Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content on 02/11/2018 in all areas

  1. 4 points
    Faz tempo que não atualizo essa foto [emoji846] entrou Bravo Mini, Aram, chaleira elétrica, Brodher Roaster ( Air frier )... Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  2. 3 points
    Gil simplifica isso , faz tudo Preto, quem quiser personalizar vc cobra mais 40% , vc vai ver que as coisas vão ficar bem mais fáceis Mas só começa a fazer assim depois de entregar meu suporte de PF dourado.
  3. 2 points
    Bom eu só tenho a Aram para espresso, mas uso o mesmo conceito. Espresso só café bom do bom, o só bom vai pra FP e o mais ou menos bom vai pra garrafa da firma rsrs. Segue e extração de hoje, café da Rosangela da CC. Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  4. 2 points
    Nicotinic acid , nao é Nicotina . Ácido Nicotinico é a Niacina ou vitamina b3 , não tem nada a haver com o Alcaloide Nicotina. A Niacina é encontrada em quase todas as carnes e vegetais. Dá uma lida aqui e para de espalhar coisa errada. https://en.wikipedia.org/wiki/Niacin
  5. 1 point
  6. 1 point
    Rapaz, com um kit desse (moinho + máquina de espresso pressurizada) e com esse café dificilmente sairá algo que preste. Um café naturalmente doce pode ter uma doçura acentuada, mas NUNCA será uma doçura parecida com açúcar branco. Se quiser tentar "educar" o paladar sem "sofrer" com o café, experimenta substituir o açúcar branco por melaço de cana ou mel, que são notas sensoriais encontradas em alguns cafés. As vezes adicionar um pouco de açúcar branco (muito pouco) ou sal (muito pouco tbm !) vai ajudar a perceber outras notas sensoriais do café. É um exercício de educação constante, e que você pode levar pra vida, reduzindo sal de alimentos e tentando perceber o real deles. Isso te dará repertório, e talvez você crie uma repulsa ao açúcar (eu pelo menos criei, hehe. Antes de trabalhar com café eu já consumia muito pouco açúcar me tudo e não tomava café, então começar nessa vida cafeinada sem açúcar foi fácil, mesmo tomando cafés padrão gourmet já moidos). Já aconteceu algumas vezes de trocar minha xícara de café por acidente por alguma outra que estivesse encima do balcão, e as vezes pegava um café adoçado..... era desesperador. A vontade era lavar a boca com uma WAP porque o sabor do açúcar impregnava na língua. Nossa cultura alimentar é pautada num excesso de sal, açúcar, gorduras e processamento de alimentos que acaba tirando o gosto natural das coisas. Boa sorte aí (e siga a dica do Burny)
  7. 1 point
  8. 1 point
    A minha continua ótima como sempre. Mas só faço café bom nela. café mais ou menos eu faço na MUSICA porque dá menos trabalho.
  9. 1 point
    Vc é carioca, certo? Faz o seguinte experimento. Vive uns dias sem açúcar exagerado (Coca, suco de caixa, açúcar no café etc.). Depois vc vai no Café Secreto no Largo do Machado e toma um v60. Tenho certeza que vc vai perceber a docura natural do café.
  10. 1 point
    é uma questão de referencial, se os seus referenciais de doçura são tipo “morango com açúcar”, dificilmente você vai achar doce um café “ao natural”. quando falamos aqui de “doçura”, o referencial é a média dos demais grãos de café. Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  11. 1 point
    Eu já acho que café sem açúcar é como morango sem açúcar, só sem morango e com café.
  12. 1 point
    Aqui não existe uma Gestapo contra o açúcar e nem pro açúcar, vc deve beber seu café da forma que vc quiser e gostar , não existe esse papo de certo ou errado. Vc acha que fica melhor com açúcar, coloca açúcar. Nesse calor do verão do Rio tenho bebido e gostado de uma mistura de café chamada Tropicana ,Tropicalia 30 ml de expresso 150ml de água de Coco Gelo Bater na coqueteleira e servir , fica uma maravilha, se preferir pode por um pouco de açúcar Imagina se a gente for discutir se devemos misturar cocô com café. Gosta com açúcar ? Use açúcar. Já ia esquecendo café não tem nicotina , onde vc leu isso ?
  13. 1 point
    LUW, vc quer ganhar o título do mais chato do forum? Gosto do seu espírito olímpico, mas não vai rolar não
  14. 1 point
    Três torras para espresso hoje. Fiquei com saudade de torras mais clássicas e solúveis. Os 3 seguindo mais ou menos a mesma abordagem, considerando que o Yirga da Etiópia é mais denso do que o de El Salvador etc.. Todos entre 11,5 e 12,5 min e perda entre 14,2 e 15,0%. O STC continuando uma maravilha.
