Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

Cabral

Senior Members
  • Content count

    2,593
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    84

Everything posted by Cabral

  1. Cafeteira Aram - O projeto

    Não foi sarcasmo, não. Mesmo que a linha atual de uma marca tenha uma certa característica, variações anteriores com características distintas continuam no mercado por muitos antos, e no caso de modelos populares costuma haver fabricantes de acessórios e peças de reposição que em muito estendem a sobrevida de tais equipamentos. Eu mesmo comprei um PF naked da Astoria de 58mm anos atrás, foi meu primeiro naked, que precisei bolar um adaptador pra usar na Gaggia Baby Class e depois precisei modificar pra usar na BDB e uso até hoje pra backflush nas minhas máquinas 58mm, até na ECM, a despeito do ângulo de encaixe ficar bizarro. Assim não preciso ficar tirando e pondo filtro na hora da limpeza. Mas já vi de perto uma Astoria Plus4You com PF de 53mm, até onde sei ainda em produção pela marca. Quando dei busca pra confirmar sobre a Wega, vi que eles compartilham sistemas/máquinas de 53mm com a Astoria. Coincidentemente, peguei a lista do anúncio linkado pelo @Márcio Martignoni. Alias, alguns filtros de terceiros de 53mm compatíveis com as LaSpaziale costumam vir recomendados para as marcas Astoria e Wega também. A despeito de achar que sei algo, quando encontro informação contraditória ao meu suposto conhecimento aqui no clube eu costumo pesquisar antes de postar, não raro descubro que meu conhecimento prévio estava errado ou desatualizado. Ultimamente quase nem tenho postado "ressalvas"... tem tanta informação incorreta e/ou imprecisa sendo postada com empolgação (e volume) pelos recém-chegados que desanima ficar repetindo a mesma coisa toda hora. Parece que todo novato que chega pergunta as mesmas coisas sem ler, e outros quasi-novatos respondem sem ter pesquisado antes, com opiniões pessoais baseadas em experiências parciais e conhecimento limitado/enviesado. C'est la vie...
  2. Cafeteira Aram - O projeto

    O @Burny está correto. Bom, a embalagem do filtro está... Atualizando as informações, então: Astoria Gloria/Plus4You, Calypso e Wega Concept são alguns dos modelos Wega/Astoria que usam PF 53mm
  3. Gaggia Classic

