Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

ronaldom1

Senior Members
  • Content count

    99
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by ronaldom1

  1. Café Torrado em Belo Horizonte

    Olá colegas, crio o tópico para compartilharmos boas opções de cafés para compra em Belo Horizonte, seja diretamente na loja ou via site. Compartilho aqui uma experiência que tem me agradado. Estou comprando café em uma distribuidora/exportadora: http://www.minasestatecoffee.com.br/ Descobri que eles fornecem blends para inúmeras cafeterias de shoppings, lojas, cafés em cidades históricas de Minas... Estão vendendo diretamente para o consumidor final em qualquer quantidade, em grãos torrados - torra média e média alta ou moído. O local é simples, na verdade é o local onde fazem a torrefação... tinham uma loja online, mas que atualmente parece estar desativada. Vendem pelo ML, através de um representante com o nome OAK Coffee. Indo diretamente buscar o café, possuem um blend da casa: 25 reais o Kg - café justo pelo preço, ótimo para o dia a dia e também os especiais: Cerrado Mineiro, Sul de minas e Matas de Minas = 50,00 Kg Torra recente, boa seleção dos grãos e considero o preço justo. Se mais alguém já comprou lá compartilhe o que achou, e se possuírem mais indicações de locais de compra em BH vamos compartilhar.. Abraços e bons cafés
  2. Café Torrado em Belo Horizonte

    @Luis Paulo não conhecia o Café Magri, anotdo aqui para conhecer, Valeu! @lucasrodcosta Valeu Lucas, na verdade falha minha, já fui na Will Coffee, em uma sexta feira, após a cafeteria acabar de abrir, cara foi uma experiência sensacional, o Will nos deu uma aula sobre café e métodos e o bolo da Nati... maravilhoso... agora fiquei curioso de tentar agendar uma visita lá em dia de torrefação, deve ser muito legal mesmo... obrigado pela sugestão!
  3. Café Torrado em Belo Horizonte

    Voltando ao tópico para deixar meu relato e desfecho. Decidi criar uma rotina para conhecer cafés, e empórios em Belo Horizonte, possuo folgas sexta feira a tarde 1 a 2x por mês e tenho feito este tour pelas cafeterias aqui em BH. Uma experiência simplesmente sensacional, provar os diferentes métodos, grãos, produtores e torrefadores diferentes além de um passeio agradável com a esposa, tambem tem funcionado como um aprendizado enorme... comprar o cafe, tentar replicar as receitas em casa e perceber as variações dos métodos... Em sua maioria são cafeterias terceira onda, com as características muito parecidas de montagem, estrutura, forma de atendimento, interação com o consumidor.... Seguem aí algumas que visitei, por ordem de lembrança, sem preferencia: 1- OOp 2- Intelligenza 3- Copo Cafe e o Studio de Torrefação. 4- Noete cafe 5- Cafeteria do produtor 6- Empório Palato 7- ROAST este com vendas online e sem loja física, excelente torrefação e escolha do portfólio. 8- Academia do cafe Fica um carinho especial pelo Empório Palato, um local que inicialmente tinha o objetivo de vender produtos direto do produtor e que hoje além deste objetivo serve vários métodos de cafe e espresso além de um pão de queijo e broa deliciosa. Local com uma excelente carta de cafés em grãos com torra recente, incluindo cafés da Roast e preços competitivos. Cafés de várias regiões do pais, queijos artesanais maturados e uma prosa muito boa!
  4. Moagem, Espresso e Dúvidas

    @Burny muito obrigado por seus comentários, realmente tenho sentido que chegou o momento de programar um upgrade, infelizmente o custo de máquinas melhores domésticas é proibitivo, para mim - exceto a Breville - que poderia ser uma opção, mas ainda tenho dúvida se resolveria minhas questões em relação a diferença real no resultado final na xícara. De qualquer forma a Aram e o Bravo Mini realmente seriam excelentes opções, o espresso tomo 4 a 5x por semana, em geral 1 a 2 shots/dia - acho que apesar do trabalho manual seria uma excelente opção em termos de resultados. Manteria o Rocky para situações de alta demanda para moagem, receber visitas, etc... Obrigado, é muito bom contar com a experiência dos colegas que já passaram por diversas fases e equipamentos!
  5. Moagem, Espresso e Dúvidas

