O fórum está passando por manutenção e pode apresentar alguma instabilidade.

Se não conseguir efetuar o login com o nome do usuário, tente com seu endereço de e-mail cadastrado no fórum.

Se tiver algum problema, principalmente no login, por favor envie um e-mail para admin@clubedocafe.net ou use o tópico Problemas técnicos no fórum

Pedimos desculpas pelo transtorno.

Equipe CdC

Bernardo B

Congelar café

97 posts in this topic

Este tema ja foi debatido em outros tópicos mas, como esta um tanto escondido, e em beneficio dos novos participantes, estou colocando o tema novamente para discussão.

Muitas vezes somos obrigados pelas circunstâncias a comprar mais grão torrado que para nosso uso habitual.

Para mim congelar funciona muito bem, permitindo inclusive guardar diversas origens para uso quase que imediato. Devo estar hoje com uma media dúzia de grãos diferentes no congelador.

Não vou dizer que fica exatamente com o sabor do recém torrado, mas é um bom compromisso.

A única desvantagem é, que uma retirado do congelador, parece envelhecer muito mais rapidamente.

En dois ou tres dias já perde muito sabor.

Assim, minha rotina e guardar o cafe congelado e só retirar pequenas quantidades 50 - 100gr e ir repondo a medida que preciso.

Ainda, desta forma, me permito variar de sabores a vontade.

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra concentrar as informações, ainda que eu já tenha alguma noção, qual a melhor maneira de congelar e de descongelar?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

ví isso aqui esses dias...

 

Funciona mesmo? Pois eu só acho lugares que vendem 250g, e não uso tudo na mesma semana :|

seria uma boa tal coisa, visto que dá pra separar doses pra tantos cafés...

como vc armazena Bernardo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Neste aspecto não sou tão perfeccionista, especialmente porque meu propósito é de prolongar a vida útil e não de armazenar por longos períodos.

Tento congelar tão logo possível, fecho na embalagem original ou numa dos "envelopes" para cafe (ZIp lock) que vou guardando, tento dobrar de forma de tirar o máximo de ar (mas sem paranóias), as vezes passo uma banda elástica para ficar mais comprimido e estanque.

Basicamente a melhor conservação mas sem perder a facilidade de poder abrir e retirar uma parte com rapidez, fechar e recolocar rapidamente no congelador. Não acredito que dividir em pequenos lotes para ir usando compense o trabalho adicional.

Evidentemente que, desejando-se conservar um lote por um longo tempo, vale a pena investir numa embalagem é um vácuo cuidadosos.

Interesante é que pode moer-se inclusive congelado, sem alterar muito o sabor.

Eu prefiro um descongelamento rápido, colocando sobre o granito, que atua como "sink", em dez minutos a superficie do grão chega a temperatura ambiente, a partir daí moo sem preocupações.

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem tem filho pequeno como eu há uma solução perfeita. Aqueles vidrinhos de papinha infantil. Os menores dão para cerca de 30g de cafe e os maiores pegam por volta de 90g. A tampa e emborrachada por dentro de forma que veda bem. É tampar e colocar no freezer.

 

Abraços.

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não tenho filho pequeno (nem grande), mas papinha é bom pra caramba! :lol:

2 people like this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu uso potes de geléia para congelar, mas potes de papinha parecem melhor ainda. Mui breve terei alguns pra usar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu uso potes de geléia para congelar, mas potes de papinha parecem melhor ainda. Mui breve terei alguns pra usar.

 

Parabéns!!! Ainda que antecipado...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Kkkkk, ele falou "em breve" por isso achei que não tinha...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para congelar, eu coloco os grãos em saquinhos simples de alimentos, aqueles plásticos que vendem em supermercado mesmo. Faço pequenas porções de 90 a 100g e vou descongelando conforme a necessidade. Descongelo primeiro na geladeira, depois em temperatura ambiente. Isso é padrão para descongelar qualquer alimento, então uso a mesma técnica para café.

 

Como meu consumo é baixo, o congelamento tem me permitido variar de grãos. O café se conserva bem, acho que vale muito a pena congelar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É que ela é novinha, não entrou nas papinhas ainda....

 

Completou 6 meses faz pouco tempo, aí saiu só do leite e começou a comer. No início é um encantamento, compramos alimentos orgânicos pra fazer as papinhas, mas depois degringola tudo e entra nos industrializados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

kkkkkkkk, é por aí...

 

Se você costuma viajar com ela aí então é que não dá mesmo para fugir das papinhas prontas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema é contar com a boa-fé do fabricante, do produtor, etc, no Brasil... :mellow:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Moer o grão ainda congelado força muito as mós do moinho? De qualquer forma, eu prefiro descongelar tirando do freezer e colocando na geladeira por algumas horas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fabricio,

 

Não sei se é uma boa idéia moer os grãos congelados. Não propriamente pela dureza mas sim porque abrir a embalagem dos grãos ainda congelados gera condensação e essa umidade não só é ruim para o grão como também para as mós do moinho...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem tem filho pequeno como eu há uma solução perfeita. Aqueles vidrinhos de papinha infantil. Os menores dão para cerca de 30g de cafe e os maiores pegam por volta de 90g. A tampa e emborrachada por dentro de forma que veda bem. É tampar e colocar no freezer.

 

Abraços.