    Na minha opinião, sim, vale muito, @Caiame. Kit PID pronto mais fácil de instalar e com melhor suporte é da Auber Instruments. Estão também entre os mais caros. Nessa lista aparece 3 opções de Classic. Descubra quais servem e escolha qual agrada mais. Caso prefira usar Ebay, a Auber tem loja oficial nesse link. Sugiro que use a busca do Clube. Isso já foi perguntado e respondido antes, e tem diversas dicas e projetos alternativos de PID. Por exemplo, o colega @cabeca acabou de começar um tópico a respeito, está criando um PID novo de projeto dele mesmo. Tem tópicos próprios e diversas postagens no Clube da Gaggia a respeito de PID. Boa sorte.
  4. @phe_caltran, pelo http://macchine-per-caffe.com.br/ ainda indica o email Espresso@Macchine-Per-Caffe.com.br .... mas recomendo usar espresso@macchine-per-caffe.com.br sem os caracteres em caixa-alta.
  5. Acho a proposta muito bacana, @cabeca! Acompanhando as postagens do @Carneiro desde muitos anos atrás eu já brinquei bastante com PID, tanto com módulos prontos (feios mas práticos) quanto com circuitos feitos em placa padrão usando microcontrolador Atmel. Não cheguei a usar Arduino nem essas plaquinhas prontas de desenvolvimento, mas já vi algumas opções online que achei muito interessantes. Uma coisa que descobri na versão com Atmel foi que fazer um bom isolamento térmico é muito importante pra estabilidade do sistema. Vale pesquisar bem os componentes antes de começar os experimentos, e depois considerar que todos fabricantes exageram quanto as capacidades dos componentes, ou ignoram as flutuações numa margem maior do que a prometida. Sobre controlar a pressão da bomba vibratória com PWM, leve em consideração que o sistema auto-oscilante mecânico desse tipo de bomba possui uma faixa de instabilidade fora da sua histerese que provoca rápida deterioração da esfera da válvula de ciclo anti-retorno, então aquele tipo de ajuste linear e sem limites que o Torres e tantos outras estão usando tende a danificar a bomba muito depressa. Se fosse fácil fazer controle livre de pressão com bombas vibratórias, todos estariam fazendo. É necessário descobrir e escolher quais das sub-harmônicas mecânicas do modelo de bomba escolhido/presente utilizar para minimizar o desgaste acelerado. Dá pra incluir um sensor de carga (se a plaquinha já não tiver) e correlacionar variações não proporcionais com a largura de pulso em uso, identificando as ressonâncias mecânicas e incluindo uma rotina de "ajuste fino" por realimentação. Pelo que medi, alguns módulos GICAR, por exemplo, usam um sistema simples de sensor de feedback de corrente que atua em uma faixa predeterminada desejada de larguras de pulso (uma certa taxa em torno de 82% de ciclo no módulo utilizado pela ECM) para reduzir a pressão da bomba entre 1/3 e 2/3 da nominal. Mesmo trocando de bomba (seja o mesmo ou outro modelo, inserem-se variações nas especificações da bomba), o sistema se ajusta a cada acionamento dentro dessa faixa para oferecer algum nível de pré-infusão. A Breville usa algo parecido na Dual Boiler, mas com parâmetros mais flexíveis por ser algo configurável em faixas (de porcentagem) pelo usuário, sendo assim mais propenso a danificar a bomba, que tem de ser trocada com intervalos curtos de tempo, comparando-se com modelos sem pré-infusão com pressão reduzida. Boa diversão!
  6. [VENDO] Chaleira bonavita com controle de temperatura

    Opa! os prazos não batem... pena. Boa sorte na caçada!
  7. [VENDO] Chaleira bonavita com controle de temperatura

    @Dri Menezes, se comprar direto da Amazon.com nos USA, a de 1L (igual a do anúncio, que o João já vendeu - por isso estou postando outra opção) sai exatamente 150 dólares entregue no Brasil, com frete rápido e todos impostos pagos previamente. https://www.amazon.com/Bonavita-BV382510V-Variable-Temperature-Gooseneck/dp/B005YR0F40 Com IOF do cartão isso dá mais ou menos 600 Reais no final, pela cotação de hoje. Se quiser o modelo de 1,7L (basta clicar na opção de 1,7L), dá 200 dólares, ou seja, uns 800 Reais no total, com todas despesas e impostos, pelo modelo maior. Não tem mistério, é comprar e eles cuidam de tudo, até a entrega pra você. Sou cliente da Amazon norte-americana desde 1998, até hoje não tive problemas com os produtos que eles enviam direto pro Brasil. Boa sorte na busca/compra. PS: a minha de 1L está OK e em uso desde maio de 2014. E se o imposto for menor do que o reservado pela Amazon, eles devolvem o que sobrar no cartão. Se der mais, eles bancam a diferença e não cobram nada além do lançamento inicial no cartão.
  8. compro moedor manual Porlex , tall ou mini

    O comportamento dos fiscais é de certa forma sazonal. Compro do exterior desde os tempos dos catálogos impressos das lojas de Hobbies nos anos 80 e já vi muitas mudanças. Há períodos em que a Receita faz "corpo-mole" e operam por amostragem após a triagem inicial, mas há outros períodos em que eles são extremamente rígidos com a fiscalização e fazem "pente-fino", inspecionando e taxando tudo. No momento, o foco do pente-fino são as encomendas caracterizadas como originárias de certas empresas chinesas, o que deve estar possibilitando um alento temporário aos importadores de pequenos items e de coisas "não-eletrônicas". A maioria das últimas "quireras" que comprei também não foi taxada, mas praticamente tudo que veio foi taxado desde 2016 até o primeiro semestre de 2018, até encomendas de 15 ou 20 dólares. Em muitos casos tive de pedir revisão de impostos, enviando comprovantes de compra e de pagamento, pois haviam sido superestimados pelos fiscais. Importante é saber que isso pode mudar de um dia para outro, sem aviso prévio. Conte sempre com o pagamento de impostos ao planejar uma compra, para não ser surpreendido quando tiver prejuízo.
  9. compro moedor manual Porlex , tall ou mini