    Vou fazer um texto grande, para compartilhar algumas observações e pedir informações aos mais experientes: 1- Meu equipamento: Gaggia Evolution, Filtro duplo rancílio 14g (Uso geralmente 16g), Rancílio Rocky. 2- Venho estudando e registrando minhas variáveis e resultados, hoje possuo consistência razoável na distribuição - WDT e no processo com o tamper, força e nivelamento do bolo...etc... 3- Tenho provado espressos em cafeterias conceituadas de BH, sem uso de açucar ou adoçante, de forma geral há um equilibrio entre corpo, doçura, sabor, etc.... 4- Em casa tenho perseguido as recomendações de 25 a 30s, BR 1:2 até 1:3, e tenho conseguido atingir bebidas com os parâmetros corretos e com o aspecto visual de crema, cor, etc... semelhantes ao que vejo aqui no fórum e em outros sites. 5- O problema: o sabor raramente é tão equilibrado como o que provo nas cafeterias que vou, logo pensei - deve se o grão... pois bem - fui a algumas e comprei o mesmo grão que provei, torra recente até 10 a 14 dias, novamente consegui um resultado visual e parâmetros parecidos, mas com o sabor não tão agradável. A regulagem do Rocky variando 5 a 7 - considerando o zero real. 6- Hoje aconteceu um fato inusitado, deixei meu moedor Rocky para limpeza, e fiquei sem moedor... fui a um supermercado aqui de BH - "Verdemar" - que vendem café em grãos, torra própria deles, e onde tomo com frequência o espresso e gosto do sabor... já conheço os cafés de lá e já tinha feito o processo acima e obtido espressos com parâmetros padrão e visualmente bonitos, mas com a questão do sabor sem me agradar muito - muitas vezes as torras mais escuras com amargor excessivo, e as mais claras com acidez exagerada, sem equilíbrio e com muita dificuldade em achar um ponto de equilíbrio. 7- Como estou sem moinho comprei um blend deles, com informação de torra média e moído para espresso na embalagem, torra de 22/12/2018. 8- Ao chegar em casa e abrir o pacote, me assustei - uma moagem bem mais grossa que o que uso geralmente na minha máquina. 9- Preparei o café, sobre dosei bem para tentar criar maior restrição - quase 20g no filtro e como esperado - consegui ao final um BR de quase 1:3.5 em 20 segundos, crema bem discreta, para minha surpresa o paladar estava excelente, muito, mas muito parecido com o que tomo na cafeteria deste supermercado... apenas o meu claramente veio com o BR maior e menos crema, visualmente o da cafeteria estava bem melhor... 10- Muitos podem simplesmente dizer, o problema está em você... gosta de BR alto... mas não acho que seja somente isso, com a moagem mais fina nunca consegui este sabor, nem com BR mais alto, e na cafeteria, estimo que o BR deles deve ficar em torno de 1:2.5 a 1:3. 11- A questão e dúvida é: O meu equipamento doméstico poderia ser o gargalo? Pensei na pressão da bomba, poderia a gaggia evolution ter uma pressão de fábrica bem acima de 9 bar, me obrigando a afinar moagem para restringir fluxo e isso alterando o sabor, ou dificultando mais o acerto final... fiquei com a impressão que com moagens mais finas os deslizes aparecem mais facilmente ao paladar... sei lá posso estar viajando, mas poderia ser essa uma forma de explicar? 12- Na máquina da cafeteria, uma La marzocco... provavelmente com pressão em 9 bar, temperatura mais controlada (minha gaggia esquenta bem!) - seria possível manter boa restrição, bolo adequado e uma moagem ligeiramente mais grossa que a que tenho de fazer em casa e com isso alterando o paladar final? 13- Por último, há também a opção do problema ser o meu moedor, deixei ele para manutenção para troca do disco de moagem - comprei usado, está comigo há quase 7 anos e nunca troquei... o parafuso da mó inferior está espanado e não consegui remover... poderia ser uma moagem irregular, fines, causando esta dificuldade em acertar? Se os mais experientes puderem opinar, fico agradecido.. como nunca tive contato com máquinas melhores... fico sem saber se poderia ter relação com o equipamento, ou somente com o meu treinamento mesmo! Abraços e bons cafés.
  6. Moagem, Espresso e Dúvidas

    @sergio.m Agradeço as considerações... sigo algumas orientações de surfing aqui do Fórum, faço flush, deixo a resistência ligar, encaixo porta filtro e início a bomba assim que a luz se acende... me preocupo pois em uma caldeira pequena de 120ml, tenho preocupação inclusive com o flush que fará água em temperatura ambiente entrar no boiler... e como o sensor mede a temperatura na parede da caldeira, imagino a salada que é a temperatura de extração.
  7. Moagem, Espresso e Dúvidas

