Jump to content
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble
Strawberry Orange Banana Lime Leaf Slate Sky Blueberry Grape Watermelon Chocolate Marble

ivoesazevedo

Senior Members
  • Content count

    37
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by ivoesazevedo

  1. Hallef, essa pergunta encontrará várias respostas por aqui... Recomendo que invistas em umas compras pessoais para conhecer diversos cafés brasileiros. Poderás pensar no perfil que produto que oferecerás. Ainda não entendi se focarás no expresso, ou se oferecerás outras extrações. Não sei se um determinado café consegue ser "o melhor" de toda maneira. Baden Cafés Especiais e William & Sons, aqui em Porto Alegre, torram ótimos cafés. Comprei uns cafés interessantes na Origens, no Shopping Iguatemi. Comprei outros que também gostei muito na Café com Queijo, em Balneário Camboriú. E, em Natal, a Cafeteria Caffeina utiliza cafés do Mário Zardo, muito conhecido aqui no fórum. Eu comprei cafés dele, e repetirei. Nesses lugares que citei, senti profissionalismo e paixão pelo café. Tive ótimas experiências, tanto na xícara, como na conversa. Ouvi falar muito bem dos cafés da Roast. Pretendo experimentar. https://badentorrefacao.com.br/ https://williamsonscoffeecompany.lojavirtualnuvem.com.br/ https://www.facebook.com/cafecomqueijocafeteria/ https://www.instagram.com/caffeinanatal/?utm_source=ig_profile_share&igshid=qvm2vckbdez5 https://roastcafes.com/ Apenas alguns exemplos.
  2. Em algumas cafeterias pode-se encontrar o proprietário apaixonado ou um bom barista servindo cafés que valem a pena tomar. Sempre torço para que o empreendimento prospere. Já estive em lugares onde, apesar das máquinas de café expresso, os líquidos nas xícaras não mereciam serem chamados nem de café, quanto mais de expresso. Alguns interessados montam o negócio por meio de um "pacote", pelo qual alugam o equipamento e comprometem-se a usar determinado grão fornecido pelo locador da máquina.
  3. Recebi ontem. Cabe um pouco folgado no porta filtro, e fica preso na vedação de borracha máquina na hora de retirar. Uma batidinha com o porta filtro resolve.
  4. Moinhos tipo Mimoso

    Acho que foi aqui no fórum que eu vi um projeto de suporte para esses moedores. Alguém fez em madeira, ficou legal. Eu pretendia imitar. Mas seria um trambolho no meu balcão da cozinha, que já está cheio de equipamentos.
  5. Sabes dizer quanto café cabe, em gramas?
  6. Moinhos tipo Mimoso

    Eu havia instalado uma bancada articulada, feita com uma placa de de MDF que era uma prateleira, em frente à churrasqueira. Coloquei o Mimoso lá. Tiro quando vou fazer churrasco... https://photos.app.goo.gl/7HxBXT4k3fTu7RiV9
  7. Medirei o meu porta filtro. Se esse filtro servir, pretendo comprar.
  8. Moedor bem barato

    Fui olhar o início do tópico. Essa conversa já passou, basante, dos cem reais. Desculpa aí. A gente se entusiasma com essa função de fazer café...
  9. Moedor bem barato

    Comprei o Mimoso por recomendação de um dono de cafeteria, que usa um em casa e outro no trabalho. Além disso, li relatos de outros defensores do Mimoso aqui no fórum. Tenho o Mimoso há pouco tempo, gosto dele, e já penso no próximo moedor. Por enquanto é o melhor que já tive. Porém tenho a impressão que as mós poderiam ser mais afiadas (parecem um pouco rombudas). Acho que imperfeições ou desgaste dos moldes podem ser a razão. Considerando quanto café pretendo moer de cada vez, um moedor manual melhor, penso eu, custaria o mesmo que um moedor elétrico razoável. Bravo x Tramontina Breville, por exemplo. Pretendo sempre ter, à mão, um moedor que não dependa de energia elétrica. Detestaria ficar sem café se faltasse luz.
  10. DeLonghi EC-700 vazando água

    Olá! Graças a pesquisas em colaborações de outros participantes do fórum, posso indicar-te o seguinte: Diagrama "explodido" da máquina e loja de partes no exterior: https://www.ereplacementparts.com/delonghi-ec700-espresso-maker-parts-c-122345_122351_122737.html Loja de partes sobressalentes no Brasil: https://nsshop.com.br/modelo/delonghi/cafeteiras-delonghi/ec700-127v
  11. Costa Rica: alguma sugestão?