    Para quem decidir importar do Ebay ou lojas da china, bom ficar atento... Há uma entrave jurídico no Sul do Brasil que está permitindo a liberação de certos tipos de remessa até U$100 entre pessoas físicas, mas se for caracterizada transação comercial e o imposto não estiver sendo cobrado os fiscais podem ser acusados de prevaricação. Nas demais regiões as normas vigentes são outras. Pode até acontecer de não ser taxado por algum motivo espúrio em qualquer Estado (o que acontece de tempos em tempos), mas segundo as normas vigentes qualquer compra remetida do exterior deve ser taxada, independentemente do valor. 60% de Imposto de importação e, dependendo do Estado, incide ICMS também. Mais R$15 da taxa operacional dos Correios. Isso se for pelos Correios, por Courier tem sempre o ICMS em todos estados e ainda o IPI, taxa da Infraero e desembaraço alfandegário. Remessas entre pessoas físicas, pelos Correios sem caracterização de transação comercial, com a soma dos valores de mercadoria e frete sendo inferiores a U$ 50, há isenção da incidência do imposto. Sugiro pesquisar o site da Receita Federal e complementarmente o portal dos Correios, na seção do ID-Correios. Se for importar, faça as contas contando com a taxação. Se contar com a sorte pode "tomar um susto".
  10. Moedor bem barato

    Primeiramente, nunca usei um desses. Mas, para sua sorte, eu já pesquisei esse modelo uns anos atrás, quando apareceu um para venda. Toda minha informação a respeito é advinda de fóruns e reviews. Ou seja, usando o Google você encontra as mesmas fontes que eu achei quando coletei minhas informações, e hoje deve ter bem mais coisas. Só precisa entender inglês ou confiar no Google-Translate. O MD 6/S é um moedor comercial de médio-grande porte, mós de 64mm (categoria do Mazzer Super Jolly, por exemplo), considerado "vintage", acho que faz mais de 10 anos, quase 20, que essa variação da foto saiu de linha. Nas minhas notas registrei que ele foi sucedido pelo 6/S-A, 7/S e atualmente 7/S-A. O dosador não é fácil de modificar pra transformar em "doserless", e como o objetivo é moer por dose, bom notar que dá um trabalhão ficar "limpando" o dosador com pincel a cada preparo para empurrar a dose toda pra fora do reservatório. Se não me engano a regulagem de todos 6S é "stepped", ou seja, tem "passos" (estreitos e supostamente suficientes), mas dá pra modificar pra stepless com um pouco de trabalho criativo, removendo uma mola e usando fita de teflon. Stepless significa ter a possibilidade de ajuste fino sem limites. Supostamente a faixa de ajuste é dedicada para espresso, o que pra coado deve ficar "fino demais" mesmo no ajuste mais grosso, pra alguns grãos/torras, a menos que faça a modificação para "stepless". Daí pode chegar na moagem pra coado, mas é relativamente mais trabalhoso ir da faixa de espresso pra coado do que em moedores domésticos. De modo geral, a maioria dos moedores comerciais "excelentes para espresso" raramente é adequada para outros métodos: pense nesses moedores como ferramentas profissionais dedicadas. Moedores comerciais bons para espresso que dão conta conta de outros métodos são geralmente modelos menores, como os Rancílio MD 40. Esse costumam ser bons em faixa mais ampla, mas não tão excelentes na gama de espresso quanto os maiores e mais "precisos" ... Francamente, só depende de você. Quem tem esse modelo adora os espressos que saem dele. Quem modificou pra doserless diz que compensa a trabalheira, mesmo não ficando tão bonito. Mas pode não ficar prático pra múltiplos métodos. Em geral, quem tem um moedor comercial dedicado para espresso acaba tendo outro pros demais métodos. Boa sorte na decisão.
  11. Moedor bem barato