    @Vitor Costa agradeco e muito a atencao em compartilhar a sua experiência! O que tenho percebido e este foi o principal motivo do tópico.... é que os parâmetros de extração padrões de tempo, dose, aspecto da crema, etc.... São importantes e um ponto de partida... mas acho complicado manter os mesmos padrões em uma máquina com OPV regulada em 12 a 14 bar, sem PID, boiler pequeno e dificuldade em manter temperatura ao longo da extração.... quando comparado com máquinas em que estes itens citados são estáveis e regulados de forma mais precisa... Tentarei fazer extrações mais longas como você citou e depois compartilho o resultado... de forma interessante há algum tempo atras quase choquei a máquina e a extracao saiu lenta e quase sem crema... já ia jogar fora... mas resolvi experimentar antes... Apesar do visual feio... em sabor estava muito agradável... Abraços.
  8. Caro colega, a turma está apenas tentando te dar um toque, para facilitar a sua venda... O produto está temporariamente sem estoque na maioria das lojas, mas nada indica que a Tramontina encerrará a produção do mesmo em parceria com a Brevile e o pessoal aqui do Fórum sabe bem a média de preço do produto... De qualquer forma o produto é seu e você coloca o preço que desejar. Abraços e bons cafés.
  9. Moagem, Espresso e Dúvidas

    A grande questão é que passei vários anos lendo, ajustando parâmetros, tamper, força, distribuição, etc... para conseguir atingir parâmetros de extração - tempo, caracteristicas visuais e BR... ultimamente tenho conseguido atingir estes parâmetros... mas o sabor ainda é um problema... aí surge a frustração e conclusão de que talvez seja limitação inerente ao projeto, equipamento, etc...
  10. Moagem, Espresso e Dúvidas

    Legal Sérgio, obrigado por responder. Pensando do ponto de vista prático, sei que para uso doméstico as máquinas mais estáveis.. são em geral bem mais caras... e quanto as manuais como a Aram, que vi que possui em sua assinatura, conseguiria resultados melhores, escaldando antes?
  11. Clube das Máquinas Gaggia.

    Caro colega, pelo que falou pode ser a vedação no grupo, vale a pena trocar o anel de vedação, pesquisar na Imeltron, ou comprar de fora - Ebay, normalmente são baratas e não são taxadas. Se for isso o procedimento é simples e rápido.
  12. ROAST Cafés - Pré Black Friday - Exclusivo CdC

    Excelente notícia... já garanti o meu!!!!
  13. Legal, pode contar comigo... tudo o que aprendi e aprendo diariamente no fórum... dava uma grana em cursos..etc.... mais do que justo auxiliar na manutenção dos custos. Abraços
  14. Qual a maquina deve comprar

    Olá Karina, tudo bem? A pergunta principal que deve se fazer é se deseja apenas apertar o botão e ter o seu café, de forma rápida e prática.... ou se deseja entrar no hobby do preparo de café e casa - comprar café fresco em grãos, moedor, acertos no preparo, etc..... Se a resposta for a primeira e a baixo custo não vejo outra opção melhor que uma máquina de cápsulas. Como citou que tinha/tem? a mimo da 3 corações... imagino que deseje partir para as máquinas semiautomáticas, a Mondial C08 é sim uma boa pedida e as Gaggias usadas também são excelentes... como máquinas de entrada e para o que se propõem. Abraços e bons cafés
  15. Olá. Vendeu o Bravo Mini?

  16. [VENDIDO] Moedor Bravo Mini

    Olá Fabrício. O Bravo mini foi vendido? Tenho interesse.
  17. Melhor prensa francesa para Latte Art

    Faço bastante leite na prensa francesa... já percebi o que os colegas aqui no fórum já citaram: consigo consistência parecida com a vaporizacao feira na máquina.... mas o sabor, percebo hoje mais adocicado quando valorizo na máquina. O que não desmerece a French Press para bater o leite, rápida e prática. Algumas observações práticas... sem nenhuma ciência envolvida... Ok? 1- Já usei uma Brinox e uma genérica bem simples - não vi diferença em qualidade final de resultados. 2- Prefira usar uma mais simples, já que o movimento de bater o leite acaba estragando a tela/filtro mais rapidamente. 3- Por último na prensa maior de 600ml consigo um resultado mais adequado para o Capuccino com o leite e espuma mais espessos.... já na menor de 300 a 350ml tenho mais facilidade em conseguir a consistência ideal para o Latte Art... como disse não sei explicar.... mas observei este fato nas repetidas utilizações.... talvez tenha relação com o menor diâmetro da de 300ml e menor área de atuação da tela/injeção de ar no leite. Abraços.
  18. Breville "the Infuser" (BES840XL)