    Em janeiro de 2018 passei por free shops no Peru, Costa Rica e El Salvador. Comprei uns 10 cafés Britt, três ou quatro de cada país. Foi uma experiência interessante.
  12. Moedor bem barato

    Penso que um fator determinante para a escolha do moedor é a quantidade de café que a pessoa precisa moer de cada vez, e quanto tempo e esforço aceita empregar na tarefa. Para cinco doses (dois duplos e um simples) em toda ocasião, com uma máquina de expresso com filtros pressurizados e bons cafés como os do Mário, por exemplo, um Mimoso n. 2 mostrou-se aceitável para mim. O moedor elétrico que possuo é de lâminas, e não pretendo mais usá-lo. O outro manual, com mós cerâmicas, é muito frágil e lento. No meu caso, cada novo investimento puxa, logo em seguida, outras aquisições. Então, depois do moedor, virão: balança, tamper (dinamométrico, será?) e filtros não pressurizados. Isso, para expressos básicos em casa. Paralelamente, pretendo comprar uma prensa francesa. Os coadores deixarei para depois. Não tenho muita vontade de depender de papel para tomar café.
  13. A descalcificação pode entupir a máquina?

    Eu vi diagramas "explodidos" de uma máquina DeLonghi, que devem auxiliar em uma eventual desmontagem para manutenção. Também li comentários sobre a facilidade para obter peças de reposição. Tenho uma EC220CD, e provavelmente tentaria consertar a minha em casa. Marcos Sampaio é um dos que indicou https://nsshop.com.br/. Podes ir direto em https://nsshop.com.br/subcategoria/delonghi/cafeteiras-delonghi Outra indicação dele, onde estão os diagramas: https://www.ereplacementparts.com/search_result.php?q=delonghi Sei que não respondi se a descalcificação solta pedaços que venham a entupir a máquina, mas, caso ocorra, tem como consertar.
  14. Engenharia de moedores

    Eu já vi o Tramontina Breville em duas cafeterias. Claro, acompanhando outro(s) moedor(es). Quase comprei, mesmo por R$ 1.400,00. Mas desisti, por enquanto. Timidez financeira :-(
  15. Moedor bem barato

    Hahahaha! Cabral, saí de um moedor de lâminas Cadence para um Mimoso (passei por um Imaginarium pelo caminho). Foi um baita progresso, na minha opinião. Eu estava quase comprando um Tramontina Breville, mas resolvi gastar menos nesse momento. Quem me recomendou o Mimoso foi um barista, dono de cafeteria, que tem no trabalho o Mimoso, o Tramontina Breville, e um moedor profissional. Disse que usa o Mimoso em casa há dez anos. Li uns relatos aqui no fórum, vi o vídeo do Fogo Ruivo e confiei, né? Antes de comprar o Mimoso, falei com o Gilberto, mas ele não tinha nenhum moedor para entregar, e demoraria mais do que eu queria esperar.O mínimo que preciso moer diariamente é três a cinco doses bem cedo, para o café da manhã. Com o Mimoso, isso é razoavelmente rápido. Muito mais rápido que o Imaginarium. Regulei como quis e não acho muito inconsistente. Claro, estou comparando com o que tinha antes, e nunca usei um moedor melhor. Estou com vontade de regular para moer mais fino, pois as extrações estão meio rápidas, embora geralmente saborosas (dependendo, claro, do grão usado). Tenho uma DeLonghi com filtros pressurizados. Ainda não pude progredir para uma máquina melhor. Pretendo experimentar filtros não pressurizados. Costumo beber "expressos duplos" mais longos em casa, acompanhados de pão com manteiga ou sanduíche preparado com manteiga. Aqui em casa ninguém, nem minha filha de 13 anos, adoça café. Andei fazendo uns coados em festas de família (só cafés especiais, uns fermentados, até) e ela declarou que prefere expresso. Há uns anos revoltou-se quando tentei servir um café Melitta com leite para ela, tendo grãos da assinatura do ClubeCafé em casa - "não acredito que vão me dar Melitta!" Ela nunca gostou de leite. Agora só toma café puro. Já fala sobre a doçura e a acidez dos café. Criei um monstro, hahahaha. Quando puder justificar um grande investimento em equipamentos, sonho com o Baratza Sette 270Wi, hehehe. Não sei se é tudo o que diz ser, mas gostei que tem uma balança e moi, pesando, direto no porta filtro. Digo grande investimento pois aí teria que comprar também uma máquina de expresso, tamper dinamométrico, balança com cronômetro, prensa francesa, porta filtro, a bagunça toda. Sem esquecer o investimento mensal em grãos de qualidade. A gente vai se virando e avançando degrau por degrau. Ao colega que abriu o tópico, peço desculpas por abusar do espaço para esse exibicionismo, sem dar alguma ajuda concreta.
  16. Se servirem na minha DeLonghi EC-220.CD, eu quero. Estão em São Paulo ou Porto Alegre?
  17. Dicas de Nova York