    @Andrésm, La Cimbali é uma marca tradicional no mercado de espresso que está no mercado faz mais de 1 século. Eles tem diversos modelos de moedores, alguns de décadas atrás. Sua solicitação ficou impossível de atender, é como alguém postar que encontrou um Ford barato e pedir opinião num forum sobre carros, sem especificar qual modelo e ano, sem mencionar procedência, sem fotos, sem especificar pra qual uso... fica difícil ajudar. Contudo, se você está usando um Cadence de lâminas, pra fazer espresso na Poemia, sou da opinião de que mesmo que o moedor em questão seja um modelo da década de 50 com mós gastas e desalinhado, o La Cimbali ainda vai ser melhor que o seu equipamento atual...
  12. Bem vindo ao Clube do Café, @Amourcafe. Você fez uma pergunta para a pessoa errada, o dono do classificado e vendedor do equipamento é o criador do tópico, @Roberto Pimentel beto-o. Se olhar o tópico desde o começo, verá que na primeira página tem um vídeo demonstrando o torrador, muito mais abrangente do que quaisquer fotos. E se usar a busca do fórum vai encontrar extensivo material, incluindo fotos, que deverão sanar suas dúvidas. Se quiser mais agilidade na negociação, mande Mensagem Privada direto para o vendedor (linkado acima) Boa sorte.
  13. Ah! @italo.areas essa não tem bomba, certo? Se for o caso, trata-se de uma "cafeteira italiana elétrica" mais requintada, se não me engano. Parece ser da linha "Steam Espresso", como essa aqui na Amazon. É a pressão do vapor que promove a extração. Os procedimentos de cuidado precisam ser um pouco diferentes dos de uma máquina de espresso. Primeiramente, se qualquer das partes internas for de alumínio, o único descalcificante que conheço que não danifica o material é o Dezcal da Urnex, que tem um componente estabilizante que evita a corrosão do aluminínio. Ácido cítrico e outros descalcificantes deverão deixar o alumínio oxidado, escuro e soltando um "pó preto", depois de soltar o tal "pó branco" que seriam os resíduos da calcificação. Se for mesmo "sem bomba", sugiro baixar o manual de usuário da Mr.Coffee Steam Espresso e dar uma olhada nos procedimentos de limpeza e manutenção. Boa sorte.
  14. Impress Coffee Brewer

    Opa! Esse link tem alguns anos, @Santiago Luz... o preço do produto tá surreal, mas o produto era fake total. A Impress que entregaram nem sequer se parecia com a minha em termos de acabamento. Se apertar com força o aço externo verga... Meu amigo que comprou, tendo visto a minha e empolgado por pagar menos do que eu havia pago no KickStarter, ficou decepcionado pacas... as fotos podem ser da original, o que entregaram não era. Pelo menos o cheiro saiu quase todo depois de uma fervura no ácido cítrico e alguns ciclos na lava-louças. Não perguntei se desbotou, e o meu colega nunca mais tocou no assunto. Note-se que a Gamila saiu desse mercado faz muitos anos, mas ainda tão vendendo esse clone. Pode reparar que tem fotos misturadas da Impress e da Presse no anúncio. Zorra total. Só não entendi o valor. https://www.aliexpress.com/item/The-United-States-Impress-Coffee-Brewer-Hand-Coffee-Cup-Filter-Press-Type-Insulation-Cup-Pressure-Pot/32717166541.html Já vi anúncio só com foto da versão com pintura lisa e com a da tampa da Presse, tanto no Ali quanto na Bangood, acho que se der uma busca lá ainda deve encontrar outras fakes... Mas, por que você acha que não vende bastante? Café é mania mundial. Tem clone das Espro, das Minipresso (muitos clones, aliás) e de quase todas tralhas que lançam por aí... Vi uma versão "mais alta" da Presse na 25 de março antes do Natal... sério, eram os mesmos componentes, só que um pouco mais "estreita" e mais alta. Se não estivesse cheirando mal, fedia como uma lata de Thinner, eu tinha comprado pra testar... pediram 85 reais e quando fui me afastando a moça baixou o preço até 60...
  15. Impress Coffee Brewer