    Bom dia! Escrevo neste tópico com o objetivo de evitar novo tópico. Minha questão é que estou de olho na Breville 840 há algum tempo, mas sempre surge a dúvida do real ganho possível em relação ao equipamento que possuo hoje. Hoje tenho uma Gaggia Evolution uma SB. Gosto da máquina, compacta e aquecimento rápido. Faço basicamente café, já troquei o braço dela pelo da rancílio silvia, melhorou um pouco a vaporização, mas já me acostumei a texturizar o leite na prensa francesa... então o vapor não seria grande problema para mim. Tenho um pouco de dificuldade com a questão de temperatura, estabilidade e manter a consistência dos shots... sigo orientações de surfing e melhora um pouco, mas ainda assim frustrante em alguns momentos. Meu moedor é um Rancilio Rocky. Em relação a Breville 840: Como possui o PID, deixa de ter esta necessidade do surfing, correto...mantemos apenas um expurgo para retirar a água muito aquecida do grupo e encaixamos o portafiltro, correto? Ela faz o aquecimento da água por termobloco? As limitações dela são como de uma SB - em relação a fazer o café e vaporizar, um de cada vez? Enfim, se algué, já fez upgrade parecido, o resultado final em consistência, repetição dos shots, estabilidade de temperatura e facilidade de uso - significou uma real evolução em relação ao modelo antigo, ou acham que seria 6 por meia duzia... e o melhor mesmo seria manter a minha máquina e pensar em juntar e juntar... para algum upgrade futuro e mais caro??
  19. [VENDO] máquina de café La Spaziale S1 Vivaldi

    Olá @Walter.Cruz já vendeu a máquina?
  20. Olá Fabrício, ainda tem o Bravo Mini? Qual o menor valor possível?

  21. Saeco Poemia

    Olá!! Nunca tive a Poemia, mas tive a Mondial C08 e agora tenho uma Gaggia Evolution... imagino que ainda não tenha experiência com espresso e suas variáveis.... Impossível não é, mas extrair 10 shots (5 ciclos com 2 xicaras) em sequência e com consistência... acho complicado, trabalhoso e com elevado risco de comprometer o sabor final... São máquinas de entrada com pouca estabilidade na temperatura. Aqui em casa quando recebo mais gente sirvo sempre a French Press e no máximo um coado na hario. O espresso para mim é nós momentos de prazer, tranquilidade e calma... O processo de preparo é em si uma terapia, para mim... Abraços e bons cafés!
  22. "Não gosto mais" de espresso

    Olá João, para o espresso o grande caminho a percorrer em casa é o do domínio do equipamento + tipo de grão e parâmetros... com máquinas mais simples como a minha - Gaggia Evolution - o processo inicialmente é meio cansativo, até entendermos e dominarmos coisas como pré aquecimento do equipamento, porta filtro, xícaras...padronizar o início da extração ( surfing) e principalmente procurar grãos e níveis de torras que casem bem com o espresso e com o perfil do seu equipamento... uma vez feito isso... consigo hoje uma semelhança e repetição de shots de forma consistente... Acho um erro começarmos com todo o foco somente no espresso... mas foi assim comigo também... os demais métodos permitem um conhecimento inicial mais agradável e menos custoso sobre o mundo do café... e com excelentes resultados... Para mim cada um tem seu lugar... Abraços e bons cafés
  23. Um cafezinho chega a 100 reais ?

    Henrique, para mim isso significa pura e simplesmente o desejo do homem por exclusividade, ser único e pelo prazer... é assim em todos os níveis... apenas achamos que nos encontramos em um ponto de equilíbrio e que somos sensatos... mas no final é tudo igual.... só muda a referência... um café custar 35 reais o Kg pode parecer um absurdo ou excesso para uns... para outros custar 50, 100, 200 e por aí vai... Depois de um certo limite entre custo de produção, beneficiamento, marketing e divulgacao...O acréscimo de preço vem da raridade, exclusividade, prazer que determinado produto pode proporcionar... Até mesmo o prazer da identificação ou diferenciação social... Falando assim parece ridículo e talvez seja, está necessidade humana de afirmação... mas é assim que funcionamos... Abraços...
  24. Belas Extrações do Expresso

    Boa noite e bons cafés. Café da região Mantiqueira de Minas. Gaggia Evolution. Porta Filtro Naked
  25. Para quem deseja acompanhar os passos da Roast: https://www.facebook.com/roastcafes
×