  15. 1 point
    Semana passada fiz meu melhor pão branco até hoje. 70% de hidratação. Usei 70% Mirella e 30% 5 Stagioni Napoletana Enviado de meu GT-I9505 usando Tapatalk
  16. 1 point
    ricardoesteves #182 Tipos de Preparo de Café : O Espresso Apesar da variedade de métodos de preparo de café, o espresso ocupa o lugar de maior destaque. E antes de continuar, se você ficou na dúvida entre espresso ou expresso, acesse o link https://www.facebook.com/notes/guia-caf%C3%A9/expresso-ou-espresso/453216448062806. O Espresso sem dúvida é um método inigualável, em função das moléculas de açúcares e óleos que são quebradas apenas sob pressão. A bebida resultado de uma correta extração possui características muito específicas, e muito apreciadas não só pelo olfato e paladar, mas também pela visão! Criado pelo italiano Luigi Bezzera em 1901 era preparado inicialmente sob pressão de vapor, mas ganhou o nome de espresso em 1946, com a comercialização e popularização das máquinas do inventor Achille Gaggia. Buscando criar não só um padrão de preparo, mas proteger uma tradição e manter a qualidade, o Istituto Nazionale Espresso Italiano estabeleceu algumas regras básicas para a extração de um espresso italiano: - Quantidade de pó: 7g - tolerância de ± 0,5 g; - Temperatura da água no início da extração: 88°C - Tolerância de ± 2°C; - Temperatura do café pronto na xícara: 67°C - Tolerância de ± 3°C; - Pressão da água: 9 bar - Tolerância de ± 1 bar; - Tempo de preparo: 25s - Tolerância de ± 2,5s; - Volume de café na xícara, incluindo a crema: 25ml - Tolerância de ± 2,5ml. Algumas variações foram sendo realizadas ao longo do tempo, principalmente pela variação do paladar dos novos clientes, decorrente da ampliação do alcance da bebida pelo mundo. Um exemplo seria o espresso carioca, onde se adiciona um pouco de água após a extração do café. Mas a receita acima serve de base para todo bom espresso, em todo o mundo. Apesar de seu sabor forte, o espresso pode ser considerado uma bebida delicada, mas referindo-se ao seu preparo. Uma pequena variação no preparo pode resultar em uma bebida de sabor completamente diferente, e facilmente ele será ruim. Então como identificar um bom espresso antes mesmo de prova-lo? A crema Apesar de exceções, uma boa crema pode já denunciar se o espresso está correto, ou se será uma péssima experiência. Diferente da espuma que logo se desfaz, a crema deve ser persistente, com espessura entre 3-4mm, ela deve ser capaz de cobrir toda a xícara, se agarrando e manchando suas paredes conforme seu volume for reduzindo. Sua coloração deve ser rajada de avelã com tons marrons, semelhante ao caramelo-escuro. Deve ter uma consistência lisa, sem grandes bolhas, e ter durabilidade. Ao adicionar açúcar, quando for o caso, a crema deve ser capaz de sustentá-lo por alguns segundo antes de deixa-lo passar. A criação da crema é reflexo, principalmente, pela quantidade de CO2 dos grãos, quanto mais nova a torra, mais quantidade de CO2. Mas apesar disso, os grãos da espécie Robusta - menos nobres, possuem maior concentração de CO2 em comparação aos grãos Arábica, sendo muito utilizados nos cafés de capsulas e sachê, para compensar da idade do café utilizado e criando uma crema de destaque. Os grãos Além das especificações acima, a qualidade do grão e sua moagem, como em qualquer outro preparo, são os fatores principais para uma boa extração. Utilize sempre grãos 100% da espécie Arábica, com torras média a média-escura. Esse tipo de torra tem como características a caramelização dos açúcares, sendo percebida inclusive pelo brilho dos grãos, mas se for muito escura é provável que tenha como retrogosto um amargor forte com gosto de cinzas. Destaque para a sensibilidade do espresso e formação da crema, a liberação de CO2 ocorre melhor nas torras com data entre 10 e 30 dias. Fora deste período você terá não apenas menos crema, mas também menos aromas e sabores. A moagem deve ser fina, devido ao rápido contato da água com o pó, mas não muito fina para que não fique sobre-extraído e com muito amargor. Associado a uma moagem uniforme e homogênea, com partículas sem variação de tamanho, o pó deve ser compactado no filtro, utilizando uma força próxima a 15kg, para remover o ar e também para nivelar a superfície. Esse fator é de grande importância para evitar as canalizações. A água enviada sob pressão irá procurar o caminho mais fácil de atravessar o bolo de café, caso o bolo não esteja uniforme, serão criados canais de escoamento, onde o pó nesta área será sobre-extraído. Sem dúvida um processo manual trabalhoso, com muitas variáveis, e que depende de muita prática e atenção. Mas para os apreciadores, um exercício de satisfação! ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Artigo publicado em 17 de dezembro de 2010 na página do Dripper no Facebook: www.facebook.com/drippercafe
×