 

Léo

 

Sua ideia dos potinhos de papinha é ótima! Depois de uma saia justa aqui em casa explicando o que eles faziam guardados junto de minha bagunça de café, já que não temos crianças em casa, aprovei o uso hehehe

 

A vedação da tampa de borracha funciona muito bem. Vou comprar mais alguns, falta só escolher o sabor, afinal alguém tem que comer né? heheh

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive pensando em uma metodologia pra avaliar a evolução do envelhecimento do café congelado. Como o paladar não serviria pra esse propósito, pois é muito subjetivo, pensei em adotar a seguinte abordagem:

 

1) De um mesmo café, separar duas amostras. Uma ficará em um pote de controle, bem vedado, mas em temperatura ambiente. A outra vai para o freezer.

 

2) O método de comparação será o espresso, regulando o moinho pra determinada dose e volume (ou massa) na xícara em 25s.

 

3) Como uma das características do café ao envelhecer é proporcionar extrações mais rápidas nesses parâmetros, posso avaliar o envelhecimento pelo fluxo de extração por meio de uma tabela, sendo possível estabelecer para aquele café específico uma relação de fluxo entre o café fresco e o congelado, e estimar o ganho de conservação no freezer.

 

4) Obviamente que há outros fatores envolvidos e que outras mudanças acompanham o envelhecimento do café além da capacidade de resistir ao fluxo. Porém, é um critério objetivo de comparação e facilmente aferível. 

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa idéia Rodrigo, deve funcionar.

 

Eu deixaria congelado, no mínimo, umas 5 doses e na ambiente umas 10 doses. Faria extrações a cada 3 dias do grão ambiente durante um mês. Aí é traçar a curva dias x massa na xícara em 25 s.

 

Após esse mês faria a 1a extração do congelado vendo onde cai na curva. Dependendo onde cair, se tem uma idéia de quando fazer a próxima, talvez um intervalo a cada 15 dias.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso, a idéia é mais ou menos essa. Idealmente, fazer com um café fácil de extrair e usar WDT pra afastar o erro de operação. Idealmente, o bom seria extrair duas vezes cada amostra, mas daí haja café.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito bacana a iniciativa Rodrigo.

 

Eu sou encucado com esse negócio de congelar café. Tem a questão do CO2, hoje eu abri um pote "hermético" onde coloquei os grãos diretamente no pote sem embalagem e parecia haver umidade dentro. 

 

Estou aderindo a seladora em pequenas embalagens plásticas individuais, assim, só abro o que vou consumir. 

 

Ao menos, após a sua conclusão, teremos algo científico. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive pensando em uma metodologia pra avaliar a evolução do envelhecimento do café congelado. Como o paladar não serviria pra esse propósito, pois é muito subjetivo, pensei em adotar a seguinte abordagem:

 

1) De um mesmo café, separar duas amostras. Uma ficará em um pote de controle, bem vedado, mas em temperatura ambiente. A outra vai para o freezer.

 

2) O método de comparação será o espresso, regulando o moinho pra determinada dose e volume (ou massa) na xícara em 25s.

 

3) Como uma das características do café ao envelhecer é proporcionar extrações mais rápidas nesses parâmetros, posso avaliar o envelhecimento pelo fluxo de extração por meio de uma tabela, sendo possível estabelecer para aquele café específico uma relação de fluxo entre o café fresco e o congelado, e estimar o ganho de conservação no freezer.

 

4) Obviamente que há outros fatores envolvidos e que outras mudanças acompanham o envelhecimento do café além da capacidade de resistir ao fluxo. Porém, é um critério objetivo de comparação e facilmente aferível. 

 

Lembro que o pessoal do Kaffeenetz já fez esse experimento. Vou procurar o thread depois. Se eu lembro direitinho, a conclusão foi que o café fica muito bom se fica congelado até 2 meses só e em doses separadas (sem abrir e fechar o pacote no freezer) , idealmente no pacote original que eles colocaram em mais um ziplock.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso é só pra avaliar o envelhecimento. Congelar em si é garantido. Eu prefiro guardar na própria embalagem, bem fechada, com o mínimo de ar dentro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só é ruim pois o fluxo depende bastante da preparação do bolo. Teria que ter outra caracteristica onde não aconteça esse erro.

 

A cor do bolo compactado antes da extração será que varia com o passar do tempo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois posta o link, Burny. Empiricamente, pra mim é melhor ficar abrindo o pacote congelado que pacote de café em temperatura ambiente. Fracionar seria o ideal, mas não tenho paciência pra isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, teria que padronizar a formatação do bolo ao máximo. O naked é bom pra avaliar se deu tudo certo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse seu sim foi para a questão da cor do bolo variar com o tempo? Aí é mais interessante levar em consideração a cor ao invés do fluxo. (se bem que na sequencia mediria-se o fluxo também).

Share this post


Link to post
Share on other sites

....a conclusão foi que o café fica muito bom se fica congelado até 2 meses só e em doses separadas (sem abrir e fechar o pacote no freezer)...

 

Isso é FUNDAMENTAL. O que tenho feito é colocar no freezer e só tirar quando for consumir, e depois não colocar mais de volta. Ou seja, congelo um pacotinho assim que recebo. Quando chegar a vez dele de ir para a xícara, tiro do freezer e ele não volta mais, uso tudo e só então pego outro pacote. Abre e fecha de pacote congelado não dá certo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!


Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.


Sign In Now