    @ricardorg, tranquilo... e, caramba, se você leu as outras postagens, viu que menciono falsificações... francamente, sou um cara com olfato exagerado, minha esposa fala que eu pareço cão-farejador (por mais que eu diga que pareço o Wolverine, ela discorda ) e a minha Presse veio com pouco cheiro ruim, ficou aceitável depois da primeira lavagem e, em casa, depois da fervura com ácido cítrico, zerou. Ficou praticamente inodoro. Será que tem diferença do modelo exportação pro modelo USA? Ou será que as mal-cheirosas são as falsificadas? No Aliexpress tá cheio de clones da Presse... e em muita reclamação na própria Amazon. Pena que a sua ficou nesse limbo. Acho a extração tão melhor que prensa-francesa que nem tem graça. Não uso mais a "francesinha" nem a pau, odeio lama no café...
  16. Impress Coffee Brewer

    @EduardoAlemao, comprei do mesmo link, só que a vermelha. Todos parecem ser da mesma "MoveAbility Brands" agora (Sold by MoveAbility Brands and Fulfilled by Amazon), mas quando comprei algumas eram "Sold by Bobble and Fulfilled by Amazon", tanto que peguei a vermelha sem querer... preferia a escovada com pontos pretos (a minha antiga é escovada com pontos azuis), mas fui na que era mais garantida ser original. E, sim, é quase impossível diferenciar as falsas pelo acabamento. Espero que a sua seja original. Creio que seja, pode ser a versão apenas para venda nos USA. A minha veio montada, mas com papel "seda" envolvendo o êmbolo de modo a fazer o anel de vedação ficar separado do corpo da prensa, sem grudar. A tampa também veio embrulhada em papel "seda" e encaixada. Havia uma folha de papel impresso protegendo a pintura do corpo, com propaganda por fora e instruções por dentro. Isso veio numa caixinha da papel reciclado, com as cores da Bobble nos detalhes, muito legal. Dentro veio uma versão "livreto" das mesmas instruções impressas na parte interna do "rótulo" protetor, só que com fontes e imagens coloridas. Creio que recebi a versão de "exportação" para a EU, pois veio em vários idiomas no livreto. Mais pra cima tem minha solução pra tirar cheiro ruim com ácido cítrico, é só ler e fazer. Sobre lavar na lava-louças, a Impress original tem sido lavada quase semanalmente desde 2013 e nunca descascou... depois de uns 2 ou 3 anos deu pra notar que desbotou, e hoje está bem mais desbotada, mas nunca descascou. A Presse, que é vermelha e parece inteira envernizada, foi pra lava-louças do hotel (grande e poderosa) só uma vez, e em casa umas 10 vezes até agora, sem sinais de desbotar ou descascar... mas confesso que não boto fé que vai aguentar anos como a Impress. Espero não chegar no ponto que o @Luis Paulo parece ter atingido, de descascar... mas se acontecer, devo tacar uma lixa fina e polir. Se ficar feio, posso dar uma base com "primer" e pintar com tinta atóxica de grau alimentício. E é exatamente isso, faz lama, a menos que se use a dose recomendada pela Gamila, que era um filtro cheio até a boca de pó (o próprio filtro serve de medida, cada grão e cada moagem da um tanto um pouco diferente de massa, mudando quantidade de água pra manter a BR) e depois de despejar no copo. Costumo preencher com água quente até a marca na parte interna, sem me preocupar tanto com a "receita" quando não estou em casa... Em geral eu já coloco entre 28 e 30 gramas pra moer e depois coloco no filtro, se faltar eu moo mais um pouco, se mesmo dando uma leve pressionada ainda estive acima da borda do filtro, eu raspo o excesso com uma espátula ou cartão plástico. É que se colocar demais finaliza a descida do êmbolo acima do limite na hora da extração. No good... Ou seja, na minha rotina esse é o método mais zoado em termos de receita, e impressionantemente, dá quase sempre certo, muito difícil o sabor ficar fora do esperado... Fazer o quê? O segredo, respeitando os tempos de pré-infusão e infusão. é nunca ficar lama. Precisa ficar com o bolo o menos encharcado possível lá dentro, espremendo bem quando baixa o êmbolo, para parar de extrair no final do curso. Quando fica lama a água fica fluindo pelos furinhos, sobrextrai, faz lama, vazam fines, e depois de uns 40 minutos o café já amargou... mas quando faço certinho, mesmo depois de 1h e tanto ainda tá quente e "bom até o final". E, respondendo sua pergunta, pra espresso vai mais ou menos de 0+35 até 1+15 no Bravo Mini, na minha experiência, dependendo do café e da minha intenção. Eu sempre testo com 1v+05 pra ver pra onde precisa ir em seguida... O Paulo já cobriu as outras dúvidas com as mesmas respostas que eu daria... Aliás, hoje preparei o Café do Eduardo torrado pela Roast (que congelei assim que recebi) na Impress, moi 28g mas só usei uns 27g com moagem 1v+42 no Mini. Não medi a massa de água, coloquei até a marca interna. 30s de pré-infusão, mais 3 minutos depois de colocar toda água, mexendo levemente com a espátula da AP o tempo todo...Daí é colocar e pressionar o êmbolo. Eita café bão, sô! Se ainda não comprou café da Roast, vai lá e compra já, os rapazes aí sabem o que fazem!
  17. Impress Coffee Brewer

