento com o ganho da pré-infusão, a redução do uso de água mineral, tendo em vista a necessidade constante de flashes quando a máquina passa um bom tempo ociosa para um melhor controle da temperatura e deixar de ter a necessidade de enchimento periódico do seu reservatório de água. Quando da execução da ligação direta de água, uma vez que a cozinha do meu apartamento não foi preparada adequadamente para receber uma máquina de café, tive algumas dificuldades e surpresas durante a instalação. A primeira dificuldade foi estética, uma vez que há cerca de um ano e meio fiz uma reforma no apartamento e não queria mais fazer nenhuma quebradeira nele neste momento, então tive que abri mão da beleza arquitetônica deixando filtro, válvula redutora de pressão e cabo flexível para condução da água à mostra. A esposa não gostou nenhum pouco, mas acabou cedendo aos meus apelos. A segunda foi relativa a escolha do filtro e essa foi a menos complicada ficando minha opção pelo filtro 3M Aqualar AP200 (http://solutions.3m.com.br/wps/portal/3M/pt_BR/Aqualar/Home/ProdAqualar/FiltrosAqua/Ap200/). A terceira foi relativa ao controle da pressão da água que seria enviada para a máquina, tendo em vista que meu apartamento encontra-se no 9° andar de um prédio de 14 andares, sendo o último uma cobertura equivalente a dois andares, e o fabricante exige uma fonte de água com a pressão oscilando entre 0 e 1,5 bar. Como tive dificuldade com mão de obra qualificada e não queria correr o risco de comprometer o equipamento, optei por adicionar na ligação direta a instalação de uma válvula redutora de pressão (http://www.asolar.com.br/detalhe-produto.php?id=76), comprometendo ainda mais a questão estética. A válvula por ser bastante pesada vai requerer o uso de uma presilha para segurar o conjunto filtro / válvula que deverei instalar na próxima semana. Por enquanto estou utilizando um calço provisoriamente. Concluída a instalação e ajustada a máquina para uso com ligação direta na rede hidráulica, a pressão da caldeira ao ser ligada oscilou entre 1,0 e 1,5 bar, como exigida no manual e estabilizou-se em torno de 1,25 bar. No entanto, para minha surpresa de leigo na tecnologia aplicada às máquinas de café, observei que o manômetro que mede a pressão da bomba apresentou a indicação de 1,0 bar quando a máquina está desligada ou ociosa, antes era zero, e indicou 10,0 bar de pressão durante a extração do café, anteriormente apresentava 9,4 bar. Como ultimamente não vinha observando as indicações do manômetro da bomba, não sei dizer ao certo se este comportamento passou a ocorrer antes ou depois da instalação na rede hídrica. Como não sou grande conhecedor sobre o funcionamento de máquinas de café expresso em geral e, particularmente, das máquinas ECM, achei que este ganho inicial poderia ser por conta do ganho da pré-infusão, mas ao mesmo tempo a fase de infusão subiu de 9,4 para 10,0 bar o que, creio, não seria normal. Desta forma, peço ajuda com relação a este pequeno ajuste que fiz na máquina no sentido de saber se é normal este comportamento, se pode ter havido algum erro na instalação hidráulica, apesar de ter seguido todas as instruções contidas no manual do fabricante, ou se após a instalação hidráulica seria necessário efetuar um ajuste na pressão da bomba manualmente trazendo-a para próximo de 9,0 bar, uma vez ser normal este incremento de pressão por conta da ligação direta, tendo em vista que as máquinas ECM permitem esta intervenção manual do usuário na regulagem da pressão da bomba. Agradeço desde já a colaboração de todos, Murilo
  2. Oi, meu nome é Danilo, tenho 23 anos e estou começando a pesquisar sobre o café agora. Vi em alguns tópicos falando sobre fines, eu dei uma olhada no dicionário orgânico do café que estão fazendo aqui, mas não entendi bem o que são e a relação deles com o amargor do café. Quais substâncias que são responsáveis pelo amargor? Tem alguma relação com o tempo de extração do café? (Era para ser uma única pergunta, ) "Particulados: também chamados de "finos", são partículas de café moído de tamanho bem menor que a granulometria da moagem alvo, pequenas como poeira. Indispensáveis no espresso e indesejáveis em outros métodos de extração, podem ser causa de sobrextração. Os fines, como descrito acima no nosso dicionário, sugere que são indispensáveis no espresso.. Poderiam explicar melhor as reações, o quanto nos devemos preocupar com os fines e etc.. Aqui estou falando de espresso." fonte:http://forum.clubedocafe.net/index.php?/topic/1155-dicionario-organico-do-cafe/page-2#entry177501
×