    Tomei um expresso no Toby's Estate Coffee (https://tobysestate.com/locations/west-village/).
  18. Dicas de Nova York

    Em janeiro de 2018 estive em NY. Perto do Belvedere Hotel tem um Amish Market, onde fotografei a seção de cafés:
  19. Clube de Café ou Compra Individual?

    Há vários anos, por sugestão de um amigo, assino o Plano Arrojado do https://www.clubecafe.net.br/. Como escolhi receber 500g de café, sempre falta e compro cafés diferentes para completar o mês. Agora que também comprei cafés do Mário, pretendo repetir. E também experimentar outros citados no fórum. Para mim, então, assinatura + compras avulsas fazem sentido.
  20. Moedor bem barato

    Tenho dois moedores manuais em casa. Um que ganhei de presente, que é vendido pela Imaginarium, mas creio que é um mecanismo chinês com mós cerâmicas: É lento - impraticável moer café para servir várias pessoas. Corpo frágil, por ser construído em louça. Não é durável - o meu afrouxou o eixo e ficou imprestável quando ia completar um mês lá em casa (a loja trocou o que estragou, e agora uso muito pouco). Portátil. O outro é o Mimoso nº 2: Rápido. De ferro fundido, praticamente indestrutível em casa. Regulagem fixável com uma borbolete (não escapa). Moagem razoavelmente consistente. Grande, pesado e precisa ficar fixo na borda de uma mesa ou bancada. Recomendo fortemente o Mimoso, se não houver necessidade ficar passeando com o moedor.
  21. SÍNDROME RUIVA

    A ideia é postar fotos de equipamentos, ou de consumíveis (cafés) também? Só coisas relacionadas a café, ou vale tudo?
  22. Moedor Manual ou Comprar moído

    Depois de usar até estragar (em menos de 30 dias o eixo ficou frouxo) um moedor de mós cerâmicas da Imaginarium, que ganhei de presente, comprei um Mimoso nº2 por R$ 163,00 (frete incluído) e abandonei o Cadence de lâminas. Meus "expressos" podem ter melhorado: pelo menos eu estou satisfeito com a moagem mais regular. Porém ainda não tenho prensa francesa, então não fiz moagem grossa no Mimoso. O Fogo Ruivo diz que dá certo, e até postou um vídeo.
  23. Cafeteria em Natal (RN)

    Recomendo a Cafeteria Caffeina. Serve cafés do Mário Zardo. Fui duas vezes e tomei expresso, french press e V60. Acho que tem aeropress e talvez outros métodos também. Rua Américo Soares Wanderley, 1985B - Capim Macio. https://goo.gl/maps/WiNHUKdEmbH2
  24. Como vocês compram (bons) cafés?

    Compro cafés sempre que viajo e vejo algo que me interesse. Numa viagem, há um ano, comprei nas lojas de aeroportos vários (uns 10) cafés da marca Britt. Peru, Costa Rica e El Salvador. Até entrar no forum do clube do café, por falta de conhecimento, não prestava atenção à data da torra. Aliás, essa é uma informação que nem sempre está disponível. Não sei nem se, quando informam "data de fabricação", isso indica a torra ou o fracionamento e embalagem, que podem ser feitos muitos dias depois. Semana passada teimei de comprar cafés na Starbucks do aeroporto de Congonhas, e precisei revirar a loja, com um funcionário prestativo, até encontrar dois cafés com validade entre final de março (Kenya Medium Roast) e maio (Honduras Marcala Dark Roast). Quase todos os pacotes estavam vencendo em fevereiro. Caraca! Tudo café velho. Eu até ia comprar mais, mas não deu. Além disso, até a torra média da Starbucks é bem escura. Fiz em janeiro minha primeira compra de cafés da Seleção do Mário (Chocolate, Amendoado, Melaço de Cana e Família Brioschi), e estou muito satisfeito com a qualidade dos grãos torrados e do atendimento. Infelizmente a entrega demorou um pouco mais do que ele pensava e acabei viajando antes da chegada dos cafés, que me esperaram mais de dez dias na portaria do prédio.
×