    achei uma das junções de photos que fiz ainda no Photobucket... VST/IMS (não lembro qual usei) na esquerda, filtro da Impress na direita...
  18. Impress Coffee Brewer

    @EduardoAlemao, vc comprou onde? Posta uma foto da sua? Tenho uma Impress original da Gamila, comprada no Kickstarter, e peguei uma Presse ano passado, durante uma viagem a trabalho aos USA, pois levei o Crushgrind (o Bravo Mini é muito pesado) e esqueci a Impress em casa... Peguei na Amazon (tenho Prime, então o frete 2 dias é grátis), mas tomei o cuidad0 de pegar uma vendida pela Bobble e entregue pela Amazon. Veio na caixa da Bobble, com manual, certificado etc... mas tem relatos de falsificação adoidado na Amazon. Tanto a Presse quanto a impress passam pouquíssimos fines com o Bravo Mini em 1v+35, que é a medida média que uso com ela. Já usei até 1v+28 uma vez, mas quase travei o êmbolo, e não deu muitos fines da bebida. Usando a tampa de silicone e bebendo nela mesma, o próprio desenho interno meio que segura um "restinho" com os fines, não chega a cair na boca... Comparando com AP e filtro médio da Able, dá menos fines no mesmo volume de bebida, e mais ou menos que "empata" com o filtro "fine". Imagino que aquele "superfine" (não tenho, não sei se é esse o nome) fique quase sem fines... E, realmente, a Presse veio com um silicone meio mal-cheiroso. Desmontei e pedi pra lavarem tudo na lava-louças do hotel antes de usar, ficou zerado, praticamente sem cheiro depois disso. A Impress nunca cheirou mal. Em compensação, o bico da Impress antiga dá trabalho, se marcar bobeira queima a língua/boca. A Presse tem um desenho de tampa MUITO melhor. Posta fotos aí pra gente ver. De repente deu azar e pegou uma falsa. Ou com defeito. Aliás, você rosqueou bem o filtro no corpo do êmbolo? Se não apertar até o talo, sobe fines pelo vão da rosca, pode ser isso... Se procurar aqui no Forum, vai achar uma comparação que postei entre o filtro da Impress e um VST ou IMS (não lembro), numa mesa de luz e com distâncias iguais numa Canon com foco e abertura fixos, assim dá pra ver perfeitamente os furos e comparar medidas. Os furos são maiores que os do filtro VST, mas não muito.
  19. 0,03MB são 30KB. Se você tentou 100K não vai caber mesmo... Se já lotou seu espaço interno, precisa usar um host de imagens. Olha o que o pessoal tá usando e abre uma conta, se já não tiver. O Photobucket voltou a funcionar pra imagens linkadas nas contas gratuitas, mas hoje deve ter coisa melhor, também de graça.
  20. Torrador de Prova Carmomaq

