Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Vitor Costa

Senior Members
  • Content count

    202
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    4

Vitor Costa last won the day on September 13 2018

Vitor Costa had the most liked content!

Community Reputation

212 Bom

2 Followers

About Vitor Costa

  • Rank
    Participante

Profile Information

  • Gender
    Not Telling
  • Equipamento
    V60, FP, AP, moka, Clever, Hario Slim, Encore, Poemia, Aram, Comandante, Acaia

Recent Profile Visitors

847 profile views
  1. Italiana chinesa presta ?

    A espuma que vem da cafeteira italiana não é que nem a crema do espresso, ela vai sempre desaparecer mesmo, não tem o que fazer. Inclusive essa espuma tem sabor ruim amargo, você não precisa desejar ela.
  2. Italiana chinesa presta ?

    Use uma moagem média-grossa, encha o filtro até a boca (não aplique pressão), esquente a água à parte em outro recipiente primeiro, bote a água já quente na cafeteira (cuidado pra não se queimar), fecha ela e bota no fogo, bota um pouquinho de água na parte de cima da cafeteira onde ficará o café, logo a café já começa a sair. Se você fizer isso provavelmente vai ter um resultado melhor, daí você ajusta pro seu gosto.
  3. Moagem, Espresso e Dúvidas

    @ronaldom1 Os equipamentos fazem diferença sim, tanto a máquina quanto o moedor. Eu usava uma Saeco Poemia que aprendi a usar com o tempo e tirava extrações razoáveis. Eu tinha mais facilidade em ter equilíbrio na bebida com extrações super longas (1 min+), acho que nunca tirei um espresso satisfatório na faixa 25-30s. Não se prenda tanto a regras, já tomei cafés excelentes com tempos de extração super longo. Agora eu tenho uma Aram e posso garantir que é mais fácil tirar um espresso equilibrado nela, mesmo quando o shot sai mais ou menos e o visual não fica tão legal a bebida sai gostosa. Deve ter a ver com a estabilidade na pressão e fluxo de água do chuveiro. Para o moedor, se você fica limitado a 3 clicks de variação (do 5 ao 7, como você disse) dificilmente vai conseguir ajustar o espresso à perfeição. O ideal é ter um moedor que te dê a maior variação possível para micro-ajustes. Eu comecei usando um Baratza Encore que não dava conta direito, hoje uso um Comandante. Apesar de não ser o moedor ideal para espresso (cada click dele dá um passo grande para granulometria de espresso) dá pra usar tranquilo. No seu caso, sem ter que gastar mais dinheiro, eu faria extrações longas. Você pode dar um tempo longo de pré-infusão também. Só cuidado para não deixar o motor ligado por mais de 1 minuto, pode desgastar mais rápido. Exemplo 5s ligado + 55s desligado (1 min de pré-infusão) + x segundos ligado até atingir o BR desejado. Tempo total: > 1min ou deixa ligado direto mirando a faixa 45-60s.
  4. Pão e Café

    @José Cal Neto uma coisa que faço que ajuda a reduzir a viscosidade da massa é misturar a farinha pura só com água algumas horas antes de adicionar o levain (normalmente na noite anterior). Isso faz com que a farinha absorva bem melhor a água e já ative as enzimas da farinha que já vão começar a quebrar os carboidratos mais complexos em açúcares simples. Quando você botar o levain já vai ter muito combustível para a fermentação. Outra coisa que faço é nunca ter um tempo fixo para cada uma das etapas, já que o que indica que uma etapa foi bem sucedida é a própria aparência da massa. Como o sourdough é influenciado por várias variáveis difíceis de controlar, eu sempre espero que a massa esteja no ponto certo antes de ir pra seguinte, senão realmente o pão pode não crescer. Então você precisa esperar que o seu levain esteja no auge antes de adicionar na massa (pode deixar na temperatura ambiente para forçar mais a fermentação). Antes de botar o pão no forno também precisa garantir que ele cresceu o suficiente, aqui em casa dormir umas 12h ou mais na geladeira costumam ser o suficiente, mas pode ser mais.
  5. V60 X MELITTA, NA PRÁTICA

    @Marco OPEC
  6. V60 X MELITTA, NA PRÁTICA

    Isso que você percebeu é em parte a tradução do que eu falei sobre extrair mais ou menos o café. Cafés menos extraídos tem a tendência de ressaltarem mais a acidez e delicadezas sutis, cafés mais extraídos terão mais corpo e doçura. Ainda assim essas não são características dos métodos em si; é possível se obter um café mais ácido e leve no melitta também, basta ajustar moagem e técnica para tal. Agora, o LUW lembrou bem: o filtro de papel é talvez o fator que você mais tenha que levar em consideração entre os dois métodos. Mesmo escaldando o filtro com água quente, muitas vezes já senti o sabor do papel melitta passar para o café, no v60 não acontece. Já comprei uma caixa de filtros que vieram especialmente "com gosto de papel", isso esbarra na qualidade do papel, como dito. Ainda outro fator com o filtro: sinto que o papel do melitta retém mais fines do café. Isso pode ajudar a deixar o café mais complexo e saboroso (se o café tiver complexidade para entregar). Outro fator positivo do v60 é que é fácil aplicar a técnica Rao Spin, o que tenho usado bastante nos últimos meses e considero que gera uma extração mais homogênea. No melitta, ainda que dê pra ser feito, não gera o mesmo resultado. Mas isso é questão de refinar a técnica de preparo. Para mim não existe uma resposta definitiva sobre qual é melhor. É preciso pesar todos os pontos e ver qual te agrada mais.
  7. V60 X MELITTA, NA PRÁTICA