    @MaLeandrini, entra em contato direto com eles que já tem fila de pedidos após os nossos... eles nem estão fazendo publicidade que só o nosso barulho por aqui já gerou fila de espera. http://www.carmomaq.com.br/ Fone/Fax: (19) 3651.1970 / (19) 3651.6500 / (19) 99613.2068 / (19) 99472.5338 carmomaq@carmomaq.com.br
  21. Caffè Roma - Espresso Prima

    Também pode ser lote que ficou preso na alfândega ou em algum tipo de litígio... Fiquei sabendo que aconteceu com um lote de umas 500 máquinas de Sachê recondicionadas, ficaram presas por anos por conta da legislação brasileira proibir a importação de produtos usados, até um desembargador promulgar sentença validando o laudo técnico de que o nível de recondicionamento envolvido tornava o produto equivalente a "novo", mas daí a empresa já tinha encerrado operações no Brasil e as máquinas foram a leilão. Conheci o cara que arrematou o leilão e ele compartilhou esses fatos que mencionei. Vai saber se com essas "Prima" (aqui em Sampa isso pode ter uma conotação R-Rated ) não ocorreu algo assim...
  22. @cabeca, o Baratza Virtuoso Preciso saiu de linha faz um tempo, sendo substituído pelo Sette 270 (ou 270W, com balança embutida). Creio que o Virtuoso (sem ser Preciso) continue em linha no momento (deve ser descontinuado em breve, se já não foi, pois o Sette 30 tem a mesma função), mas não é adequado para espresso, cobrindo apenas os outros métodos. Esses valores para Silvia e Classic são para trazer de fora, certo? não são comuns por aqui... A Classic pode ser com a caldeira da linha Baby (pequena, 125ml de volume, em alumínio, com elementos aquecedores embutidos no metal da caldeira), imagem abaixo, ou com caldeira da Saeco (em inox, um pouco maior, funciona quase igual a Silvia, com elemento aquecedor imerso na água), imagem abaixo. Honestamente, sendo ambas com PID, elas meio que empatam no quesito café... Comparando com a Classic de boiler de alumínio, Silvia tem uma recuperação mais lenta mas uma curva térmica menos acentuada, e a Classic "alum-boiler" se recupera mais depressa mas a variação durante a extração é um pouquinho maior, dependendo do fluxo da extração. Depois de refinar o paladar dá pra sentir a diferença com alguns cafés, mas em geral dá empate. Se comparar Classic "inox-boiler" com a Silvia, dá empate mesmo, tanto na extração quanto na vaporização. é só saber usar. Sem PID, a Silvia costuma ser mais difícil de domar, requerendo técnicas de "surf" mais complicadas. Mas ambas requerem um bom treino em flushes e medição de tempo... Com PID, acho que a diferença maior será no quesito vaporização, comparando uma Classic "alum-boiler" com a Sílvia. A Classic com caldeira de alumínio é muito mais rápida pra ir de extração pra vaporização e depois voltar pra extração, mas o vapor é mais fraco e dura menos que o da Silvia, sendo adequado para menores quantidades de leite. A Sílvia demora bem mais pra mudar o modo de operação, mas a caldeira maior permite maior pressão e vaporizações mais longas, habilitando-a a vaporizar adequadamente maiores quantidades de leite sem ter de esperar a máquina se recuperar. Já tive Gaggia Baby Class com caldeira de alumínio durante anos, já brinquei muito com uma Silvia V3 sem PID (sofri um pouco pra pegar o jeito) e usei uma Classic com caldeira de inox sem PID durante uns dias, enquanto fiquei numa "villa" uns anos atrás... Muito parecida mesmo com a Silvia. Alguém com mais experiência com Silvia e Classic pode postar opiniões diferentes e explicar melhor as coisas, então recomendo aguardar mais opiniões antes de se decidir.
  23. Torrador de Prova Carmomaq

    Pois é, veio essa previsão quando confirmaram o pedido, acho que pra ficar claro que seria mais de um mês depois das primeiras entregas... provavelmente será em abril, olhando o andar da produção deles. Pra mim tá OK. E vou ser um dos últimos. estarei mais pra ler relatos inicialmente!
  24. Se estiver mesmo tudo bem, como declarado pelo vendedor, tá barato até demais... mesmo com o PF (porta filtro) não sendo o original - esse das fotos é das Gaggias de entrada, Viva! e Evolution, por exemplo - ainda tá muito barato. Por dentro é uma Gaggia Baby Class e um moinho Gaggia MM (se não me engano). Só a Baby Class costuma sair nessa faixa de preço entre 800 e 1000, e um MM flutua entre 600 e 900 dependendo do estado de conservação. O colega @postenga aqui do clube tem uma dessas nos classificados. Boa sorte.
  25. Moedor bem barato

    Na minha opinião, barista em questão está dando uma sugestão razoável, só exagerou dizendo que um Mimoso dá na mesma que um de lâminas. Lâminas é muito pior. Acho o Hario Slim melhor que um Mimoso, mas se puder esperar e gastar um pouquinho mais, tente comprar o novo moedor Bravo "menor que o mini" que o colega @Gilberto está pra lançar. Tenho um Mimoso antigo, herança de família, e cheguei a comprar um novo pra "brincar", depois passei pra frente, pra uma pessoa que mói amendoim e faz paçoca caseira. O antigo é um pouco mais consistente que o novo, atendendo razoavelmente no coado e minimamente na AP, mas pra qq outra coisa deixa muito a desejar, e pra espresso não dá coisa boa, não. O Mimoso novo ficou um pouco pior em tudo, acho que baixaram o custo e pioraram a qualidade. E Botini que testei (usei pouco, confesso) foi quase igual. Essa onda de fazer "ode ao Spong" (nome desse tipo de moedor no exterior) parece fazer parte do movimento retrô/artdeco que perpassa o mundo nos últimos anos. A forma supera a função. Esse moedor deficiente em moagem é adorado pelo fator de nostalgia, principalmente pelos usuários de açúcar e adoçantes, na minha opinião. É só olhar o jogo absurdo do eixo de qualquer um desses moedores que dá pra perceber que não tem a menor chance de consistência. Olhando os mós, principalmente dos novos, parece que foram feitos com molde de barro, péssimo acabamento e sem uniformidade. No meu Mimoso "vintage" eu fiz buchas novas e afiei os mós para poder usar em conjunto com uma cafeteira italiana (Moka Bialetti) grande durante um tempo em que eu e a família ficamos num sítio sem energia elétrica, e com gente demais pra usar o Bravo Mini (eu ainda não tinha o Debut), e mesmo assim não ficou lá essas coisas... Se for só pra coadão Melitta, em grande volume, pra usar café "de bica" com torras mais escura e depois o povo encher de açúcar, daí tanto faz usar um Mimoso ou um caríssimo Bunn, dá praticamente na mesma. E, que comecem as tretas.
×