    Olá @Marco OPEC, bem-vindo ao fórum! Eu defendo que não existem diferenças tão grandes assim entre os métodos, ainda mais comparando esses que são realmente parecidos. Simplificando, a principal diferença é que o Melitta vai extrair mais do café que o v60 caso todas as outras variáveis estejam fixas. Isso acontece porque o fluxo de água é mais lento no melitta o que faz com que a água passe mais tempo em contato com o pó de café, extraindo mais substâncias para a xícara. Extrair mais do café não é por si só algo bom ou ruim, basta você saber trabalhar o resultado final para ajustar ao seu gosto. Hoje em dia a melitta melhorou muito os equipamentos de café dela. Fora a nova linha para cafés especiais, mesmo o porta-filtro tradicional foi repaginado com um fluxo de água maior e um material melhor (BPA free). Se você está começando, foque seu dinheiro num bom moedor e em bons cafés. Poupe dinheiro no método! Abraço
  8. Enfim depois de muitos ajustes consegui chegar num resultado de precisão muito melhor no meu torrador. Segue comparação ANTES / DEPOIS No ponto que está acredito que não tem nada que eu ainda possa fazer pra melhorar mais a precisão, acho que já cheguei num nível excelente. Escrevi um post no Medium explicando como consegui esse resultado: https://medium.com/@relatos.cafe/montando-um-torrador-caseiro-melhorias-no-pid-394cda7210c9 Meus próximos passos serão focados em melhorias no coletor de películas e usabilidade em geral. Lembrando que abri todo o projeto e está tudo bem explicado nesse Medium, espero que esses resultados animem alguns foristas a montarem seus próprios torradores Contem com minha ajuda para o que precisarem em como montar o torrador.
  9. Parabéns a todos os organizadores e às pessoas que puderam participar das provas. Mais um ano com muitas pessoas envolvidas na CC, já está sendo um sucesso!
  10. Compra Coletiva - Seleção - Rio de Janeiro RJ

    Oi @Paulo Gomes, não tinha visto sua mensagem. A prova dos cafés foi um sucesso. Fizemos 10 extrações diferentes e tivemos 9 participantes. Os mais resistentes à cafeína ainda foram tirar uns espressos depois rs. Mesmo não tendo conseguido ir, fique ligado no tópico dos encontros do Rio, costuma ter evento todo mês.
  11. Compra Coletiva - Seleção - Rio de Janeiro RJ

    @Jefferson Peres Teremos tudo, mas se quiser levar pra ter extra também pode. Pode ser bom caso alguém se atrase ou tenha um imprevisto e não possa ir. Lembrando a todos, é amanhã 11h!
  12. Compra Coletiva - Seleção - Rio de Janeiro RJ

    Oi pessoal. O resultado ficou assim: Prensa francesa: 3 votos V60: 5 votos Aeropress: 1 voto Estou encerrando a votação hoje. O método que vamos usar será o V60. Relembrando os detalhes do evento: Quando: 22 de Setembro (sábado) - 11h Onde: Cafeteria Cafuné - shopping Città America - Barra Cheguem pontualmente para o início do evento, como temos muitos cafés pra provar a ideia é começar 11h com quem estiver lá. Abraço!
  13. Valeu @Allexlimaa2 Hoje o Medium teve algum problema e ficou um tempo fora do ar. Acho que já normalizou, eu conseguir acessar agora.
  14. Olá pessoal Depois de tanto tempo venho trazer as novidades sobre o projeto de automação de torra. Eu e o @riozebratubo viemos trabalhando nesse projeto desde meu último post, principalmente tentando resolver o problema da oscilação do PID. Enfim temos um resultado minimamente decente pra mostrar! Segue um perfil de torra controlado automaticamente usando arduino e o Roastlogger: O RoastLogger suaviza um pouco o gráfico e faz ele parecer realmente perfeito. Segue então um gráfico com a comparação entre o perfil alvo e a temperatura coletada: Ainda é possível ver pequenas oscilações, mas o resultado está muito melhor que antes quando o erro era tão grosseiro que até o RoastLogger exibia. Vale lembrar que agora medimos a temperatura do ar e não diretamente dos grãos, além de estarmos usando um termopar com resposta bastante rápida. Muito provavelmente essa oscilação ainda visível na temperatura ambiente será muito menor (caso ainda exista) na temperatura dos grãos. As principais mudanças no projeto desde o meu último post para chegar nesse resultado foram a troca do termopar por um que responde mais rápido e um refinamento nas configurações de PID. Tenho relatado esse processo de construção do torrador caseiro num blog pessoal, tem inclusive o passo a passo caso alguém queira construir um torrador pra si. Segue o link: https://medium.com/@relatos.cafe Vale dizer que não estou completamente satisfeito ainda com a torra com PID, vou continuar refinando o PID e acredito que terei resultados mais precisos no futuro. Abraço, galera!
  15. Compra Coletiva - Seleção - Rio de Janeiro RJ

    Como teremos bem pouco café de cada tipo pra provar (24g de cada), vou mudar meu voto da prensa francesa para o v60. Isso porque considero que a prensa tem uma "perda" grande de bebida que fica muito contaminada com os fines, reduzindo mais ainda o café para degustarmos, que já é pouco. Segue votação atualizada: Prensa francesa: 2 votos V60: 4 votos Aeropress: 1 voto
×